Hóquei em Patins

26 novembro 2021, 12h01

Nuno Resende

Mais de um mês depois do último jogo oficial, a equipa de hóquei em patins do Benfica reentra em pista no Campeonato Nacional decidida a escrever uma história diferente, e nas linhas cimeiras da nova narrativa pretende incluir o relato da primeira vitória fora de portas. Esta determinação foi sublinhada pelo treinador Nuno Resende na antevisão do duelo com o HC Turquel, marcado para as 21h00 de sábado, 27 de novembro.

O conjunto benfiquista aproveitou o interregno de quatro semanas nas competições nacionais (disputou-se o Europeu de hóquei em patins) para realizar um trabalho profundo visando melhorar e calibrar aspetos que potenciem a subida de rendimento e a obtenção de resultados condizentes com os objetivos traçados para a temporada 2021/22.

"Para nós, a paragem foi positiva. Permitiu-nos trabalhar sobre coisas que não estavam bem e outras que já estavam pensadas para estas quatro semanas. Fizemos preparação psicológica e física, procurando o incremento de aspetos que entendíamos que tinham de ser melhorados. Foi uma pré-época a meio da época, e acredito que tenha sido benéfica para nós", analisou Nuno Resende, à BTV.

Em oito jogos do Campeonato, o Benfica averbou quatro vitórias e quatro derrotas. O retorno competitivo permitirá apurar proveitos do trabalho específico efetuado nas pretéritas semanas.

"Vamos tentar ao máximo estar com ritmos e intensidades aproximados aos de uma equipa que esteja a jogar habitualmente, o trabalho que fizemos foi nesse sentido. No último jogo antes da pausa vencemos o OC Barcelos, isso deu-nos confiança e tranquilidade para estas quatro semanas. Fez-se um trabalho extremamente interessante, o grupo teve uma atitude espetacular. E agora vamos para o jogo, temos o teste para perceber se o trabalho foi no bom caminho e se estamos a melhorar. Queremos jogar", revelou o técnico, fazendo já a ponte para o desafio da 9.ª jornada da 1.ª fase do Campeonato.

Nuno Resende

No Pavilhão do Hóquei Clube de Turquel, localizado no município de Alcobaça, o Glorioso vai encarar um antagonista com quatro pontos somados, ou seja, com uma vitória, um empate e seis derrotas em oito jornadas da 1.ª fase da principal prova nacional. "Não há jogos fáceis, todos os jogos neste Campeonato são difíceis", advertiu, no entanto, Nuno Resende.

"Mesmo as derrotas que eles tiveram foram derrotas em que fizeram bons jogos. É uma equipa com qualidade, muito bem trabalhada pelo professor João Simões, e vamos jogar num ambiente difícil, mas de hóquei, de gente do hóquei em patins. Nós só temos de estar motivados e felizes por esta retoma e ir ao recinto do Turquel lutar pelos três pontos", vincou o treinador das águias.

Texto: João Sanches
Fotos: Cátia Luís / SL Benfica
Última atualização: 26 de novembro de 2021

Patrocinadores Hóquei


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar