23 de agosto de 2018, 13h48

Na luta pelas Medalhas... com feito histórico!

Projeto Olímpico

Os quatro canoístas do SL Benfica iniciaram, nesta quinta-feira, a sua participação no Campeonato do Mundo de canoagem. Em Montemor-o-Velho, todos seguiram em frente nas eliminatórias e estão na luta pelas Medalhas.

Começou da melhor forma o Campeonato do Mundo de canoagem, prova que se disputa no CAR, em Montemor-o-Velho. Fernando Pimenta, João Ribeiro, Joana Vasconcelos e Teresa Portela entraram esta quinta-feira em ação e, em representação de Portugal, todos seguiram em frente nas respetivas eliminatórias, tendo as Medalhas bem presentes no horizonte... e fez-se História!

João Ribeiro, Joana Vasconcelos, Teresa Portela e Fernando Pimenta

O tricampeão europeu, Fernando Pimenta, venceu a sua série, apurando-se de forma taxativa para as meias-finais da prova de K1 1.000 metros. O canoísta do Benfica controlou sempre a regata do princípio ao fim, cortando a linha de chegada com um tempo de 3.31,419 minutos. Em 2.º lugar ficou o dinamarquês René Poulsen, e em 3.º o belga A. Peters.

Fernando Pimenta apura-se diretamente para as meias-finais de sábado de manhã, sendo que, em caso de passagem, a grande final disputa-se às 12h21 do mesmo dia.

Foi uma prova bastante renhida. O atleta dinamarquês é já um habitué nas Medalhas nos Campeonatos do Mundo e da Europa; o atleta belga foi Campeão do Mundo em Sub-23 no ano passado e este ano já foi Campeão da Europa no mesmo escalão. Consegui destacar-me logo nos metros iniciais, era isso que tinha planeado com o meu treinador e, depois, consegui fazer uma boa gestão da prova até ao final. Consegui uma boa vantagem, o que me permitiu, já na reta final, relaxar um pouco mais. Agora, segue-se a semi-final…. Somos três dos medalhados do Europeu, o 1.º, o 2.º e o 3.º, estamos todos na mesma semi-final, juntamente com outros atletas de grande nível, ou seja, vai ser muito duro. Os três primeiros passam à final e, passadas duas horas, disputa-se esta mesma final. É passo a passo”, analisou o atleta à RTP.

O que se pode esperar de si?

"Em K1 1000 metros o objetivo agora é chegar à final. O nível está muito alto, todos os países e os seus atletas querem estar na luta pelas medalhas… Nos 5000 mil é tentar fazer uma boa prova, colocar-me bem até à primeira rondagem porque é aí que se define o grupo da frente e é também aí que se pode perder a prova. Sinto-me bem, tranquilo e isso é muito importante para o meu desempenho”, Fernando Pimenta.

João Ribeiro também entrou em ação esta manhã. O canoísta das águias classificou-se na 2.ª posição da 3.ª eliminatória em K1 500, com um tempo de 1.40.109, a apenas 555 milésimos do grande vencedor, o alemão Tom Liebscher. A meia-final acontece amanhã, sexta-feira às 11h30.

Joana Vasconcelos e Teresa Portela

Na variante feminina, Teresa Portela e Joana Vasconcelos fizeram História para Portugal, uma vez que é a primeira vez que uma embarcação em K2 500 metros se apura diretamente para uma final em Mundiais. A dupla benfiquista obteve o 3.º lugar, com um tempo de 1.41,737, logo atrás das húngaras Anna Kárázs e Danuta Kozak e das grandes vencedoras, as neozelandesas Lisa Carrington e Catlin Ryan.

A grande final realiza-se no sábado, às 13h04, no Centro de Alto Rendimento de Montemor-o-Velho.

“Para já o balanço é muito positivo. Do ponto de vista do organizador a grande preocupação é que o evento decorra com grande qualidade e, depois, se podermos aliar a isso um bom resultado desportivo será ainda mais positivo. Há que destacar essa final alcançada diretamente pela Teresa Portela e pela Joana Vasconcelos e todos os atletas apurados para as semi-finais”, sublinhou o presidente da Federação Portuguesa de Canoagem, Vítor Félix, à RTP.

Texto: Sónia Antunes

Fotos: SL Benfica

 

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar