Futebol

30 setembro 2022, 11h19

Roger Schmidt

ANTEVISÃO

Roger Schmidt fez a antevisão ao Vitória SC-Benfica da 8.ª jornada da Liga Bwin, jogo agendado para as 20h30 de sábado, 1 de outubro, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães. O técnico não espera facilidades na deslocação ao Minho, mas confia que a equipa vai mostrar o bom futebol jogado até ao momento.

"Estamos concentrados no jogo com o Vitória, precisamos de ter toda a concentração para jogar ao nível mais elevado ao longo de toda a temporada", rematou Roger Schmidt, no Benfica Campus, na conferência de Imprensa de antevisão da partida com os vimaranenses.

A "energia positiva" que a equipa tem tido nos treinos dá confiança ao técnico, que prevê um jogo difícil. O treinador do Benfica abordou ainda a densidade do calendário nas semanas que se avizinham, revelando que a rotação na equipa depende "da condição física dos jogadores e da forma como jogarem". O regresso de Lucas Veríssimo e de João Victor aos relvados também foi tema na conversa com os jornalistas.

Roger Schmidt

"A equipa tem trabalhado no duro e compete-nos demonstrar amanhã [sábado] o mesmo espírito, a mesma atitude. Temos muita energia positiva"

Roger Schmidt

Depois de duas semanas sem jogar, é chegada a hora de defrontar o Vitória SC em Guimarães. Que jogo espera?

Um jogo duro. Nunca defrontei o Vitória, mas penso que analisámos bem o adversário. Também recolhemos muitas informações de pessoas que conhecem a Liga portuguesa melhor que eu. Sei que é muito difícil jogar lá, têm adeptos muito entusiásticos no estádio. Se olharmos para a temporada deles vemos que estão bem, só sofreram seis golos, defendem bem, sempre ligados. Penso que não é fácil marcar-lhes golos e também são perigosos nas transições. É algo a que estamos habituados, especialmente nos jogos fora. É uma tarefa difícil para nós, especialmente após a paragem para os compromissos das seleções. Vai ser um desafio, também para os jogadores, mas apesar de tudo isso queremos continuar a jogar da forma que jogávamos antes da paragem. Os jogadores estão em boas condições, felizes por estar de volta. Temos muita energia positiva na equipa e vamos tentar fazer um bom jogo, é claro que queremos ganhar.

Roger Schmidt

Numa jornada em que 2.º e 3.º classificados da Liga se defrontam, vencer em Guimarães é ainda mais importante para o Benfica?

Vencer é sempre importante, interessam pouco os jogos das outras equipas, não podemos influenciá-los. Mas nós não olhamos para os outros, olhamos para nós, estamos concentrados no nosso jogo, estamos numa boa posição na Liga e isto deve-se ao trabalho árduo dos últimos meses. A equipa tem trabalhado no duro e compete-nos demonstrar amanhã [sábado] o mesmo espírito, a mesma atitude. Temos de fazer um jogo muito tático, não pensamos nos outros jogos.

A pausa competitiva para os compromissos das seleções foi positiva ou negativa para o Benfica?

Para ser sincero, não penso nisso, porque é o que é. Tínhamos feito muitos jogos antes da pausa, ganhámos todos, estávamos num bom momento e, por um lado, gostaríamos de ter continuado. Mas a carga sobre os jogadores era muito grande desde o início da época, ter algum descanso não faz mal. O desafio é relançar tudo, ligar e aquecer os motores, recriar a tensão, recordar aos jogadores como estávamos a jogar bom futebol, essa é a nossa tarefa. Se amanhã [sábado] nos correr bem, não se pode dizer que o impacto tenha sido negativo. O maior desafio será para os jogadores que estiveram ao serviço das seleções nacionais, porque partiram no dia seguinte ao jogo com o Marítimo e alguns só regressaram ontem [quinta-feira], não tiveram descanso, viajaram muito. É uma coisa que temos de levar em linha de conta, amanhã [sábado] vamos ver como estão.

Roger Schmidt

"Fico muito feliz por esta qualidade na posição de defesa-central"

Que comentário faz sobre a decisão de Rafa de pedir dispensa da Seleção Nacional?

Respeito a sua decisão. É um grande jogador, uma excelente pessoa, muito honesto, sempre foi muito claro quanto ao que quer fazer. Tomou esta decisão para se concentrar completamente no Benfica e respeito a sua decisão.

Outubro e o início de novembro vão ter muitos jogos. Não costuma mexer muito no onze inicial, mas acha que vai ter de alterar a rotação na equipa devido à quantidade de partidas que vão ter pela frente?

Talvez tenhamos de o fazer, mas não estou seguro disso. Vamos ver, não tenho um plano para as próximas seis semanas e para os próximos 12 jogos. O que fizemos nas últimas semanas foi achar sempre a melhor forma de abordar cada jogo. Não rodámos assim tanto os titulares, mas durante os jogos precisámos sempre das nossas substituições. Há uma grande diferença entre um jogador que faz 90 minutos e um jogador que faz 70 minutos. Por isso, para a recuperação, especialmente quando temos os compromissos europeus, há uma grande diferença e tentamos, por vezes, gerir a carga física dos jogadores usando as substituições durante os jogos, em vez de lhes tirarmos a titularidade. Para mim os jogadores têm estado bem desde o início da época, sempre com boas exibições, com boas ligações entre eles, daí a minha abordagem ter sido a de dar continuidade e depois alterar durante o jogo. Se vai ser assim nas próximas semanas? Vamos ver. Talvez mudemos um pouco mais, talvez não, depende da condição física dos jogadores e da forma como jogarem.

Roger Schmidt

Nas últimas semanas teve um número reduzido de defesas-centrais, mas dentro de semanas vai ter seis à sua disposição. Como vai lidar com esta situação de ter todos motivados, apesar do calendário apertado?

Fico muito contente por ter esta qualidade na posição de defesa-central. Quando assinámos com o João Victor ficámos com seis centrais, mas nas últimas semanas só tínhamos três deles fisicamente disponíveis. Estou muito feliz por João Victor e Lucas Veríssimo terem dado os primeiros passos no treino com a equipa. A situação deles difere, o João Victor está muito perto de regressar à equipa, não para amanhã [sábado], mas não vai precisar de muito tempo para estar pronto a jogar. O Lucas [Veríssimo] é uma grande pessoa, trabalhou muito na sua recuperação e também esperamos que esteja a 100% nos treinos da equipa nas próximas semanas. O Morato também trabalha bem, por isso temos muita qualidade nesta posição. Foi muito importante termos assinado com o John Brooks porque tínhamos um problema nesta posição com a lesão do Morato. Também está a mostrar a sua qualidade nos treinos. É claro que pode não ser usual ter seis defesas-centrais deste nível na equipa, mas também é resultado das últimas semanas, e quando todos estiverem disponíveis vamos ter de encontrar soluções. Quando todos estiverem prontos, vai ser como em qualquer equipa de futebol, os melhores jogam.

Texto: João Sanches e Nuno Miguel Machado
Fotos: Tânia Paulo / SL Benfica
Última atualização: 30 de setembro de 2022

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar