19 de julho de 2019, 22h47

🎥 Bruno Lage: “Queremos ser competitivos”

Futebol

No final do treino desta sexta-feira, o treinador do Benfica anteviu o encontro com o Chivas e fez um “balanço muito positivo” da primeira semana de estágio.

O treinador do Benfica, Bruno Lage, falou à Comunicação Social presente no final do treino desta sexta-feira, na Califórnia.

O técnico tem as melhores expectativas para o desafio com o Chivas, que marca a estreia da equipa na International Champions Cup, e assumiu estar muito contente com a atitude do grupo.

Que perspetiva tem para o jogo com o Chivas?

A melhor. Após três semanas de trabalho estamos a ir de encontro aos nossos grandes objetivos, que era sermos tão competitivos como fomos no final da época passada. Queremos ir ao encontro do melhor que tivemos na época passada, ter a melhor condição física para todos e, em termos coletivos, jogarmos da mesma forma como terminámos o Campeonato.

Que balanço faz do estágio quando estamos a chegar ao fim da primeira semana?

Balanço muito positivo, com muita entrega de todos os jogadores. O mais importante é que se liguem todos entre si. Até mesmo a forma como os novos jogadores foram recebidos, para interagir para dentro de campo. Temos sentido isso. Há uma vontade enorme de entrar no espírito desta equipa. Está tudo a treinar de forma muito empenhada.

Declarações Bruno Lage

Há a expectativa de casar Raul de Tomas e Seferovic. Isso pode acontecer?

Existem todas as possibilidades. São os jogadores que fazem as equipas e criam as dinâmicas. Não vamos encontrar os substitutos de Jonas e João Félix, disse-vos isso após o jogo com a Académica. Vamos ter jogadores diferentes e cada um, por si, traz dinâmicas diferentes e valor acrescentado à equipa. Temos de criar uma equipa competitiva. Estamos a partir de um princípio, que é o melhor que fazíamos no ano passado e crescer. A nossa ambição é de superação e de fazer melhor em cada jogo que passa. Depois é perceber a dinâmica de cada jogador e o que pode fazer.

O Benfica precisa de mais um guarda-redes?

O que é que o Benfica precisa? Vou responder de uma forma bastante transversal. O Benfica, pela estrutura que tem, oferece todas as condições ao jogador. Isso gera algum conforto a todos os atletas, e isso é importante. O Benfica oferece-lhes conforto e eu, enquanto treinador, quero tirar-lhes o conforto do jogo. A pior coisa da nossa carreira é saber se vou ou não jogar. Não lhes quero tirar o bem-estar, quero tirar-lhes o outro conforto. Posto isto, queremos ter um plantel equilibrado e muito competitivo para que os jogadores possam sentir, em cada posição, que estão dois a lutar por um lugar, e não ter apenas três ou quatro jogadores a lutar por um lugar. Isso também não é justo para os jogadores. É assim que vamos olhar para o plantel e para o mercado. Queremos ser competitivos. Não quero os jogadores seguros na sua posição. Um desafio: façam um trabalho sobre a estrutura do Benfica, como é que ela trabalha por forma a sentir a estrutura que temos.

Declarações Bruno Lage

Os adeptos responderam ao treino aberto. Que ambiente espera no jogo com o Chivas?

Temos sentido carinho em qualquer sítio que o Benfica vá. Sempre que há oportunidade gostamos de abrir o treino aos adeptos e à Comunicação Social. Não temos nada a esconder. Até é uma forma de quem está longe, através dos jornalistas, ver a nossa forma de trabalhar, a nossa intensidade e a atitude do grupo.

Texto: Marco Rebelo

Fotos: João Paulo Trindade / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar