Futebol

23 abril 2022, 21h25

Nélson Veríssimo

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

No final do empate (0-0) com o Famalicão, o treinador do Benfica, Nélson Veríssimo, analisou o desafio da 31.ª jornada da Liga Bwin. Considerou que equipa "foi crescendo com o jogo" e que conseguiu "criar oportunidades".

Na sala de Imprensa do Estádio da Luz, o técnico mostrou-se agastado pela grande penalidade não assinalada ao minuto 81; e explicou a titularidade de Paulo Bernardo e a substituição de Gil Dias.

Benfica-Famalicão

Várias situações e… só faltou o golo

"Foi um jogo em que fomos superiores em tudo, menos na concretização das oportunidades que tivemos perto da baliza adversária. Não fomos eficazes e temos de dar mérito à estratégia defensiva do Famalicão. A equipa não começou o jogo como queríamos, teve dificuldades no processo ofensivo e não jogou com a velocidade que devia, mas foi crescendo com o jogo. As oportunidades foram surgindo com naturalidade. Já estávamos à espera que o Famalicão, em função da classificação atual e a precisar de pontos, jogasse num bloco mais baixo. Em alguns momentos tivemos dificuldades em contrariar esse posicionamento, principalmente na primeira parte. Na segunda parte corrigimos algumas coisas que pedimos aos jogadores, fomos criando muitas situações de perigo. Atacámos mais vezes à profundidade. Os dados estatísticos valem o que valem. No fim fica o 0-0. Estamos tão ou mais frustrados do que os nossos adeptos. Agora é olhar para a frente."

Benfica-Famalicão

Paulo Bernardo a titular para ligar o jogo

"Relativamente ao Paulo Bernardo e à troca com o Adel [Taarabt]... O Paulo Bernardo tem tido oportunidade de jogar em alguns jogos e tem contribuído. É como tenho dito: o grupo é alargado e todos contam. A mensagem a passar é: não é por o Adel ter saído que quer dizer que estivesse mal. Isso não aconteceu e eu disse-lhe. Entendemos que, dadas as circunstâncias do jogo, podíamos ter mais ligação no nosso jogo com o Paulo Bernardo, porque a estratégia do Famalicão passaria por jogar com o bloco mais baixo. Aí, o Paulo Bernardo podia dar-nos mais jogo entre linhas. Sentimos que podia ser uma oportunidade para ele, e esteve bem."

Benfica-Famalicão

Substituição de Gil Dias explicada

"Não senti que a equipa perdesse dinâmica ofensiva com a saída do Gil Dias. A equipa continuou a chegar ao último terço e a criar oportunidades. O Nemanja tem características diferentes do Gil Dias. O Nemanja é forte no um contra um, as coisas nem sempre lhe saíram bem, mas deu o melhor de si."

Benfica-Famalicão

Uma grande penalidade por marcar

"Parece-me também – já é recorrente –, e pela forma como os nossos jogadores reagiram, que é inequívoco que, o lance na área do Famalicão, é grande penalidade passível de ser assinalada. Aliás, vi as imagens e parece-me que devia ter sido assinalada. Comentei, já não me lembro se foi com o quarto árbitro ou com o árbitro assistente, que o árbitro, em qualquer situação, devia tirar a sua impressão. Não o fez porque, do outro lado, alguém lhe disse que não era. Ficou um penálti por marcar, mas longe de mim desculpar-me com essa circunstância."

Texto: Marco Rebelo
Fotos: Tânia Paulo e João Paulo Trindade / SL Benfica
Última atualização: 23 de abril de 2022

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar