5 de novembro de 2017, 20h51

Do Berço para a Luz com mais três pontos!

Futebol

Jonas, Samaris e Salvio assinaram os golos do triunfo, por 1-3, perante o Vitória de Guimarães. Jogo intenso, triunfo justo.

O Tetracampeão jogou ao início da noite de domingo na Cidade Berço, na 11.ª jornada da Liga NOS, com o Vitória de Guimarães, 8.º classificado da prova. No regresso à competição, após a deslocação a Manchester para as contas da Liga dos Campeões, foi um Benfica pleno de raça e ambição aquele que entrou no relvado do Estádio D. Afonso Henriques… e com algumas mudanças no xadrez inicial.

Svilar na baliza; André Almeida, Luisão, Rúben Dias e Eliseu completaram o quarteto defensivo, com um meio-campo reforçado e coeso com Fejsa, Pizzi, Salvio, Diogo Gonçalves e Krovinovic, este em apoio a Jonas na frente atacante.

Na antevisão, Rui Vitória deu o mote… muita vontade de trazer os três pontos do Berço de Portugal e os jogadores interpretaram-no na perfeição.

Apito inicial de Artur Soares Dias e cinco minutos volvidos a partida foi interrompida devido a desacatos nas bancadas minhotas no topo Sul. Viveram-se momentos de aflição, com os adeptos vimaranenses a invadirem o relvado na zona por trás da baliza de Svilar.

Situção resolvida e atenções novamente centradas dentro das quatro linhas. Partida muito intensa a meio do terreno, “rasgadinha”, com os jogadores a disputarem cada lance como se do último de tratasse, sem grandes rasgos de magia.

Aos 22’, espaço para o Benfica e golo! Lance estudado, com bonita e eficaz triangulação ofensiva entre Krovinovic, André Almeida e Jonas, com o avançado brasileiro a fazer aquilo que mais gosta e tão bem faz! 0-1 para o Tetracampeão e aí vão 13 golos para Jonas!

Festejos

Até ao apito para o intervalo mais duas boas oportunidades para as águias. Primeiro, na sequência de um canto, a bola chega a Diogo Gonçalves, o médio com tarimba Caixa Futebol Campus remata, mas falha o alvo; depois Salvio, servido por André Almeida, entra na área, mas, no duelo com Miguel Silva, o guardião dos minhotos vence… apesar da defesa a dois tempos.

Segunda metade com os vimaranenses à procura do golo do empate, com Svilar a ser chamado à ação. Mais uma vez o jovem belga mostrou serviço e bem! Do outro lado, o Benfica tentava acalmar o ímpeto do adversário, procurando, por outro lado, dilatar a vantagem para um número mais confortável.

Primeiros 20 minutos com um Vitória muito pressionante, com os ataques à baliza encarnada a sucederem-se… e o Benfica a resolver de forma inteligente e solidária.

Rui Vitória mexeu, aos 64’, saiu o desgastado Pizzi e entrou Samaris… Entrou e marcou! Primeiro Salvio e Diogo Gonçalves deram o mote, depois entrou em ação o grego.

Krovinovic e Jonas trabalharam bem o lance, deram a Samaris, que pegou na bola, furou – com determinação – a defensiva contrária e rematou friamente para o 0-2. Corria o minuto 76…

E não foi preciso esperar muito para mais uma alegria nas bancadas do D. Afonso Henriques. Minuto 79, Diogo Gonçalves rasga linhas e oferece a bola a Salvio. Ora, o argentino não vai de modas e, com uma finalização fantástica, faz um chapéu perfeito sobre Miguel Silva: estava feito o 0-3!

Antes do apito de Artur Soares Dias, golo de honra dos anfitriões, com Rafael Martins a sentenciar num 1-3 final e um penálti falhado por Tallo Jr no último minuto da compensação.

Vitória justa para o Tetracampeão que teve o condão de saber sempre interpretar os momentos do jogo e, a partir daí, reagir e atuar! Boa exibição dos comandados de Rui Vitória, que passam a somar 23 pontos na tabela classificativa.

Segue-se um interregno para compromissos das Seleções, com o Benfica a regressar à competição para as contas da 4.ª eliminatória da Taça de Portugal, com uma receção ao Vitória de Setúbal, agendada para dia 18 de novembro, às 18h15, no Estádio da Luz.

Texto: Sónia Antunes

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica 

 

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar