10 de fevereiro de 2020, 21h56

🎥 "Se o penálti fosse marcado contra o FC Porto a pastelaria de Artur Soares Dias já não estava aberta"

Clube

O Presidente Luís Filipe Vieira falou à Comunicação Social antes da partida da comitiva encarnada para Famalicão.

DECLARAÇÕES

Luís Filipe Vieira, Presidente do Benfica, falou à Comunicação Social na partida para o norte do País onde na terça-feira (11 de fevereiro) se joga a 2.ª mão das meias-finais da Taça de Portugal. Referiu o Benfica como um exemplo a todos os níveis e relembrou ainda as incidências de um clássico que ficou manchado pelos piores motivos.

O Presidente do Clube da Luz começou por se dirigir aos jornalistas fazendo uma pequena antevisão daquilo que poderá ser o desafio contra o FC Famalicão a contar para a 2.ª mão das meias-finais da Taça de Portugal.

Luís Filipe Vieira

"Acham que chegarmos aos balneários e vermos as paredes cheias de óleo está correto?"

"É mais um jogo muito difícil. Ao contrário do que dizem, aqui há bastante competitividade. É um desafio bastante difícil para nós, mas também será para o FC Famalicão. O único resultado possível terá de ser uma vitória e logicamente que o Benfica quer o triunfo", vincou.

Como não poderia deixar de ser, o Presidente falou sobre um dos temas mais quentes da atualidade desportiva, ou seja, as ocorrências do clássico da 20.ª jornada da Liga NOS.

"O Benfica fez um comunicado. É bem elucidativo daquilo que entendeu escrever e dizer. Todos presenciaram o que se passou no Estádio do Dragão. Compete à instância que governa o futebol, nomeadamente a Liga, e à Federação Portuguesa de Futebol [FPF] saberem o que querem do futebol e desta indústria, e principalmente o Governo, que não se pode continuar a demitir como se tem estado a demitir do futebol. Há que encarar a realidade do fenómeno que se está a passar neste desporto. O Benfica tem dado o exemplo de como é que encara esta indústria. Todas as pessoas sabem que o projeto do Clube é elogiado por toda a Europa, os seus profissionais são elogiados, o Benfica tem contas consolidadas, resultados positivos, sucesso desportivo e vive uma boa situação financeira. O Benfica não serve para estas guerrilhas que constantemente surgem no futebol", apontou. 

Luís Filipe Vieira

"Todas as pessoas sabem que o projeto do Clube é elogiado por toda a Europa"

Outra nota oficial emitida pelo Clube da Luz explicitou o tema da nomeação de árbitros estrangeiros para as competições portuguesas. Luís Filipe Vieira explicou que não se trata de acreditar ou não em algum árbitro em específico, mas sim desta ser uma forma para que se acabe com a suspeição vivida em torno destes jogos.

"Quando se chega a uma situação destas em que há uma desconfiança generalizada e onde se penduram árbitros e jogadores numa forca, e se são o Benfica e o FC Porto que estão envolvidos, por que não haver árbitros estrangeiros? Não é porque não acreditamos em A, B, ou C, mas sim para que se acabe essa suspeição toda. Se vierem árbitros estrangeiros, esses podem errar porque já não estão conectados nem com o Benfica, nem com o FC Porto. Se errarem é porque todos erram", explanou.

"Imaginemos que o penálti que foi marcado contra o Benfica [no clássico] era assinalado contra o FC Porto. Acham que a pastelaria do senhor Artur Soares Dias hoje estaria aberta no Porto? Não estava de certeza. Este é o ambiente que se vive no futebol. Eu estou dentro dele, por isso, sei o que se está a passar. Parece que, futuramente, quando for ao Estádio do Dragão jogar tenho de levar polícia de choque comigo. É impensável para mim que as estradas no Porto sejam obstruídas só para passar o autocarro do Benfica. Isto é um simples espetáculo e esta é uma indústria que está a crescer dois dígitos ao ano, portanto, temos de ter cuidado com isto. Esta é uma indústria que dá muita visibilidade a Portugal e julgo que, de uma vez por todas, todos os que estamos no futebol temos de pôr a mão na consciência, juntar-nos todos e questionar-nos sobre aquilo que queremos fazer", afirmou.

Luís Filipe Vieira

"As verdades têm de ser ditas. Quando houver algo contra o Benfica que o digam"

"Aqui não há o problema de ganhar ou não. Todas as pessoas reconhecem que, hoje, o Benfica é o clube mais bem posicionado por tudo. É o mais organizado, é o que tem as melhores infraestruturas, que estão liquidadas, é o clube que tem a melhor situação financeira, é aquele que ganha mais e, contrariamente ao que dizem, não há segredo nenhum para isto. O segredo está no trabalho contínuo e na organização", enalteceu.

Luís Filipe Vieira abordou ainda as mais recentes declarações do presidente da APAF, Luciano Gonçalves, relativamente à nota oficial emitida pelas águias.

"O Benfica não está a perseguir ninguém. O que o Clube fez foi um comunicado a alertar tudo e todas as pessoas sobre aquilo que se está a passar. Ontem [domingo] enviei uma mensagem ao presidente da APAF, e sei o que lhe enviei. Foi uma mensagem bastante construtiva, e sei também a que recebi. Ao ler aquilo que ele há momentos disse, dá-me vontade de o desafiar a publicar a minha mensagem e a resposta que ele me deu para verem até onde chega a hipocrisia das pessoas que estão no futebol. E quando ele [presidente da APAF] diz que quer dirigentes estrangeiros para Portugal, não se deve estar a referir a mim, porque o meu passado no futebol está bem visível no Alverca e está bem visível no Benfica. De certeza que no dia em que eu deixar o cargo de Presidente deixo a obra pronta e um passado do qual me vou sentir bastante orgulhoso. Ele de certeza que quando sair deixará um banho de nada... e de mentiras", sublinhou.

Luís Filipe Vieira

"No dia em que eu deixar o cargo de Presidente, deixo a obra pronta e deixo um passado do qual me vou sentir bastante orgulhoso"

Por último e questionado sobre a imagem que estas situações deixam no futebol português, o Presidente do Benfica foi perentório. Afirmou que este é um dos melhores momentos desportivos – alusões às conquistas das seleções portuguesas –, relembrou a situação que se viveu no Estádio do Dragão e terminou a sua intervenção referindo que no fim a justiça irá verificar quem tem a razão.

"O momento que vivemos do futebol com as seleções nacionais é bastante prestigiante, temos os melhores treinadores do mundo, temos o melhor jogador do mundo, somos campeões europeus e há coisas que não fazem sentido nenhum. Por exemplo, todas as pessoas sabem que ilustramos os balneários com a identificação do Benfica. Acham que chegarmos aos balneários e vermos as paredes cheias de óleo está correto? Habitualmente entramos às 15h00 e proibiram-nos. Só conseguimos entrar às 17h00, mas mais grave ainda foi a própria polícia, que foi conivente nesta situação e parecia estar contra o nosso funcionário, que apenas estava ali para fazer o seu trabalho. As verdades têm de ser ditas. Quando houver algo contra o Benfica que o digam também, que tentaremos corrigir. Sabemos aquilo que investimos em segurança, sabemos o quanto sensibilizamos as pessoas e depois somos constantemente caluniados e vilipendiados. Eu nunca mais me vou esquecer que, para nos combaterem profissionalmente e pela competência, foram pela via do crime. Nunca me vou esquecer disto na minha vida, e a justiça irá julgar e verificar quem tem razão", terminou.

Texto: Diogo Nascimento

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar