26 de setembro de 2017, 17h22

Mar vermelho em Basileia

Futebol

Casas do Benfica na Suíça garantem mobilização total dos adeptos benfiquistas.

Não é uma loucura que surpreenda, mas antes habitual, aquela que percorre vários pontos vermelhos da Europa Central. Quarta-feira, espera-se um novo terramoto humano de apoio ao Benfica, com epicentro em Basileia. Milhares de benfiquistas, que ali confluirão, oriundos de Paris, Luxemburgo, Bélgica e de inúmeras Casas do Clube espalhadas pela Suíça.

Ao certo, é impossível prever quantos benfiquistas estarão no estádio. Em 2011, foi um mar vermelho que deixou espantados os responsáveis suíços. Nas várias casas do Benfica a expectativa é a mesma de sempre: a onda vermelha vai assegurar o apoio habitual.

“É uma loucura. Há pessoas a pagar 400 euros pelo bilhete. Vêm adeptos do Benfica de todo o lado, de Paris, da Alemanha, da Bélgica e de todos os lados da Suíça”, disse, ao Site Oficial do Benfica, Vítor Figo, responsável da Casa do clube situada mais perto de Basileia, em Lenzburg, a 70 quilómetros da cidade onde se disputará o jogo.

Um pouco mais longe fica aquela que é a Casa do Benfica mais recente. Trata-se da 252.ª delegação do Clube. A pouco mais de 100 quilómetros de Basileia, o entusiasmo e a expectativa é a mesma.

“Vendemos os bilhetes todos. E se tivéssemos o dobro ou o triplo dos bilhetes, também teríamos vendido. Desapareceram todos num instante. Assim que se soube que o Benfica ia jogar com o Basileia, o telefone nunca mais parou de tocar. Todos querem ver o nosso clube, a nossa equipa. E depois da excelente exibição frente ao Paços de Ferreira, a expectativa é a de que o Benfica vai fazer um bom jogo e vai ganhar”, adiantou Frederico, um responsável da Casa do Benfica de Romont.

Numa e noutra Casas, a esperança numa vitória é a mesma e a convicção de que metade do estádio vai estar pintado de vermelho. “Aposto em dez mil benfiquistas no estádio. Como lhe disse, tem sido uma loucura, uma procura incrível. E depois Basileia fica numa localização muito central. Perto da Bélgica, do Luxemburgo e de França. É daí que virão muitos adeptos do Benfica e dispostos a pagar verdadeiras fortunas pelos bilhetes. Basta andar atento às redes sociais”, reforçou Vítor Figo.

Texto: José Marinho

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar