Futebol

18 outubro 2017, 23h01

No final da partida com o Manchester United a contar para a terceira jornada da Liga dos Campeões, Rui Vitória falou à comunicação social recusando atirar a toalha ao chão. Há três jogos “para disputar e ganhar”.

“Independentemente do que podemos pensar, temos três jogos para disputar e ganhar. Não desistimos de nada. Tentámos colocar as nossas armas em campo analisando o que era o Manchester United”, assegurou apesar do 0-1.

Rui Vitória e José Mourinho

Na análise ao jogo propriamente dito, o técnico relembrou que foi um pormenor que ditou o resultado final.

“Foi um jogo muito interessante e bem disputado pelas duas equipas, muito rico do ponto de vista tático. Um pormenor fez a diferença. Perdemos mas ganhámos outras coisas que me agradaram”, reconheceu.

Rui Vitória recusou paralelismos entre os jogos da Champions e de outras competições ou com outros clubes.

“Uma coisa é jogar na Liga dos Campeões com o Manchester United, outra é jogar noutras competições. Tenho a perfeita noção de que os jogadores deram uma ótima resposta e saio com uma convicção enorme de que os jogadores vão continuar a bater-se com muita força e determinação”, considerou.

Rui Vitória acredita no trabalho diário realizado no Caixa Futebol Campus e aponta ao sucesso.

“As convicções que tenho são as de quem acredita no trabalho feito e nos jogadores. É com base em algo palpável que acredito nisso. Os resultados não foram, até à data, os que queríamos, mas o resultado com o CSKA não foi o mais correto. Deveria ter sido um empate. Estamos a trabalhar e muito. Estes jogadores vão ter sucesso e esta equipa também”, finalizou.

Texto: Marco Rebelo

 

Última atualização: 19 de outubro de 2017

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar