4 de julho de 2020, 23h52

A melhor resposta

Futebol

O Benfica voltou às vitórias na Liga NOS, batendo o Boavista por 3-1 na 30.ª jornada.

RESUMO DO JOGO

O remédio era ganhar, como projetou o treinador Nélson Veríssimo na antevisão do jogo, e o Benfica, mais eficaz e consistente, bateu o Boavista por 3-1 no Estádio da Luz na 30.ª jornada da Liga NOS. A melhor resposta, quebrando um ciclo negativo, foi dada.

Na noite em que Rúben, Gabriel e Seferovic voltaram a figurar no onze inicial do Benfica (o central e o médio cumpriram um jogo de castigo na ronda anterior), o jogo indefinido começou a ser desamarrado ao minuto 13, no primeiro remate enquadrado, dando tranquilidade às águias.

Do pé esquerdo de Gabriel saiu uma bola "pensada" para explorar a profundidade, convidando André Almeida a cortar a linha defensiva do Boavista. O guarda-redes Helton Leite conseguiu chegar primeiro, por um cabelo, mas não foi capaz de segurar o esférico. André Almeida, sem cometer falta, controlou a bola e, já de ângulo fechado, sobre a direita, teve engenho para descobrir uma linha perfeita para o golo (1-0). O lateral-direito das águias anotava o seu quarto tento neste Campeonato.

Benfica Boavista Futebol Liga NOS

Ágil e agressivo nos movimentos de pressão (alta), o Benfica criou uma excelente ocasião para aumentar a vantagem aos 19'. Em cima da área do Boavista, Gabriel conquistou a posse de bola e endossou curto para a esquerda, na direção de Seferovic, que, pisando na grande área, chutou cruzado, com força. Era para golo, mas Helton Leite estirou-se e não autorizou o festejo, sacudindo para canto.

Com olhos virados para a baliza boavisteira, os atacantes benfiquistas desenharam nova possibilidade para faturar ao minuto 28. Chiquinho, denotando visão de jogo e celeridade na decisão, serviu a desmarcação de Seferovic. O internacional suíço escapou ao central mais próximo e, quando encarou Helton Leite, tentou um chapéu ao guarda-redes, mas este, com reflexos rápidos, susteve a bola com a luva esquerda e impediu o 2-0.

Benfica Boavista Futebol Liga NOS

O minuto 31 trouxe nova grande defesa de Helton Leite, a parar um remate executado por Chiquinho no coração da área, mas o mesmo minuto entraria de forma irreversível na história deste desafio: Gabriel, com mais um magnífico passe para o interior da área, solicitou a finalização de Pizzi, que, de cabeça, perante o guardião axadrezado, atirou cruzado para dentro da baliza (2-0). O internacional português apontou o seu 16.º golo nesta Liga NOS, consolidando-se como segundo melhor marcador dos encarnados na prova (Vinícius lidera com 18).

Eficaz também no processo defensivo, o Benfica, na etapa inicial, apenas foi apoquentado aos 40', mas Dulanto partiu de fora de jogo num livre lateral e o golo que marcou tinha de ser (como foi) anulado.

A carburar no meio-campo, Gabriel, numa das várias aproximações à área boavisteira, foi implacável ao minuto 42. Recebendo um passe de Pizzi a partir da direita, o centrocampista brasileiro usou o pé canhoto para colocar a bola junto ao poste esquerdo, assinando o 3-0. Foi o segundo golo de Gabriel na Liga NOS 2019/20 e a 12.ª assistência de Pizzi.

Benfica Boavista Futebol Liga NOS

A segunda metade do encontro abriu com o Benfica a ver o 4-0 ser negado por Helton Leite. Chiquinho, rápido a desenhar o endosso, soltou Pizzi na direita, este invadiu a área e disparou com potência, mas o keeper axadrezado voou e espalmou o esférico por cima da trave (48').

Emergindo na criação ao minuto 58, Pizzi, pelo meio, observou uma nesga para lançar Seferovic nas costas da defensiva do Boavista. O camisola 14 percebeu, correspondeu e tentou o golo, mas o remate foi sustido por instinto por Helton Leite.

O Benfica esteve perto do quarto, mas quem faturou foi o Boavista. No desenvolvimento de um livre ao minuto 64, Dulanto teve algum espaço na área, pela esquerda, e foi feliz no remate de primeira (3-1). Sem hipótese de defesa para Odysseas.

Com uma arrancada pelo meio, Chiquinho agitou o ataque do Benfica aos 71'. O camisola 19 progrediu, veloz, com bola e decidiu-se por um remate de pé esquerdo. O esférico levava lume, mas Helton Leite conseguiu afastá-lo por cima do travessão, inviabilizando o 4-1.

Benfica Boavista Futebol Liga NOS

Chegados ao minuto 72, vimos as primeiras alterações determinadas por Nélson Veríssimo. O treinador ordenou as saídas de Seferovic e Cervi para as entradas de Vinícius e Rafa. Nova modificação ocorreria aos 79', com Samaris a substituir Gabriel e a dar frescura à zona intermediária.

E não tardou que o Benfica festejasse novo golo, com Vinícius a finalizar de cabeça e a valorizar o cruzamento de Nuno Tavares (80'). No entanto, após revisão do lance por parte do videoárbitro, o golo foi anulado, sendo assinalado fora de jogo ao avançado das águias.

Seguro nos processos de jogo, o conjunto benfiquista fez uma gestão inteligente da vantagem na reta final do desafio, que ainda teve Jota no lugar de Pizzi (90'+1').

Na próxima jornada (31.ª) os encarnados visitam o Famalicão. O jogo está agendado para as 21h30 do dia 9 de julho (quinta-feira).

Texto: João Sanches

Fotos: Tânia Paulo / SL Benfica

Camisola Principal Adidas Benfica Gabriel

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar