Futebol

07 outubro 2022, 14h26

Roger Schmidt

ANTEVISÃO

Exibir todos os predicados futebolísticos apresentados na presente temporada é tarefa assumida por Roger Schmidt para o encontro frente ao Rio Ave, neste sábado, 8 de outubro, às 18h00, no Estádio da Luz, referente à 9.ª jornada da Liga Bwin. O técnico reconheceu, em conferência de Imprensa, a confiança decorrente dos grandes jogos da Liga dos Campeões, mas alertou para o perigo das equipas "muito motivadas" quando defrontam as águias.

O treinador é claro na abordagem ao duelo com os vila-condenses, apelou à "conexão e inteligência" dos seus atletas num duelo que será disputado com um intervalo de dois dias de descanso face ao compromisso europeu e salientou a necessidade de "confirmar" o futebol apresentado até então.

Com elogios reiterados a António Silva e aos defesas do Benfica, Roger Schmidt foi ainda questionado pelos jornalistas, no Benfica Campus, sobre o avançado Rodrigo Pinho, um atleta capaz de "criar bons momentos".

Após um jogo intenso frente ao Paris Saint-Germain, como está a equipa e como perspetiva o jogo Rio Ave? Está a planear algumas alterações?

A equipa está bem, os jogadores que jogaram de início na quarta-feira ainda estão um bocadinho cansados, é normal que assim seja dois dias após o jogo, mas é sempre bom sair do jogo com boas sensações e com confiança. Estamos bem preparados para o jogo seguinte, temos de estar prontos amanhã [neste sábado], queremos os três pontos, temos objetivos altos para esta época e vamos lutar por eles. Penso sempre em alterações, sobre a equipa inicial que vamos apresentar. Desta vez, temos uma situação especial, pois só vamos ter dois dias de repouso. Porém, a decisão quanto a isso [mudanças na equipa inicial] só a tomo amanhã [sábado]. Sabemos que o Rio Ave é um adversário difícil, tem bons atacantes e jogadores de qualidade. Temos de estar preparados para um jogo difícil.

Roger Schmidt

"É nossa tarefa mostrar a mesma qualidade nestes jogos, a mesma abordagem [como frente ao Paris Saint-Germain], conexão e inteligência. É o que uma grande equipa tem de fazer, com os nossos objetivos"

Roger Schmidt

É um jogo de Liga dos Campeões para o Rio Ave e para o Benfica é um jogo entre dois desafios da Liga dos Campeões. Como pode assegurar a motivação para os seus jogadores contra uma equipa que já venceu o FC Porto nesta Liga?

Para nós é um jogo de Liga, e para o Rio Ave também, mas percebo o que quer dizer. Sabemos que todas as equipas estão muito motivadas para jogar contra o Benfica, sentimos nos jogos fora de casa, mas também em casa. São equipas sempre muito bem preparadas, corajosas, estou muito impressionado com as abordagens dos seus treinadores, tentam jogar futebol também no nosso Estádio. Quando vemos o Rio Ave, percebemos que é uma equipa corajosa, que joga um futebol de ataque. Espero um jogo difícil, mas já demonstrámos que após os jogos da Liga dos Campeões conseguimos dizer "presente", que conseguimos jogar com este calendário. Estamos a tentar cumprir os objetivos.

A exibição do Benfica frente a uma equipa como a do Paris Saint-Germain foi boa para a confiança da equipa?

Penso que é muito importante ganhar confiança nos grandes jogos da Liga dos Campeões. Sabemos que o Paris Saint-Germain tem muita qualidade individual e foi importante ganhar esta confiança, sobretudo quando o jogo seguinte é três dias depois. Mas é nossa tarefa mostrar a mesma qualidade nestes jogos, a mesma abordagem, conexão e inteligência. É o que uma grande equipa tem de fazer, com os nossos objetivos. Se queres ganhar títulos, tens se ser capaz de o fazer a cada três dias e confirmar este tipo de desempenho contra equipas como o Rio Ave. Recebemos confiança nestes jogos europeus, mas temos de confirmar tudo nos jogos seguintes.

Roger Schmidt

Vê António Silva como uma esperança, ou, para si, já é uma certeza?

É um jogador jovem que está a sair-se muito bem. Já jogou uns quantos jogos. Estreou-se com o Boavista, quando o Otamendi estava castigado. Jogou ao lado do Morato, e depois fez mais jogos, nomeadamente na Champions League. Tem mostrado a sua qualidade, que é fiável, estando a um altíssimo nível. De uma forma geral, a defesa está muito bem e a equipa tem estado toda bem em termos táticos. É mais fácil cada jogador mostrar a sua qualidade quando o coletivo está bem. O mesmo se passa com o António [Silva], que é um grande talento.

Acha que António Silva merece ser convocado para o Campeonato do Mundo? 

A decisão não é minha, é do selecionador nacional. São as decisões que lhe competem, é um treinador muito experiente para tomar a melhor decisão para a sua equipa.

Roger Schmidt

"Quando se quer conquistar títulos tens de estar pronto desde o primeiro segundo, é preciso encontrar uma equipa capaz de jogar a um nível muito elevado desde o início"

Se olharmos para o tempo de utilização, 13 jogadores do Benfica têm muito mais minutos do que os restantes. É uma vantagem porque tem muitos atletas frescos, ou uma desvantagem porque os que têm menos minutos apresentam menor ritmo de jogo?

É um bom sinal, pois foi possível jogar várias vezes com o mesmo onze. Significa que estão todos os jogadores em boas condições físicas. Temos novos jogadores, um novo treinador, uma abordagem diferente ao jogo. Desde o início que temos a pressão de jogar e vencer jogos, pois quando se quer conquistar títulos tens de estar pronto desde o primeiro segundo, é preciso encontrar uma equipa capaz de jogar a um nível muito elevado desde o início. Capaz de jogar de forma fiável desde o primeiro momento. Foi a decisão correta dar aos jogadores esta oportunidade de se conhecerem, jogarem juntos e evoluírem como equipa. Mas isto não é uma lei, cada jogo é um novo desafio, estou sempre a pensar no que é melhor para a equipa, depende dos jogadores e da sua recuperação. Toda a gente em torno da equipa, o departamento médico, os fisioterapeutas e nutricionistas tentam ajudar os jogadores a recuperar o mais depressa possível. Consegue-se medir este tipo de recuperações, perceber se estão ou não recuperados para tomarmos as decisões certas sobre os jogadores.

Rodrigo Pinho está preparado e pode ser uma das surpresas para o jogo com o Rio Ave?

O Rodrigo [Pinho] tem estado bem desde o início da pré-época. Vem de uma grande lesão, deu os primeiros passos na pré-época, está em forma. Estou convencido da sua qualidade enquanto ponta de lança. Jogou na equipa B para adquirir a melhor forma e ritmo. Ele é muito rápido e bom, e precisamos deste tipo de avançados na equipa, foi por isso que o lancei contra o Paris Saint-Germain. Ele, com a sua velocidade e qualidade com bola, pode criar bons momentos. É muito bom jogador e espero que o possa mostrar.

Texto: Marco Rebelo e Rui Miguel Gomes
Fotos: Victoria Ribeiro / SL Benfica
Última atualização: 7 de outubro de 2022

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar