16 de fevereiro de 2020, 16h01

🎥 Nas meias-finais com póquer de Mimi Asom!

Futebol feminino

O Benfica venceu o Amora FC no Estádio da Tapadinha e carimbou a passagem à próxima fase da Taça de Portugal.

RESUMO DO JOGO

equipa feminina de futebol do Benfica goleou o Amora FC por expressivos 11-2 e avançou para as meias-finais da Taça de Portugal. Mimi Asom, com um póquer, foi o grande destaque da partida.

O primeiro sinal de perigo dado pela equipa encarnada surgiu aos 9' por intermédio de Julia Spetsmark. A atleta das águias efetuou um cabeceamento perigoso, após cruzamento de Nycole. Minutos depois (aos 13') os papéis inverteram-se. Julia Spetsmark fez um passe para Nycole que, isolada, acabou por ser travada em falta no interior da área. A árbitra do encontro não teve dúvidas e apontou para a marca da grande penalidade. Nycole, encarregue de bater o castigo máximo, não perdoou. 1-0 para o Benfica!

As investidas encarnadas continuavam e foi uma questão de tempo até o segundo golo surgir. Julia Spetsmark, na sequência de um pontapé de canto batido pela capitã Darlene, fez o remate certeiro (2-0 aos 18'). Esta foi a estreia da internacional sueca a marcar com o Manto Sagrado!

Benfica-Amora Quartos de final Taça de Portugal

Aos 25' as comandadas de Luís Andrade chegaram ao terceiro golo. Darlene apareceu isolada, fintou a guardiã adversária, mas a sua finalização foi desviada por uma defesa do Amora. O esférico foi ter ao encontro de Mimi Asom que não perdoou e atirou a contar (3-0). A n.º 17 tomou-lhe o gosto e não precisou de muito mais tempo para fazer o bis. Aos 27', Mimi Asom apareceu no sítio certo e encostou certeiro para o 4-0.

Dois minutos depois (29') o perigo rondou a área encarnada. As jogadoras do Amora beneficiaram de um livre direto, todavia, o lance morreu nas mãos de Dida que segurou com confiançaAos 37' Mimi Asom fez o hat-trick! Darlene fez um passe soberbo a desmarcar Nycole pelo flanco direito. A avançada das águias assistiu Mimi Asom que, bem posicionada no miolo da grande área, desviou para o quinto golo (5-0).

Benfica-Amora Quartos de final Taça de Portugal

Nos momentos finais Julia Spetsmark voltou a balançar as redes adversárias (6-0 aos 45'). Um lance individual em que a jogadora benfiquista fintou a guarda-redes e, sozinha, atirou a contar. Antes do apito para o término da 1.ª parte, o Benfica ainda poderia ter chegado ao sétimo golo na partida. Julia avançou pela esquerda, passou por várias adversárias e fez um cruzamento atrasado. O passe foi demasiado para trás e Mimi Asom não conseguiu finalizar. Ao intervalo: 6-0.

Na entrada para o segundo tempo Luís Andrade decidiu refrescar o seu conjunto. Beatriz Cameirão entrou para o lugar de Pauleta. Nycole à boca da baliza fez o sétimo do Clube da Luz (7-0 aos 51'). Quem continuava de pé quente era Mimi Asom! A possante avançada do Benfica ia demonstrando todas as suas qualidades e, aos 57', fez o póquer (quatro golos num jogo) no desafio (8-0). Uma jogada de insistência pelo lado esquerdo finalizada com um remate rasteiro e colocado. 

Benfica-Amora Quartos de final Taça de Portugal

Aos 59' o Amora fez o golo de honra. Um contra-ataque rápido que deu frutos. Dida susteve o primeiro remate, mas não conseguiu evitar o golo (8-1). O treinador encarnado voltou a mexer nas peças do seu xadrez tático. Francisca Nazareth e Thembi Kgatlana entraram para os lugares de Andreia Faria e Mimi AsomJulia Spetsmark, outra das jogadoras em evidência na partida, voltou a fazer o gosto ao pé aos 65'. Para além de se estrear a marcar nesta tarde (16 de fevereiro), terminou a sua atuação com um hat-trick (9-1), tendo sido substituída por Lúcia Alves aos 70'

Acabada de entrar, Thembi Kgatlana, marcou o décimo golo do Benfica (10-1 aos 71'). Uma arrancada forte que culminou no remate certeiro (estreia a marcar com a camisola encarnada). A dianteira voltou a causar estragos na defesa contrária, mas a árbitra invalidou o golo por alegado fora de jogo. Os adeptos presentes nas bancadas do Estádio da Tapadinha não concordaram com a decisão e acabaram por manifestar o seu desagrado.

Dez minutos depois Thembi voltou a marcar depois de um excelente lance coletivo. Darlene lançou Nycole pela direita e a camisola 28 das águias, atenta, percebeu a desmarcação da recém-entrada atleta sul-africana e endossou-lhe o esférico. Thembi ganhou em velocidade, desviou-se da guarda-redes e converteu a jogada em golo (11-1 aos 81'). A um minuto do fim (89') o Amora voltou a concretizar por Mafalda Marujo (bis na partida). Dida não foi suficientemente rápida a afastar e a número 16 aproveitou. 

O jogo chegou ao seu término com muitos aplausos dos cerca de 600 adeptos presentes nas bancadas do Estádio da Tapadinha, que viram o Benfica avançar para as meias-finais da Taça de Portugal de futebol femininoResultado: 11-2

Onze inicial Benfica Futebol Feminino

Benfica-Amora, 11-2

FICHA  
Local Estádio da Tapadinha
Onze do Benfica Dida, Ana Seiça, Caroline, Raquel Infante, Yasmim, Pauleta, Andreia Faria, Julia Spetsmark, Mimi Asom, Darlene e Nycole  
Suplentes Dani Neuhaus, Sílvia Rebelo, Thembi Kgatlana, Lúcia Alves, Francisca "Kika" Nazareth, Cloé Lacasse e Beatriz Cameirão 
Ao intervalo 6-0
Marcadoras do Benfica Nycole (13' e 51'), Julia Spetsmark (18',45' e 65'), Mimi Asom (25', 27', 37' e 57') e Thembi Kgatlana (71' e 81')

Texto: Diogo Nascimento

Fotos: Cátia Luís / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar