13 de março de 2018, 16h56

Hélder Cristóvão: “Carácter, espírito de sacrifício e entreajuda”

Futebol

É o que o técnico pede aos jogadores para o encontro com o União da Madeira (quarta-feira, às 15h00).

Após a derrota no Caixa Futebol Campus, com a Académica (0-4), o Benfica B viaja até à Madeira para defrontar o União em jogo da 29.ª jornada da II Liga (Ledman LigaPro). Hélder Cristóvão acredita que vai encontrar pela frente uma equipa “madura e bem estruturada”.

“Foi um jogo pouco conseguido contra a Académica, com um resultado que nós não queríamos que acontecesse, mas acabámos por perder perante uma boa equipa. Os números foram exagerados para aquilo que poderíamos ter produzido e a minha frustração é porque não produzimos, não é por termos perdido. Não produzimos aquilo que estávamos, supostamente, obrigados a produzir e isso deixou-me triste. Esta semana, nestes poucos dias que temos, é para recuperar animicamente. Psicologicamente, também acho que a equipa vai dar uma resposta muito boa e sabemos que vamos ter um jogo muito complicado”, analisou o treinador dos “bês”, em declarações à BTV.

“A equipa está preparada para este desafio. Temos realmente encontrado a solução para jogar fora – carácter, espírito de sacrifício, entreajuda, qualidade – e foi esse espírito de entreajuda que nos faltou em casa. A equipa desistiu um bocado depois do primeiro golo da Académica e isso é uma coisa que temos reforçado muito nestes dias: não podemos desistir, temos de lutar sempre. Temos ainda objetivos para cumprir neste Campeonato, há jogadores que ainda precisam de mais minutos e de mais desafios desta natureza para chegarem a um patamar que nós achamos que eles podem chegar e há que agarrar os 90 minutos de todos os jogos para crescer. É essa mensagem que vamos passando aos jogadores”, garantiu o treinador.

Pela frente estará o 16.º classificado, um adversário “maduro e bem estruturado”, segundo o técnico encarnado, que tudo fará para conquistar pontos e assim fugir aos lugares de despromoção.

“A janela de dezembro trouxe vários reforços, é uma equipa madura, bem estruturada, que tem os seus problemas – e nós sabemos quais são – mas é uma equipa que joga bem. Isso vai favorecer o espetáculo, com certeza”, anteviu.

“Em casa, as equipas agarram-se aos seus adeptos, ao seu campo e ao conhecimento do mesmo para conseguirem pontos. Mas nós temos de ver as coisas de uma forma diferente. Nós somos uma equipa B, a nossa natureza é formar, é competir, é dar condições para que os jogadores tenham rendimento. E o rendimento é uma coisa, o potencial é outra. Nós, neste momento, somos uma equipa de potencial. E estar sempre atrás da pergunta sobre vitória/derrota traz algum desgaste para estes jogadores. Nós, enquanto equipa técnica, temos que libertá-los um bocado nesse sentido. Esta é uma competição muito agressiva, as equipas B’s estão com muitas dificuldades e não podemos esconder essa realidade. Se queremos ser mais constantes? Sim”, explicou Hélder Cristóvão.

O encontro que abre a 29.ª jornada está agendado para as 15h00, no Estádio do Centro Desportivo da Madeira.

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar