Futebol

19 outubro 2021, 16h01

Weigl

ANTEVISÃO

O Benfica recebe o Bayern Munique às 20h00 desta quarta-feira, dia 20 de outubro, no Estádio da Luz. Em conferência de Imprensa no Benfica Campus, e, antes, em declarações à BTV, Weigl lançou um "grande desafio" perante os aplausos dos adeptos benfiquistas.

O médio alemão alertou para as vitalidades do adversário e para o desafio que as águias têm pela frente, mas garantiu não temer o confronto.

Julian Weigl

"Não há melhor do que estarmos na Champions a disputar este jogo no Estádio da Luz"

Weigl

Este vai ser um dos jogos mais complicados da temporada. Como se sente por reencontrar colegas do seu país e enfrentá-los no campo?

Claro que é um grande desafio para nós, é uma das equipas mais fortes que defrontaremos. Têm qualidades em todas as posições, trabalham bem em equipa e têm grandes jogadores, portanto, temos de nos preparar para tudo. Conheço alguns jogadores, mas nunca falo com eles antes da partida, foco-me na preparação e no plano de jogo que o míster nos dá. Depois do jogo falo com eles, mas durante não há amizades.

Jogou no Borússia Dortmund e, antes, no TSV 1860 Munique, rival citadino do Bayern e clube onde se criou. Vê o adversário como um rival pessoal?

É um rival pessoal, sim. Nos clubes onde joguei sempre tivemos menos condições face ao Bayern. Eles tinham os maiores campos e nós éramos a equipa pequena do outro lado da rua. Na juventude sempre "lutámos" contra eles. No Dortmund continuou, disputávamos os lugares de topo. É um jogo especial para mim, mas creio que o seja para todos. Não há melhor do que estarmos na Champions a disputar este jogo no Estádio da Luz.

Julian Weigl

O que mais teme no Bayern?

Não temos medo do Bayern. Temos muitos aspetos a ter em atenção, eles têm muita posse de bola, um jogo frontal muito forte, jogadores muito fortes individualmente, que podem fazer a diferença, e nós temos de defender todos juntos, e bem.

Coloca o Benfica nas duas equipas favoritas a passar à próxima fase após o jogo com o Barcelona?

Tentamos ver jogo a jogo. Estamos numa boa posição, mas tudo pode mudar numa partida. O objetivo é fazermos um bom jogo no nosso Estádio, perante os nossos adeptos, e veremos a partir daí.

Como se sente por, à partida, jogar com o Estádio cheio?

Pelo Benfica, nunca joguei no Estádio da Luz cheio, só quando jogava pelo Dortmund. Estivemos muito tempo sem os adeptos, depois regressaram, e poder ter o Estádio cheio é perfeito para nós, especialmente neste jogo. É um empurrão, sei que eles nos vão apoiar do primeiro ao último minuto e isso pode ajudar-nos a obter um bom resultado.

Julian Weigl

"É um grande jogo para mostrarmos à Europa o que o Benfica é capaz de fazer"

Tem obtido resultados inéditos nesta temporada. Considera que o míster Jorge Jesus fez de si um jogador melhor?

Melhorei em vários aspetos. No início tive dificuldade em adaptar-me ao modo de jogo do míster e ao que ele me pedia para fazer em campo, mas evoluí a nível ofensivo e a ganhar bolas no meio-campo. Agora sinto-me confiante com o jogo. Toda a gente pode ver que estou num bom momento, portanto, sim, mudei e melhorei. É preciso tempo para nos adaptarmos e, de momento, estamos num bom caminho. É o início da época, mas quero continuar a mostrar o que consigo fazer e o que posso entregar à equipa.

Acredita que é um jogo importante para mostrar ao selecionador alemão que está pronto para voltar?

É um grande jogo para mostrarmos à Europa o que o Benfica é capaz de fazer. Claro que individualmente tentarei fazer o melhor para ajudar a equipa, acredito que o treinador nacional verá a partida e, se jogarmos bem, será bom para mim.

Até 35% Desconto na Loja Online

Texto: Rafaela Certã Alves
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica
Última atualização: 20 de outubro de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar