Futebol

11 setembro 2021, 21h45

Um dos cinco golos festejados nos Açores

Com arte e eficácia (cinco remates enquadrados, cinco golos marcados), o Benfica contornou as dificuldades colocadas pelo Santa Clara no Estádio de São Miguel e averbou a quinta vitória em cinco jornadas da Liga Bwin, na tarde/noite deste sábado, 11 de setembro. Rodrigo Pinho, Darwin (2), Rafa e Yaremchuk faturaram; Grimaldo (2), Everton, Weigl e Lucas Veríssimo fizeram as assistências para o 0-5 da equipa mais realizadora do Campeonato (13 golos).

A condição física dos diversos internacionais do Benfica que estiveram a competir pelas respetivas seleções nacionais durante as últimas duas semanas foi um dos fatores que influenciaram as decisões de Jorge Jesus na composição do onze para este desafio nos Açores. Ponderando múltiplas variáveis, o treinador preservou a estrutura de três centrais e entendeu lançar de início os seguintes elementos: Odysseas, Lucas Veríssimo, Vertonghen (capitão), Morato, Diogo Gonçalves (regresso após ausência de três semanas), Weigl, João Mário, Grimaldo, Everton, Rodrigo Pinho (estreia a titular!) e Darwin.

Santa Clara-Benfica

Respeitado um minuto de silêncio em memória do antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, e também de João Aranha, antigo presidente da Liga de Clubes, a bola rolou num relvado onde não é fácil jogar. Adaptando-se às características do terreno com o correr dos minutos, amiúde debaixo de chuva, o Benfica sentiu, no entanto, dificuldades para encadear passes nos últimos metros e criar lances para finalização durante a primeira parte do duelo.

Mais confortável, o Santa Clara tentou juntar o físico à capacidade técnica para visar a baliza guardada por Odysseas, e a verdade é que conseguiu criar problemas. O momento mais complicado para a equipa encarnada ocorreu ao minuto 30, com Lincoln a bater um livre direto à entrada da área (por falta de Odysseas sobre Mansur) e a acertar na barra.

O mesmo Lincoln estaria em foco ao minuto 40, optando por um remate de meia distância a que Odysseas pôs cobro com uma estirada para canto.

Santa Clara-Benfica

Perto da conclusão da primeira parte (42'), o Benfica armou o seu melhor lance de ataque e foi certeiro. Grimaldo fez o passe a desmarcar Rodrigo Pinho, este escapou entre os centrais, acelerou sobre a esquerda da área e disparou de pé canhoto para o golo, fazendo a bola passar entre o primeiro poste e o guarda-redes. Vantagem para o Benfica (0-1) ao intervalo. Foi o primeiro golo de Rodrigo Pinho de águia ao peito, festejado efusivamente com os Benfiquistas que marcaram presença para apoiar a equipa no Estádio de São Miguel.

No regresso dos balneários a equipa benfiquista levou uma novidade para o jogo: saiu Rodrigo Pinho, entrou Rafa. Diferente, mais agressivo, rápido e dinâmico na fabricação de ataques, o Benfica partiu para a construção de uma goleada. Everton, aos 53', descobriu uma linha para lançar a corrida de Darwin na direção da baliza açoriana. O internacional uruguaio destacou-se, entrou na área e, com Marco pela frente, chutou de pé direito para o 0-2.

Darwin

O Benfica mandava e voltava a marcar. Rafa recebeu de Weigl fora da área, apontou a mira ao alvo e, com um tiro de pé direito, assinou um belo golo (0-3) aos 58'! Foi o 50.º golo do internacional português com o Manto Sagrado.

O 0-4 tardou pouco tempo. Aos 62' Lucas Veríssimo fez o passe, Darwin tratou do controlo e do remate na área, com o esférico a raspar ainda no corpo de Boateng e a seguir de encontro às malhas.

Jorge Jesus mexeu na equipa aos 64': saíram João Mário e Darwin, entraram Gedson e Yaremchuk. A equipa continuou a apresentar bom rendimento e o mesmo (excelente) aproveitamento na finalização. Aos 69' Grimaldo (segunda assistência na partida) centrou da esquerda para o toque final do goleador Yaremchuk. Ao quinto remate enquadrado, o Benfica faturava o 0-5 e mantinha a eficácia nos 100 por cento.

Rafa

Os encarnados, que contaram com Valentino (estreia!) e Pizzi nos lugares de Diogo Gonçalves e Everton a partir dos 73', ainda rondaram a baliza com perigo em mais uns quantos lances (remates bloqueados), mas não voltariam a marcar. Do outro lado, só numa ocasião o Santa Clara deu que fazer a Odysseas (foi aos 90'+2' num remate de Luiz Phellype).

Líder, isolado, da Liga Bwin só com vitórias (15 pontos em cinco jornadas), o Benfica transfere-se agora para outra linha competitiva. Na terça-feira, 14 de setembro (20h00), as águias estreiam-se no grupo E da Liga dos Campeões 2021/22, enfrentando o Dínamo Kiev no Estádio Olímpico, na Ucrânia.

O adversário dos encarnados também teve jogo de campeonato (7.ª jornada) neste sábado. No terreno do Metalist, o Dínamo venceu por 0-2, com os golos a serem apontados por Viktor Tsyganko (47') e Denys Garmash (52'). Acrescentou três pontos à conta-corrente e, assim, mantém-se invicto e isolado na liderança da liga ucraniana (19 pontos).

Descontos Camisolas e Produtos Benfica

Texto: João Sanches
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica
Última atualização: 13 de setembro de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Futebol

Por dentro da vitória nos Açores

Cinco jogos na Liga Bwin 2021/22, cinco vitórias do Benfica, a última das quais foi alcançada no Estádio de São Miguel, na tarde/noite de 11 de setembro. De visita aos Açores para travar um duelo com o Santa Clara, a equipa de Jorge Jesus venceu por 0-5 e passou a ser a mais goleadora da competição (13 golos). Através deste vídeo acedemos aos bastidores do triunfo na ilha...

Futebol

Santa Clara-Benfica em imagens

O Benfica foi até aos Açores vencer o Santa Clara por 0-5, em jogo da 5.ª jornada da Liga Bwin. Darwin (2), Rodrigo Pinho, Rafa e Yaremchuk fizeram os golos. 

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar