Futebol

04 dezembro 2020, 10h10

Renato Paiva

"As vitórias trazem-nos outro tipo de alegria e confiança." É assim que Renato Paiva olha para o passado recente do Benfica B. No caminho das águias na II Liga surge agora o Feirense. O duelo da 11.ª jornada está aprazado para este sábado, 5 de dezembro, às 11h00, no Estádio Marcolino de Castro.

"As últimas duas vitórias trazem-nos um pouco mais de confiança porque, como sempre disse, os jogadores estavam convictos daquilo que realizavam e estávamos a falhar ao nível do resultado apenas pelos detalhes. Corrigimos muita coisa e esses detalhes acabaram por se virar a nosso favor. As vitórias trazem-nos outro tipo de alegria e de confiança", explicou Renato Paiva, em declarações exclusivas à BTV.

O treinador encarnado valorizou bastante os triunfos diante do Cova da Piedade (2-3) e do Varzim (1-0), contudo, deixou bem claro que o Feirense é um oponente de uma craveira diferente. Analisou a equipa ao pormenor e ainda revelou alguns dos jogadores que poderão desequilibrar a partida

Renato Paiva

"Este é um adversário de grandíssimo peso. É um dos candidatos à subida. Tem um plantel que, na minha opinião, se não é o melhor, é o segundo melhor da II Liga. Têm muitas soluções de qualidade em várias posições. Atrás têm dois centrais muito experientes e que jogam muito bem. Tem um seis, o Washington, que jogou na I Liga durante várias épocas, que é muito agressivo. No meio-campo também há muita qualidade... o Joãozinho e o Tavares, este último teve aqui connosco, o Fábio Espinho, que tem uma carreira que fala por si e depois têm um jogador de um patamar muito elevado. Se retirarmos as equipas B da equação, está no top 3 de melhores jogadores da II Liga. Falo do Feliz. É um jogador baixo na estatura, mas enorme na qualidade e talento. Tem sido um desequilibrador em vários jogos. Na frente há muita verticalidade e têm um ponta de lança muito forte na área, o Fabrício. Por aqui podemos ver as várias escolhas que o treinador do Feirense tem à sua disposição", expressou.

Apesar de tecer vários elogios ao adversário, Renato Paiva vincou ainda aquilo que será preciso fazer para "incomodar" o Feirense e fazer um bom jogo em Santa Maria da Feira. Recorde-se que na época transata as águias empataram (1-1) no Estádio Marcolino de Castro – Kevin Csoboth, um dos jogadores em maior evidência nas últimas duas jornadas, fez o golo benfiquista. Recorde aqui o tento...

"O tipo de dificuldades que vamos ter com o Feirense diferirão daquelas que tivemos com o Varzim. Vamos ter de ser um coletivo muito forte em termos defensivos e ofensivos", sinalizou Renato Paiva.

"Em termos ofensivos teremos de ter um jogo posicional muito forte para aproveitarmos a postura de assumir o jogo por parte do adversário. Defensivamente teremos de ser muito compactos e muito arrojados. Uma individualidade do Feirense, ou outra equipa, resolverá muito menos um jogo se o coletivo estiver solidário e próximos uns dos outros. Teremos de ser uma equipa muito forte e solidária. Vamos tentar tornar o jogo incómodo para o Feirense, na sua casa. Esse é o desafio que teremos pela frente", complementou o treinador.

Texto: Diogo Nascimento

Fotos: SL Benfica

Última atualização: 4 de dezembro de 2020

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar