15 de dezembro de 2019, 19h50

Pizzi: o rei dos médios na Europa tem dois pés direitos

Futebol

O verdadeiro playmaker, joga, faz jogar, marca, assiste e continua a caminhar a passos largos para uma temporada recheada de recordes no Benfica.

De recorde em recorde, Pizzi não pára! Continua de pé(s) quente(s) e já leva 18 golos em jogos oficiais pelo Benfica (2019/20), facto que faz dele o médio mais goleador e mais influente nos principais campeonatos do Velho Continente, quando àquele número juntamos as assistências.

Pé preferencial? Para Pizzi isso é algo que "não existe". Basta ver o segundo golo do camisola 21 das águias diante do Famalicão (14.ª jornada da Liga NOS). Uma jogada de tremendo recorte técnico que culminou num excelente remate de pé esquerdo. Veja aqui o momento...

Para além das imagens, os números também corroboram estas ações e estão à vista de todos. Se excluirmos os dois penáltis convertidos, um diante do SC Braga e o outro frente ao Paços de Ferreira, o médio encarnado tem, em lances com a bola em movimento, mais golos de pé esquerdo (5) do que de pé direito (4).

Os 11 golos de Pizzi na Liga NOS 2019/20

Adversário Zona
Famalicão Esquerdo Grande área
Famalicão Esquerdo Grande área
Marítimo Esquerdo Grande área
Santa Clara Direito Grande área
Rio Ave Direito Grande área
Gil Vicente Esquerdo Grande área
Braga Esquerdo Grande área
Braga Direito (penálti) Grande área
Belenenses Direito Grande área
Paços de Ferreira Direito Grande área
Paços de Ferreira Direito (penálti) Grande área

Benfica-Famalicão

Os 18 golos já conseguidos em todas as frentes competitivas deixam para trás os 15 apontados em 2018/19. Sublinhe-se que Pizzi conseguiu superar o seu melhor registo de sempre quando ainda vamos a meio da temporada desportiva! De facto, é extraordinário tendo em conta que este internacional português não é um ponta de lança, contudo, instinto matador não lhe falta.

O jogador, que prefere assistir os seus companheiros a marcar golos, tem concretizado bastante e, neste momento, é o médio mais goleador nas maiores ligas da Europa (Inglaterra, Alemanha, Espanha, Itália, França e Portugal).

Médios goleadores nas 6 maiores ligas 

JOGADOR CLUBE GOLOS
Pizzi Benfica 11
Marco Reus Dortmund 9
Dani Parejo Valência 6
Wylan Cyprien Nice 6
James Maddison Leicester City 5
Marco Mancosu US Lecce 5

Para além de fazer os adeptos saltarem das bancadas com os seus golos, Pizzi também é um mestre na arte de assistir. O 21 do Benfica lidera, de momento, o ranking de assistências na Liga NOS. São já sete realizadas na presente temporada, em 14 jornadas.

Um dos passes que ficaram na retina dos adeptos benfiquistas, e não só, foi a assistência para o primeiro golo de Vinícius no Bessa (13.ª jornada). Um passe longo, de primeira, que rasgou por completo a defesa axadrezada. Foi meio golo!

Somando golos (11) e assistências (7), Pizzi participou em 18 dos 37 golos do Benfica em 14 jornadas da Liga NOS. Números impressionantes que transformados em percentagem revelam que o centrocampista encarnado esteve presente em 48,6% dos golos da equipa comandada por Bruno Lage. Ou seja, praticamente metade dos golos do Benfica contaram com o toque do médio que tem dois pés direitos.

Se alargarmos a abordagem ao contexto internacional, comparando dados estatísticos nas seis maiores ligas da Europa, concluímos que Pizzi é o médio mais influente. Nenhum outro atleta chega aos números apresentados pelo internacional português relativamente à participação nos golos.

Benfica-Famalicão

Influência nas 6 maiores ligas

JOGADOR GOLOS ASSISTÊNCIAS PARTICIPAÇÃO DIRETA
Pizzi 11 7 18
Kevin de Bruyne 6 10 16
Luis Alberto 2 11 13
Philippe Coutinho 6 5 11
Santi Cazorla 5 4 9
Yoann Court 2 7 9

Kevin de Bruyne (Manchester City) fica em 2.º lugar neste parâmetro, tendo participação direta em 16 golos, fruto de seis tentos e nove assistências. No 3.º posto surge Luis Alberto (Lázio), que tem influência em 13 golos.

Coutinho (Bayern Munique), Santi Cazorla (Villarreal) e Yoann Court (Brest) completam este top das 6 maiores ligas com participação direta em 11 e nove tentos respetivamente.

Texto: Diogo Nascimento

Fotos: SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar