6 de dezembro de 2019, 23h43

A "sexta-feira 12" do campeão!

Futebol

Com uma exibição cintilante o líder Benfica ganhou por 1-4 em casa do Boavista e alcançou a dúzia de vitórias nesta Liga NOS.

RESUMO DO JOGO

Decidido, imperturbável e imparável! Neste registo, o Benfica lançou-se à conquista da 12.ª vitória na Liga NOS 2019/20 na visita ao Estádio do Bessa em sexta-feira de jornada 13. Reforçando o estatuto de conjunto mais goleador, o Campeão triunfou por 1-4 e justificou a liderança isolada.

Impositivo e sempre impulsionado por uma inesgotável energia dos seus adeptos, o Benfica entrou no relvado do Estádio do Bessa a todo o vapor e marcou logo no primeiro minuto, com Pizzi a transformar em golo um passe longo, e bem calculado, de Ferro para as costas da defensiva axadrezada. O lance, porém, foi invalidado por fora de jogo do camisola 21 das águias.

Agarrando no jogo com força e promovendo uma circulação de bola à largura, mas também com combinações em zonas interiores, a equipa benfiquista foi-se chegando à baliza boavisteira. Agressivo nas ações de pressão, o conjunto encarnado retirava oxigénio ao adversário e não o autorizava a esticar-se no terreno.

Ao minuto 30, Chiquinho deu sequência a um roubo de bola em zona adiantada, correu na direção da grande área e foi travado em falta por Obiora, que apenas se preocupou em acertar nas pernas do jogador benfiquista e travá-lo. O árbitro Jorge Sousa, bem colocado, assinalou a competente falta à entrada da área, mas ficou-se pela mostragem do cartão amarelo ao número 4 do Boavista, retendo o vermelho no bolso.

Golo 0-1

Com a posse de bola a bater nos 72 por cento, as águias atiraram a contar aos 34'. Sobre a faixa direita, Pizzi executou um passe formidável a solicitar a entrada de Vinícius do lado contrário. O avançado recebeu, avançou e disparou de pé esquerdo para dentro da baliza (0-1). Foi a 6.ª assistência de Pizzi na Liga NOS e o 9.º golo de Vinícius.

De um lance aparentemente inofensivo, quando já se avistava o tempo de intervalo, o Boavista empatou a partida.

Golo 1-1

Marlon, pela esquerda, lançou a bola para dentro da área benfiquista, em busca da movimentação de Stojilijkovic, que cabeceou para o 1-1 a saída de Odysseas.

No fim dos 45 minutos iniciais o Benfica dominava na eficácia de passe [67-81], na posse de bola [35-65] e na percentagem de duelos ganhos [32-68], segundo os dados da plataforma PlaymakerStats.

No começo da segunda parte o Benfica foi ainda mais agressivo, incisivo e contundente nas suas elaborações no meio campo ofensivo, com Gabriel, Taarabt e Chiquinho a operarem na zona central, enquanto Pizzi e Cervi descaíam mais para os flancos.

Chiquinho, ao minuto 51, num excelente remate de fora da área viu Bracali voar e impedir o segundo festejo benfiquista da noite no Bessa. Estava anunciado o segundo golo do Campeão!

Golo 1-2

Uma vistosa combinação dos encarnados aos 52' colocou Grimaldo no passe para a desmarcação de Vinícius sobre a esquerda da grande área, de onde o avançado cruzou com precisão para o aparecimento de Cervi ao segundo poste (1-2). Apertado por um defensor, o argentino conseguiu empurrar o esférico para o interior da baliza, estreando-se a marcar neste Campeonato (na segunda assistência de Vinícius na prova).

Golo 1-3

Em vantagem, o Benfica continuou intenso, subido, a querer mais. Volvida uma dezena de minutos (62'), Grimaldo recuperou à frente, endossou o esférico para Vinícius, e este, à entrada da grande área, usou o pé esquerdo para maravilhar os adeptos com um golo de classe (1-3)! O lateral espanhol assinava a quarta assistência na competição, e o reforço brasileiro alcançava o 10.º golo, tornando-se no melhor marcador da Liga NOS ao fim de 13 jornadas.

Bruno Lage reservou as substituições para a derradeira dezena de minutos do encontro. Vinícius, Chiquinho e Pizzi cederam os seus lugares a Seferovic (82'), Samaris (88') e Jota (90'+1').

Golo 1-4

E foi já em tempo de compensação (90'+2') que o Campeão finalizou o seu show de bola com mais um golo. Grimaldo (5.ª e 6.ª assistência) bateu um livre sobre a ala direita, e Gabriel, mais forte na área num lance aéreo, cabeceou para o 1-4.

O brasileiro apontou o seu primeiro golo nesta edição da Liga NOS, fixando o resultado da 12.ª vitória das águias em 12 jogos do Campeonato (a 30.ª na prova desde que Bruno Lage pegou na equipa em 6 de janeiro de 2019!). Aliás, neste ano civil as águias ganharam todos os jogos disputados fora de portas no Campeonato sob o comando de Lage. É obra!

Num calendário cheio, o Benfica muda de linha competitiva já na terça-feira com a receção ao Zenit na 6.ª e última jornada do Grupo G da Liga dos Campeões.

Bilhetes UCL Benfica Zenit

Texto: João Sanches

Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar