12 de março de 2020, 10h36

Benfica no combate a um surto que está "praticamente contido" na China

Clube

Em fevereiro, no jogo com o Braga no Estádio da Luz, foram envergadas camisolas com a mensagem "Força, China! Estamos Juntos" em mandarim.

SENSIBILIZAÇÃO NA CHINA: VÍDEO AGÊNCIA XINHUA

Em fevereiro deste ano, o Sport Lisboa e Benfica solidarizou-se com o povo chinês numa campanha de combate ao COVID-19. Um mês depois, o surto está "praticamente contido" no país onde teve origem.

O presidente da China, Xi Jinping, deu o surto do COVID-19 no país como "praticamente contido". O anúncio foi feito durante uma visita a Wuhan, cidade chinesa de onde a doença é originária, com o líder chinês a assegurar que "os primeiros resultados apontam para uma estabilização da situação e a reversão da tendência em Wuhan e Hubei [província chinesa da qual Wuhan é capital]".

A China, recorde-se, onde algumas cidades estão em quarentena desde janeiro, divulgou na altura um vídeo da agência Xinhua, peça-chave de uma campanha de sensibilização e tentativa de reversão e combate à epidemia – declarada pandemia pela Organização Mundial de Saúde no dia 11 de março.

Nesse vídeo surgia como exemplo solidário a ação do Sport Lisboa e Benfica que, em meados de fevereiro, no jogo da 21.ª jornada da Liga NOS, demonstrou todo o seu apoio para com o povo chinês. No jogo com o Braga, 44 jovens (22 portugueses e 22 chineses) entraram com os jogadores das duas equipas envergando camisolas com a mensagem "Força, China! Estamos Juntos" em mandarim.

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar