Futebol

21 janeiro 2022, 22h29

Nélson Veríssimo

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

Nélson Veríssimo fez, em conferência de Imprensa, a análise da vitória do Benfica, por 0-2, frente ao Arouca, em desafio da 19.ª jornada da Liga Bwin. O técnico reconheceu que a equipa "não fez uma grande exibição" e valorizou, primeiro, a conquista dos três pontos, no fundo, o mais importante.

Era o grande objetivo e foi cumprido! O Benfica venceu na deslocação a Arouca, com golos de Darwin e Gonçalo Ramos. Contudo, "há muito trabalho" pela frente, explicou o técnico das águias, primeiro na zona de entrevistas rápidas, depois em conferência de Imprensa.

Nélson Veríssimo valorizou, acima de tudo, a vitória, assumido que a equipa "não esteve ao nível que deveria ter estado". No entanto, o facto de as alterações estarem a ser introduzidas com "o comboio em andamento" não pode ser escamoteado. Olhando em frente, é analisar, avaliar e colocar as ideias e ambições em prática, isto porque, garante, "a equipa tem capacidade e qualidade".

Darwin e festejo do golo

Análise ao jogo

"O principal objetivo foi conseguido, que era vir a Arouca e conquistar os três pontos, depois de um resultado negativo no nosso Estádio na última jornada. Há que valorizar a vitória, que era o mais importante, mas sabemos que não estivemos ao nível que podemos estar, individual e coletivamente. Estamos a introduzir algumas alterações com o comboio em andamento e isso tem reflexos no processo ofensivo e defensivo. Isso faz com que surjam alguns riscos, calculados. Não estando bem, há que valorizar a vitória, que era muito importante e o objetivo principal para este jogo em Arouca."

Gonçalo Ramos

Potencial de crescimento

"O jogo tem uma história, tem 90 minutos. Entrámos bem, nos primeiros 20/25 minutos com domínio, a jogar no nosso meio-campo ofensivo, a conseguir controlar com bons equilíbrios defensivos, a controlar as transições do Arouca, mas não jogámos sozinhos, o Arouca conseguiu sair num ou outro momento, a equipa acabou por recuar o bloco e correu riscos que não deveria ter corrido. Criámos algumas situações de perigo junto da baliza contrária. Agora, temos de olhar para o todo, e no todo reconhecer que há situações que temos de melhorar. Isto significa que a equipa tem potencial de crescimento! Vamos analisar e potenciar a equipa para outros patamares. Temos qualidade individual e coletiva para que isso possa acontecer."

Arouca-Benfica

Transformar oscilações em equilíbrio e constância

"Sabemos quais são os objetivos para esta temporada. Incertezas táticas? A equipa sabe bem qual é o posicionamento e as dinâmicas que têm de ser desenvolvidas. Viemos de um resultado negativo, sabíamos da obrigação que tínhamos de vencer este jogo, que é a mesma de todos os jogos. Em alguns momentos o Arouca teve a capacidade de ter a posse de bola, e nós, com um bloco mais baixo, aí, e em alguns momentos, não revelámos capacidade para, recuperando a posse bola, mantê-la, e foi aí que houve alguma intranquilidade. Em outros momentos a equipa conseguiu-o e cresceu um pouco. Temos de conseguir transformar estas oscilações numa situação mais constante. Os jogadores correram, lutaram, agora, há que reconhecer que as coisas nem sempre correram bem e é analisar e melhorar os aspetos para o próximo jogo que vamos ter."

Weigl

Do 4x4x2 ao 4x3x3

"Na primeira parte não tivemos o controlo que deveríamos ter tido, fizemos algumas correções e isso passou pelo 4x3x3 na segunda parte. Tínhamos como objetivo dar mais segurança e ter controlo no jogo, com dois médios para projetar e abrir as alas em amplitude. Na segunda parte, conseguimos, a espaços, depois houve um período em que não conseguimos, porque baixámos muito o bloco, e é um aspeto a trabalhar. Há que reconhecer que não fizemos uma grande exibição, temos trabalho pela frente, mas há que valorizar a vitória."

Odysseas

Colocar a qualidade ao serviço do coletivo

"Sabemos o valor que temos na equipa. É sempre melhor trabalhar em cima de vitórias. Por isso valorizo a vitória, é o facto mais positivo. Reconhecer que temos muita qualidade individual no plantel, mas temos de a colocar ao serviço da equipa, e aí ela fica mais forte. Isso vai acontecer. Esta equipa tem soluções, os jogadores têm características e capacidades para nos darem soluções ao nível daquilo que são os diferentes posicionamentos. Temos jogado num 4x4x2, nesta segunda parte jogámos em 4x3x3, agora é avaliar, refletir e daqui para a frente ver a estratégia a adotar para os jogos seguintes e qual a melhor forma de colocar a equipa a jogar, partindo sempre do princípio que ela tem de estar sempre muito equilibrada, tanto no momento ofensivo como no defensivo."

Paulo Bernardo

A Taça da Liga

"Independentemente do momento, a Taça da Liga é sempre um objetivo para este clube. Não vai ter mais ou menos importância em função do contexto da equipa. Temos a ambição de vencer."

Texto: Sónia Antunes
Fotos: João Paulo Trindade e Arquivo / SL Benfica
Última atualização: 21 de janeiro de 2022

Patrocinadores principais do Futebol


Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar