5 de novembro de 2019, 18h51

🎥 Benfica parte em vantagem para Montenegro

Voleibol

Formação encarnada volta a encontrar-se com o OK Budva no dia 14 de novembro, num jogo que decide quem se qualifica para a 3.ª eliminatória de acesso à fase de grupos.

RESUMO DO JOGO

O Benfica superou, nesta terça-feira, por 3-0, os montenegrinos do OK Budva, conseguindo vantagem para a 2.ª mão da 2.ª fase de qualificação da Liga dos Campeões, que terá lugar no próximo dia 14.

Ultrapassada a 1.ª ronda de qualificação – onde eliminou o campeão bósnio – entrou bem o Benfica frente ao também campeão montenegrino. Com concentração e confiança, a formação orientada por Marcel Matz, com um poderoso serviço que ia criando grandes dificuldades na receção, cavou, desde cedo, distâncias no marcador. Vitória por 25-15 no 1.º set.

RESUMO DO 1.º SET

No retomar, foi o OK Budva que saiu na frente (0-2), mas, rapidamente, a formação encarnada – com Japa no serviço e a saber tirar proveito da distribuição – recuperou, colocou-se no comando do marcador, dilatou a vantagem e assinou o 2-0 (25-17 no 2.º set)

RESUMO DO 2.º SET

Num último set que começou muito mais equilibrado do que os anteriores, a qualidade do serviço dos Campeões Nacionais foi determinante, condicionando o trabalho do adversário. 25-18 no 3.º e último set (3-0).

RESUMO DO 3.º SET

A 2.ª mão desta eliminatória está marcada para o dia 14 de novembro (quinta-feira), às 17h45 locais (menos uma hora em Portugal Continental), num jogo que decide quem se qualifica para a eliminatória seguinte, de acesso à fase de grupos.

Antes disso, a formação liderada por Marcel Matz regressa aos compromissos do Campeonato Nacional (6.ª jornada) com uma deslocação ao terreno da Associação Académica de São Mamede. A partida está agendada para as 15h00 de sábado (9 de novembro).

Benfica-OK Budva, 3-0

FICHA  
Local Pavilhão n.º 2
Formação do Benfica Raphael Oliveira, Peter Wohfahrtstätter, Hugo Gaspar, Marc Honoré, Tiago Violas, Japa e Ivo Casas (líbero)
Suplentes André Lopes, Afonso Guerreiro, Theo Lopes, Miguel Sinfrónio, Zelão, Nuno Pinheiro e João Simões 
1.º set 25-15
2.º set 25-17
3.º set 25-18

DECLARAÇÕES

Marcel Matz (treinador do Benfica): “Foi uma exibição quase perfeita, demos poucas hipóteses à equipa de Montenegro. Eles têm de trabalhar com a possibilidade de reverter a situação em casa, mas nós temos de entrar muito fortes. Estão todos bem preparados, fizemos uma pré-temporada muito dura que dá suporte a esta sequência de jogos que vamos ter.”

Raphael Oliveira (zona 4): “Foi um jogo onde conseguimos impor o nosso ritmo, não os deixámos respirar. O nosso grupo trabalhou muito para isto e vamos continuar a trabalhar para conseguirmos manter o resultado em Montenegro. Qualquer um dos nossos jogadores merecia o prémio de melhor jogador hoje. A nossa equipa não pecou, jogou com garra e acredito que cada um tem um pedaço desse prémio.”

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar