21 de junho de 2018, 17h57

Ristovski e uma visita ao Museu que motiva qualquer atleta no mundo

Andebol

O reforço do Andebol do Benfica confessou o forte desejo de ser mais um a contribuir para o enriquecimento do número de troféus do Clube.

Depois de ter sido apresentado oficialmente na terça-feira (dia 19 de junho), o internacional macedónio Borko Ristovski visitou o Museu Benfica – Comes Damião, guiado pelo capitão da equipa de andebol, Paulo Moreno.

Ristovski ficou encantado com que contemplou no Museu e deu conta disso em declarações à BTV. “Todos os troféus que estão aqui fazem parte da história de um grande clube, por isso é normal que todos os que entram aqui criem grandes ambições e tenham muita motivação para fazer parte desta história”, disse o guarda-redes.

O andebolista confessou que foi a ambição do Benfica que o fez viajar de Barcelona até ao Estádio da Luz.

“Gostei desde logo do projeto do Benfica, a ambição que todos têm no Clube. Sei que quer ser campeão, melhorar e crescer, primeiro com o Campeonato e a Taça e nos próximos anos jogar a Liga dos Campeões. Tudo isso me deu muita vontade de vir jogar para cá. Espero mesmo que venhamos a ganhar o Campeonato na próxima época para podermos desfrutar e dar alegrias aos adeptos do Benfica”, reforçou.

Ristovski

“Eu sou um jogador que vivo muito de emoções. Dou tudo em campo, 100% de mim. Essa entrega é a única forma de se progredir num clube. Para mim, não é só jogar para um clube; tenho uma filosofia que vai mais além… Eu tenho de acreditar e crer no clube onde estou”, afirmou.

Olhando para o acervo do Museu Benfica - Cosme Damião, Ristovski não tem dúvidas: “Quero ajudar a equipa e o andebol a ganhar mais troféus e fazer parte da história deste grande clube”, vincou.

Texto: Márcia Dores

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

PATROCINADORES MODALIDADES


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar