Reportagem

29 abril 2022, 17h19

Casa Benfica Campo Maior

REPORTAGEM BTV

No dia 20 de abril, a Casa Benfica Campo Maior, a embaixada n.º 1 do Clube, assinalou 70 anos e presenteou os Sócios e adeptos com um jantar cheio de surpresas. O programa da BTV "Pelas Casas do Benfica" esteve presente e mostra-lhe tudo.

Fundado em 1952, o espaço de benfiquismo presente no Alto Alentejo é, atualmente, liderado por Miguel Minas, um presidente que sente "uma honra e um privilégio" por estar a representar a Casa nesta fase tão importante da sua história.

Casa Benfica Campo Maior

"É uma honra e um privilégio enorme representar esta Casa. Estamos orgulhosos, 70 anos são um marco histórico e mais ainda pelo peso e responsabilidade por sermos a Casa n.º 1 em cerca de 300 Casas e Filiais. Como Benfiquista e campomaiorense é um orgulho", reconheceu, em declarações à BTV.

Casa Benfica Campo Maior

João Caramelo é vice-presidente da Casa Benfica Campo Maior e o grande responsável pelo impacto que o padel está a ter no concelho e na embaixada encarnada.

"O padel [equipa da Casa Benfica Campo Maior] começou após o segundo torneio que fizemos, derivado ao número crescente de miúdos e mais velhos que começam a praticar. É um torneio em homenagem do ex-presidente da Assembleia Geral [Henrique Costal]", revelou, ao falar do torneio de padel organizado para assinalar os 70 anos da Casa, mas que foi adiado devido ao mau tempo.

Casa Benfica Campo Maior

Um dos presentes no jantar comemorativo foi Simão Sabrosa. O diretor de relações internacionais e antigo futebolista do Benfica assumiu que foi muito bem recebido, como é apanágio das Casas.

"É o aniversário n.º 70 da Casa n.º 1. É muito especial. Somos sempre muito bem recebidos em todas as Casas, mas, por ser aniversário, é uma receção especial. Isto é o Benfica, e é o que sempre nos habituaram. As Casas são muito importantes, isso nota-se quando vão ao Estádio e só se sente este apoio quando se vem às Casas", referiu.

Casa Benfica Campo Maior

Vice-presidente da Direção do Sport Lisboa e Benfica, Domingos Almeida Lima esteve em Campo Maior e enalteceu a importância das Casas junto das comunidades em que estão inseridas.

"É o momento de festejarmos o 70.º aniversário da Casa n.º 1. É uma data histórica e é com muito gosto que estamos aqui e vemos uma assembleia repleta de Benfiquistas. A sustentabilidade das Casas está na ordem do dia, mas esta Casa tem-se aguentado muito bem e espero que os próximos 70 anos tenham a mesma dinâmica e resiliência para que a Casa tenha destaque e realce na vida dos campomaiorenses", apontou.

Casa Benfica Campo Maior

O presidente da Câmara Municipal de Campo Maior, Luís Rosinha, assumido Benfiquista, destacou o papel histórico da Casa Benfica Campo Maior no desenvolvimento do concelho.

"Uma das características do nosso concelho é o facto de termos a Casa do Benfica n.º 1 em Portugal e no mundo. É um orgulho! Há aqui uma história associada à formação do nosso concelho, porque a Casa do Benfica fez um trabalho espetacular. A Casa tem o seu próprio espaço, está a fazer o seu caminho na área da formação e tem muita vida", elogiou.

Texto: Marco Rebelo
Fotos: SL Benfica
Última atualização: 29 de abril de 2022

Relacionadas

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar