4 de fevereiro de 2019, 14h18

82 anos à espera de João Félix...

Futebol

Há mais de oito décadas que um jogador tão jovem não marcava nos dois primeiros encontros entre Benfica e Sporting.

Há 82 anos que um jogador tão jovem não marcava nos dois primeiros dérbis entre Benfica e Sporting. Depois do golo na Luz na primeira volta, João Félix faturou por duas vezes no Estádio José Alvalade – um dos golos foi anulado – e ainda conquistou a grande penalidade que viria a dar sequência ao tiro certeiro de Pizzi.

No domingo, no dérbi da 20.ª jornada da Liga NOS, João Félix voltou a escrever o nome na história do futebol português e juntou-se a ilustres como Isaías (1991), João Alves (1979), Eusébio (1963), José Augusto (1960), Santana (1959), Salvador Martins (1954) e José Águas (1951), ao marcar nos dois primeiros encontros com o Sporting. Aliás, desde 2009 que ninguém o fazia, então com o espanhol Reyes a conseguir a proeza.

RESUMO DO DÉRBI

Mas o avançado de 19 anos foi mais longe e tornou-se mesmo no segundo mais jovem de sempre a assinar remates certeiros nos dois primeiros duelos entre Benfica e Sporting. Com 19 anos, 2 meses e 25 dias, João Félix apenas é batido por Espírito Santo que, também ao serviço dos encarnados, marcou nos dois primeiros dérbis quando tinha 17 anos, 5 meses e 13 dias, de acordo com os dados da plataforma Playmaker Stats.

Falamos de algo que aconteceu há 82 anos!... Para encontrar um português, porém, não precisamos de ir tão longe. Há quatro décadas (1979), João Alves, no segundo dérbi, assinava o único golo do Benfica de John Mortimore, na sequência de uma grande penalidade assinalada aos 52 minutos, depois de ter faturado (e por duas vezes) no primeiro jogo entre os rivais (5-0).

Pack Red Emotion Benfica Sporting

Mas não só de um golo se fez a exibição de João Félix no último dérbi. Para além do tiro certeiro, em três remates (dois enquadrados), o camisola 79 do Benfica ainda completou três das três tentativas de drible e foi sobre ele cometida a grande penalidade que deu o 1-4, depois de ter sido derrubado, de carrinho, por Renan. Mas há mais: só nesta partida sofreu seis faltas, tendo uma delas dado origem ao livre lateral que Pizzi transformaria numa assistência para Rúben Dias (1-3 aos 47').

Sempre à procura da bola, aguentou cargas, viu um golo ser-lhe anulado aos 22’ por falta sobre Wendel e faturou (36') depois de uma anterior boa oportunidade. Na sequência de uma jogada de insistência de Pizzi, rematou de trivela para o encaixe de Renan. Um duelo que ganhou logo a seguir: passe a rasgar de Seferovic, com João Félix, na cara de Renan, a fazer o segundo golo dos encarnados (0-2). Até teve o bis ao alcance, mas atirou por cima da baliza leonina aos 75’.

Benfica-Sporting

Estreia com marca

Em agosto de 2018, numa jornada de casa cheia no Estádio da Luz – 60 486 espectadores –, João Félix saltou do banco e fez história. Apesar de ainda muito jovem (18 anos, 9 meses e 16 dias), marcou, de cabeça, o primeiro golo ao serviço da equipa principal do Benfica: há 41 anos que um jogador tão jovem do Benfica não marcava ao Sporting – em jogos do Campeonato Nacional – na estreia. O último tinha sido Chalana, em 1977, com apenas 17 anos.

Foi este o primeiro golo marcado por João Félix, que, quase seis meses depois, leva um total de seis remates certeiros na competição, cinco como titular – frente a Desportivo das Aves, Rio Ave (2), Boavista e Sporting (fora de casa) – e um como suplente utilizado – na receção ao Sporting. Seis golos num total de 12 jogos (576 minutos) na Liga NOS, onde, dizem as estatísticas, João Félix marca a cada 96 minutos.

Texto: Filipa Fernandes Garcia

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica e Liga Portugal

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar