22 de maio de 2020, 13h30

Made in Benfica enchem as capas de jornais espanhóis

Futebol

Os diários "As" e "Mundo Deportivo" fazem manchete nesta sexta-feira com dois talentos formados no Benfica Campus, Bernardo Silva e Nélson Semedo.

Dois dos principais diários desportivos de Espanha fazem manchete nesta sexta-feira com jogadores Made in Benfica. Bernardo Silva, no "As", e Nélson Semedo, no "Mundo Deportivo", estão em destaque.

A projeção internacional dos jogadores Made in Benfica é uma realidade e há vários casos de futebolistas que cresceram no Benfica Campus e que hoje espalham talento nos palcos das principais ligas do Velho Continente. Bernardo Silva e Nélson Semedo são apenas dois dos casos.

O jogador do Manchester City concedeu uma entrevista ao jornal "As". Entre várias temáticas, uma não ficou fora de jogo. O Benfica, claro! Aos 25 anos, o internacional português Bernardo Silva não esquece o clube do coração, emblema que representou por 12 anos (2002 a 2014) e que por quem nutre uma paixão amplamente conhecida.

Bernardo Silva e Nélson Semedo

Questionado sobre a fortíssima ligação ao Glorioso, Bernardo Silva foi claro: "Fui muito feliz no Benfica. Estive lá 12 anos. Foi no Clube que me fiz homem e jogador de futebol."

O jovem formado no Seixal destacou o papel preponderante de uma Glória do Clube no seu trajeto. "Chalana! Foi meu treinador do Benfica. Para além disso foi um grande jogador. Não o vi jogar, mas o meu pai e o meu avô viram e falaram-me dele. Para além de meu treinador e de ser treinador de um dos melhores clubes do mundo, é meu amigo. É uma muito boa pessoa", afirmou.

Do passado para o presente, também outra joia formada no Benfica Campus foi referida na conversa com o “As”: João Félix! A atuar no Atlético de Madrid, o avançado mereceu elogios por parte de Bernardo Silva. "Já treinei com ele [João Félix] muitas vezes na Seleção Nacional e tem um potencial como vi em poucos. Deve continuar a trabalhar e a melhorar. O preço que pagaram por ele é justo. O João [Félix] vale esse montante", considerou o médio, que revelou ainda… "Tenho uma tatuagem. É a única que tenho e é o lema do Benfica ‘E Pluribus Unum’", disse.

Bernardo Silva, que já conquistou tudo internamente pelo Manchester City, apontou à Liga dos Campeões. Antes de poder abraçar a "orelhuda" há várias etapas a superar e a primeira é o Real Madrid, detentor de 13 TCCE/Ligas dos Campeões no palmarés.

Bernardo Silva e Nélson Semedo

Meia Europa atrás de Semedo

A dar cartas no Barcelona, Nélson Semedo, defesa-direito desenvolvido no Benfica Campus, e que representou os encarnados entre 2013 e 2017, é o destaque maior na edição de hoje do "Mundo Deportivo". Segundo este jornal com sede na Catalunha, vários colossos europeus estão de olho no internacional por Portugal.

Aos 26 anos – e com dois anos de contrato com os culésNélson Semedo é um dos mais pretendidos. Sob o título "Luta por Semedo", o diário apresenta os clubes interessados nos préstimos do português, muito valorizado por Quique Setién, novo treinador do Barcelona.

Juventus, Inter de Milão, FC Bayern, Manchester City e Paris Saint-Germain, por razões distintas, veem no ex-benfiquista uma opção válida para a lateral direita. Velocidade, capacidade técnica, propensão ofensiva e solidez na hora de defender são algumas das mais-valias que Nélson Semedo pode oferecer.

O selo de qualidade dos atletas formados no Benfica Campus vê-se no facto de vários atuarem em clubes das principais ligas europeias. Ederson, Lindelöf, André Gomes, Bernardo Silva e João Cancelo (Premier League), Renato Sanches (Ligue 1), Oblak, Gonçalo Guedes, Nélson Semedo e João Félix (La Liga) e Mário Rui (Serie A) são alguns exemplos.

Texto: Marco Rebelo

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar