Canoagem

02 agosto 2021, 11h13

Teresa Portela

Teresa Portela, canoísta do Benfica, qualificou-se diretamente para as meias-finais da prova de K1 200 metros dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, após ter sido segunda classificada na sua eliminatória com 42,500 segundos, a 362 milésimos da chinesa Mengdie Yin.

A atleta de 33 anos, presente pela 4.ª vez nos Jogos Olímpicos, reconheceu que não fez uma prova perfeita, mas sentiu-se "bem". "Gostava de ter ganho a eliminatória. Tenho a noção de que não fiz a minha prova prefeita. Sou das que largo melhor e não consegui. Acontece muito na minha primeira regata, não sei porquê", afirmou em declarações à agência Lusa.

Teresa Portela

Satisfeita, ainda assim, com a forma como acelerou no decurso da prova, lamentou apenas o arranque, que ficou aquém do que pretendia. "É onde sou pior [aceleração], mas foi o que gostei mais. Larguei mal, o que não estava previsto, pois costumo sair na frente e, desta vez, tive de acelerar. Acabou por correr bem, mas não posso falhar, pois é na largada onde costumo ter vantagem para as outras", frisou, acrescentando: "Gosto desta pista. É diferente. Tem água salgada, mais quente do que estamos habituados. Também viemos mais cedo para o Japão para nos adaptarmos. Não percebi se é mais rápida ou lenta, mas nada a apontar."

As meias-finais no Sea Forest Waterways estão agendadas para a madrugada de terça-feira, às 9h30 locais, 1h30 em Portugal Continental. Em caso de acesso à final, Teresa Portela voltará a competir às 3h37 portuguesas. Refira-se que a canoísta do Benfica vai participar também no K1 500 metros.

 

Texto: Rui Miguel Gomes com Lusa
Fotos: COP
Última atualização: 2 de agosto de 2021

Patrocinador Benfica Olímpico


Relacionadas

Jogos Olímpicos

Atrás dos sonhos nas Olimpíadas

Teresa Portela, João Ribeiro, Messias Baptista e Fernando Pimenta são os quatro canoístas do Benfica que integram a comitiva portuguesa que vai participar nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Os atletas partiram rumo ao Japão com expectativas de alcançar bons resultados. Se Teresa Portela pretende ver a sua "melhor versão" na competição de K1 200 metros e de K1 500 metros, Fernando Pimenta admite o sonho de uma medalha no K1 1000 metros. "Levo a palavra Portugal. Levo a bandeira de Ponte de Lima e o cachecol do Benfica, são coisas que já fazem parte da bagagem. Todos os atletas sonham com uma final e com uma medalha. Estou ciente das dificuldades", afiançou. João Ribeiro prometeu, à BTV, "empenho e dedicação" e Messias Baptista mostrou-se "sem medo nem receio" no seio de uma equipa "experiente" no K4 500 metros.

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar