Futebol

01 abril 2022, 23h33

Nélson Veríssimo

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

Nélson Veríssimo fez a análise do SC Braga-Benfica da 28.ª jornada da Liga Bwin, partida disputada na noite desta sexta-feira, dia 1 de abril, no Estádio Municipal de Braga, defendendo que a equipa esteve longe do que era pretendido em termos competitivos.

O técnico encarnado apontou a incapacidade de a equipa ter a bola e os problemas de ligação em termos ofensivos como as principais causas do insucesso frente ao Braga (3-2). Nélson Veríssimo sublinhou a necessidade de uma "reflexão" que o grupo fará na procura de dar uma resposta positiva frente ao Liverpool, na terça-feira, 5 de abril, em jogo da 1.ª mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, admitindo a dificuldade do encontro.

Braga-Benfica, 28.ª jornada da Liga Bwin

Longe do pretendido

"Reconhecemos que estivemos muito mal neste jogo, não entrámos como era a nossa ideia, com capacidade de ter a bola. Sabíamos que o Braga gosta de ter bola, queríamos tirar a iniciativa ao nosso adversário. Não demos a resposta enquanto equipa, eu incluído, ao nível que uma equipa do Benfica tem de dar. Sofremos um golo na primeira parte... na segunda, após as duas substituições e com algumas alterações, procurámos nos primeiros 10 e 15 minutos marcar o golo e acabámos por sofrer. Continuámos a mexer no jogo para reduzir a desvantagem. A equipa teve mérito pela forma como conseguiu empatar o jogo, sofremos o golo [3-2] quando podíamos aproveitar o facto de termos feito os dois golos. No processo defensivo tentámos pressionar de forma diferente com mais jogadores na frente da linha de pressão, sabíamos que nos íamos expor mais atrás. Recuperámos algumas bolas mais adiante. Onde não estivemos tão bem foi na recuperação e logo a seguir a perder a posse da bola. Temos de analisar o processo na totalidade. Hoje tivemos dificuldades, defensivamente conseguimos fazer o pretendido em alguns momentos, ser uma equipa mais agressiva, pressionante e a recuperar bolas à frente. O que fica é o mau jogo que fizemos, temos de reconhecer e refletir."

Nélson Veríssimo

Sentimento de frustração

"Temos consciência do jogo que fizemos! Sentimos que podíamos ter feito muito mais, pela resposta que não demos e devíamos dar. O sentimento dos jogadores no final foi de frustração pela resposta que demos e não que devíamos ter dado. O caminho é abordar o próximo jogo e tentar ganhar, é com o Liverpool, mas o melhor remédio é tentar lutar pelos nossos objetivos. O segundo classificado ainda não jogou, se ganhar fica muito mais difícil. Essa distância, aumentando, claro que o objetivo do 2.º lugar mais difícil. Mas independentemente disso, temos de dar a resposta como equipa frente ao Liverpool, B SAD, Liverpool e depois com o Sporting. Temos de fazer a análise em conjunto. Mais do que dar mérito ao que o Braga fez, temos de dar demérito ao que não fizemos. Sabemos a equipa que temos, os jogadores que temos e o que estamos a construir, o potencial desta equipa e não estivemos ao nível que devemos estar."

Otamendi

Na Champions é tudo diferente

"Teremos oportunidade de falar sobre isso. Mas um jogo da Liga dos Campeões difere em tudo. Tem um contexto diferente, o Liverpool vai observar o que fizemos hoje, e vamos ter de corrigir o que fizemos de mal. Veremos o que temos de corrigir. A garantia que deixo é que certamente que a equipa vai dar uma resposta positiva. Na terça-feira temos um jogo importante com uma equipa muito competitiva, e o nosso caminho tem de ser esse."

IRS 2022 - Fundação Benfica

Texto: Rui Miguel Gomes
Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica
Última atualização: 1 de abril de 2022

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar