23 de abril de 2020, 12h45

Respostas do SL Benfica ao New York Times

Clube

Tornamos públicas na íntegra as questões e respostas dadas.

Tags

Clube

Tendo sido contactado pelo New York Times a propósito de uma notícia que estaria a fazer sobre o processo atualmente em curso envolvendo o hacker Rui Pinto – a que, importa realçar, o Sport Lisboa e Benfica é totalmente alheio, não tendo qualquer envolvimento, nem qualquer ligação, nem participação em qualquer qualidade –, entendemos tornar públicas na íntegra as questões e respostas que, em nosso nome, foram dadas pela equipa jurídica que representa o Clube...

Pergunta 1. Deparei-me com uma apresentação de 49 páginas do Benfica que explica os objetivos do clube e um deles parece ser o de influenciar o ambiente externo. A página final é uma casa com o título "Casa Estratégica". O slide fala sobre como influenciar a federação, os órgãos políticos, os media e a comissão de arbitragem. Pode comentar este documento?

RESPOSTA. O Benfica tem vários documentos e apresentações feitas pelos seus profissionais sobre as "Casas do Benfica". As "Casas do Benfica", se não tem conhecimento, são grupos organizados de apoiantes do Benfica, espalhados pelo mundo inteiro. Em nenhum dos documentos ou apresentações preparadas pelo Benfica, incluindo no que respeita às "Casas do Benfica", os profissionais do Benfica atuaram ou sugeriram quaisquer ações, que não fossem perfeitamente legais. O mesmo se aplica ao documento que refere, assumindo naturalmente que se trata de um documento que seja propriedade do Benfica.

Pergunta 2. Algumas pessoas dizem que o Benfica tem uma influência pouco saudável nos órgãos de poder de Portugal. O que é que se diz a isto?

RESPOSTA. "Algumas pessoas" dizem tudo o que querem em relação a qualquer questão que queiram – especificamente quando são "pessoas" escondidas atrás de cortinas de fumo. Há muitas "pessoas" que falam da influência pouco salutar das empresas norte-americanas e mesmo do seu governo sobre os negócios em países estrangeiros, como decisões políticas de outras nações soberanas (e vice-versa, como a Ucrânia). Como jornalista, é preciso saber a diferença entre alegações com objetivos noticiosos concretos e alegações evidentes de influências perniciosas nos órgãos de poder de qualquer país. As teorias da conspiração são o "alimento" diário da Internet, das redes sociais e, infelizmente, até de jornais de confiança e conceituados.

A primeira pergunta que alguém deve fazer é "quem" são as "algumas pessoas"? Os adversários do Benfica? Os adversários profissionais dos apoiantes de renome do Benfica? "Algumas pessoas" que querem ganhar campeonatos sem terem capacidade para o fazer, e assim usam todo o tipo de argumentos para falsamente reclamar contra o Benfica? E, também, aqueles que usam roubos, pirataria, que fazem campanhas de difamação, etc?

Não nos esqueçamos que para atacar o Benfica, o maior e mais competente clube de futebol de Portugal, alguém pagou a hackers/piratas e assaltantes para obter informações comerciais sigilosas. Se algo semelhante ocorrer nos EUA, as autoridades, como o Departamento de Justiça, FBI, e até órgãos políticos, etc., estariam a perseguir e a acusar os hackers, os assaltantes e os agentes de difamação.

Uma pergunta muito interessante, que alguém faria, seria também: porque é que uma Fundação norte-americana está tão interessada em suportar os custos da vida e da defesa de um hacker/criminoso? Será normal, e algo de que nos possamos orgulhar, que uma instituição legítima apoie atividades criminosas? O que diriam ou pensariam o Departamento de Justiça, o FBI e o Congresso dos EUA sobre uma instituição privada de renome norte-americano que financia criminosos ou atividades criminosas em todo o mundo?

Pergunta 3. Processaram criminalmente Rui Pinto por ser a cara por trás do ataque ao Benfica?

RESPOSTA. O Benfica procura justiça contra todos os criminosos que invadiram, assaltaram e insultaram esta instituição centenária. Infelizmente, mesmo para uma instituição como o Benfica, é muito difícil opor-se a pessoas que estão a ser financiadas (em circunstâncias muito suspeitas) por entidades sediadas no estrangeiro com a cooperação de grupos internacionais de hackers (e também de antigos políticos que estão a preparar a sua futura carreira política, já que se encontram fora de cena neste momento). Seria uma investigação muito interessante: quem e porque está, fora da Europa, a financiar atividades criminosas na Europa relacionadas com o futebol e outras instituições (por exemplo, económicas, industriais, políticas, etc.).

Quem sabe, um dia serão descobertas "ligações perigosas" entre algumas fundações privadas, jornais, políticos e jornalistas dos EUA e da Europa, com os ataques injustos que o Benfica tem vindo a sofrer. Mas, nesse momento, também serão divulgados os objetivos dessas campanhas, tais como a origem do dinheiro utilizado para esse fim. O jornalista que divulgar essa informação ganharia um Pulitzer.

Pergunta 4. Algumas pessoas descrevem a influência do Benfica como sendo... a de um polvo com tentáculos que se estendem por muitos cantos do Estado Português e da cena futebolística. Como descreveria esta metáfora?

RESPOSTA. Algumas investigações judiciais e decisões do Tribunal (e não "algumas pessoas", como mais uma vez diz na sua pergunta) já demonstraram e decidiram onde está o polvo, quem é o polvo e porque é que alguns clubes rivais do Benfica estão tão preocupados em derrotar o Benfica fora das competições desportivas... uma vez que não estão à altura para competir desportivamente contra o Benfica, tentam ao máximo atacar com falsas acusações.

Quantos adeptos do FC Porto e do Sporting (ou de outros clubes) e suas direções têm posições importantes no panorama do futebol e ocupam posições muito importantes nos órgãos governamentais, administrativos e judiciais portugueses? Quantos deputados, ministros, governadores, presidentes de câmara, presidentes de instituições públicas, diretores de empresas públicas, juízes e procuradores são adeptos de outros clubes de futebol? Existe alguma estatística à sua disposição para comparar e colocar essa questão?

Quando é que a preocupação com as "guerras do futebol português" começou a suscitar tal interesse junto do público geral nos EUA, das fundações, das pessoas e dos jornais? Vende realmente jornais (ou garante likes) entre os seus leitores? Quando é que a alegada "influência pouco saudável" do Benfica na sociedade portuguesa começou a estar sob os holofotes dos leitores do NYT?

Pergunta 5. Numa assembleia geral, um membro do clube foi apanhado em filme a criticar a forma como o clube era gerido e todas as alegações que enfrentava. Ele foi aparentemente atacado pelo presidente do clube, Luís Filipe Vieira. Quer comentar esse episódio?

RESPOSTA. Em todos os grandes clubes desportivos do mundo, quando falamos de instituições centenárias que suscitam a paixão e os sonhos de milhões de pessoas em todo o planeta, é habitual as assembleias gerais serem vívidas, apaixonadas e até dramáticas. Os prós e os contras típicos da política também ocorrem nestes clubes especiais. Só quem não tem conhecimento absoluto da paixão que o futebol desperta (típica de países onde o futebol quase não tem relevância), pode achar estranho que numa Assembleia Geral ocorra algum exagero verbal. Não foi a primeira vez e supomos que não será a última. Não só no Benfica. Também, noutros clubes, durante a Assembleia Geral, as forças policiais são chamadas para garantir a vida e a integridade física dos diretores. Não foi esse o caso durante o episódio referido na sua pergunta.

Pergunta 6. Um ex-funcionário do clube, Paulo Gonçalves, foi acusado de subornar um funcionário do Ministério da Justiça para obter informações sobre casos que possam implicar o Benfica. Acha que ele estava a representar o Benfica? O Benfica ainda faz negócios com o Sr. Gonçalves?

RESPOSTA. Em primeiro lugar, não há qualquer referência a nenhum funcionário do Ministério da Justiça. Com certeza que a informação que recebeu não é exata e correta, foi-lhe dada uma tradução enganosa. No processo judicial, foi um oficial de justiça auxiliar que foi acusado. Não foi um funcionário do Ministério da Justiça. Em segundo lugar, o Sr. Gonçalves também não era administrador da SAD do Clube, conforme decisão dos Tribunais confirmada duas vezes por dois Tribunais diferentes.

Em terceiro lugar, e estranhamente, a sua informação sobre a existência e o resultado deste processo penal está bastante atrasada no tempo – estranharíamos um tal nível de "desconhecimento" sobre o que aconteceu. Todos os meios de comunicação social (alguns internacionais) espalharam a notícia há mais de um ano, o que torna a sua pergunta anacrónica: foi provado num tribunal de 1.ª Instância e confirmado num Tribunal de recurso, que o Benfica não tinha, nem tem, interesse na influência sobre os atos desse trabalhador de um pequeno tribunal numa pequena cidade do interior de Portugal. E, também, nenhum interesse, poder ou influência sobre a vida privada do Sr. Gonçalves (quem são os seus amigos, colegas, contactos, etc.).

Tanta informação em falta por trás desta questão (especialmente vinda de um jornalista tão importante e bem informado) não é facilmente compreensível.

 

VERSÃO EM INGLÊS

Question 1. I have come across a 49-page Benfica presentation that explains the club's objectives and one of those appears to be to influence the external environment. The final page is a house with the title "Casa Estratégica"/ The slide talks about influencing the federation, political organs, media and the referee board. Can you comment on this document? 

ANSWER. Benfica has several documents and presentations made by its professionals regarding the “Benfica Houses”. Benfica Houses, if you are not aware, are organized groups of Benfica’s supporters, spread throughout the world. In none of the documents or presentations prepared by Benfica, including in regard of Benfica Houses, Benfica professionals have acted or suggested any actions, that were not perfectly legal. The same applies to the document you mention, naturally assuming this is a proprietary document of Benfica.

Question 2. Some people say Benfica has an unhealthy influence on Portugal's organs of power. What do you say to this? 

ANSWER. Some people” say everything they want regarding all the issues they want – specifically when they are “people” hiding behind curtains of smoke. There are many “some people” talking about the unhealthy influence of USA companies and even government in foreign affairs, as political decisions of other sovereign countries (and vice-versa, such as Ukraine). As a journalist, one must know the difference between allegations with concrete faking news purposes, and evidenced allegations of unhealthy influences on any country’s organs of power. Theories of conspiracy are the daily “food” of internet, social media and, unfortunately, even trusted and reputed newspapers.

The 1st question anyone should ask is “who” is the “some people”? Benfica’s adversaries? Benfica reputed supporters’ professional adversaries? “Some people” who wants to win championships without having the capabilities to do it, and thus uses all the kind of arguments to falsely claim against Benfica? And, also, those who use robbery, piracy, defamation campaigns, etc…?

Do not forget that to attack Benfica, the biggest and most competent football club in Portugal, somebody has paid hackers/pirates and robbers to obtain business secrecy. If something similar occurs in USA, the authorities, such as Department of Justice, FBI, and even political bodies, etc., would be persecuting and charging the hackers, the robbers and the defamation agents.

One very much interesting question that someone would ask, would also be: why is a North American Foundation so much interested in supporting the costs of life and defence of a hacker/criminal? Is it normal and something to be proud of, a legitimate and lawful institution to support criminal activity? What would the DoJ, the FBI and the Congress of USA say or think about a North American’s reputed private institution financing criminals or criminal activities around the world?

Question 3. Are you seeking criminal charges against Rui Pinto for being behind the hack on Benfica? 

ANSWER. Benfica is seeking for Justice against all the criminals that have hacked, robbed and insulted this centennial institution. Unfortunately, even for an institution as Benfica it is very difficult to oppose to people that is being financed (on the most suspect circumstances) by entities based abroad with the cooperation of international groups of hackers (and also of former politicians that are preparing their future political career, once they are out of the stage right now). That would be a very interesting investigation: who and why is, outside Europe, financing criminal activity in Europe regarding football and other institutions (e.g., economic, industry, politics, etc.).

Who knows, one day it will be discovered the “dangerous liaisons” between some private foundations, newspapers, politicians and journalists across USA and Europe, with the unfair attacks that Benfica has been suffering. But at that moment, also the objectives of such campaigns will be disclosed, such as the origin of the money used for such purposes. A Pulitzer prize will be won by the Journalist who discloses such information.

Question 4. Some people describe Benfica's influence as being … to an octopus, with tentacles that stretch out into many corners of the Portuguese state and soccer scene. How would you describe that description? 

ANSWER. Some judiciary investigations and Court decisions (and not “some people” as once again used in your question) have already demonstrated and decided where is the octopus, who is the octopus, and why some Benfica rival clubs are so much concerned in defeating Benfica outside the sports competitions… once they are not a match to compete in sports with Benfica, they try the most out of them to attack with false allegations.

How many FC Porto and Sporting Lisbon (or other clubs’) supporters and directives have important positions in soccer scene and hold very much important positions in Portuguese governmental, administrative and judicial bodies? How many “parliament members”, ministers, governors, mayors, public institution presidents, public companies’ directors, judges and prosecutors are supporters of other football clubs? Is there a statistic at your disposal, in order to compare and pose such a question?

When did concern over the “Portuguese football wars” started to raise such an interest to the general public in the USA, to foundations and persons and newspapers? Does it really sell newspapers (or likes) among your readers? When did the alleged “unhealthy influence” of Benfica in Portuguese society start to become under the spotlight for NYT readers?

Question 5. At a general assembly, a member of the club was caught on film criticising the way it was run and all the allegations it was facing. He appeared to be attacked by the president of the club, Luis Felipe Vieira. Do you want to comment on that episode? 

ANSWER. In all major Sports Clubs around the world, when we are speaking of centennial institutions that raise passion and dreams of millions of persons around the globe, it is usual general assemblies to be vivid, passionate, even dramatic. The pros and the cons typical of politics also occurs in these special Clubs. Only one that has no absolute knowledge of the passion that football awakes (typical of countries where football has almost no relevance), could find strange that in a General Assembly Meeting some verbal exaggeration occurs. It was not the first time and we guess that it will not be the last one. Not only in Benfica. Also, in other clubs, during General Assembly’s, the police forces are called to guarantee the lives and physical integrity of the Directors. That was not the case during the episode referred to on your question.

Question 6. A former club official Paulo Goncalves has been charged with bribing a ministry of justice official for information about cases that could implicate Benfica. Do you think he was acting for Benfica? Does Benfica still do business with Mr Goncalves?

ANSWER. Firstly, there is no reference anywhere to any ministry of justice official. For sure the information you got is not proper and correct and a misleading translation was given to you. At the judicial procedure it was an Auxiliar Bailiff that has been charged. Not a Ministry of Justice Official.

Secondly, Mr. Gonçalves was also not a Club Official, as per the Courts decision confirmed twice by two different Courts.

Thirdly, and strangely, your information regarding the existence and result of this criminal procedure is quite delayed on time – one would really find strange such a level of “not knowing” regarding what has happened. All the media (some international) has spread the news more than a year ago, what makes your question anachronic: it was evidenced in a 1st degree court of law, and confirmed at an appeal Court, that Benfica had neither interest nor influence regarding the acts of such worker of a small court in a small town of the Portuguese countryside. And, also, no interest, command or influence in Mr. Gonçalves private life (who are his friends, colleagues, contacts, etc.).

So many information lacking behind this question (specially coming from such an important and well-informed journalist) is not easily understandable.

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar