Futebol

08 dezembro 2021, 13h50

Festejos do Glorioso no Benfica Campus

RESUMO DO JOGO

Quarta-feira de emoções! No Benfica Campus decidiu-se o vencedor do grupo E da UEFA Youth League 2021/22. As águias, superiores, venceram o Dínamo Kiev, por 1-0, e garantiram o acesso direto aos oitavos de final da prova. Exibição madura!

Frente a frente os dois primeiros classificados do grupo E, com um ponto a separar as equipas. Dínamo na dianteira, com 13 pontos, e Benfica vice-líder, com 12 pontos… Olhando friamente para os números, uma certeza: as águias tinham de ganhar para vencer o grupo e apurar-se diretamente para os oitavos de final da competição. Verdadeira final em perspetiva, e assim foi!

A primeira oportunidade surgiu logo aos 6', com Voloshyn, em lance individual, a enviar a bola ao ferro da baliza de Samuel Soares. O Benfica reagiu prontamente através de um lance de bola parada, mas Martim Neto, na conversão do livre indireto, não levou perigo de maior.

Desafio intenso e muito disputado e com mais um par de oportunidades. Primeiro, aos 14', Brazhko rematou rasteiro e bem enquadrado, mas Samuel Soares estava atento e disse "não". Depois, António Silva, no minuto seguinte, disparou forte, contudo, o esférico saiu por cima da barra. João Neves também tentou a sorte, mas os seus dois remates foram intercetados.

Primeiros 20 minutos com as equipas a tentarem impor-se e ao respetivo jogo… alguns lances mais disputados, desafio quentinho e vários amarelos com o árbitro, autoritário, a não perdoar.

Benfica-Dinamo

A precisar de marcar para concretizar o objetivo, e perante uma formação à qual bastava o empate, retraída e expectante, mais Benfica a partir deste momento. Mais posse de bola, mais agressividade, mais remates e muita ambição, com as águias a assumirem as despesas da partida, contudo, a faltar melhor definição na hora H! Trinta minutos de jogo… e mantinha-se o nulo!

Aos 37', lance duvidoso na grande área, com João Neves a cair e a pedir-se grande penalidade, mas o árbitro nada assinalou e mandou seguir.

Até ao intervalo, o Benfica carregou, carregou e, finalmente, o já merecido golo surgiu aos 44'. Jogada espetacular do coletivo, Diego Moreira cruzou com régua e esquadro, e Luís Semedo, oportuno, com um remate à entrada da pequena área, fez o 1-0 (ver o golo AQUI). Grande momento de futebol!

Benfica-Dinamo

A segunda metade arrancou com a chuva a surgir no Benfica Campus e algumas alterações na formação ucraniana, com a partida a mudar de características. O Benfica estava em vantagem, o que lhe assegurava acesso direto aos oitavos, e do outro lado o Dínamo Kiev tinha de fazer pela vida para inverter o rumo dos acontecimentos.

Inteligentes, os encarnados geriam e controlavam, com os ucranianos, a verem os seus intentos frustrados, a recorrem a muitas faltas. Fase de jogo com algumas quezílias, muitas pausas e muitos livres, pelo meio, destaque para o remate de meia distância de Pedro Santos, a passar ao lado da baliza.

Martim Neto esteve em evidência na marcação das bolas paradas, apesar de não levar grande perigo às redes contrárias; Luís Semedo, aos 64’, também num livre, chamou o guardião adversário a uma bela defesa após um remate colocado e forte.

Sem encontrar soluções face à postura sólida dos encarnados, o Dínamo criou perigo aos 65', aproveitando um erro da defesa das águias. Resolveu Samuel Soares, resolveu o ferro da baliza… Na resposta, aos 67', jogada individual de Martim Neto, a tirar dois adversários da frente, mas a perder no cara a cara com o guardião, que saiu muito bem e fechou o ângulo.

Benfica-Dinamo

Dez minutos volvidos (77’), vida ainda mais complicada para o Dínamo, com o segundo cartão amarelo e respetiva expulsão de Brazhko.

Em superioridade numérica e em superioridade no jogo jogado, o Benfica partiu para uns derradeiros minutos de muita classe, com várias oportunidades para dilatar. João Resende, aos 85', recebeu, rodou na área e rematou, mas o esférico saiu ao lado; aos 88', João Neves tentou o chapéu de longa distância, mas a bola, caprichosamente, não quis entrar… Era um golo de bandeira!

Até ao final, o resultado não se alterou! Triunfo justo da melhor equipa em campo, uma equipa jovem que mostrou maturidade e enorme personalidade. Objetivo cumprido! O Benfica, com muito mérito, está mais uma vez nos oitavos de final da UEFA Youth League.

DECLARAÇÕES

Benfica-Dinamo

Luís Castro (treinador do Benfica): "Num grupo complicado, ficou pelo caminho um Barcelona, que era uma equipa muito forte, e também este Dínamo Kiev, que é igualmente uma equipa muito boa. Ficar em primeiro lugar neste grupo é muito bom. Creio que hoje ficou claro que fomos a melhor equipa do grupo em todos os aspetos. Agradecer aos Benfiquistas que, após a derrota em Kiev, estiveram do nosso lado, puxaram pela equipa e apoiaram-na. Esta vitória também é para eles! Neste jogo, dominámos, estivemos por cima durante todo o tempo e o golo trouxe mais justiça do que calma, porque os jogadores estiveram sempre calmos. A nossa equipa teve sempre o controlo do jogo, os jogadores foram muito adultos, mantiveram o foco. Temos estado consecutivamente entre as melhores equipas, é uma demonstração de que se trabalha muito bem na Formação. Quero aqui dar uma palavra tanto à equipa técnica do Nélson Veríssimo como à do Luís Araújo. A nossa equipa técnica é de Sub-23, mas juntámos aqui três grupos. Esta vitória é de todo o Benfica. Tem de se trabalhar muito bem em todos os escalões do Clube para isto acontecer."

Benfica-Dinamo

Tomás Araújo (defesa-central do Benfica): "Desde o início que definimos que o nosso objetivo era passar em primeiro lugar no grupo, direto para os oitavos de final. No primeiro jogo da fase de grupos, em Kiev, ainda não estávamos tão confiantes e perdemos, mas depois a equipa reagiu bem, conseguimos jogar um futebol atrativo e, com a ajuda dos nossos adeptos, tudo se torna mais fácil. Neste jogo, a primeira parte foi um pouco equilibrada, mas sempre com a nossa equipa a ter o ascendente e a querer tomar a iniciativa. Na segunda parte só deu Benfica. Não criando assim tantas oportunidades como deveríamos ter feito, principalmente depois de eles terem ficado em inferioridade numérica, mas, no final do jogo, o míster falou sobre isso mesmo e agora estamos preparados para os oitavos de final."

Benfica-Dinamo

Luís Semedo (avançado do Benfica): "Foi um objetivo cumprido. A derrota em Kiev acabou por ser um alerta para nós, depois encarámos todos os jogos bem e, tal como  aconteceu no desafio de hoje [quarta-feira], mostrámos a qualidade do nosso grupo. Sinto-me bem por ter marcado o golo da vitória, mas o mais importante foi garantirmos o primeiro lugar no grupo."

Benfica-Dinamo

João Neves (médio do Benfica): "O trabalho foi de toda a equipa. Levámos a melhor sobre uma grande equipa como é a do Dínamo Kiev, mas a nossa caminhada não acabou aqui, ainda há muito para jogar. Senti-me bem no jogo, mas este é o trabalho da equipa e as individualidades sobressaem pouco a pouco. O mérito é de toda a equipa."

Benfica-Dinamo

Benfica-Dínamo Kiev
1-0
Benfica Campus (Campo n.º 1)
Onze do Benfica
Samuel Soares, João Tomé, Tomás Araújo, António Silva, Rafael Rodrigues, Nuno Félix, Martim Neto (Hugo Félix, 90'), João Neves, Pedro Santos (João Neto, 82'), Diego Moreira (Ricardo Nóbrega Marques, 76') e Luís Semedo (João Resende, 82')
Suplentes
André Gomes, Martim Ferreira, Zan Jevsenak, Hugo Félix (90'), João Neto (82'), Ricardo Nóbrega Marques (76') e João Resende (82')
Ao intervalo 1-0
Golo do Benfica
Luís Semedo (44')

Texto: Sónia Antunes e João Sanches
Fotos: Victoria Ribeiro / SL Benfica
Última atualização: 9 de dezembro de 2021

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar