Casas Benfica

01 outubro 2021, 20h02

Programa BTV na Casa Benfica Matosinhos

REPORTAGEM BTV

Nesta semana, o programa "Pelas Casas do Benfica", da BTV, dedicou o seu espaço à Casa Benfica Matosinhos. Virtualmente, ainda devido à pandemia, os sonhos e as metas foram vincadas e o futuro apresenta-se de forma bem risonha e plena de otimismo.

A pandemia veio quebrar a dinâmica que até então se vivia na Casa Benfica n.º 137, mas o momento é agora de recuperação. Inaugurada em 24 de novembro de 2001, a última visita presencial da BTV aconteceu precisamente no momento das celebrações dos 18 anos, há dois anos. Muito aconteceu desde então e, num momento de balanços, é com otimismo reforçado que se aponta a um futuro "à Benfica".

Casa Benfica Matosinhos

Paulo Gonçalves, presidente da CB Matosinhos, recordou precisamente os dois últimos anos.

"O ano 2019 foi muito bom, conseguimos ficar financeiramente estáveis e esse era o nosso objetivo, bem como iniciar a segunda fase de obras da Casa. Infelizmente, a pandemia, em 2020, obrigou-nos a parar tudo. Agora é esperar que as coisas voltem à normalidade", explicou, vincando as metas.

"O sonho está bem presente e muito ativo. As obras serão determinantes para depois, em conjunto com o Departamento das Casas do Clube, avançarmos para a uniformização da imagem, que é algo que há muito desejamos", anunciou o dirigente.

"Aqui vive-se muito o Benfica. Apesar de o último ano não ser propício a grandes festejos, o espírito continua e temos tido uma moldura humana muito boa na Casa. Estamos a voltar ao espírito antigo. Um regresso muito desejado. Vive-se o Benfica de forma muito intensa", revelou.

Situada no coração da cidade de Matosinhos, a Casa comporta 60 pessoas em tempos de pandemia, municiada por dois espaços com ecrãs gigantes e serviço snack quando o Benfica joga. O convívio é certo e agora é olhar em frente e recuperar a dinâmica de outrora.

À semelhança de outras embaixadas, face às restrições, a Casa Benfica Matosinhos esteve fechada durante um largo período, enfrentou "problemas graves ao nível financeiro", mas com o "apoio de vários parceiros" e do "Departamento das Casas do Clube, que trabalha muito bem", está a conseguir "dar-se a volta e ultrapassar a situação", vincou Paulo Gonçalves, deixando um convite: "Venham conhecer a Casa e sentir o nosso amor pelo Benfica."

Casa Benfica Matosinhos

Foi há dois anos que a Casa viveu um dos seus momentos altos, com as celebrações dos 18 anos de vida.

"Recordar essa festa é sempre bom. Pena que tenha havido este interregno devido à pandemia, mas agora é ganhar forças para conseguirmos recuperar este tempo perdido. Acredito que o vamos conseguir, com a nossa dinâmica e espírito. É altura de reforçar os laços. Paulatinamente estamos a recuperar e a conseguir recuperar a normalidade", afirmou Rodolfo Mesquita, presidente da Assembleia Casa Benfica Matosinhos.

Os associados estavam "famintos de convívios, dos jogos, e estão a regressar", revelou, acrescentando que "a equipa de futebol do Benfica também está a ajudar, os bons resultados ajudam muito", reiterou.

O que se segue?

retomar atividades e criar novas. A pandemia foi uma rasteira muito grande, quebrou o ritmo, mas não vamos chorar sobre leite derramado. É levantar a cabeça", explicou o dirigente apontando à desejada criação de equipas de "futsal e cicloturismo". "É acelerar e criar novas dinâmicas", atirou.

Casa Benfica Matosinhos

De portas abertas das 9h00 às 20h00, com folga ao domingo se o Glorioso não jogue nesse dia, a Casa Benfica Matosinhos gosta de receber. "Tentamos sempre dar o nosso melhor", disse Ricardo Pereira, membro da Direção da Casa. 

"As coisas têm evoluído, estávamos no bom caminho antes da pandemia e acredito que vamos regressar. Será importante no futuro criar modalidades, para chamar mais jovens e ter também o importante apoio local da Câmara", revelou.

"O sonho existe e a uniformização da nova imagem será determinante", concluiu.

Casa Benfica Matosinhos

Os associados também foram chamados a intervir e nada melhor do que sentir a emoção com que se fala e vive o Benfica no local.

"É como se estivéssemos no Estádio. Vive-se com muita garra, todos juntos. Mas estar no Estádio é sempre diferente… Arrepia. Estávamos ansiosos por este regresso. Merecíamos isto. Estou sempre pronto para ajudar a Casa e o Benfica", apontou Mário Oliveira, sócio da Casa, vestido a rigor.

"Tornem-se sócios, venham conviver connosco!", convidou.

Casa Benfica Matosinhos

Manuel Galante, sócio da embaixada, reiterou o sentimento, ele que praticamente vai todos os dias às instalações da Casa.

"É bom ver o Benfica aqui, é um ambiente quente, mas espero ir brevemente ao Estádio", disse, desejando que muito em breve se dê o "regresso das excursões" à Catedral. "Somos Benfiquistas de alma e coração, vivemos tudo com uma alegria muito grande e o convívio é muito intenso", explicou, dando para ilustrar um momento recente: "Foi uma verdadeira loucura aquando da passagem do Benfica à fase de grupos da Champions. A Casa ia vindo abaixo."

A fechar, um desejo e um repto: "Espero que a nova imagem seja implementada. Será muito importante. Venham ter connosco! Estamos sempre de portas abertas. Tragam muitas vitórias e vibrações positivas."

Texto: Sónia Antunes
Fotos: SL Benfica
Última atualização: 1 de outubro de 2021

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar