Futebol

27 novembro 2021, 23h45

Presidente Rui Costa

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

O Presidente do Sport Lisboa e Benfica, Rui Costa, considerou os acontecimentos vividos na noite de 27 de novembro, no Estádio Nacional, como "uma página negra no futebol nacional", que afeta o "desporto e o próprio país", isto sublinhando que "os dois clubes foram obrigados a ir a jogo". Aliás, o líder encarnado foi mais longe ao afirmar que a entrada do B SAD em campo com nove jogadores e o final do jogo aos 48 minutos por falta do mínimo de sete atletas "não agradou de maneira nenhuma" ao Benfica.

Rui Costa foi claro na sua intervenção na sala de Imprensa do Estádio Nacional. "Lamentamos o que aconteceu no Jamor, esta página negra do futebol português e do próprio país. Em nenhuma circunstância o Benfica foi tido ou achado sobre a realização deste jogo. O Benfica cumpriu o regulamento, foi obrigado a fazê-lo, assim como o B SAD. Se o Benfica não se apresentasse, perdia os pontos. Devemos estar todos envergonhados pelo que se passou, mas em nenhuma circunstância o Benfica é responsável por aquilo que aconteceu. Não nos agradou de maneira nenhuma ter de ir para campo nestas condições, não beneficia o futebol português, mas não passem esse ónus para o Benfica. As duas entidades que podiam adiar este jogo, a Direção-Geral da Saúde e a Liga, não o fizeram, não podia ser o Benfica a fazê-lo também", disse.

O líder das águias detalhou os acontecimentos, frisando que até ver a ficha de jogo o Benfica não sabia quantos jogadores o B SAD teria disponíveis para ir a jogo. "O Benfica já estava equipado sem saber quem ia jogar. Não houve nenhuma formalização da Liga nem do B SAD sobre a anulação do jogo. O Benfica é alheio a esta situação, sei perfeitamente o estado em que está o presidente do B SAD porque no ano passado aconteceu-nos isto. Chegámos a ter de ir para jogo com 35 pessoas em casa, grande parte delas eram jogadores, hipotecámos o Campeonato pela COVID-19, perdemos uma final da Taça da Liga pela COVID-19 e lamento esta situação. Pelo que sabemos, muitos dos jogadores do B SAD até estavam em casa negativos", frisou.

Presidente do SL Benfica, Rui Costa

Rui Costa acrescentou que, independentemente do que se passou com o Benfica na última temporada, "jamais permitiria que o futebol português passasse por uma situação destas" desde que "tivesse a possibilidade de adiar o jogo". "Nem o Benfica como instituição, nem eu pessoalmente, que joguei futebol e sei bem o que os jogadores das duas equipas passaram no campo. Agora, tive de respeitar os meus adeptos que estavam dentro do Jamor, todas as situações a que a Liga e a DGS nos obrigaram e entrar em campo, caso contrário perdíamos nós os três pontos", elencou.

O Presidente do Benfica entende mesmo que a DGS "devia tomar uma posição", questionando os critérios impostos pelo organismo. "Não é correto fazer o jogo nestas condições. Isto beneficia alguém? A própria DGS tinha de ter uma posição. Ou se pode jogar, ou não. Há outro aspeto influente. Nós não sabemos que riscos corremos também. Isso não pode ficar de parte, e no ano passado alertámos para isto quando tivemos os nossos casos. Quando tivemos 35 pessoas em casa e a testar diariamente sem saber que jogadores estavam em condições, alertámos que colocávamos em risco os nossos adversários", lembrou.

E questionou: "Não sei se algum dos nove rapazes que estiveram em campo pelo B SAD, aos quais deixo um extraordinário aplauso, aparece positivo amanhã e se passou para algum elemento dos nossos. É uma questão de saúde pública. Não interessava ao Benfica passar por esse risco. O Benfica vai ter um mês de dezembro em que vai apanhar Sporting, Dínamo Kiev e tem dois jogos com o FC Porto, além dos jogos que todos conhecem. Acham que queríamos colocar em risco os nossos jogadores, depois do que passámos no ano passado? O Benfica é o menos responsável desta situação!"

Equipa do Benfica

Rui Costa finalizou com mais uma questão de fundo: "O B SAD tem em casa uma quantidade de jogadores que não tem COVID-19. Resta saber qual é a regra aqui. Se esteve perto ou em contacto vai para casa? Ou fazemos o que estávamos a fazer até aqui, em que só ficavam em casa quem estivesse com COVID-19? Muitos dos jogadores do B SAD estavam negativos, mas foram obrigados a ficar em casa. O regulamento não era esse! Não podia ser o B SAD ou o Benfica a adiar o jogo. Fomos obrigados a ir para dentro do campo. É uma página negra para o futebol português. Tem de haver alguma mudança. Desejamos que todos os jogadores do B SAD tenham uma recuperação rápida e voltem o quanto antes aos campos. Sabemos bem o que é passar por uma fase destas."

Texto: Rui Miguel Gomes
Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica
Última atualização: 28 de novembro de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar