22 de outubro de 2017, 15h52

Bis de Heriberto dá justiça e três pontos à equipa B

Benfica B

Benfica B venceu o União da Madeira, por 2-1, no Caixa Futebol Campus, em partida da 10.ª ronda da II Liga.

Domingo marcado pelo regresso da Ledman Liga Pro. Após a paragem em função dos compromissos internacionais e da disputa da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, a equipa B do Benfica entrou em ação, para disputar a 10.ª ronda da prova.

Depois da vitória em Coimbra, por 1-2, sobre a Académica, os bês encarnados receberam o União da Madeira. Hélder Cristóvão tinha perspetivado um desafio difícil, mas com um só objetivo a vitória – e os atletas interiorizaram a mensagem e colocaram-na em campo.

Depois de uns primeiros 10 minutos mais mornos, o Benfica pegou no jogo e o perigo começou a acercar-se da baliza madeirense. Kalaica, Gedson, José Gomes davam o mote nesta altura….

Somente aos 29’ surge o primeiro remate do União da Madeira à baliza… O Benfica dominava, mas faltava o golo! Ora, quem não marca acaba por sofrer e mais uma vez a velha máxima ganhou expressão.

Contra a corrente, e sem nada o fazer para o justificar, os madeirenses acabaram mesmo por colocar-se na frente do marcador, com Júnior, aos 38’, a bater Zlobin. Resultado ingrato!

Antes do intervalo, decisão muito polémica de Carlos Xistra, e que inferiu no resultado. Aos 40’, Heriberto é claramente derrubado na área, contudo, o árbitro acabou por transformar uma grande penalidade clara num cartão amarelo – por suposta simulação – ao jogador do Benfica.

No reatar, a toada manteve-se, com o Benfica a carregar e a entrar com tudo. Heriberto e José Gomes eram os mais inconformados em campo e Toni, guardião do U. Madeira que o diga. Não foi à primeira, não foi à segunda… mas foi à terceira!

61 minutos, investida de Heriberto pela esquerda e grande penalidade assinalada Carlos Xistra a castigar uma bola no braço de Romaric. Chamado à conversão da marca de 11 metros, Heriberto remata friamente para o empate.

E não foi preciso esperar muito para a reviravolta… Dois minutos volvidos, jogada de envolvimento, o ferro ainda devolve a primeira tentativa, mas Heriberto, muito oportuno, não desperdiça e dá justiça ao marcador: 2-1 para os anfitriões.

Até ao apito final, mais Benfica, um Benfica que esteve sempre mais perto de dilatar a vantagem, do que sofrer qualquer golo. Destaque para a enorme exibição de Tony que negou todas as investidas encarnadas. Em cima dos 90' também Zlobin foi chamado a intervir... e que defesa!

Com este resultado, as águias somam 15 pontos e "saltam" do 10.º para o 6.º lugar da classificação geral.

 Na próxima jornada a formação comandada por Hélder Cristóvão viaja até Barcelos. O Gil Vicente – SL Benfica B joga-se às 11h15 de sábado, dia 28 de outubro.

 O Benfica alinhou de início com o seguinte onze: Zlobin; Alex Pinto (56’, João Félix), Kalaica, Ferro e P. Amaral; Florentino, Chrien e Gedson; Heriberto, Willock (76’, Jota) e José Gomes (86’, Lystcov).

Suplentes não utilizados: Fábio DuarteM. LealT. CeleAlan Jr..

Texto: Sónia Antunes

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar