Voleibol

06 março 2021, 20h05

Benfica-Fonte do Bastardo

RESUMO DO JOGO

Marcel Matz indicou a estratégia e os seus comandados cumpriram à risca. Nem o incómodo bloco da Fonte do Bastardo impediu as águias de vencerem o encontro (3-1) e marcarem presença na final da Taça de Portugal. Este domingo (7 de março), pelas 16h00, haverá dérbi entre Benfica e Sporting.

Duas equipas que se conhecem muito bem. Pontos fortes e debilidades estudadas... era hora de colocar em quadra tudo o que se trabalhou durante a semana. As águias, lideradas por Marcel Matz, entraram melhor e conseguiram fugir no marcador (10-6). Os fortes serviços traziam problemas à equipa açoriana. O Benfica deixou a Fonte do Bastardo aproximar-se, quebrando uma vantagem de cinco pontos, e o técnico encarnado mudou a estratégia. A alteração surtiu efeito, o Clube da Luz esfriou, voltou a dilatar o resultado, porém, foi o bloco açoriano quem capitalizou. Os emblemas encontravam-se empatados a 25, mas a vontade do Glorioso foi superior para selar o primeiro parcial. No fim do 1.º set: 27-25.

A toada mantinha-se. O Benfica entrou melhor no 2.º set. Mais concentradas, as águias conseguiam encontrar estratégias para ultrapassar o, sempre incómodo, bloco da Fonte do Bastardo. Caíque, do conjunto açoriano, era um dos mais inconformados. A sua experiência inspirava os seus colegas a dar o máximo, mas a mestria encarnada continuava em níveis elevados. No fim do 2.º set: 25-17.

Benfica-Castêlo da Maia Modalidades Voleibol

Ao contrário daquilo que se passou nos outros parciais, a Fonte do Bastardo entrou melhor no 3.º set. A agressividade imposta pelos comandados de João Coelho não era contida pelas águias e os açorianos aproveitavam para "ferir" o adversário desta tarde (19-21). O ascendente era notório, mas o Benfica ganhou novo fôlego, partiu para cima do adversário, contudo, este set viria mesmo a cair para o lado insular. No fim do 3.º set: 22-25.

Uma entrada vigorosa do Clube da Luz, contrastando com uma entrada apática da Fonte do Bastardo, permitia às águias alcançarem uma vantagem de cinco pontos (6-1). Este ímpeto foi controlado pelos açorianos, porém, era o Benfica que usava os trunfos a seu favor para selar o triunfo e a passagem à final da Taça de PortugalNo fim do 4.º set: 25-15.

Amanhã (dia 7 de março) joga-se a final da prova-rainha. Benfica e Sporting disputam o tão desejado troféu, numa partida que terá início às 16h00

Benfica-SC Caldas

DECLARAÇÕES

Marcel Matz (treinador do Benfica): "A maturidade e a experiência contaram muito! Agora é foco na final! É um clássico e espero que os adeptos possam curtir na televisão. Vai ser um jogo difícil, o Sporting também quer muito conquistar esta Taça. Agora vamos descansar, estudar, organizar e amanhã [domingo] é para colocar o coração na quadra. O desgaste é um pouco maior para o nosso lado, a nossa meia-final foi mais difícil, mas isso também nos dá maior pressão, uma casca-grossa para essa final."

FICHA  BENFICA-FONTE DO BASTARDO, 3-1
Local Pavilhão Municipal de Santo Tirso
Formação inicial do Benfica Rapha, Tiago Violas, Theo Lopes, Wohlfi, Zelão, Japa e Ivo Casas
Suplentes Bernardo Silva, André Lopes, Hugo Gaspar, Marc Honoré, Afonso Guerreiro, Miguel Sinfrónio e Nuno Pinheiro
1.º set 27-25
2.º set 25-17
3.º set 22-25
4.º set 25-15

Texto: Diogo Nascimento
Fotos: SL Benfica
Última atualização: 7 de março de 2021

Patrocinadores Voleibol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar