26 de julho de 2018, 17h52

Fundação Benfica: abriram-se as portas da habitação recuperada em Vila Facaia

Clube

Dois meses depois do começo da reconstrução, Agostinho Barroso e Maria de Fátima Sousa já podem habitar a sua nova casa.

A Fundação Benfica inaugurou, esta quinta-feira, a habitação de Agostinho Barroso e de Maria de Fátima Sousa, em Vila Facaia, concelho de Pedrógão Grande.

O casal, que beneficiou desta ajuda, foi uma das muitas famílias que se viram desalojadas da sua habitação (onde vivia já em condições precárias), após os incêndios que devastaram Pedrógão Grande, no verão de 2017.

Casa Pedrógão Grande

No dia 23 de maio de 2018, o Presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, esteve em Pedrógão Grande, onde foram apresentados dois projetos da Fundação na área da Proteção Civil e da educação para a reflorestação: “Fica Bem Seguro” e “Faz da tua Escola um viveiro!”. Ainda nesse dia foi assinado um protocolo de cooperação com o concelho, que encheu de esperança pessoas que se viram de mãos vazias de um dia para o outro.

No momento da inauguração estiverem presentes o presidente executivo da Fundação Benfica, Carlos Moia, o presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, e ainda a escola de futebol do Benfica no concelho.

Carlos Moia elevou a importância da Fundação Benfica, recordando a sua atuação em várias causas sociais.

“Relembro que demos três apartamentos, após as cheias na Madeira e também estamos a acabar uma casa de dois jovens que perderam os pais na consequência do rebentamento de uma botija de gás, em Braga. Os dois jovens ficaram sozinhos, viviam numa garagem e agora vão ter uma casa que está a ser acabada, também com a ajuda da Câmara Municipal”, relembrou o presidente executivo da Fundação Benfica no momento da inauguração.

Estivemos aqui com muito gosto. Achamos que a parte humana é extraordinariamente importante, por isso mesmo apoiámos esta situação”, referiu Carlos Moia.

Casa Pedrógão Grande

Maria de Fátima, após receber a chave e abrir a porta da sua nova casa, reconheceu e agradeceu a ajuda dada pela Fundação Benfica.

Agradeço à Fundação Benfica pela construção da minha casa, nunca pensei voltar a tê-la e agora já a tenho, com muito gosto. Mais uma vez, muito obrigada à Fundação Benfica”, disse Maria de Fátima, visivelmente emocionada.

Texto: Márcia Dores

Fotos: Telma Silva / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar