Voleibol

27 março 2021, 20h33

Festejos da equipa de voleibol

RESUMO DO JOGO

SL Benfica e Fonte do Bastardo discutiram, nesta tarde/noite de sábado, o jogo 1 da grande final do play-off do Campeonato Nacional de voleibol. Numa eliminatória à melhor de cinco, exibição categórica e vitória das águias por 3-0 no Pavilhão n.º 2 da Luz!

Após uma meia-final com três exibições de grande nível – triunfo por 3-0, em jogos, contra o Sporting –, o Benfica encontra um adversário (mais um!) que bem conhece nesta final do Campeonato Nacional, adversário esse que também com um taxativo 3-0 eliminou o SC Espinho.

Jogo de emoções no Pavilhão n.º 2 da Luz, afinal, está a viver-se o grande objetivo da temporada e quem vencer a eliminatória, à melhor de cinco, será Campeão. Ingredientes reunidos para um grande espetáculo... e o 1.º set foi sintomático!

André Lopes

Entraram mais fortes os açorianos, com o serviço andorinha a fazer estragos e a cavar um 0-4 inicial. O Benfica reagiu e empatou aos 8-8. A partir daqui, alternância no marcador, num jogo marcado pelos poucos erros no serviço, equilíbrio e pela muita ambição em quadra. Com 11-13, Marcel Matz pediu time out para reorganizar o coletivo e não deixar fugir os visitantes... mas os dois pontos de desvantagem teimaram em manter-se e ampliaram-se aos 16-19. Várias mexidas no xadrez encarnado, outras soluções, com a experiência e agressividade de André Lopes no serviço a serem determinantes na aproximação e ultrapassagem já na reta final (22-21). Com as águias na dianteira, foi então altura de João Coelho parar o jogo... Voleibol de altíssimo nível em quadra e, já nas vantagens, ao quarto set point, um ás de Theo fechou o parcial num 28-26: 1-0 para o Benfica!

Bloco do Benfica

Cada set tem a sua história e, ao contrário do inaugural, foram os encarnados quem entraram melhor no 2.º parcial... Show em quadra! Concentração, foco, garra e o marcador a mostrar um 6-1, justo e sem contestação. Com 8-2, paragem no encontro por parte do técnico da formação da Praia da Vitória, mas o Benfica estava imparável. A eficácia no bloco cresceu, os índices de agressividade idem e, assim, é difícil parar o Glorioso! Pelo meio, um cartão vermelho mostrado à equipa encarnada ainda deu algum alento à Fonte do Bastardo, mas foi sol de pouca dura, porque o Benfica manteve-se superior em todas as variantes do desafio, irrepreensível, carregou e fechou o set num incontestável 25-15, fazendo o 2-0 no jogo.

Theo

O bloco duplo formado por Marc Honoré e Japa mostraram ao que o Benfica vinha no arranque do 3.º set! Em desvantagem, os visitantes reagiram... e que grande, grande jogo de voleibol, mais um daqueles que mereciam público nas bancadas. Três pontos à maior (5-8) obrigaram Marcel Matz a parar a contenda. A correr atrás do prejuízo, o Benfica acreditou sempre, perante uma Fonte do Bastardo motivada, a dar tudo em quadra. Que espetáculo! Empate, finalmente a 15 pontos, uma autêntica maratona... Novo empate a 19, emoção, equipas a equipararem-se e incerteza no desfecho. O Benfica, fortíssimo, quer física, quer mentalmente, puxou dos galões e voou para um triunfo, novamente nas vantagens, fechando o parcial (28-26) e o jogo num claro 3-0! Justo!

A eliminatória viaja agora até à Praia da Vitória! Os dois jogos seguintes (2 e 3) vão acontecer na Ilha Terceira, nos Açores, logo no começo de abril, nos dias 2 e 4, sexta-feira e domingo de Páscoa, respetivamente, ambos às 18h00 em Portugal Continental. Quem vencer três partidas será o novo Campeão Nacional! O Benfica está em vantagem!

Marcel Matz

DECLARAÇÕES

Marcel Matz (treinador do Benfica): "Estas são as duas melhores equipas do Campeonato. Foi um jogo difícil, fisicamente a Fonte do Bastardo é uma equipa forte, tem dois centrais grandes, o que nos causou dificuldades na viragem de bola, mas penso que a paciência e o erros mais controlados da nossa parte fizeram a diferença. Tivemos dois sets atrás do marcador, com peso na questão psicológica, porque jogar atrás não é fácil e a margem é muito pequena, mas também a entrada de alguns jogadores deu tranquilidade na quadra. No 2.º set jogámos bem, abrimos logo no início na frente isso e deu-nos consistência para segurar. Foi o primeiro jogo da eliminatória, agora vamos aos Açores tentar vencer, pelo menos, um jogo lá e tentar trazer a decisão para um quarto desafio. Vai ser muito complicado, mas vamos com a vitória em mente."

Benfica, equipa perfilada

Benfica-Fonte do Bastardo
3-0
Pavilhão n.º 2 da Luz
Formação inicial do Benfica
André Lopes, Japa, Tiago Violas, Theo Lopes, Marc Honoré, Peter Wohlfi e Ivo Casas (L)  
Suplentes
Rapha, Bernardo Silva (L), Hugo Gaspar, Afonso Guerreiro, Miguel Sinfrónio, Zelão e Nuno Pinheiro 
1.º set 2.º set 3.º set
28-26 25-15 28-26

Texto: Sónia Antunes
Fotos: Victoria Ribeiro / SL Benfica
Última atualização: 27 de março de 2021

Patrocinadores Voleibol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar