Clube

01 abril 2021, 20h57

Carolina Vilão, Letícia, Zé Gato e Dani Neuhaus

REPORTAGEM BTV

Como melhor se aprende? Como se transmite a Mística? A resposta é simples! Pela experiência, pela partilha, pelo exemplo de vida. José Henrique, ou Zé Gato, um dos memoráveis guarda-redes que defenderam a baliza do Glorioso, marcou presença no treino da equipa feminina de futebol feminino e mostrou como se faz...

"O que eu aprendi nesta casa, com os mais antigos, e o que ainda hoje tento passar, é a Mística! Primeiro, saber respeitar para ser respeitado; depois, nunca ter medo de trabalhar para apresentar trabalho e, acima de tudo, sentir o emblema que trazemos no lado esquerdo da camisola", explicou, iniciando uma aula para recordar.

Nada melhor do que aprender com quem sabe como mais ninguém, e Zé Gato fê-lo, marcando presença num treino desta semana da equipa feminina de futebol do Clube.

"Quantas meninas não queriam estar no vosso lugar? Já pensaram quantas?", questionou Zé Gato, dirigindo-se às atentas guarda-redes Dani Neuhaus, Carolina Vilão e Letícia. "E não estão, são vocês que estão aqui", respondeu. "O que têm de fazer é, no vosso trabalho diário, cada vez treinar mais. Eu era daqueles que tinham três guarda-redes, tinha de trabalhar mais do que eles para no domingo estar no palco principal, e isso também os obrigava a trabalhar mais, para ver se me conseguiam tirar o lugar", recordou Zé Gato.

Zé Gato Treino Futebol Feminino

Para além da muita emoção sentida, aprendizagem e conselhos, até tempo houve para calçar as luvas e mostrar como se faz em pleno relvado da Tapadinha... Um autêntico banho, uma lição pura de Mística, de amor ao Clube.

"O Benfica é uma Nação, é o melhor clube do mundo. O Benfica, a mim, não me deve nada, mas eu devo muito ao Benfica! Sou aquilo que sou e posso agradecer ao Benfica, conheço aquilo que conheço e posso agradecer ao Benfica… Por isso o Benfica está sempre no meu coração e estou sempre aqui para o servir!", falou assim um emocionado Zé Gato aos microfones da BTV.

"Sou porta-voz do Clube nestas situações. Quero transmitir a Mística, transmitir o que é o Benfica, no passado, no presente e no futuro", explicou, emocionado, como se compreende!

Zé Gato Treino Futebol Feminino

Zé Gato recebeu o emblema de 50 anos de associado em 2018, ele que começou no Arrentela, chegou ao Benfica para os Juniores em 1958/59, seguindo-se experiências no Amora FC, Seixal FC e Atlético CP, para um regresso firme às águias em 1966/67 onde teve o privilégio, como conta na primeira pessoa, de "substituir um 'monstro' como o Costa Pereira". Foram 13 épocas a vestir o Manto Sagrado, e são anos de pura dedicação, anos de emoções fortes, títulos, momentos menos felizes, outros de enormes alegrias, com um amor, um amor daqueles que não se explicam, construído a pulso e a par e passo, com trabalho, entrega e gratidão. É assim com os enormes, é assim com os que marcam gerações!

O futebol feminino é uma realidade que no seu tempo não existia, mas o experiente ex-guardião de 77 anos, agora coordenador técnico do Clube (desde 2003/04), mostra que a idade é mesmo um estado de alma e revelou acompanhar com alegria estes novos tempos.

"Ainda bem que se formou o futebol feminino. Temos grandes equipas, grandes seleções, grandes clubes… e a nossa equipa é a melhor delas todas. Quando vejo futebol feminino geralmente só olho para as guarda-redes, e não haja dúvidas de que estamos bem servidos. Temos três grandes guarda-redes, o rival [Sporting] também tem uma grande guarda-redes. O futebol feminino evoluiu muito no nosso país", vincou.

Zé Gato Treino Futebol Feminino

As "alunas" mostraram-se orgulhosas pela presença e aproveitaram todos os bocadinhos como únicos... porque verdadeiramente o são! 

"O facto de ter vindo aqui, ao nosso treino, de conversar connosco, de passar as suas experiências, a Mística do Benfica, que por vezes muita gente se esquece… Para além de estar a fazer o que se gosta, jogar futebol, estamos num clube, e amar realmente o clube ajuda muito. Foi essa a mensagem que ele nos passou", disse Dani Neuhaus.

Carolina Vilão vincou as palavras da colega: "É uma motivação saber que o futebol evoluiu muito; saber que naquela altura não havia essa possibilidade e agora há é sempre bom. Há muitas pessoas a quererem estar no nosso lugar, e estarmos no Benfica é incrível."

Zé Gato Treino Futebol Feminino

"É uma honra para nós termos a presença de um atleta que fez história no Benfica, que conquistou títulos, e estamos a aproveitar essa experiência dele para podermos continuar a crescer nesta nossa caminhada. Acredito que a vontade dele quando vestia a camisola do Benfica fica guardada em nós para que sempre que entrarmos em campo representemos bem o Clube", elogiou Letícia.

Para Pedro Espinha, treinador de guarda-redes da equipa feminina, não há dúvidas acerca da importância do momento.

"Esta ajuda é importantíssima! Diariamente tentamos passar a estas jogadoras aquilo que é a Mística do Benfica, só que ninguém o consegue fazer como pessoas como o míster Zé Henrique. Eles viveram, ajudaram a construir este Clube, e para nós é claramente uma mais-valia extrema ter aqui a sua presença. Dizemos muitas vezes que o Benfica são os jogadores, os adeptos, sou eu, és tu, é ele… mas no final o Benfica acaba por ser as pessoas que o constroem diariamente e o míster Zé Henrique teve um papel fundamental no crescimento do Clube", afirmou taxativamente.

Zé Gato Treino Futebol Feminino

No final do treino, troca de lembranças (é assim quando é mesmo para recordar!), sorrisos de alegria, traços marcados de gratidão, partilha e uma certeza: isto é Benfica, isto é Mística!

Texto: Sónia Antunes
Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica
Última atualização: 1 de abril de 2021

Patrocinadores Futebol Feminino


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar