Futebol feminino

12 fevereiro 2022, 13h02

Duelo intenso entre Benfica e SC Braga

RESUMO DO JOGO

A equipa feminina de futebol do Benfica visitou o SC Braga nos oitavos de final da Taça de Portugal, numa partida disputada neste sábado, 12 de fevereiro. No Estádio Municipal 1.º de Maio, triunfo para as minhotas (4-0) e consequente afastamento das águias da prova-rainha.

Grande jogo em perspetiva, com duas das equipas candidatas aos títulos no futebol feminino português a decidirem qual estaria presente nos quartos de final da Taça de Portugal.

Na edição 2021/22 da competição, as águias começaram por eliminar o Atlético (9-0) na 2.ª eliminatória e deixaram pelo caminho o Torreense (3-1) na 3.ª ronda. As minhotas, nas mesmas eliminatórias, ultrapassaram a Ovarense, por 9-0, e o FC Ferreiras, por 0-11.

Início de partida bem animado, e golo madrugador das anfitriãs! Minuto 3, livre indireto ainda longe da área marcado por Catarina Pereira, faltou comunicação entre Carolina Vilão e Ana Seiça, com a camisola n.º 3 das águias a introduzir, de cabeça, a bola na própria baliza. Estava feito o 1-0 no Estádio Municipal 1.º de Maio.

Benfica

O Benfica reagiu, mas faltou alguma clareza no momento de definição, e daí a inexistência de oportunidades, tudo isto frente a um SC Braga que recuou linhas perante a maior iniciativa encarnada, mas manteve-se perigoso (remate de Jermaine, aos 16') e também muito agressivo nos duelos físicos.

Em cima da meia hora de jogo (29'), perda de bola das águias, e Carolina Mendes, em lance individual, rematou para o 2-0. Forte e colocado, sem hipóteses de defesa.

Bola ao centro e oportunidade para o Benfica reduzir, contudo, o remate de Jéssica Silva saiu ao lado. Clóe Lacasse, na velocidade, tentou a sorte no lance seguinte, mas a defesa minhota resolveu.

Até ao intervalo mais Benfica, a carregar na tentativa de inverter o rumo dos acontecimentos, mas o resultado não se alterou: 2-0.

Benfica

Determinadas, as águias entraram fortíssimas na segunda metade, com as oportunidades de golo a surgirem e a sucederem-se! Ana Vitória, com um remate desviado pela defesa contrária, deu o mote; Cloé Lacasse, com um cabeceamento poderoso, ofereceu a Patrícia Morais a defesa da partida até então.

Benfica completamente balanceado no ataque, a ter de correr riscos num jogo a eliminar, com o SC Braga a explorar o contragolpe. Vitória Almeida, num desses lances (56’), esteve muito perto de dilatar, mas o esférico saiu ao lado.

Com algumas mexidas no xadrez tático, o Benfica mostrou-se ainda mais ofensivo e decidido, mas a redondinha teimava em não entrar. Aos 75', enorme defesa de Carolina Vilão, a dizer 'não' a Jermaine e a negar o 3-0.

Benfica

Tudo por tudo das águias na reta final, equipa muito ofensiva, mas com o SC Braga a conseguir resolver, defender e ainda ampliar a vantagem construída na primeira parte. Aos 86', perda de bola das encarnadas em zona proibida, e Andreia Norton, com um verdadeiro slalom, fez o 3-0; já em tempo de compensação, bis de Andreia Norton a sentenciar o jogo (4-0).

Apito para de Sandra Bastos para o final no Estádio Municipal 1.º de Maio, triunfo para as minhotas (4-0) e consequente afastamento das águias da prova-rainha.

O Benfica torna a entrar em campo no dia 27 de fevereiro, com a receção ao FC Famalicão, uma partida referente à 6.ª jornada da fase de apuramento de campeão da Liga BPI.

Filipa Patão

DECLARAÇÕES

Filipa Patão (elemento da equipa técnica do Benfica): "Na vida e no futebol sempre me ensinaram que as derrotas trazem-nos sempre mais coisas do que as vitórias, portanto, certamente não será para esquecer, será para relembrar em todos os momentos da época os erros que cometemos, mas principalmente a forma como estivemos, e que, apesar de resultado pesado, poderíamos ter reduzido. Não o fizemos, a emoção começou a instalar-se na equipa e a toldar a razão. Corremos riscos, era uma eliminatória da Taça de Portugal, um jogo a eliminar, e aí assumo na plenitude o resultado. Temos de crescer ao nível da maturidade e do controlo quando as coisas não nos estão a correr bem. Deixo outro apontamento: pelos vistos, precisamos de fazer barulho para as coisas começarem a pender para o nosso lado, portanto, se for preciso o Benfica fazer barulho, também o fará! Dou os parabéns à Federação, tal como o SC Braga deu no jogo passado!"

Benfica

SC Braga-Benfica
4-0
Estádio Municipal 1.º de Maio
Onze do Benfica
Carolina Vilão, Catarina Amado, Ana Seiça, Carole Costa, Lúcia Alves (Marta Cintra, 80'), Andreia Faria (Cassandra Korhonen, 70'), Pauleta, Ana Vitória (Beatriz Cameirão, 65'), Francisca Nazareth (Valéria Cantuário, 80'), Cloé Lacasse e Jéssica Silva
Suplentes
Katelin Talbert, Sílvia Rebelo, Christy Ucheibe, Beatriz Cameirão (65'), Marta Cintra (80'), Valéria Cantuário (80') e Cassandra Korhonen (70')
Ao intervalo 2-0
Golos do Benfica
 -

Texto: Redação
Fotos: SL Benfica
Última atualização: 12 de fevereiro de 2022

Patrocinadores Futebol Feminino


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar