Futebol

14 agosto 2021, 23h00

Jorge Jesus

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

Jorge Jesus fez a análise ao jogo entre Benfica e Arouca, relativo à 2.ª jornada da Liga Bwin e, para o treinador, o triunfo (2-0) pecou por escasso face às muitas oportunidades criadas. Porém, o técnico mostrou-se satisfeito com a segurança demonstrada, pelo objetivo cumprido e pela presença de adeptos na Luz...

Primeiro na zona de entrevistas rápidas, depois em conferência de Imprensa, Jorge Jesus abordou várias temáticas. Para além da apreciação à partida, o treinador comentou a qualidade e quantidade do seu plantel, a "segurança" que sente nos dois sistemas táticos que privilegia [4x4x2 e 3x4x3] e houve ainda tempo para analisar várias exibições em concreto.

Festejos Benfica

Análise ao jogo

"Duas coisas muito importantes: a vitória e novamente o regresso dos nossos adeptos. Com os nossos adeptos temos sempre mais um jogador. Eles ajudam muito a equipa a ter de lutar pelo golo, independentemente de o jogo se ter tornado mais 'fácil' [com a expulsão no Arouca aos 8']. Os jogadores sentiram isso. Falhámos muito golos e não podemos falhar tanto. Vai haver jogos em que não vamos ter tantas oportunidades. Fomos pouco eficazes em momentos de golos fáceis, mas também estamos no princípio da época e vamos ter de desculpar estes momentos em que poderíamos ser melhores tecnicamente. A equipa fez um jogo seguro, mais uma vez não sofreu golos; a equipa do Arouca, com 11 ou com 10 iria sempre defender, ou seja, defensivamente foi igual, bem como no seu posicionamento tático. Prejudicou-os [jogar com menos um devido à expulsão do guarda-redes] somente quando tinham bola e tinham menos um jogador para poder sair. Mas queríamos fazer mais golos, foi essa a minha mensagem ao intervalo. A ideia é essa. Se estás a ganhar por dois, queres ganhar por três; se estás a ganhar por três, queres ganhar por quatro, e no final do jogo, aí, sim, podes controlar o resultado e a forma de jogar. Sentimos que a qualquer momento poderíamos marcar mais golos."

Jorge Jesus

A finalização

"É normal no princípio de época [falhar na finalização]! Mas há outra vertente positiva: falhaste? Ok, mas criaste oportunidades! Não falhaste, não fizeste golo? Então não criaste oportunidades, e isso é bem pior! Esse é um problema que nunca será só do Benfica, é de todas as equipas do mundo. Há jogos em que fazemos um remate e fazemos um golo, e há outros em que fazemos dez remates e não conseguimos marcar. Faz parte do jogo. São situações que as podes perceber, mas que não são controláveis."

Otamendi

4x4x2 ou 3x4x3?

"Na época passada estivemos praticamente a primeira volta a jogar em 4x4x2 e a segunda volta em 3x4x3. A equipa sente-se confortável nos dois sistemas. É natural que em termos de qualidade e segurança de posse de bola a equipa foi muito mais segura em termos ofensivos a jogar com três [centrais]. Teve mais qualidade, mais largura, teve outras dinâmicas… Hoje também tivemos, mas não concretizámos e isso não valoriza o nosso jogo. Se ganhas por quatro ou cinco sentes mais a tua realidade acerca da capacidade ofensiva da equipa."

Festejos Benfica

Quantidade e qualidade no plantel

"Hoje [sábado] deu para rodar outros jogadores que não jogaram na terça-feira [jogo com o Spartak]. Notou-se que alguns dos jogadores que entraram tiveram alguma dificuldade em dar velocidade ao jogo. Tudo isto é bom. Ganhas um plantel que está sempre em competição, hoje joga um, amanhã joga outro, e todos vão ter um ritmo alto de jogo, que é o queremos. O plantel do Benfica tem qualidade e quantidade. Para além das vitórias, que são o objetivo, também conquistámos isso, ou seja, podemos ter vários jogadores a jogar e isso dá à equipa maior competitividade. Serão sempre jogadores competitivos e isso depois vai rentabilizar a valorização do jogador individual e coletivamente. Para além das vitórias, este tem sido um fator muito importante. Agora, todos os jogos são diferentes."

André Almeida

André Almeida: o regresso

"Hoje [sábado] deu para lançar o André [Almeida], que era o que nós queríamos, colocá-lo a jogar pelo menos meia hora e foi bom. Foi uma satisfação para todos nós, treinadores, adeptos e colegas de equipa. Capitão de equipa, titularíssimo indiscutível vários anos no Benfica, é um jogador quem tem umas características especiais. Quando estive seis anos a trabalhar com ele era fundamental para mim, nas minhas ideias de jogo. Jogava a lateral-direito, a central, a médio defensivo… Quando tens um jogador que conhece isto tudo do jogo, tens sempre opções para ele. Agora é recuperar a capacidade física e a confiança, pois foram dez meses, uma operação muito complicada. Nestes 30 minutos já houve um 'cheirinho à André'. A equipa precisa dele!"

Morato

Morato: jovem com potencial

"Acreditamos muito nele! Não é a primeira vez que o Morato é titular comigo. É um jovem e tem a sorte de ter três jogadores de seleção ao lado dele: o Vertonghen, o Nico [Otamendi] e o Lucas Veríssimo. Tem ali três centrais com quem pode aprender muito. Isso ajuda a crescer. Ele é um jogador que o tempo vai dizer que vai ter uma carreira brilhante no Benfica."

Yaremchuk

Yaremchuk: o goleador

"Neste espaço de tempo mostrou que para fazer um golo não precisa de muitas oportunidades, nem precisou de muitos momentos para fazer uma grande assistência. A diferença entre jogadores e pontas de lança está aí. O Yaremchuk mostrou-nos nestes minutos, para além dessas situações que fazem a diferença, que conhece o jogo. É um número 9, é um ponta de lança de área, goleador, e foi com essa intenção que o contratámos. Deu-me indicações que posso contar com ele para os próximos jogos. A pouco e pouco está a conhecer o treino físico, as movimentações da equipa e a movimentação dele. Isso requer muita repetição e muito treino. Estamos muito satisfeitos com ele. Está-se a integrar bem, quando o tirei disse-me que não estava muito fatigado, mas também o quis proteger. Para o tempo que está a treinar, para aquilo que fez, uma assistência e um golo, foi uma nota boa."

João Mário

A dupla João Mário e Meïte

"Qualquer jogador que jogue ao lado do João Mário não vai ter problemas. Apesar de ele hoje ter jogado quanto baste… Jogou a pensar no jogo de quarta-feira. O Meïte melhorou em relação ao jogo de Moreira de Cónegos. Foi mais agressivo em termos ofensivos, já não criou tantas linhas de passe para trás e para o lado, mas o jogo estava mais fácil. Acabou deitado no relvado, todo 'roto', cansado, e isso é um sinal evidente que anda à procura da sua melhor capacidade física e do seu espaço. Estamos contentes com o trabalho dele."

Vinicius

Vinícius: avançado de grupo

"O Vinícius é um jogador com o qual estamos tranquilos. É um avançado de grupo, não tem azia, aceita as decisões da equipa e do treinador e isso ajuda a que estejam todos satisfeitos. Já temos dois problemas, o Darwin e o Pinho, que foram operados… O Vinícius dá-nos tranquilidade porque me dá garantias que posso contar com ele. Agora, quando estiverem todos bons vai ser difícil jogarem todos porque é muita gente para uma só posição... Aí vamos ver o que é melhor para a equipa e para o Benfica."

Adeptos

Mercado de transferências

"Estamos numa altura complicada para todos os clubes, a janela de transferências ainda não fechou e isso dá possibilidades dos clubes contratarem e de jogadores saírem. E o Benfica tem de saber viver com esta situação. Estamos satisfeitos com o plantel que temos. Mas mesmo pensando em não ter reforços, como é o caso do Benfica, só se acontecer algo de anormal, como tivemos a situação do Vertonghen, mas estamos mais descansados porque a lesão dele não é tão grave como parecia. Estamos tranquilos. Sabemos que vamos ter de fazer ajustes, já falámos na posição 9, nos pontas de lança, e aí temos de pensar no que é melhor para o Benfica do ponto de vista financeiro e desportivo."

Cachecol O Melhor do Benfica

Texto: Sónia Antunes
Fotos: Isabel Cutileiro e Tânia Paulo / SL Benfica
Última atualização: 15 de agosto de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar