Futebol feminino

29 março 2021, 12h52

Catarina Amado

Catarina Amado, atual lateral-direita da equipa de futebol feminino do Sport Lisboa e Benfica exprimiu, em entrevista ao Jornal do Clube, as sensações de representar este símbolo ao mais alto nível, as conquistas desde que aqui chegou, o trabalho de uma equipa unida e as perspetivas futuras.

A atleta de 21 anos, que integra a formação comandada por Filipa Patão, acumula participações nos escalões de Sub-17 e Sub-19 da Seleção Nacional e sonha com uma oportunidade de se estrear na equipa A.

Proveniente do Estoril Praia, onde habitualmente alinhava na posição de extrema/avançada, chegou ao Clube da Luz em junho de 2019 e, ao serviço das águias, soma duas Taças da Liga, uma Supertaça e a presença inédita na Liga dos Campeões

Catarina Amado Futebol Feminino Benfica

Sempre quis ser jogadora de futebol?

Sim, é um sonho que ambicionava desde criança. Por vezes, ainda me custa acreditar naquilo que estou a viver, ainda por cima no meu clube do coração.

Joga na posição de lateral-direita. Satisfeita com a evolução que tem mostrado?

Atualmente, é uma posição que estou a gostar imenso de aprender, e sinto que evoluí bastante. A posição em que mais tempo joguei foi a extremo, mas o mais importante é conseguir ser útil à equipa.

"O Benfica quer sempre mais"

Começou na AD Poiares e, depois, passou pelo Estoril Praia antes de vir para a Luz. Como se deu a oportunidade de vir para o Benfica?

O convite surgiu naturalmente, fruto, também, do meu trabalho. Quando achei que era a altura certa e o melhor momento para dar o salto, decidi aceitar.

Catarina Amado Futebol Feminino Benfica

Na altura em que surgiu o convite do Benfica, foi a concretização de um sonho?

Sim, sempre foi algo que sonhei e ambicionei desde criança, jogar no meu clube de coração, e, felizmente, tive o prazer e o privilégio de o concretizar. Entrar em campo com este emblema é um tremendo orgulho.

É natural de Coimbra, Lousã. Como decorreu a sua mudança para Lisboa, foi fácil?

Não foi uma transição muito difícil. Claro que custa sempre estar longe da família, e isso é algo que ainda hoje me custa imenso, mas fui muito bem acolhida e recebida. O Benfica e a estrutura do Clube acabaram por facilitar a minha adaptação.

"É um clube grande com excelentes infraestruturas"

Que condições de trabalho encontrou, quando aqui chegou?

Encontrei condições muito boas, que, até ao momento, ainda não tinha encontrado… Vinha de realidades diferentes. Estive em clubes que deram sempre o melhor e tudo o que conseguiam às atletas, mas, infelizmente, nem sempre tinham tantas possibilidades como aquelas que o Benfica pode dar. Este é um clube grande com excelentes infraestruturas e com profissionais que nunca nos deixam faltar nada.

Catarina Amado

Como decorreu o seu processo de adaptação à equipa?

Foi um processo fácil. Já conhecia algumas jogadoras que estavam inseridas no grupo, e isso facilitou imenso a minha adaptação. Tudo tem acontecido de forma natural, e temos um ótimo ambiente de trabalho junto da equipa.

Foi bem acolhida pelas colegas?

Fui muito bem recebida e acolhida, desde as minhas colegas de equipa até às equipas técnicas que por aqui passaram, assim como pela direção. Têm sempre o cuidado de verificar se estás bem, se te sentes bem e se não te falta nada. Colocaram-me muito à vontade, e isso foi um sinal muito importante para eu ganhar confiança e conforto.

"Temos um ótimo ambiente de trabalho"

Quais foram as maiores dificuldades que sentiu nos primeiros tempos no Clube?

As maiores dificuldades que senti foram, sem dúvida, a adaptação aos horários de treino. Vinha de uma realidade em que treinava à noite, e no Benfica treinamos de manhã. Também senti diferença ao nível da intensidade, que aqui é muito maior.

Catarina Amado Futebol Feminino Benfica

O seu primeiro golo, no Benfica, foi diante da Cadima, em 2 de novembro de 2019. Ainda se lembra?

Claro que me lembro, é impossível esquecer o primeiro golo com este emblema ao peito. Foi uma sensação incrível e mais um objetivo que consegui alcançar, mas o meu foco principal passa por estar bem fisicamente e poder ajudar a equipa.

Recentemente, o Benfica conquistou a 2.ª Taça da Liga. Que objetivos coletivos tem a equipa para o que falta da temporada?

O Benfica quer sempre mais, e os objetivos passam por tentar vencer todas as competições em que estamos inseridas. Vamos continuar a trabalhar e pensar jogo a jogo.

"Sinto-me muito acolhida pelos adeptos"

Como foi revalidar o título na Taça da Liga?

Foi inesquecível. Ganhar um título é sempre algo marcante e que queremos muito, mas, agora, é olhar para a frente e continuar a trabalhar para os próximos objetivos. Esta é a 2.ª temporada de águia ao peito. Que evolução tem sentido na equipa desde que chegou? Foi uma evolução brutal. Tem sido um processo feito com calma, mas que, a cada treino, vamos aperfeiçoando para nos tornarmos melhores. Como foi a experiência de participar na Liga dos Campeões? A Liga dos Campeões é um palco onde todas as equipas querem chegar e estar. Pessoalmente, foi um marco. É uma competição muito exigente e com muita qualidade, e vamos continuar a trabalhar para estarmos lá mais vezes. Para isto, temos de estar superfocadas no Campeonato Nacional e dar tudo para conquistar o título.

Catarina Amado

Marcou um dos golos na vitória por 3-1 frente ao PAOK. Qual foi a sensação?

Foi incrível e inesquecível. Atrevo-me a dizer que esse golo, na Grécia, foi um dos que me trouxeram mais emoção e que jamais irei esquecer.

Uma coisa que se nota é o espírito de união que existe na equipa. Qual é o ambiente que se vive no balneário antes e depois dos jogos?

Este grupo tem uma grande união. Somos muito unidas e focadas! Antes dos jogos, temos muitos momentos de brincadeira e cantorias, mas chega uma altura em que temos de nos começar a concentrar e a focar no jogo. Quando acabamos os jogos, a união e o espírito de equipa mantêm-se firmes.

"Somos muito unidas e focadas!"

Como tem sido trabalhar com a treinadora Filipa Patão?

A míster Filipa é uma pessoa com quem já tinha tido o privilégio de trabalhar. Chegámos a partilhar o relvado como colegas de equipa, e, na altura, eu era muito jovem. Sempre foi uma pessoa focada e trabalhadora, estamos a absorver bem o que pretende.

Com o total de 32 internacionalizações nas camadas jovens, 2020 foi um ano que ficou marcado pela sua primeira chamada, em novembro, à seleção principal. Está ansiosa pela estreia?

A estreia deixa-nos sempre aquele nervosismo saudável, mas estou muito focada no trabalho diário e, quando a oportunidade chegar, estarei cá para a abraçar. O mais importante é poder continuar a evoluir no Benfica.

Catarina Amado Futebol Feminino Benfica

Que impacto considera que o Benfica teve na sua chamada à seleção portuguesa?

Evoluí muito aqui. Cresci muito como jogadora, e sem dúvida que isso me fez querer trabalhar mais para sonhar com outros patamares. Uma chamada à seleção deve-se muito ao nosso trabalho individual, mas também tem um impacto essencial tudo o que desenvolvemos no nosso clube. É muito bom saber que estou a crescer no Benfica e que, também por isso, fico mais próxima de representar o meu país.

Os adeptos estão afastados dos estádios. Como é jogar sem sentir o apoio do público nas bancadas?

Os adeptos fazem-nos imensa falta nos estádios. Queremos ter aquela vibração positiva, aquele barulho de fundo, os aplausos… Mas nós vamos continuar a trabalhar para trazer espetáculo aos nossos jogos e dar alegrias aos benfiquistas, que tanto merecem.

"É muito bom saber que estou a crescer no Benfica"

Apesar de os recintos estarem vazios, sente o apoio dos benfiquistas nas redes sociais?

Sinto muito apoio por parte dos nossos adeptos, e sinto-me muito acolhida por eles. Têm sempre uma palavrinha a dar, e isso é muito gratificante e de louvar. Eu, como todas as minhas colegas, só lhes tenho a agradecer por todo o apoio que nos dão.

Quais são os seus objetivos profissionais e pessoais, nesta equipa?

Os meus principais objetivos são conseguir estar nas melhores condições para ajudar a equipa a ganhar todas as competições em que estamos, e continuar a crescer e a evoluir como jogadora. Estou no meu Benfica e penso só em vencer com esta camisola!

Texto: Ana Cristina Soares
Fotos: Arquivo / SL Benfica
Última atualização: 30 de março de 2021

Patrocinadores Futebol Feminino


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar