Futebol

06 maio 2021, 22h12

Rafa fez uma assistência no clássico

RESUMO DO JOGO

Dois penáltis revertidos, uma expulsão perdoada ao adversário (Pepe, aos 80'), uma bola na barra aos 90'+1', um golo anulado aos 90'+2'... e clássico empatado (1-1) no Estádio da Luz. Foi com amargo de boca que o Benfica saiu do embate com o FC Porto na 31.ª jornada da Liga NOS.

Duas equipas sólidas, com estruturas táticas afinadas (o Benfica em 3x4x3, o FC Porto em 4x4x2), protagonizaram um duelo muito vivo e enérgico na Catedral, mas com escassas oportunidades de golo no primeiro tempo. Mérito, nesta fase, para as competências defensivas dos contendores, que foram estancando e neutralizando as ofensivas.

Benfica-FC Porto

Neste período, a diferença de forças esteve nos pés e no rasgo de Everton. Ao minuto 23, na sequência de uma recuperação de bola das águias à entrada do espaço ofensivo, o internacional brasileiro assumiu a condução da jogada, desembaraçou-se de um molho de adversários com fintas curtas, viu a bola ressaltar de Sérgio Oliveira para Rafa, e este devolveu-a ao internacional brasileiro, que disparou de pé direito para o 1-0. Num excelente momento de inspiração e qualidade técnica, o camisola 7 aumentava para seis o seu número de golos na Liga NOS 2020/21.

Num desafio com blocos encaixados, o Benfica aguentou a reação normal do FC Porto e ainda conseguiu agitar os acontecimentos com saídas rápidas para o contragolpe...

Benfica-FC Porto

Em tempo de compensação (45'+1'), Pizzi e Rafa arrancaram na direção da grande área portista, o 21 isolou o 27 e este foi derrubado por Manafá na zona de rigor. Artur Soares Dias assinalou penálti! No entanto, após revisão do videoárbitro, a decisão foi alterada. Rafa partira de posição irregular, um fora de jogo de 19 centímetros. Ao intervalo as águias estavam na liderança do clássico.

O embate continuou discutido e aceso no segundo tempo, o Benfica procurando ferir com transições e construções rápidas, o FC Porto tentando chegar à área para incomodar Helton e espreitar a igualdade. Ao minuto 63, num dos ataques em alta velocidade, Diogo Gonçalves invadiu a área pelo lado direito e, em despique com Zaidu, caiu na área. Artur Soares Dias voltou a apontar para a marca dos 11 metros, mas o penálti que beneficiava as águias foi revertido pelo árbitro após visionamento do lance no monitor.

Benfica-FC Porto

A competitividade estava presente em cada momento do jogo, numa toada de parada e resposta. A intensidade não podia cair, com bola, sem bola e nos duelos, e Jorge Jesus, aos 68', trocou duas unidades: saíram Weigl e Rafa, entraram Gabriel e Taarabt.

Ao minuto 75, porém, aconteceu o golo do empate. João Mário acelerou na direita, centrou e, no meio da área, Uribe finalizou de pé direito e marcou (1-1).

Havia ainda tempo suficiente para voltar a tentar bater o guarda-redes portista e o Benfica foi atrás desse objetivo... e também esbarrou numa decisão de arbitragem incompreensível! Em mais uma ação na metade ofensiva, Seferovic, aos 80', foi derrubado por Pepe, uma infração rude, por trás, sancionada tecnicamente pelo árbitro, mas que deveria ter resultado na expulsão do central, a quem já tinha sido exibido um cartão amarelo. Se há lances que não oferecem dúvidas, este é um deles. A inferioridade numérica dos azuis e brancos foi poupada por Artur Soares Dias.

Benfica-FC Porto

Já com Darwin no lugar de Everton (85'), os instantes finais do clássico não destoaram, foram emocionantes e de loucos. Aos 90'+1', mais uma jogada acelerada pelo Benfica, deixando Taarabt na carreira de tiro. O internacional marroquino atirou forte de pé direito, à entrada da área, Marchesín ainda tocou no esférico e este acertou na barra!

Os encarnados estavam a correr pelo golo da vitória e a bola voltou a entrar na baliza portista. Pizzi, aos 90'+2', rematou cruzado na área, depois de receber um passe de Diogo Gonçalves, e faturou! Festejou-se golo... mas a ação seria invalidada pelo videoárbitro, que ajuizou posição irregular de Darwin (fora de jogo de 30 centímetros) num dos momentos do ataque, sobre o corredor esquerdo. A hipótese de vitória foi anulada, o clássico terminou 1-1 e o Benfica mantém-se na terceira posição a quatro pontos do segundo classificado.

Na próxima jornada (32.ª) os encarnados viajam até à Madeira para enfrentar o Nacional, um jogo agendado para as 18h00 de terça-feira (11 de maio).

Descontos em mais de 60 produtos Adidas

Texto: João Sanches
Fotos: Isabel Cutileiro e Tânia Paulo / SL Benfica
Última atualização: 6 de maio de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Futebol

As imagens do Vizela-Benfica

O Benfica venceu o FC Vizela, por 0-1, em desafio da 9.ª jornada da Liga Bwin. A norte do País, numa tarde/noite chuvosa, valeu o golo de Rafa, após cruzamento-passe de Pizzi, aos 90'+8', para a conquista dos três pontos. Difícil, mas justo! 

Hóquei em Patins Feminino

As melhores imagens da conquista da 8.ª Supertaça!

A equipa feminina de hóquei em patins do Sport Lisboa e Benfica venceu por 1-3, este dia 23 de outubro, no Pavilhão de Alverca, a 8.ª Supertaça do seu historial frente ao Clube Atlético de Campo de Ourique (CACO). Um triunfo justo com golos de Marlene Sousa, Maria Sofia Silva e Cata Flores aplaudidos pelo Presidente Rui Costa. 

Futebol

Sub-23 | Antevisão ao dérbi

Luís Castro, treinador dos Sub-23 do Benfica, e o médio Pedro Santos anteviram o Sporting-Benfica, da 7.ª jornada da zona sul da Liga Revelação. O dérbi está agendado para as 13h00 deste domingo. O técnico garante, à BTV, que a equipa vai "encarar o jogo para vencer" e vaticina "um jogo equilibrado". O centrocampista admite que "jogar contra o Sporting é sempre especial" garantindo que os encarnados estão "preparadíssimos".

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar