Futsal

03 janeiro 2021, 12h44

Equipa de futsal do Benfica

RESUMO DO JOGO

A equipa de futsal do Benfica começou o novo ano com um empate no reduto do SC Braga (4-4), em jogo da 15.ª jornada da Liga Placard.

Primeiro minuto a todo o gás no Pavilhão Desportivo da Universidade do Minho. Benfica a ter uma soberana oportunidade para inaugurar o marcador, mas Leandro opôs-se bem a Chishkala. Na resposta, o SC Braga também poderia ter faturado. Bruno Cintra quase fez golo para os minhotos. 

As águias, com uma pressão alta sobre a bola, e com maior acutilância ofensiva, obrigaram os bracarenses a recorreram a faltas para as pararem. Peixinho e Hébberth viram cartões amarelos antes dos 10 minutos de jogo. Ainda assim, aos 7', Miguel Ângelo atirou ao poste da baliza defendida por André Sousa.

Aos 9', golo do Benfica! Cruzamento tenso de Arthur desde o flanco esquerdo e Jacaré, à boca da baliza, a fazer o 0-1

Mesmo a vencer, o Benfica não estava satisfeito e queria mais. Aos 11', Arthur trabalhou bem e atirou à base do poste da baliza minhota. Segundos depois, o 0-2. Outra vez Arthur, da direita para dentro, e de meia distância, a disparar sem hipóteses para Leandro.

Aos 17', Ricardo Lopes apareceu na cara do golo, mas André Sousa foi expedito a sair dos postes e a evitar o tento bracarense. O guarda-redes do Benfica mostrou-se no final da primeira parte com nova defesa aos pés de Bruno Cintra. 

No último minuto do primeiro tempo (19'), o Benfica cometeu a sexta falta, Bruno Cintra foi para a linha dos 10 metros e atirou colocado a contar. 1-2 no marcador, resultado com que se chegou ao intervalo. 

Futsal do Benfica

A etapa complementar começa com uma clamorosa oportunidade para os da casa. Aos 21', Miguel Ângelo, em cima da linha de golo, viu André Sousa oferecer a cara para não permitir que a bola entrasse. Aos 23', o 2-2 para o SC Braga. Forte remate de Miguel Ângelo, e Afonso Jesus, na área, a desviar para a própria baliza. 

A reviravolta no marcador deu-se aos 27', por Bruno Cintra. Erro da defensiva encarnada, a tentar sair com a bola controlada, o esférico voltou para os minhotos, Hébberth assistiu e o capitão, à boca da baliza, a fazer o 3-2.

As águias responderam de imediato e, aos 29', Henmi, em cima da linha de golo, não conseguiu desviar para os festejos. Volvidos dois minutos, aos 31', nova infelicidade para o Benfica. Tayebi trabalhou bem de costas para a baliza, virou e rematou ao poste minhoto.

O golo andava perto e surgiu mesmo aos 34'. Canto para o Benfica, a bola ficou a saltitar na área do SC Braga e Chishkala, oportuno, atirou para o 3-3. Num livre direto, Henmi disparou contra a barra da baliza dos da casa. Os da Luz a ficarem a centímetros do 3-4.

Bola cá, bola lá, e quem não marca, sofre. Aos 35', Miguel Ângelo, com um estoiro do meio da rua, a "trair" a antiga equipa e a fazer 4-3. Aos 37', já a jogarem em 5x4, as águias chegaram ao 4-4, através de Tayebi, após assistência de Robinho.  

O Benfica soma 41 pontos na classificação e na próxima ronda desloca-se à casa do Modicus.

Joel Rocha

DECLARAÇÕES

Joel Rocha (treinador do Benfica): "Já o tinha dito na minha antevisão. Vir a Braga é sempre uma deslocação difícil e de risco. O Benfica não correspondeu à exigência que se pedia. Foi uma equipa, demasiados minutos, conformada com o resultado. Sofremos quatro golos, três na segunda parte, o que é excessivo para o nosso padrão. Foi um dia mau da nossa parte, e espero que seja o primeiro e o último neste novo ano. Até ao 0-2 houve um Benfica e depois houve outro. Até ao 0-2 fomos dominantes, controladores e estivemos sempre por cima. Tivemos maiores índices de maturidade e de consciência. Depois do 0-2, relaxámos e imaginámos que o jogo já estivesse conquistado, mas não estava. Na nossa zona defensiva fomos muito permissivos."

Robinho (capitão do Benfica): "Não era desta forma que queríamos começar o ano. Jogamos sempre para vencer, mas hoje não foi possível alcançar o resultado esperado. Começámos bem a partida, tivemos uma boa vantagem, mas não controlámos o jogo. Agora é ter cabeça para reverter a situação, porque ainda há muita temporada."

SC Braga-Benfica, 4-4

FICHA  
Local Pavilhão Desportivo Universidade do Minho
Cinco inicial do Benfica André Sousa, Afonso Jesus, Robinho, Chishkala e Jacaré
Suplentes Martim Figueira, Fábio Cecílio, Tiago Brito, Arthur, Henmi, Nilson e Tayebi 
Resultado ao intervalo 1-2
Golos do Benfica Jacaré (9'), Arthur (11'), Chishkala (34') e Tayebi (37')

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Arquivo / SL Benfica
Última atualização: 11 de janeiro de 2021

Patrocinadores Futsal


Relacionadas

Futebol

Taça da Liga: antevisão de Jorge Jesus | #VSC-SLB

O Benfica venceu (1-3) o Vitória de Guimarães, na Cidade-Berço, na 7.ª jornada da Liga Bwin, mas, desta feita, para a 2.ª jornada do grupo A (fase 3) da Taça da Liga, Jorge Jesus sabe que terá um contexto competitivo "diferente". Mas o técnico, esperando um rival com o seu "melhor onze" e tendo de modificar a equipa em função da densidade competitiva a que tem estado sujeita, deixou claro, em declarações à BTV, que o coletivo "está preparado" para um embate "extremamente difícil".

Futebol

Por dentro do jogo com o Vizela

Um golo de Rafa, aos 90'+8', levou a crença Benfiquista à explosão de euforia de todos os que sentem e vivem o clube! Muitos deles estiveram em Vizela horas antes do início do duelo, demonstrando o seu amor. A receção à equipa do Benfica foi carregada de paixão e o 0-1 final, no desafio da 9.ª jornada da Liga Bwin, trouxe um sentimento de dever cumprido! Antes, durante e depois, os Benfiquistas disseram presente no apoio à equipa. Veja como se viveu nos bastidores, e não só, a missão Vizela!

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar