Futebol

10 janeiro 2022, 17h54

Tiago Gouveia no clássico

RESUMO DO JOGO

Tarde de clássico no Benfica Campus! Benfica B e FC Porto B disputaram, nesta segunda-feira, 10 de janeiro, a 17.ª jornada da Liga 2. Jogo intenso, decidido ao cair do pano num contragolpe viperino, com os dragões a serem mais felizes (1-2).

Frente a frente, líder Benfica B, com 33 pontos somados, e FC Porto B, 8.º classificado da geral, com 24 pontos averbados. Nove pontos a separar as duas formações, à entrada para a 17.ª jornada da sempre competitiva Liga 2, num clássico marcado ainda pela estreia de António Oliveira no comando técnico dos encarnados.

Ora, o Benfica B vinha de uma derrota em Santa Maria da Feira, no terreno do Feirense (2-1), já os azuis e brancos de um triunfo caseiro perante o Penafiel (3-1)... Os números são o que são, valem o que valem, mas um clássico é sempre um clássico e há muito, muito mais a ter em conta.

Apito inicial de Iancu Vasilica no Campo n.º 1 do Benfica Campus, com as bancadas bem compostas (face à hora e ao dia do jogo), com o Presidente Rui Costa a marcar presença no apoio à equipa.

clássico

Primeiros minutos do clássico bem interessantes, com as equipas em fase de estudo e a tentarem colocar em campo o seu jogo. Benfica B a explorar a profundidade, FC Porto B em pressão alta a tentar condicionar a saída de bola dos encarnados.

Aos 5', primeiro remate no desafio, com Gonçalo Borges, já em ângulo apertado, a tirar as medidas à baliza de Léo Kokubo, guarda-redes em estreia absoluta na competição. Cinco minutos volvidos, mais uma investida do adversário e novamente Gonçalo Borges a disparar, mas o esférico acabou bloqueado pela defensiva encarnada.

Na resposta, erro na saída de bola dos dragões, Tiago Gouveia ficou isolado, mas Ricardo Silva respondeu com uma belíssima defesa. Estava dado o mote, e no lance seguinte foi Luís Lopes a rematar de meia distância, contudo o esférico saiu ao lado.

Ao quarto de hora, nulo no Seixal, numa partida muito interessante de seguir e com as águias a ganharem mais confiança e a surgirem mais perigosas em zonas em finalização.

clássico

Tiago Gouveia, num cabeceamento, tentou a sorte; aos 18', mais uma grande oportunidade para o camisola 47, a surgir na cara de Ricardo Silva, mas a perder o duelo, após passe de rotura de Rafael Brito.

Benfica B a chamar o FC Porto B, de forma paciente e organizada, apostando depois, através do passe longo, na rapidez e inspiração do coletivo, com os azuis e brancos a optarem por um futebol de maior transição, mantendo a pressão alta, provocando o erro... que surgiu aos 30'.

Em cima da meia hora de jogo, alguma confusão na defensiva encarnada, falta de comunicação e Gonçalo Borges, livre de marcação, inaugurou o marcador: 0-1.

Até ao intervalo, as águias tentaram reagir, contudo, acusaram o golo sofrido e faltou algum critério e discernimento, com o adversário a terminar a primeira metade em vantagem (0-1) e a mostrar-se mais esclarecido. Primeiros 45 minutos equilibrados e tudo em aberto!

RESUMO DA 1.ª PARTE

Segunda metade com a toada a manter-se, Benfica B com mais iniciativa, a construir, com o FC Porto B a tentar parar os ímpetos adversários, muito faltoso! As águias carregavam, dragões mais encolhidos e o empate chegou de forma natural aos 51'.

Canto cobrado na esquerda por Ronaldo Camará, com Luís Lopes a atacar a bola ao primeiro poste e a cabecear com firmeza para o fundo das redes (1-1). Bola ao centro e no lance seguinte mais uma grande oportunidade, com Tiago Gouveia a disparar forte de meia distância, mas a redondinha saiu por cima. Mais Benfica, muito mais Benfica em campo!

clássico

Em contragolpe (57'), o FC Porto esteve perto de marcar novamente, mas o ferro da baliza disse "não". Grande jogo no Benfica Campus!

A partida abriu por completo, desbloqueou, com as duas equipas a entregarem-se em campo à procura dos três pontos, as oportunidades a surgirem como consequência e os guarda-redes chamados ao serviço! Cheirava a golo…

Nos minutos finais as águias intensificaram ainda mais a pressão, mas ao cair do pano, num contragolpe viperino com a equipa encarnada descompensada, o FC Porto B chegou à vantagem, com Peglow (90'+4') a sentenciar o marcador num 1-2. Dragões mais felizes, ingrato para as águias!

Segue-se viagem até à Madeira, com o Benfica B a defrontar o CD Nacional, numa partida relativa à 18.ª jornada da Liga 2, agendada para as 11h00 de domingo, dia 16 de janeiro.

clássico

DECLARAÇÕES

António Oliveira (treinador do Benfica B): "Foi um jogo muito competitivo, um clássico onde claramente houve uma equipa que propôs e assumiu o jogo, foi protagonista, e uma equipa que jogou no nosso erro. É um processo que também nos faz crescer e evoluir. Este ímpeto, esta crença, esta fantasia que os nossos jogadores têm de querer pegar e acelerar o jogo, em alguns momentos também temos de saber gerir estes ritmos e perceber que quanto mais equilibrados formos mais e melhores condições temos para podermos conquistar pontos nesta Liga 2. Aos 88' temos de perceber que, independente de querermos ganhar, não podemos ficar desequilibrados e ser surpreendidos, que foi o que aconteceu. Fomos uma equipa com crença e atitude, mas não existem vitórias morais, o Benfica é feito de vitórias. Há um momento para ganhar e outro para não perder, e nós hoje aprendemos. Estou feliz pela entrega dos jogadores, triste pelo resultado. Vamos jogo a jogo lutar sempre pelos três pontos."

Rafael Brito (médio do Benfica B, eleito Homem do Jogo): "Estamos a fazer um belíssimo campeonato. O resultado não é justo, mas seguimos o nosso caminho, demos tudo, faltou uma pontinha de sorte, mas continuamos a trabalhar."

clássico

Pedro Ganchas (capitão do Benfica B): "Fomos superiores durante todo o jogo, eles chegaram à vantagem num erro, demos a volta, respondemos e fizemos o empate. No nosso desespero, em busca dos três pontos, eles acabaram por sentenciar o marcador. A haver um justo vencedor seriamos nós. O FC Porto B massacrou-nos em duas transições quando estávamos por cima do jogo, mas vamos dar a volta já no próximo jogo. Estamos a adaptar-nos às ideias do novo treinador, agora vamos repensar e corrigir para voltarmos mais fortes e responder já na próxima jornada."

clássico

Benfica B-FC Porto B
1-2
Benfica Campus (Campo n.º 1)
Onze do Benfica B
 Léo Kokubo, Fabinho, Miguel Nóbrega, Pedro Ganchas, Sandro Cruz, Rafael Brito, Cher Ndour (75', Nuno Félix), Ronaldo Camará (87', João Neto), Umaro Embaló (59', Henrique Pereira), Tiago Gouveia (74', Diego Moreira) e Luís Lopes (87', João Resende)
Suplentes
Carlos Santos, João Tomé, António Silva, Rafael Rodrigues, Nuno Félix (75'), João Neto (87'), Henrique Pereira (59'), Diego Moreira (74') e João Resende (87')
Ao intervalo 0-1
Golo do Benfica B
 Luís Lopes (51')
Boletim clínico
 Diogo Capitão (contusão óssea no joelho direito); Filipe Cruz (lesão muscular na coxa esquerda); Samuel Soares (status pós-cirúrgico fratura dedo da mão direita); Henrique Araújo (status pós infeção por Covid-19); Pedro Álvaro (status pós infeção por Covid-19); Jair Tavares (status pós infeção por Covid-19) e Martim Neto (status pós infeção por Covid-19)

Texto: Redação
Fotos: Cátia Luís / SL Benfica
Última atualização: 10 de janeiro de 2022

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar