Hóquei em Patins

10 março 2021, 19h43

Lucas Ordoñez

RESUMO DO JOGO

A equipa de hóquei em patins do Benfica foi dominante durante toda a partida, carregou sobre a baliza adversária, mas o Riba D'Ave acabou por levar a melhor (0-2) no jogo, em atraso, da 17.ª jornada do Campeonato Nacional.

Os encarnados receberam, no Pavilhão Fidelidade, o penúltimo classificado, o Riba D'Ave. Apesar da discrepância na tabela, os primeiros minutos do desafio foram muito equilibrados... Aos 11', altura em que o treinador Alejandro Domínguez pediu time out, o placard continuava igual: 0-0.

As águias seguiam com atitude, vontade de ganhar, mas não conseguiam concretizar... As tentativas de golo sucediam-se, mas o guarda-redes Miguel Rocha impedia que o Benfica inaugurasse o marcador. Aos 21', livre direto a favor das águias. Lucas Ordoñez cobrou o castigo, mas o guardião do Riba D'Ave tornou a levar a melhor.

A poucos minutos do fim da primeira parte viu-se um Benfica dominante, com mais bola, a atacar mais, mas os golos não surgiram e as equipas foram para intervalo empatadas (0-0).

Benfica-Riba D'Ave

O jogo recomeçou no Pavilhão Fidelidade e a formação visitante surpreendeu Pedro Henriques, aos 29', com um remate certeiro de Dinis Abreu que abriu as contas do marcador: 0-1.

O Benfica foi atrás do prejuízo e, à passagem do minuto 35, Edu Lamas encheu o stick e levou a bola ao ferro da baliza contrária. Que perigo!

As emoções estavam ao rubro... Aos 49', o Riba D’Ave chegou ao 0-2, novamente por Dinis Abreu, através de um livre direto. Nesta fase, ainda antes do segundo golo forasteiro, decisões de arbitragem muito polémicas tiraram Nicolía (cartão vermelho) e Pedro Henriques (cartão azul) da pista. Resultado final: 0-2.

A equipa liderada por Alejandro Domínguez volta a entrar em ação no sábado (18h00), no rinque do Famalicense, para o jogo da 23.ª jornada do Campeonato Nacional.

Benfica-Riba D'Ave

DECLARAÇÕES

Frederico Mascarenhas (treinador adjunto do Benfica): "A equipa lutou, tentou cumprir o plano de jogo que tínhamos traçado e em grande parte do encontro resultou, porque foram poucas as vezes que o Riba D’Ave realmente criou perigo ao Benfica. Lutámos sempre, não houve uma descrença da equipa. O Benfica tentou, tentou, tentou... mas houve uma série de percalços. Se um terço das bolas que foram à baliza entrasse, tínhamos ganhado por uma margem larga. Mas agora continuamos na luta pelos nossos objetivos."

Benfica-Riba D'Ave
0-2
Pavilhão Fidelidade
Cinco inicial do Benfica
Pedro Henriques, Valter Neves, Carlos Nicolía, Lucas Ordoñez e Sergi Aragonès 
Suplentes
Marco Barros, Edu Lamas, Gonçalo Pinto, Miguel Vieira e Danilo Rampulla 
Ao intervalo 0-0

Texto: Márcia Dores
Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica
Última atualização: 10 de março de 2021

Patrocinadores Hóquei


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar