Futebol

17 abril 2022, 23h51

Nélson Veríssimo

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

Nélson Veríssimo fez a análise ao triunfo do Benfica sobre o Sporting (0-2) na 30.ª jornada da Liga Bwin, uma partida disputada neste domingo, 17 de abril, considerando que os encarnados "fizeram uma exibição consistente" em que "controlaram bem" o adversário.

Em dia de aniversário, o técnico encarnado aceitou com natural agrado a "bela prenda" que lhe foi dada pelo grupo de trabalho, que elogiou pela "forma como cumpriu o planeado". Nélson Veríssimo explicou a estratégia e assumiu sem rodeios que frente a adversários mais competitivos "há que saber defender", mesmo que a matriz do Benfica seja sempre ofensiva.

Desde a importância de Darwin e Gonçalo Ramos à luta "possível" pelo segundo lugar na Liga Bwin, Nélson Veríssimo encerrou a análise ao triunfo no dérbi com um abraço solidário a Sandro Cruz, em mais um "não" ao racismo após o que se verificou no Rio Ave-Benfica B, na Liga 2.

Sporting-Benfica, 30.ª jornada da Liga Bwin

Estratégia vencedora com consistência

"Tínhamos de estar coesos e não dar tanto espaço nas costas da nossa linha defensiva como nos outros dois jogos frente ao Sporting, um adversário muito difícil e com uma ideia de jogo muito vincada. Controlando a profundidade também tínhamos ainda a largura para controlar. Baixámos o Diogo Gonçalves para controlar as subidas do Porro à direita. Tivemos sempre o jogo controlado, em bloco médio e baixo porque o Sporting assim obrigou. Podíamos explorar as transições e isso aconteceu. Criámos mais situações de perigo e situações de golo. O Sporting teve uma ou duas, uma delas na barra. No cômputo geral fizemos um jogo muito consistente, fomos superando as dificuldades colocadas pelo Sporting. Estamos de parabéns pelo que fizemos e pelo resultado. A partir do momento em que o Slimani entrou, sabíamos que o jogo do Sporting seria mais vertical. Estávamos com dificuldades em controlar os movimentos do Porro e colocámos o Gil Dias com características mais ofensivas, mas também com posicionamentos defensivos no lugar do Everton. Optámos por controlar com o André Almeida, pois tínhamos o lateral-direito a defender como terceiro defesa-central. O André Almeida fazia isso bem, já o fez no passado. Tínhamos de controlar a largura porque iam partir para situações de cruzamentos. Controlámos bem o Sporting."

Sporting-Benfica, 30.ª jornada da Liga Bwin

Crescimento da equipa com realismo

"Os resultados ditam tudo. A equipa percebeu que jogando contra equipas como Ajax, Liverpool e Sporting há momentos em que temos de defender mais, apesar de sermos o Benfica e jogarmos sempre para vencer. Em alguns momentos isso pode não ser viável, assumimos isso sem problema nenhum. Perceber as características dos nossos jogadores, do adversário e escolher uma estratégia. O sucesso com Ajax, Sporting e o que fizemos com o Liverpool mostra isso mesmo. Bolas paradas? Temos consciência dos erros que temos cometido, e a bola parada é um deles. Ainda agora o Konaté fez um golo com o Manchester City, há que dar mérito ao adversário, a qualidade na batida da bola e na forma como finaliza. Na bola parada defensiva tínhamos e temos de melhorar para não sofrer golos."

Sporting-Benfica, 30.ª jornada da Liga Bwin

O segundo lugar e os 12 pontos que faltam

"Acreditamos no segundo lugar e a estratégia não muda. Em mais do que um momento [os jornalistas] colocaram sempre a questão de perder o jogo, viram o copo meio vazio e nós observámos o meio cheio. Agora passa por chegar ao segundo lugar. Acreditámos ser possível vencer o Sporting e ganhámos o jogo. Temos de lutar pelas quatro vitórias e depois logo se vê."

Sporting-Benfica, 30.ª jornada da Liga Bwin

Goleador Darwin e o fator Gonçalo Ramos

"Dependência de Darwin? No passado, quando estive na equipa principal o Carlos Vinicius foi o melhor marcador, o Seferovic também o foi. As equipas são feitas disto, os jogadores apresentam rendimento, equipa vai ganhar com isso, ela própria sustenta o crescimento do jogador. Num mercado como o nosso é normal que os jogadores sejam contratados, valorizem-se e depois sejam transferidos. O Darwin vai seguir esse caminho e o Clube tem de encontrar soluções como fez com ele. O Gonçalo Ramos? É muito completo, tem uma disponibilidade física e mental muito forte, liga a nossa equipa no processo defensivo. Provoca desgaste porque pedimos coisas diferentes da posição onde poderá jogar no centro da área, mas na formação passou por esta posição. Com bola pretendemos que explore o espaço entre linhas e seja mais um jogador a chegar a zonas de finalização. Está com capacidade de fazer golo."

Dérbi

Um "NÃO" ao racismo e abraço a Sandro Cruz

"Quero enviar um abraço ao Sandro Cruz, que hoje foi vítima de comentários racistas [em Vila do Conde, no Rio Ave-Benfica B]. Estava a ver o jogo, não consegui ver todo porque estávamos a preparar a palestra, mas ouvi o comentário. É degradante e lamentável. Ainda recentemente a Liga promoveu uma ação contra o racismo, não fica bem a ninguém. Sei que ainda existe. Quero mandar um abraço ao Sandro Cruz e a todos os jogadores que são vítimas destes comentários, sei que foi algo que lhe tocou muito!"

Texto: Rui Miguel Gomes
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica
Última atualização: 17 de abril de 2022

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar