27 de março de 2020, 16h27

Guilherme Tavares: "A minha estreia foi de arrepiar"

Andebol

Entrevista ao Site Oficial em dia especial para o jovem andebolista do SL Benfica.

Deixou família e amigos no Funchal para perseguir o sonho de se tornar atleta profissional. Guilherme Tavares comemora hoje 18 anos e posiciona-se como um dos talentos mais promissores da modalidade em Portugal, integrando desde o início da temporada o principal plantel de andebol do Sport Lisboa e Benfica. 

Início na modalidade

"O meu percurso no andebol começou quando frequentava o 6.º ano e um colega de turma me convidou para jogar no âmbito do desporto escolar. Mas antes ainda pratiquei basquetebol durante quatro anos."

Mudança para o Benfica

"Foi uma surpresa, apesar de ser um sonho desde criança. Estava longe de imaginar que com 16 anos iria mudar-me para Lisboa para ser jogador de um clube tão grande como o Benfica. Foi uma mudança grande para um rapaz de 16 anos, mas encarei-a como uma porta para uma futura carreira profissional."

Guilherme Tavares Benfica-ABC Andebol

"O Benfica é grande, com condições impossíveis para muitos clubes"

Do Funchal para Lisboa

"Mudar-me do Funchal para Lisboa foi uma mudança grande. Boa e difícil ao mesmo tempo porque deixei os meus pais, os meus irmãos e os meus amigos na Madeira, mas sei que todos eles me apoiam e sabem que esta mudança era um sonho meu."

Impacto inicial

"Quando cheguei foi difícil abstrair-me das diferenças, tanto a nível de clube, como da cidade. O Benfica é um clube grande, com condições impossíveis para muitos clubes e qualquer jovem jogador quando se depara com as condições do Benfica sente o peso do que é representar este clube. Somos muito bem tratados, temos apoio em tudo, tanto a nível físico, como a nível psicológico, o que é bastante importante para quem tem esta carga de jogos. Nós próprios, enquanto jogadores deste clube, colocamos uma pressão maior em cima de nós."

Guilherme Tavares Benfica-ABC Andebol

Ascensão à equipa principal

"Não estava à espera, tinha chegado há um ano e a equipa principal, apesar de ser um objetivo desde sempre, era algo que imaginava acontecer apenas quando a minha presença no Benfica fosse mais longa." 

Primeiro jogo entre "os grandes"

"O primeiro jogo pela equipa sénior é um momento que nunca vou esquecer [vitória em casa sobre o ABC no dia 4 de setembro, por 29-22, marcou um golo]. Sentir os adeptos no pavilhão dá outro peso ao jogo e aos jogadores, a responsabilidade que temos quando estamos dentro das quatro linhas é muito grande e falhar nunca é opção. A minha estreia foi de arrepiar e tive a sorte de conseguir contribuir para o resultado do jogo com o meu primeiro golo pela equipa."

Guilherme Tavares Benfica-ABC Andebol

"Com trabalho e foco habituei-me ao ritmo de trabalho dos seniores"

Referência nos seniores

"Todos na equipa me inspiram de alguma maneira, mas o jogador com quem mais me identifico é o Nyokas. Sempre fui tratado como família por todos, mas com ele criei uma relação de pai e filho que me ajudou muito."

Alternância entre Juniores e Seniores

"Apesar de todos os escalões serem muito competentes no seu trabalho e na preparação dos seus atletas, trabalhar com os seniores e com os Juniores é bastante diferente e foi das primeiras coisas que senti quando treinei com os Seniores. Com trabalho e foco habituei-me ao ritmo de trabalho dos Seniores o que me ajuda muito nos treinos com os Juniores."

Guilherme Tavares Benfica-ABC Andebol

Objetivos de carreira

"Tenho grandes planos para a minha carreira, nomeadamente chegar ao topo do andebol e ser reconhecido mundialmente. Neste momento estou concentrado no meu percurso no Benfica, deixar a minha marca e ganhar títulos." 

Seleção Nacional

"Comecei na seleção de Juniores C, em 2017, mas também já estive na seleção de Juniores B e Juniores A. Agora o objetivo é a seleção principal."

Guilherme Tavares Benfica-ABC Andebol

"É complicado transferir o treino de ginásio para casa, mas não podemos parar"

Plano de estudos

"Os estudos são fundamentais e apesar de ser uma grande responsabilidade conciliar tudo quero continuar a formar-me na área de desporto." 

Rotina diária

"A preparação continua, mas agora em casa. É complicado transferir o treino de ginásio para casa, mas não podemos parar e um atleta precisa de uma rotina e é essa rotina que temos de ajustar às condições que temos neste momento."

Contexto de trabalho desfavorável

"As paragens são difíceis, estamos fora do nosso ambiente de trabalho. Apesar de fazer pequenos treinos em casa há exercícios a que estava habituado que não consigo fazer, mas como atleta tento manter-me focado e tento ter uma boa rotina de trabalho. É estranho que a nossa rotina tenha de mudar de um dia para o outro, mas temos de trabalhar todos juntos para que em breve voltemos ao nosso normal, e não podemos trabalhar só o corpo, é importante manter a mente saudável e isso vai ajudar-nos nestes dias em que somos obrigados a estar em casa."

Fotos: SL Benfica

PATROCINADORES MODALIDADES


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar