Futebol

19 março 2019, 08h16

João Félix marcou na visita do Benfica ao Moreirense

Em qualquer equipa do mundo, o rendimento de um avançado avalia-se pelos golos que marca, pelas finalizações que proporciona aos companheiros de equipa e, entre outros parâmetros, pelo que corre e transpira em prol dos desígnios coletivos. Em Portugal, os factos testemunham-no: na Liga NOS, nenhum outro jogador nacional teve tanta pólvora como João Félix nos últimos dois meses e meio no Benfica.

A série de jogos consecutivos no Campeonato como titular das águias cresceu para 11 na recente deslocação vitoriosa a Moreira de Cónegos e teve início em 6 de janeiro, frente ao Rio Ave, no Estádio da Luz, naquele que foi o primeiro duelo dos encarnados sob o comando técnico de Bruno Lage. Logo na receção aos vila-condenses, João Félix agitou por duas vezes as redes adversárias. Assinou então o seu primeiro bis com o Manto Sagrado.

A esses dois golos, o camisola 79 das águias juntou outros seis remates certeiros nos 10 jogos de Campeonato que se seguiram. No período de dois meses e meio que aqui se analisa, João Félix completou quase 1000 minutos de utilização na principal prova do calendário lusitano e totalizou oito golos. Nenhum outro jogador português fez melhor ou sequer igual.

João Félix

Contribuinte ativo no ataque do Benfica, que, com 72 golos marcados em 26 jornadas, é a equipa mais concretizadora na Liga NOS, João Félix, depois das bolas que colocou na baliza do Rio Ave, deixou as suas impressões digitais nas malhas de Boavista, Sporting, Nacional, Chaves, FC Porto e ainda Moreirense, na ronda que antecedeu a recente pausa competitiva para compromissos das seleções nacionais.

Antes destes oito golos em 11 jogos, João Félix, que até 6 de janeiro tinha uma participação descontínua no coletivo benfiquista, faturara por duas vezes no Campeonato, designadamente nas receções ao Sporting e ao Aves. Somadas as parcelas, o avançado formado e desenvolvido no Caixa Futebol Campus tem, por agora, 10 golos anotados na Liga NOS 2018/19 – e nenhum resultou de cobrança de penálti.

Aliás, com este aproveitamento, João Félix é o segundo melhor goleador do Benfica no Campeonato, partilhando esse estatuto com Jonas e Rafa, todos com uma dezena de golos faturados. Acima deles, na liderança da lista dos marcadores do Campeonato, está outro benfiquista: o internacional suíço Seferovic (15 golos, 11 dos quais sob a orientação de Bruno Lage).

João Félix

Nos últimos dois meses e meio, isto é, desde que o treinador Bruno Lage assumiu a equipa e passou a incluí-lo entre as peças frequentes e contínuas de montagem do onze, João Félix também vestiu a pele de assistente, fazendo três passes para finalizações bem-sucedidas. Ao todo, entre os que marcou e deu a marcar, o internacional Sub-21 português teve participação direta em 11 golos na Liga NOS, de 6 de janeiro até à data.

Afirmando-se na alta-roda, João Félix, pelo rendimento evidenciado e reconhecido, "encaminhou-se" para a porta da Seleção Nacional A e foi naturalmente convocado por Fernando Santos. Sem surpresa, o selecionador englobou-o no elenco escalado para atacar os primeiros dois desafios de Portugal na fase de qualificação para o Europeu 2020 (frente à Ucrânia e à Sérvia, nos dias 22 e 25 de março, no Estádio da Luz).

Texto: João Sanches

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Última atualização: 9 de julho de 2019

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar