31 de maio de 2020, 21h00

COVID-19: o que se passou em Portugal e no mundo no mês de maio

Covid-19

Resumo das principais notícias oficiais, desportivas e generalistas sobre o coronavírus nos jornais e sites nacionais e internacionais.

Tags

Covid-19

A pandemia COVID-19 parou o mundo desportivo, financeiro e político. Leia aqui as principais notícias oficiais, desportivas e generalistas do que se passou em Portugal e no mundo em maio. Ver DIRETO aqui.

 

31 de maio

foto

FRANÇA: Le Figaro [19h00] | "Número de mortes diárias caiu em França". O número de mortes diárias por coronavírus nos hospitais franceses caiu hoje para 31, o mais baixo desde 17 de março, quando foram registados 27 óbitos por COVID-19, segundo dados oficiais. No total, desde o início da epidemia, registaram-se 28 802 mortes, das quais 18 475 ocorreram em hospitais.

ITÁLIA: La Repubblica [18h30] | "75 mortes e 335 novos casos". Itália registou 75 mortos provocados pela COVID-19 e 335 contágios da doença nas últimas 24 horas, o que representa uma diminuição dos números divulgados no sábado, segundo os dados fornecidos hoje pela Proteção Civil. O total de óbitos no país é agora de 33 415 e o número total de infeções é de 233 019 desde o início da pandemia.

ESPANHA: ABC [18h20] | "Duas mortes e menos de 100 novos casos nas últimas 24 horas". O Ministério da Saúde espanhol registou 39 mortes provocadas pela COVID-19 na última semana, num total de 27 127, com duas mortes nas últimas 24 horas e 96 novos casos diagnosticados, foi hoje divulgado. 

REINO UNIDO: The Sun [17h30] | "Reino Unido com mais 113 mortos nas últimas 24 horas". O Reino Unido registou 113 mortos por COVID-19 nas últimas 24 horas, elevando para um total de 38 489 vítimas mortais desde que começou a pandemia, foi este domingo anunciado.

 

PORTUGAL: TVI 24 [16h30] | "Centros comerciais, cinemas e ginásios reabrem na segunda-feira". A terceira fase do plano de desconfinamento devido à pandemia de COVID-19 arranca na segunda-feira, com o fim do "dever cívico de recolhimento" e a reabertura de centros comerciais, salas de espetáculos, cinemas, ginásios, piscinas e Lojas do Cidadão.As medidas da terceira fase de desconfinamento foram anunciadas na sexta-feira, com o Governo a decidir prolongar a situação de calamidade, que vigora desde 3 de maio, por mais 15 dias, até 14 de junho, e adiar o levantamento de algumas restrições na Área Metropolitana de Lisboa (AML), onde vão ser impostas regras especiais, sobretudo relacionadas com atividades que envolvem "grandes aglomerações de pessoas".

Entre as principais medidas que entram em vigor na segunda-feira destacam-se o fim do "dever cívico de recolhimento" e a permissão de ajuntamentos até ao limite de 20 pessoas, exceto na AML, onde permanece o limite de 10 pessoas. No setor do comércio, as lojas inseridas em centros comerciais e lojas com área superior a 400 metros quadrados podem reabrir, assim como as áreas de consumo de comidas e bebidas, exceto na AML, mediante a aplicação de determinadas condições e o respeito pelas orientações definidas pela Direção-Geral da Saúde (DGS). 

ESPANHA: El Mundo [15h52] | "Espanhóis poderão circular livremente entre províncias a partir de 21 de junho." O governo aprovará na terça-feira e submeterá à votação do Congresso na quarta-feira a mais recente extensão do estado de alerta, que permite limitar a circulação das pessoas durante o desconfinamento progressivo do país, até 21 de junho

PORTUGAL: Público [15h00] | "Marcelo Rebelo de Sousa: 'Não faz sentido que os jovens estejam a organizar festas com centenas de pessoas'". O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, marcou presença este domingo na missa de Pentescostes, na Sé de Lisboa, no dia em que as celebrações religiosas retomam embora com regras específicas. O Presidente aproveitou ainda para lançar um apelo aos jovens para que cumpram as regras. "Não faz sentido que jovens estejam a organizar festas com centenas de pessoas e muito próximas e sem preocupação de distanciamento", afirma fazendo referência aos trabalhadores de construção civil, indústria e comércio que não podem evitar estar em risco ao contrário dos jovens.

Para Marcelo os jovens têm a "sensação que não correm riscos, mas podem transportar riscos para os outros". "As normas sanitárias devem valer para todos, devem valer para os bairros periféricos de Lisboa para impedir riscos de saúde, mas devem valer também em festas de sociedade em que se pede aos jovens que, verdadeiramente sem pensarem nos riscos que acham que não correm, se dispensem de ir longe de mais, depressa de mais, com risco para os outros", avisou.

PORTUGAL: Lusa [14h00] | "Ministra da Saúde diz que já há pessoas em habitação alternativa para cumprir isolamento". A ministra da Saúde afirmou hoje que já há casos de pessoas na Grande Lisboa a quem está a ser assegurada uma habitação alternativa por não terem condições para cumprir o isolamento por COVID-19. "Já há pessoas nessa situação", afirmou a ministra da Saúde, Marta Temido, durante a conferência de imprensa diária de balanço sobre a pandemia em Portugal, quando questionada pela agência Lusa sobre se já havia casos em que o Governo estava a assegurar uma alternativa para moradores sem condições para cumprir o isolamento. Sem precisar o número de casos concretos nessa situação, a ministra afirmou que estruturas como Pousadas da Juventude, espaços do INATEL ou estruturas de campanha estão "disponíveis para acolher essas pessoas", tal como já foi feito para assegurar uma alternativa para residentes em lares onde houve surtos de COVID-19.

PORTUGAL: TVI 24 [12h37] | Números do diaA Direção-Geral de Saúde divulgou o boletim epidemiológico do dia. Em Portugal, há 297 novos casos detetados, elevando o total para 32 500 casos detetados desde o início da epidemia. Há, ainda, 1410 mortes (mais 14 em 24 horas) e 19 409 doentes recuperados.

Boletim DGS 31 de maio

ALEMANHA: Instituto Robert Koch [12h00] | "181 482 casos diagnosticados". A Alemanha regista 181 482 casos diagnosticados de COVID-19 e 8 500 vítimas mortais, verificando-se uma desaceleração do aparecimento de novos casos, 286 nas últimas 24 horas. De acordo com o Instituto Robert Koch (RKI) houve um aumento de 11 óbitos em relação ao dia anterior. Existem agora cerca de 165 200 casos considerados curados, uma subida de aproximadamente 400.

ÁFRICA: TVI 24 [11h30] | "Ultrapassada a barreira das 4 000 mortes nas ultimas 24 horas". O continente africano ultrapassou nas últimas 24 horas a barreira dos 4 000 mortos devido à COVID-19, contabilizando 4 069 óbitos, num total de 141 535 infetados, segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC). Os mesmos dados referem que nos 54 países analisados foi registada a recuperação de 59 212 doentes, mais 2 796 que no dia anterior.

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins [11h00] | "Estados Unidos registaram 960 mortos em 24 horas". Os Estados Unidos registaram mais 960 mortos devido à COVID-19 nas últimas 24 horas, elevando para mais de 103 mil o total de óbitos no país desde o início da epidemia, indicou a Universidade Johns Hopkins. As autoridades sanitárias norte-americanas contabilizaram 1 769 776 casos da doença, desde final de fevereiro, altura em que se registou a primeira morte no país, de acordo com os números contabilizados pela universidade norte-americana.

30 de maio

ITÁLIA: La Repubblica [19h00] | Números do dia. Itália registou 111 mortos nas últimas 24 horas pela COVID-19, um aumento superior aos 87 de sexta-feira, mas o número de novos contágios desceu para 416, segundo os dados fornecidos este sábado pela Proteção Civil. O total de óbitos no país é agora de 33 340 e o número total de infeções é de 232 664 desde o início da crise pandémica, a 21 de fevereiro.

REINO UNIDO: The Sun [18h30] | "215 mortes nas últimas 24 horas". O Reino Unido comunicou hoje a morte de mais 215 pessoas devido à COVID-19 em hospitais, residências e lares, elevando para 38 376 o número total de mortes pelo novo coronavírus desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas foram detetadas 2 445 novas infeções.

ESPANHA: ABC [18h00] | "Novos casos de infeção disparam nas últimas horas". O Ministério da Saúde espanhol anunciou este sábado mais quatro mortes por COVID-19, aumentando para 27 125 o número total de óbitos. Nas últimas 24 horas, destaque para o aumento de novos casos de infeção, tendo sido registados mais 271, mais 84 que no dia anterior.

INGLATERRA: Sky Sports [17h00] | "Governo britânico autoriza regresso das competições a partir de 1 de junho". O regresso da Premier League está cada vez mais perto. O governo britânico autorizou, este sábado, o regresso das competições desportivas a partir do dia 1 de junho, ainda que com várias restrições. Entre elas, a proibição de adeptos nos recintos desportivos.

Através de comunicado, a Premier League congratulou-se com a decisão e garantiu que irá, a partir de agora, implementar as medidas previstas no documento de orientação publicado pelo Departamento responsável pelo Digital, Cultura, Media e Desporto. Richard Masters, chefe executivo da Premier League, confirmou ainda a data prevista para o regresso da prova: 17 de junho.

PORTUGAL: Lusa [16h30] | "Peregrinos regressam a Fátima de máscara e com fé inabalável". "As celebrações presenciais recomeçaram hoje no Santuário de Fátima, onde mais de um milhar de fiéis circulava pelo recinto, de máscara na cara e com a fé inabalável a acompanhá-los. Vieram de vários locais do país e alguns fizeram o caminho a pé. Consigo transportaram a crença, a vontade de se reunirem de novo com Nossa Senhora de Fátima, de cumprirem promessas, dar graças e de receberem a paz e o conforto que procuravam".

MUNDO: Agence France Presse [15h30] | "Vírus já matou 364 362 pessoas e infetou mais de 5,9 milhões em todo o mundo". A pandemia provocada pelo novo coronavírus já causou a morte a pelo menos 364 362 pessoas e infetou mais de 5,9 milhões em todo o mundo, segundo um balanço da agência AFP baseado em dados oficiais dos países. De acordo com os dados recolhidos pela agência de notícias francesa, até às 11h00 de hoje (10h00 em Lisboa), já morreram pelo menos 364 362 pessoas e há mais de 5 931 510 infetados em 196 países e territórios desde o início da epidemia.

PORTUGAL: Record [14h30] | "Marta Temido diz que ver futebol no café 'tem de ser feito em condições distintas das tradicionais'". A Ministra da Saúde admitiu que a transmissão de jogos do campeonato português em sinal fechado, a partir da próxima semana, poderá aumentar a probabilidade de existirem aglomerados nos cafés ou restaurantes. Questionada sobre se haverá medidas para evitar que tal aconteça nesses espaços, Marta Temido alertou para a consciência de cada um.

"É importante sublinhar que isso levará a que as pessoas tenham a tendência para se juntar em determinados locais e que isso tem de ser feito em condições distintas das tradicionais. Tenho a convicção de que, quer proprietários, quer indivíduos, terão a capacidade suficiente para ser vigilantes relativamente aos seus comportamentos", explicou a governante na habitual conferência diária sobre os números da COVID-19 em Portugal.

PORTUGAL: CMTV [13h02] | Números do diaA Direção-Geral de Saúde divulgou o boletim epidemiológico do dia. Em Portugal, há 257 novos casos detetados, elevando o total para 32 203 casos detetados desde o início da epidemia. Há, ainda, 1396 mortes (mais 13 em 24 horas) e 19 186 doentes recuperados.

Boletim DGS 30 de maio COVID-19

ÁFRICA: TVI 24 [12h00] | "Continente africano regista 132 mortes nas últimas 24 horas"O continente africano registou 132 mortes pela COVID-19 nas últimas 24 horas, dos 3 922 óbitos contabilizados até hoje, de um total de 135 292 infetados, segundo os dados mais recentes sobre a pandemia na região. De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nos 54 países analisados foi registada a recuperação de 56 416 doentes, mais 3 002 que no dia anterior.

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins [11h00] | "1 225 mortes nas últimas 24 horas". Os Estados Unidos registaram 1 225 mortos devido à COVID-19 nas últimas 24 horas, elevando para mais de 102 mil o total de óbitos no país desde o início da epidemia, indicou a Universidade Johns Hopkins. As autoridades sanitárias norte-americanas identificaram ainda mais de 24 mil novas infeções nas últimas 24 horas, de acordo com os números contabilizados pela universidade norte-americana.

29 de maio

PORTUGAL: Lusa [19h38] | "Situação de calamidade prolongada quinze dias." "O primeiro-ministro afirmou hoje que a situação de calamidade, que vigora desde 3 de maio, será prolongada por novo período de quinze dias e disse não haver uma previsão de reabertura de bares e discotecas na próxima quinzena."

REINO UNIDO: The Telegraph [19h15] | Barreira das 38 mil mortes ultrapassada. "O Reino Unido noticiou mais 324 óbitos por coronavírus em 24 horas, passando o total para as 38 161 mortes. Há 271 220 casos conhecidos desde o início do surto."

António Costa

PORTUGAL: SIC Notícias [17h51] | António Costa apresenta as medidas da fase 3 de desconfinamento. Após o Conselho de Ministros, o primeiro-ministro, António Costa, apresentou os números da evolução da pandemia da COVID-19 em Portugal, bem como as regras de desconfinamento da fase 3. "Tal como se tem verificado, confirmamos que a evolução da pandemia está essencialmente estabilizada, naquilo que era o risco de crescimento exponencial. No início do desconfinamento houve um ligeiro aumento do risco de transmissão, mas tem estado estável ao longo deste período, o que significa que, do conjunto das medidas de desconfinamento, não podemos inferir que daqui resulte maior risco de transmissão. A evolução de casos novos notificados variam de dia para dia, mas tem decrescido de forma gradual. Se verificarmos o rácio de testes realizados versus casos positivos, verificamos que a linha está estável. Estamos a testar mais, mas os casos positivos não estão a aumentar significativamente. O número de casos que obrigam a internamento hospitalar tem vindo a descer. Há um mês estávamos com 968 pessoas internadas com COVID-19, há 15 dias estávamos com 673 e agora estamos com 529. Mais importante ainda, os internados em Cuidados Intensivos, que tem vindo a descer progressivamente. Dos 172 iniciais, estamos agora com 66. Em relação ao número de óbitos, a linha tem estado estável ao longo deste período; no sentido oposto, a linha de recuperados tem vindo a crescer. Isto significa que o número de casos ativos na sociedade portuguesa tem vindo a diminuir significativamente", reconheceu.

"Em relação aos critérios que temos definido para saber se podemos dar os novos passos previstos. O primeiro critério era a capacidade de testagem do SNS. Neste momento, somos o 4.º País da Europa com testes por milhão de habitantes. O número de testes têm aumentado progressivamente", elogiou ainda o primeiro-ministro.

"Estão reunidas, na opinião do Governo, as condições para avançar nas medidas de desconfinamento que tínhamos previsto para o final de maio, princípio de junho. Neste fim de semana: 

  • Realização das cerimónias religiosas comunitárias, de acordo com as regras definidas pela DGS e pelas confissões religiosas;

A partir de segunda-feira: 

  • Deixa de ser obrigatório, mas é aconselhado sempre que possível. O teletrabalho depende do acordo entre o trabalhador e a entidade patronal, com exceções de doentes crónicos da COVID-19 ou imunodeprimidos, pessoas com deficiência superior a 60 por cento ou país com filhos em casa;

  • Abertura das Lojas do Cidadão, cujo atendimento é feito por marcação e é obrigatório o uso de máscara (exceção na Grande Lisboa);

  • Abertura das lojas superiores a 400 m2;

  • Abertura das lojas e restaurantes inseridos em centros comerciais;

  • Fim da regra da lotação máxima de 50 por cento nos restaurantes, mas terá de ser mantida a distância de 1,5 m;

  • Reabertura da generalidade das creches e do estabelecimentos do Pré-Escolar;

  • Abertura dos cinemas, salas de espetáculos, teatros e auditórios. Os lugares têm de ser marcados e com uma cadeira de distância entre os utilizadores;

  • Abertura dos ginásios, cumprindo as regras impostas pela DGS;

  • Abertura dos centros comerciais (exceção na Grande Lisboa).

No próximo dia 4 de junho vai ser analisada a possibilidade de reabrir os centros comerciais e as Lojas do Cidadão na Grande Lisboa. Para a Área Metropolitana de Lisboa há ainda algumas medidas excecionais como: reforço da vigilância epidemiológica em obras de construção civil e trabalho temporário, planos de realojamento de emergência, ajuntamentos limitados a 10 pessoas e veículos privados de transporte de passageiros com lotação máxima de 2/3 dos passageiros e uso obrigatório de máscara", finalizou António Costa. 

ITÁLIA: La Repubblica [17h28] | Óbitos diários seguem abaixo da centena; número de hospitalizados baixa. "O número total de pessoas que contraíram o vírus desde o surto foi de 232 248. Hoje, existem 475 pessoas em terapia intensiva (menos 14 do que ontem); 7094 pessoas ainda estão hospitalizadas com sintomas (menos 285 do que ontem). Nas últimas 24 horas, morreram 98 pessoas, atingindo um total de 33 229. Há 152 844 doentes curados (mais 2240 em 24 horas). Foram detetadas 516 novas infeções."

ESCANDINÁVIA: Lusa [16h37] | "Dinamarca e Noruega reabrem respetivas fronteiras, mas excluem Suécia." "Os Governos da Dinamarca e da Noruega anunciaram hoje que a partir de 15 de junho vão permitir viagens turísticas entre os dois países, tendo excluído a Suécia desta reciprocidade, devido à situação epidemiológica da COVID-19 registada naquele território. ‘A Dinamarca e a Suécia têm uma relação próxima e queremos continuar a tê-la no futuro, mas estão em diferentes situações em relação ao novo coronavírus e isso tem importância na altura de tomar decisões sobre fronteiras’, afirmou a primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, numa conferência de imprensa."

ESPANHA: El País [16h29] | Apenas duas mortes registadas em 24 horas. "O Ministério da Saúde notificou nesta sexta-feira dois falecidos nas últimas horas por coronavírus, 39 na última semana. O número global de mortes é de 27 121, enquanto o número de infeções é de 238 564, o que inclui 187 casos diagnosticados em 24 horas. Todos os territórios, exceto Ceuta, registaram novas infeções. Há o registo de 51 482 profissionais de saúde que foram infetados desde o início da crise sanitária."

Estádio Sanchez Pizjuán

ESPANHA: Marca [15h37] | É Oficial! La Liga volta a 11 de junho. "O Conselho dos Desportos confirmou as datas de início do La Liga após uma reunião com representantes da RFEF e dos Clubes. O dérbi de Sevilha de Ramón Sánchez Pizjuán entre Sevilha e Bétis interromperá a pausa na competição a 11 de junho, conforme acordado pelos membros da RFEF e da La Liga. Também confirmam que o campeonato terminará no fim de semana de 18 a 19 de julho."

MUNDO: France-Presse [14h57] | Mais de 5,8 milhões de infetados e mais de 360 mil mortes. "Em cinco meses, desde o seu aparecimento declarado no final de dezembro em Wuhan (China), a doença da COVID-19 matou 360 419 pessoas e infetou mais de 5,8 milhões, segundo dados oficiais de um estudo desenvolvido para a agência France-Presse. A Rússia registou um novo máximo diário de mortes (232), elevando o total para 4374 mortes e 387 623 casos, o terceiro país mais afetado no mundo. A Europa, atingida com mais de 176 000 mortes e 2,1 milhões de casos, continua o seu desconfinamento depois de ver a propagação do vírus diminuir. Os Estados Unidos da América, que ultrapassaram a marca dos 100 000 óbitos, continuam a ser o país mais afetado em termos de número de casos (mais de 1,7 milhões) e mortes (101 621, incluindo 1297 nesta quinta-feira). O Brasil assinalou nesta quinta-feira, pela sexta vez consecutiva, mais de 1000 mortos em 24 horas – 26 754 no total – com um registo diário de casos de 26 417 ou quase 440 000 no total."

GRÉCIA: Ekathimerini [14h05] | Grécia vai permitir voos de turistas de 29 países em junho. "A Grécia anunciou a lista de 29 países dos quais aceitará turistas quando os voos internacionais retomarem a Atenas e Salónica a partir de 15 de junho. Os países são Albânia, Austrália, Áustria, Macedónia do Norte, Bulgária, Alemanha, Dinamarca, Suíça, Estónia, Japão, Israel, China, Croácia, Chipre, Letónia, Líbano, Lituânia, Malta, Montenegro, Nova Zelândia, Noruega, Coreia do Sul, Hungria, Roménia, Sérvia, Eslováquia, Eslovénia, República Checa e Finlândia."

PORTUGAL: Expresso [13h31] | Os alertas dados por António Sales e Graça Freitas. Em conferência de Imprensa, o secretário de Estado da Saúde, António Sales, e a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, deixaram algumas e alertas aos portugueses.

António Sales explicou o tratamento que deve ser dado às máscaras usadas. "Constatámos que existem muitas máscaras eliminadas e o apelo é para que as máscaras não fossem para o espaço público, mas para o lixo doméstico, que é o correto de acordo com as autoridades de saúde", alertou.

Graça Freitas apresentou alguns números e explicou os clusters de infeção na região de Lisboa e Vale do Tejo. "Há nesta altura cerca de 4440 doentes ativos, que ainda não foram dados como curados. Depois há 5700 doentes que recuperaram, e que estão a fazer a sua atividade e vida normais", referiu, adiantando de seguida: "Há seis grandes obras que concentram cerca de 130 doentes. Não quer dizer que todos tenham contraído a doença na obra."

Boletim DGS

PORTUGAL: CMTV [13h06] | Novos casos voltam a subir. A Direção-Geral de Saúde divulgou o boletim epidemiológico do dia. Em Portugal, há 350 novos casos detetados (mais 1,1 por cento), elevando o total para 31 946 casos detetados desde o início da epidemia. Há, ainda, 1383 mortes (mais 14 em 24 horas) e 18 911 doentes recuperados, sendo que 274 foram nas últimas 24 horas.

PORTUGAL: RTP3 [12h32] | Marcelo Rebelo de Sousa descarta cerca sanitária a Lisboa. Numa visita à livraria Barata, o Presidente da República não colocou como hipótese uma cerca sanitária ao concelho de Lisboa, região com mais novos casos no País por estes dias. "Não se justificam especiais medidas de cerca sanitária. Mesmo em Lisboa, onde há números que pesam em termos nacionais, estamos com o R pouco acima do 1. As pessoas vão fazendo o seu percurso e adequando a sua vida à realidade. Já há situações de pessoas que estavam em layoff e voltaram ao trabalho", destacou Marcelo Rebelo de Sousa.

BÉLGICA: La Libre [10h54] | Mortes sobem; novos casos e hospitalizados descem. "A saúde pública da Bélgica e o Centro Nacional de Crise fizeram um balanço da epidemia de coronavírus. Novas 27 pessoas tiveram que ser hospitalizadas nas últimas 24 horas, enquanto 109 puderam recuperar. Há 937 doentes internados (menos 111 em 24 horas), dos quais, 187 em terapia intensiva. Faleceram 42 pessoas devido ao coronavírus e foram detetados mais 212 casos positivos, aumentando o total para 58 061."

RÚSSIA: The Moscow Times [10h50] | Novos casos e óbitos sobem. "A Rússia confirmou 8572 novas infeções por coronavírus nesta sexta-feira, elevando o número oficial de casos do país para 387 623. Morreram, devido ao vírus, 4374 pessoas e já recuperaram 159 257."

ALEMANHA: Instituto Robert Koch | Mais de 180 mil casos detetados. Os números atualizados pelo Instituto Robert Koch mostram que a Alemanha já superou os 180 mil casos, com 741 nas últimas 24 horas. Morreram mais 39 pessoas, aumentando o total para 8450.

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins | EUA com cerca de 1300 novos óbitos. A Universidade Johns Hopkins atualizou os números do coronavírus nos Estados Unidos da América. O país conta com 1 721 926 casos conhecidos (mais de 22 mil em 24 horas), 101 621 mortes (mais 1297 em 24 horas). A cifra dos recuperados já está perto dos 400 mil (399 991).

28 de maio

Hospital em França

FRANÇA: Le Figaro [19h47] | COVID-19: 66 mortes em França. "O diretor-geral da Saúde, Jérôme Salomon, fez a avaliação diária da epidemia em França. Já morreram 28 662 pessoas, 66 das quais adicionadas nas últimas 24 horas; 15 208 pessoas estão hospitalizadas por COVID-19, 253 novas internamentos foram registados em 24 horas e 1429 pacientes estão em terapia intensiva; os recuperados são 67 191."

PORTUGAL: FPF [19h24] | "Estádio do Bonfim aprovado." "O recinto do Vitória FC [Setúbal] é o 15.º a receber parecer favorável das autoridades de saúde para o regresso da Liga NOS. A Autoridade Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo informou esta quinta-feira que emitiu parecer favorável à utilização do Estádio do Bonfim em jogos da Liga NOS."

ITÁLIA: La Gazzetta dello Sport [19h13] | "Serie A a 20 de junho; Taça de Itália a 13 e 14 de junho." "A Serie A começa novamente a 20 de junho. No entanto, a Taça da Itália retoma em primeiro lugar: o regresso das meias-finais (Nápoles-Inter e Juventus-Milan) nos dias 13 e 14, a final, em Roma, no dia 17. Este é o resultado do encontro entre o Governo e os representantes do futebol italiano.

O ministro do Desporto, Vincenzo Spadafora, partilhou os termos da decisão: "Uma reunião muito útil. Como dissemos, no futebol haveria reinício quando houvesse todas as condições de segurança. O protocolo para as competições foi aprovado e confirmou a necessidade inevitável da quarentena no caso de um jogador testar positivo. A FIGC [Federação Italiana de Futebol] garantiu-me que há um plano B e C e ainda a possibilidade de um playoff, caso regresse o estado de emergência. Pessoalmente, espero que um sinal positivo possa ser dado a todo o país com os jogos da Taça da Itália. Seria o regresso de importantes competições em benefício de todos os italianos", sublinhou Vincenzo Spadafora.

Logo FPF

PORTUGAL: FPF [19h08] | "Plano de restruturação do Futsal." "A direção da Federação Portuguesa de Futebol aprovou esta quinta-feira um abrangente plano de reestruturação do Futsal sénior e de formação masculino e feminino, com implicações nos formatos das competições das próximas três épocas.

O plano visa garantir os seguintes objetivos:

  • Responder de forma adequada ao impacto da pandemia COVID-19 na atividade dos clubes de futsal

  • Reforçar o equilíbrio e a competitividade das provas nacionais de futsal

  • Aumentar o número de praticantes de futsal

  • Sustentar os clubes como pilares fundamentais do desenvolvimento

  • Criar novos espaços de afirmação para os jovens jogadores de futsal

A FPF decidiu que em 2020/21 a Liga Placard terá 16 clubes, número que se reduzirá nas épocas seguintes até 12 em 2022/23. Os dois clubes que ascendem à Liga Placard serão encontrados numa prova de acesso em que participarão as 12 equipas apuradas para a fase de subida na época 2019/20, em data a definir de acordo com a evolução da pandemia COVID-19 e a autorização da Direção Geral da Saúde para o regresso das competições em recinto fechado.

Na época 2020/21, a II Divisão Masculina de futsal será disputada por 88 equipas. Na época 2021/22, a II Divisão Masculina de futsal terá menos clubes e será criada a III Divisão. O número de clubes na II e III divisões de futsal masculina estabilizará em 2022/23.

O Campeonato Nacional Feminino de Futsal será jogado por 16 equipas em 2020/21 e sofrerá reduções nas temporadas seguintes, até ao limite de 12 em 2022/23. Na temporada 2020/21 será criada a II Divisão, com 12 clubes provenientes da Taça Nacional. A II Divisão Feminina de futsal terá 16 clubes na época 2022/23.

Na formação, o Campeonato Nacional masculino de Sub-19 será jogado por 16 equipas em 2020/21 e sofrerá reduções nas temporadas seguintes, até ao limite de 12 em 2022/23. Será criado na próxima época o Campeonato Nacional feminino de Sub-19."

ITÁLIA: Corriere della Sera [18h26] | Mortes diárias voltam a estar abaixo das 100. "Em Itália, desde o início da epidemia de coronavírus, 231 732 pessoas contraíram o vírus Sars-CoV-2 (mais 593 do que ontem). Desses, 33 142 morreram (mais 70 em 24 horas e abaixo das 117 registadas há dois dias). Há 150 604 doentes que tiveram alta (mais 3503 em 24 horas). Atualmente, os positivos são 47 986 (um retrocesso de 2980 unidades nas últimas 24 horas). Segundo a Proteção Civil, Itália tem 7379 pacientes hospitalizados com sintomas, dos quais 489 em terapia intensiva."

Bola

INGLATERRA: Twitter Premier League [18h02] | "Data provisória para reinício da temporada." "Os acionistas da Premier League concordaram hoje com uma nova data provisória de reinício para a temporada 2019/20. O mesmo está marcado para quarta-feira, 17 de junho, desde que todos os requisitos de segurança estejam em vigor.

Aston Villa-Sheffield United e Manchester City-Arsenal, adiados devido à final da Taça da Liga inglesa, acontecerão no dia 17 de junho, seguidos de uma jornada completa a partir da sexta-feira, 19 de junho. Devido à COVID-19, as partidas ocorrerão à porta fechada.

TODOS OS JOGOS EM CANAL ABERTO

Os acionistas também aprovaram uma proposta de transmissão de todos os 92 jogos restantes em canal aberto no Reino Unido pelos parceiros de transmissão existentes da Liga: Sky Sports, BT Sport, BBC Sport e Amazon Prime.

Os horários planeados no Reino Unido para partidas ao vivo também diferem dos horários tradicionais."

FRANÇA: Le Figaro [17h56] | Medidas da fase 2 de desconfinamento conhecidas. "O primeiro-ministro francês Edouard Philippe, anunciou quinta-feira as regras de desconfinamento que terão efeito a partir de terça-feira, 2 de junho. Levantada a limitação de viagens até 100 quilómetros; mapa de desconfinamento de cor verde para toda a França, com exceção de Ile-de-France, Mayotte e Guiana; abrem parques e jardins, escolas e faculdades, museus e monumentos, mas os visitantes têm de usar máscara, bares, cafés e restaurantes nas zonas verdes, parques de campismo nas zonas verdes, piscinas e ginásios nas zonas verdes. O que não muda: reuniões públicas continuam limitadas a 10 pessoas, discotecas, salas de jogos e pistas de corridas continuam fechadas."

ESPANHA: El Mundo [17h16] | Apenas uma morte registada em 24 horas. "Os dados da pandemia de COVID-19 publicados diariamente pelo Ministério da Saúde registam 182 novos casos e apenas um óbito. O total de casos desde o início da pandemia é de 237 906 e as mortes registadas são agora de 27 119. Na última semana, em Espanha, devido ao coronavírus, perderam a vida 38 pessoas."

Londres

REINO UNIDO: The Guardian [16h49] | Óbitos decrescem em 24 horas. "As autoridades de saúde no Reino Unido registaram mais 377 mortes de COVID-19, elevando o número total de mortes no país mais afetado da Europa para 37 837. Até agora, o país registou 269 127 casos confirmados de coronavírus, com a atualização mais recente relatando mais 1887 foram positivos."

ROMÉNIA: Público [14h40] | As medidas de desconfinamento em junho. "A Roménia continua a abrir o país e as fronteiras e, a partir do dia 1 junho, vai permitir que se viaje de carro e de comboio para dentro e fora do país. A nova fase de desconfinamento anunciada esta quinta-feira pelo Presidente Klaus Iohannis também inclui a reabertura de esplanadas e restaurantes. Os cafés com esplanada e restaurantes apenas poderão ter um máximo de quatro pessoas por mesa, sempre praticando o distanciamento social. Da mesma forma, o distanciamento social terá de ser praticado nos comboios e não há nenhumas outras restrições às viagens internacionais, podendo os romenos passar livremente pelas fronteiras que o país partilha com a Ucrânia, Bulgária, Hungria, Sérvia e Moldávia. A grande novidade é a possibilidade de realizar eventos ao ar livre. Eventos até 500 pessoas serão possíveis e eventos desportivos que não envolvam contacto físico também podem ser realizados, sem a presença de público."

ESTADOS UNIDOS: Twitter de Donald Trump [14h37] | Reação do Presidente dos EUA às 100 mil mortes. Na sua conta oficial na rede social Twitter, o Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, lamentou os 100 mil óbitos no país devido ao novo coronavírus. "Atingimos um marco muito triste com as mortes da pandemia do coronavírus a chegar às 100 mil. A todas as famílias e amigos daqueles que partiram, quero estender a minha sincera simpatia e amor por tudo o que estas grandes pessoas significavam e representam. Que Deus esteja convosco!", pode ler-se na publicação.

PORTUGAL: Público [13h44] | António Sales relata que mais de 2000 profissionais de saúde já recuperaram. Na conferência de Imprensa diária, o secretário de Estado da Saúde, António Sales, apresentou os números e revelou que 2161 profissionais de saúde já superaram a COVID-19. "A taxa de letalidade global é de 4,3 por cento. Acima dos 70 anos, a taxa de letalidade sobe para 16,9 por cento. Mais de 45 por cento dos testes de despiste à COVID-19 foram feitos no mês de maio. Trata-se do mês em que foram feitos mais testes desde o início da pandemia, com mais de 363 mil testes. Estão já em Portugal cerca de 160 ventiladores da encomenda de 500 feita pela administração central dos sistemas de saúde. Foram atendidas mais de 12 800 chamadas na linha de apoio psicológico, das quais 1200 de profissionais de saúde", explicou.

"Dos 3398 profissionais de saúde infetados desde o início da pandemia, 2161 já recuperaram. Os profissionais de saúde não só salvaram vidas, como evitaram o colapso nas unidades de cuidados intensivos dos hospitais. No entanto, é preciso continuar o trabalho de capacitação dos serviços para eventuais novas fases da pandemia", congratulou o secretário de Estado da Saúde.

Boletim DGS

PORTUGAL: TVI24 [13h43] | Novos casos voltam a passar dos 300. A Direção-Geral de Saúde revelou os dados do boletim epidemiológico do dia. Portugal tem agora 31 596 casos conhecidos (mais 304 em 24 horas), 1369 mortes (mais 13 do que ontem) e 18 637 doentes recuperados (mais 288 do que no dia anterior).

PORTUGAL: RTP [13h39] | Conhecida a lotação das praias portuguesas. A tabela de lotação máxima de algumas praias portuguesas foi dada a conhecer nesta quinta-feira. As regiões abrangidas, para já, vão do Oeste até ao Algarve. A praia da Nazaré, uma das maiores do País, por exemplo, pode levar até 17 100 pessoas em simultâneo. No Algarve, destacam-se Monte Gordo (12 100 pessoas) e Faro (12 600 pessoas). Com areais mais amplos e sem arribas, o sotavento poderá albergar mais veraneantes, desde que cumprido o distanciamento social.

Marcelo Rebelo de Sousa

PORTUGAL: RTP 3 [13h01] | Marcelo Rebelo de Sousa: "Acompanhar passo a passo a abertura da sociedade portuguesa." Após a reunião com o Infarmed, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, analisou a evolução do desconfinamento da sociedade e economia nacionais. "Hoje já sentimos efeitos desta primeira fase de desconfinamento. Há aspetos positivos, com as situações vividas nas Regiões Autónomas, no Alentejo, no Algarve, na zona Norte e na zona Centro, com o R a cair para valores claramente inferiores a 1. Isso é positivo, como é a evolução decrescente e contínuo dos internamentos. Ao mesmo tempo, reconheceu-se que há maior preocupação com a região de Lisboa e Vale do Tejo. Não só porque o R está ligeiramente acima de 1. No fundo, olhou-se para o que parece estar ligado, que as condições socioeconómicas em alguns locais da região de Lisboa e Vale do Tejo. Percorremos uma série de experiências estrangeiras de desconfinamento e verificou-se que, em relação ao R, ora estão ligeiramente acima de 1 ou abaixo de 1. As subidas de casos tem sido ligeira e rapidamente controlada", considerou o Chefe de Estado.

"No dia 8 [de junho] haverá outra reunião para analisar os efeitos da segunda fase de desconfinamento, de 18 de maio em diante, mas onde ainda não será possível verificar os efeitos da terceira fase, a 1 de junho. Isso será feito noutra altura. Há a preocupação de acompanhar passo a passo a abertura da sociedade portuguesa, com precaução, bom-senso e com espírito do novo normal, e também no controlo da situação sanitária", disse Marcelo Rebelo de Sousa.

ALEMANHA: Instituto Robert Koch [11h43] | Alemanha perto dos 180 mil casos. Segundo o Instituto Robert Koch, a Alemanha registou 353 novos casos e 62 vítimas mortais, elevando os totais para 179 717 e 8411, respetivamente.

EUROPA: Organização Mundial de Saúde [11h30] | Mais 159 mil mortes na Europa do que o normal. A Organização Mundial de Saúde afirmou, esta quinta-feira, que morreram mais 159 mil pessoas do que o normal na Europa, desde o início de março. A organização considera que este salto se deve à COVID-19. "É muito claro que o pico no excesso de mortalidade corresponde nesses países ao pico da transmissão de COVID-19", disse Katie Smallwood, da OMS.

BÉLGICA: La Libre [11h01] | Mais 31 óbitos e mais de 100 doentes recuperados. "As autoridades fizeram a atualização sobre a evolução do coronavírus na Bélgica nesta quinta-feira, 28 de maio. Nas últimas 24 horas, houve 31 mortes e 47 internamentos relacionados com o coronavírus. Há 107 pacientes que recuperaram. Foram detetados oficialmente 257 novos casos. Ao todo, na Bélgica, existem 9388 mortes relacionadas à COVID-19 desde o início da epidemia. O número de pacientes atualmente no hospital é de 1060, incluindo 208 em terapia intensiva."

COREIA DO SUL: The Korea Herald [03h28] | "Mais 79 novos casos, maior subida desde 5 de abril." "A Coreia do Sul relatou 79 casos de novos coronavírus nas últimas 24 horas que terminam na quarta-feira à meia-noite, registando o maior aumento diário num único dia desde 5 de abril. Seul e as áreas limítrofes estão a encaminhar-se para outra fase de distanciamento físico rigoroso, que deve durar pelas próximas duas semanas, à medida que novas crises de novos casos de coronavírus surgiram na região metropolitana."

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins | EUA ultrapassam as 100 mil mortes. A Universidade Johns Hopkins atualizou os números do coronavírus nos Estados Unidos da América. O país conta com 1 699 933 casos detetados, 100 442 óbitos e 391 508 doentes que recuperaram da doença.

27 de maio

TAP

PORTUGAL: TSF [19h00] | "TAP vai 'ajustar' plano de rotas 'subordinado aos constrangimentos legais'." Conselho de Administração da TAP anunciou esta quarta-feira que vai "ajustar" o plano de retoma de rotas anunciado, garantindo que este ficará "subordinado aos constrangimentos legais" da mobilidade, por causa da pandemia de COVID-19. Num comunicado, o órgão, que integra o Estado, detentor de 50% do capital da companhia aérea, indicou que "a companhia está empenhada e vai de imediato colaborar com todos os agentes económicos, nomeadamente associações empresariais e entidades regionais de turismo".

O Conselho de Administração da transportadora indica ainda que pretende assim "viabilizar o maior número de oportunidades, adicionar e ajustar os planos de rota anunciados para este momento de retoma por forma a procurar ter um serviço ainda melhor e mais próximo a partir de todos os aeroportos nacionais onde a TAP opera".

PORTUGAL: Federação Portuguesa de Futebol | "Testes antes dos jogos." A Direção-Geral da Saúde informou a FPF e a Liga Portugal que admite, "quando a periodicidade dos jogos não é superior a 5 dias", a realização de um teste laboratorial como forma precoce de identificar casos positivos para SARS-CoV-2. De acordo com o parecer da DGS, o teste deve ser realizado o mais próximo possível do jogo, não podendo "em nenhuma circunstância ser realizado com mais de 24 horas de antecedência".

Quando a periodicidade dos jogos for superior a 5 dias deve ser dado cumprimento ao Parecer Técnico da DGS de 10 de maio e "realizados dois testes laboratoriais". Este parecer técnico da DGS foi emitido na sequência de um pedido de FPF e Liga Portugal depois de definido o calendário de jogos da Liga NOS.

FRANÇA: Le Figaro [18h30] | Números do dia. França registou 65 mortes nas últimas 24 horas, de acordo com os mais recentes dados divulgados pelas autoridades sanitárias. São já 28 596 vítimas mortais desde o início da pandemia. 

ITÁLIA: La Repubblica [17h40] | "117 mortes em 24 horas." Os casos de contágio pelo novo coronavírus em Itália subiram hoje para 584 no espaço de 24 horas e o de mortes para 117, após dois dias abaixo da centena, ultrapassando a barreira dos 33 mil óbitos. Desde o início da crise sanitária, a Itália registou 231 139 casos de COVID-19, de que resultaram 33 072 mortes.

António Costa

PORTUGAL: Lusa [17h00] | "António Costa saúda proposta da Comissão Europeia de fundo de recuperação económica." O primeiro-ministro saudou hoje a "ambiciosa" proposta da Comissão Europeia de fundo de recuperação económica, na ordem dos 750 mil milhões de euros, considerando que "está à altura do desafio" que a Europa enfrenta face à COVID-19. "Saúdo a ambiciosa proposta da Comissão Europeia, que está à altura do desafio que a Europa enfrenta", escreveu António Costa na sua conta pessoal na rede social Twitter.

Nas suas mensagens, o primeiro-ministro sublinha "a importância do reforço proposto para a política de coesão e do desenvolvimento rural" e refere que o Governo português irá "analisar a chave de repartição entre os diferentes Estados-membros, de modo a garantir a convergência económica e social".

REINO UNIDO: The Sun [16h30] | "Reino Unido regista mais 412 mortes." O Reino Unido registou mais 412 mortes, quase o triplo do dia anterior, aumentando para 37 460 mortes durante a pandemia de COVID-19, informou hoje o Ministério da Saúde. Na terça-feira tinham sido registadas 134 mortes, mas os valores nos últimos dias poderão ter sido reduzidos devido ao atraso dos registos administrativos das mortes durante o fim de semana, que se estendeu por um dia por causa do feriado de segunda-feira. O número de casos de contágio aumentou para 267 240 infetados, mais 2 013 do que no dia anterior. 

PORTUGAL: Federação Portuguesa de Futebol [15h30] | "Seleção A feminina retoma competição em setembro." UEFA divulga calendário provisório da qualificação para o Campeonato da Europa feminino, cuja fase final foi adiada para 2022. A Seleção Nacional Feminina A deverá voltar a competir em setembro, após paragem imposta pela COVID-19, desde que, em março, disputou a Algarve Cup. A revelação foi feita pela UEFA, que deu a conhecer o calendário provisório da fase de grupos de qualificação para o Campeonato da Europa feminino.

Recorde-se que a fase final do Europeu feminino, prevista para o período de 7 de julho a 1 de agosto do próximo ano, foi adiada para julho de 2022, mantendo-se a Inglaterra como anfitriã da prova. A nova fase final irá decorrer entre os dias 6 e 31 de julho desse ano.

Covid-19PORTUGAL: Renascença [14h30] | "António Sales: 'Não me parece que, por si só, haja razões para fazer testes em bairros sociais'." O secretário de Estado da Saúde rejeita a realização de testes em massa à COVID-19 em bairros sociais, a menos que esteja em causa um surto e uma investigação epidemiológica.

"Não me parece que, por si só, haja razões para se fazerem testes em bairros sociais, a não ser no âmbito de um surto e de uma investigação epidemiológica. Aí, sim, com certeza que haverá a necessidade de fazer testes em função da estratificação do risco e a investigação epidemiológica", afirmou esta quarta-feira António Sales.

Covid-19PORTUGAL: CMTV [13h25] | Números do dia. A Direção-Geral de Saúde revelou os números do boletim epidemiológico do dia. Portugal regista 31 292 casos diagnosticados desde o início da pandemia (mais 285 em 24 horas). Há 1356 doentes que morreram (mais 14 do que ontem) e os recuperados ascendem a 18 349.

ALEMANHA: Der Spiegel [11h00] | "362 casos registados na Alemanha." A Alemanha calcula 179 364 casos diagnosticados com COVID-19 e deverá aprovar esta quarta-feira, em Conselho de Ministros, a eliminação do aviso que impede viagens para outros países a partir de 15 de junho. O Instituto Robert Koch (RKI) registou um aumento de 362 novas infeções em relação ao dia anterior, e mais 47 vítimas mortais para um total de 8349.

BÉLGICA: La Libre [10h30] | "Número de mortes sobe, mas novos casos recuam." A Bélgica registou nas últimas 24 horas 137 novos casos de infeção pela COVID-19, menos que no dia anterior, e uma subida no número de mortes, contando 36, segundo dados oficiais hoje divulgados. Segundo o boletim epidemiológico hoje divulgado, nas últimas 24 horas houve menos 61 novos casos de contaminação pelo coronavírus SARS-CoV-2 do que os registados na terça-feira (198), com um total de 57 592. Foram ainda reportadas 36 mortes (mais 13 do que as 23 da véspera), totalizando agora a Bélgica 9 364 óbitos confirmados e possíveis devido à COVID-19.

26 de maio

PORTUGAL: Expresso [19h20] | "Já são conhecidas as regras para a reabertura dos teatros e cinemas." Teatros, salas de espetáculos e cinemas podem reabrir a partir de segunda-feira com todas as filas ocupadas e um lugar de intervalo entre os espetadores, que serão obrigados a usar máscara, revelou esta terça-feira a ministra da Cultura. Os espetáculos ao ar livre terão de ter lugares assinalados. O uso de máscara "será obrigatório" para o público e terá de haver "higienização dos espaços entre espetáculos ou sessões".

No caso dos teatros, terá de ser garantida "uma distância de dois metros entre a boca de cena e a primeira fila" e "os corpos artísticos e equipas técnicas não têm de usar Equipamento de Proteção Individual [EPI] em palco, mas sim à entrada e saída de palco". As regras mudam em relação aos eventos culturais ao ar livre. Nesse caso, "não é obrigatório o uso de máscara" pelo público. O espaço onde decorrer o evento, como uma praça ou um parque, "tem de ter delimitações", assim como têm de ser "assinalados os locais onde as pessoas devem estar (podem ser marcações no chão, bancos, cadeiras)" e tem de haver "1,5 metros de distância entre as pessoas", ou grupos de coabitantes.

FRANÇA: Le Figaro [19h00] | "França ultrapassa os 28 500 mortos." O número total de mortos em França devido à COVID-19 é de 28 530, com mais 83 óbitos registados nos hospitais nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde francês. Do total de vítimas mortais causadas pelo vírus, 18 195 foram registadas em unidades hospitalares e 10 335 ocorreram em lares de idosos e centros para pessoas que, por motivos de saúde ou incapacidade, necessitam de prestação de cuidados constantes.

COVID-19

PORTUGAL: Lusa [18h00] | "Médicos criam Sociedade Portuguesa de Medicina de Urgência e Emergência." Cerca de duas dezenas de médicos criaram a Sociedade Portuguesa de Medicina de Urgência e Emergência (SPMUE) que tem como "objetivo primordial" a criação desta especialidade em Portugal, anunciou hoje à Lusa um dos seus fundadores. "Em Portugal não existe a especialidade de Medicina de Urgência e Emergência, o que existe é uma proposta que já foi entregue no ano passado à Ordem dos Médicos para que seja criada e que nasceu no seio do Colégio de Emergência Médica da Ordem", disse o médico Vítor Almeida.

Na Europa apenas cinco países, nos quais se encontra Portugal, não têm esta especialidade, que inclui a urgência hospitalar, emergência pré-hospitalar, intra-hospitalar e inter-hospitalar, assim como a medicina de catástrofe, explicou Vítor Almeida, anestesista com a "Competência em Emergência Médica" e também especialidade em Medicina Geral e familiar.

ITÁLIA: La Repubblica [17h00] | Números do dia. Itália registou 78 óbitos nas últimas 24 horas, segundo os dados epidemiológicos divulgados esta tarde. Os falecimentos devido à COVID-19 ascendem assim a 32 955. Quanto a infetados, o número total é de 230 555.

ESPANHA: ABC [16h30] | "35 mortes nas últimas 24 horas." Espanha registou 35 mortes devido à pandemia de COVID-19 notificadas nas últimas 24 horas, tendo um total de 27 117 óbitos desde que a doença foi declarada, anunciou hoje o Ministério da Saúde espanhol. Segundo os números divulgados, os novos casos com a doença foram 194, elevando para 236 259 o total de infetados até hoje. Os dados diários indicam ainda que, nas últimas 24 horas, foram hospitalizados 256 doentes, aumentando para 123 182 o total de pessoas que até agora precisaram de ser internadas. 

REINO UNIDO: The Sun [16h00] | "Reino Unido com número de mortes diário mais baixo desde o início do confinamento." O Reino Unido registou 37 048 mortes durante a pandemia de COVID-19, após somar nas últimas 24 horas mais 134 óbitos, de acordo com o Ministério da Saúde, o número diário mais baixo desde o início do confinamento a 23 de março. O número de novos casos de contágio, 2004, é também o mais baixo em dois meses, tendo sido até agora diagnosticados 265 227 infetados. 

COVID-19

ESPANHA: La Vanguardia [14h30] | "Espanha declara 10 dias de luto oficial em memória das vítimas mortais." O governo espanhol declarou esta terça-feira luto oficial em homenagem às vítimas da pandemia de COVID-19 a partir de quarta-feira e durante dez dias, com bandeiras a meia haste nos edifícios públicos e barcos da Marinha. O anúncio foi feito pela ministra porta-voz do Governo liderado pelo socialista Pedro Sánchez, depois do Conselho de Ministros de hoje em que a medida foi decidida.

COVID-19

PORTUGAL: Renascença [15h00] | "Governo está a estudar reabertura de fronteiras." "O Ministério da Administração Interna está a articular com outros países, nomeadamente Espanha e Itália, a avaliação da abertura de fronteiras”, afirmou nesta terça-feira o secretário de Estado da Saúde. Em resposta a uma questão colocada durante a conferência de imprensa diária sobre os números da pandemia de COVID-19 em Portugal, António Sales afirmou que a decisão levará em conta "aquilo que é a avaliação epidemiológica nos diferentes países".

"É uma questão que o Ministério da Administração Interna está a monitorizar em conjunto com outros países e há uma articulação também no âmbito da União Europeia", acrescentou, sendo que, "para já, há qualquer decisão nesta matéria".

Por outro lado, Graça Freitas explicou que a situação em Lisboa é algo complexa no que concerne a focos de contágio com COVID-19. Na região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) foram notificados 211 novos casos de COVID-19 nas últimas 24 horas, o que se deve "a alguns fatores, entre eles alguns surtos mais ou menos localizados", disse a diretora-geral da Saúde na conferência de imprensa.

PORTUGAL: CMTV [13h05] | Números do dia. A Direção-Geral de Saúde revelou os números do boletim epidemiológico do dia. Portugal regista 31 007 casos diagnosticados desde o início da pandemia (mais 219 em 24 horas). Há 1342 doentes que morreram (mais 12 do que ontem) e os recuperados ascendem a 18 096.

COVID-19

RÚSSIA: The Moscow Times [11h00] | "174 mortes nas últimas 24 horas." A Rússia, o terceiro país do mundo com mais contágios pela COVID-19, registou nas últimas 24 horas um recorde de 174 mortos num só dia, além de 8915 novos casos, informaram hoje fontes oficiais. No total, o país regista 3807 mortos entre 362 342 casos de contaminação pelo novo coronavírus, o que faz do país o terceiro do mundo em número de infetados, atrás dos Estados Unidos e do Brasil.

BÉLGICA: La Libre [10h30] | "Recuo no número de novos casos." A Bélgica registou, nas últimas 24 horas, um recuo para 198 novos casos de infeção pela COVID-19 e para 23 mortes, face ao dia anterior, segundo dados oficiais hoje divulgados. Segundo o boletim epidemiológico hoje divulgado, nas últimas 24 horas houve menos 52 novos casos do que os registados na segunda-feira (250), com um total de 57 455. Foram ainda reportadas 23 mortes (menos nove do que as 32 da véspera), totalizando agora a Bélgica 9334 óbitos confirmados.

25 de maio

PORTUGAL: Sol [20h20] | "Marcelo promulga reabertura dos tribunais dez dias depois de documento ter chegado a Belém." "O Presidente da República promulgou, esta segunda-feira, o diploma que permite a reabertura dos tribunais. Até agora, apenas os casos com carácter de urgência estavam a ser tratados devido ao contexto da pandemia de COVID-19. O documento chegou a Belém há dez dias, mas só agora foi assinado por Marcelo Rebelo de Sousa, uma demora que surge justificada na nota oficial publicada no site da Presidência. 'Depois de ajustados os prazos de entrada em vigor do Decreto-Lei n.º 22/2020, de 16 de maio e do diploma ora promulgado – prazos esses que não coincidiam – o Presidente da República promulgou o diploma da Assembleia da República que altera as medidas excecionais e temporárias de resposta à pandemia da doença COVID-19, procedendo à quarta alteração à Lei n.º 1-A/2020, de 19 de março, à primeira alteração à Lei n.º 9/2020, de 10 de abril, e à décima primeira alteração ao Decreto-Lei n.º 10-A/2020, de 13 de março', lê-se na nota."

MUNDO: Lusa [19h35] | COVID-19: possível "segunda vaga" não tem data marcada, diz a OMS. "A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou hoje que a pandemia da COVID-19 não vai dar descanso mesmo nos países onde o contágio foi contido e que uma possível 'segunda vaga' de contágio não tem data marcada. Na habitual conferência de Imprensa de acompanhamento da pandemia, o diretor executivo do programa de Emergências Sanitárias da organização, Michael Ryan, afirmou que é preciso 'estar ciente de que a doença pode disparar a qualquer altura'. 'Não podemos supor [que os números de novas infeções] vão continuar a descer e que teremos alguns meses para nos preparar para uma segunda vaga. Pode acontecer um segundo pico na atual, como aconteceu em outras pandemias, como da gripe pneumónica', afirmou. A principal responsável técnica no combate à COVID-19, Maria Van Kerkhove, salientou que os estudos de seroprevalência já efetuados são poucos – só dois publicados e cerca de 20 em pré-publicação mostram que 'uma grande parte da população continua suscetível' ao novo coronavírus. 'Se encontrar uma oportunidade, este vírus provocará surtos. Uma característica única deste coronavírus é a capacidade de se amplificar em certos ambientes fechados, com uma superpropagação, como temos visto em lares de idosos ou hospitais', acrescentou."

REINO UNIDO: The Sun [18h45] | "121 mortes em 24 horas." O número de vítimas mortais ascendeu assim a 36 914. Este foi o segundo número mais baixo desde que começaram as medidas de confinamento. No conjunto da região - Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales -, foram efetuados nas últimas 24 horas 73 726 testes ao novo coronavírus. Os serviços de saúde britânicos indicaram também que, até hoje, foram efetuados 3 532 634 testes, tendo 261 186 dado positivo à COVID-19.

OMS 25 de maio Covid-19

MUNDO: Lusa [18h30] | "OMS suspende temporariamente ensaios com hidroxicloroquina." A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou hoje a suspensão temporária dos ensaios clínicos com hidroxicloroquina para combater a COVID-19 por causa de estudos científicos que associam maior mortalidade ao uso daquele medicamento. O diretor-geral da OMS afirmou que a decisão do Comité Executivo da organização surge depois de na semana passada a revista científica "The Lancet" ter divulgado um estudo em que se observou mortalidade acrescida em doentes tratados com aquele medicamento.

ITÁLIA: La Repubblica [17h30] | Números do dia. Itália regista 92 mortes e 300 novos casos em 24 horas. Este é o segundo dia, desde o início da pandemia, com menos de 100 vítimas mortais. O total de óbitos no país italiano é de 32 877, enquanto o total de casos subiu para 230 158.  

ESPANHA: La Vanguardia [17h00] | "50 mortes nas últimas 24 horas." Espanha registou 50 mortes devido à pandemia de COVID-19 nas últimas 24 horas, tendo um total de 26 834 óbitos desde que a doença foi declarada, anunciou hoje o Ministério da Saúde espanhol. Segundo os números divulgados, no total do país os casos com a doença desceram para 132, elevando para 235 400 o total de infetados até hoje.

MUNDO: New England Journal of Medicine [16h30] | "Antiviral Remdesivir revela ser eficaz no combate à COVID-19." O antiviral Remdesivir é eficaz contra a COVID-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um comunicado hoje divulgado pelo Instituto Catalão de Saúde foi o Hospital Germans Trias, também conhecido como Can Ruti, que coordenou o estudo em Espanha.

O "New England Journal of Medicine" publicou os resultados deste estudo internacional com este medicamento, que, de acordo com os investigadores, reduziu em 31% o tempo de hospitalização dos pacientes com COVID-19. Os resultados do estudo realizado com o antiviral Remdesivir indicam que este medicamento é mais eficaz se for administrado a pacientes com pneumonia que apresentam falta de oxigénio, mas que ainda não necessitam de ventilação mecânica.

TAP 25 de maio COVID-19

PORTUGAL: Lusa [16h00] | "TAP avança com plano de voo e atinge 247 ligações semanais em julho." A TAP publicou hoje o seu plano de voo para os próximos dois meses que implica 27 ligações semanais em junho e 247 em julho, sendo a maioria de Lisboa, de acordo com dados divulgados pela companhia aérea. Ao longo deste mês e à medida que foram levantadas algumas das restrições impostas às companhias aéreas, a TAP foi adicionando voos, nomeadamente para Londres e Paris, entre Porto e Lisboa, dois voos por semana para S. Paulo e um voo semanal para o Rio de Janeiro, sendo que, com isso, a operação da TAP no final do mês de maio será de 18 voos por semana.

Em junho, de acordo com o mesmo plano, a companhia aérea planeia voltar a operar mais voos intercontinentais, incluindo dois por semana para Nova Iorque (Newark), um para Luanda, a partir de dia 15, e outro para Maputo. Em Portugal, as ligações entre Lisboa e a Madeira passarão a ser diárias, sendo que no final de junho a TAP contará com 27 voos semanais. Em julho, a transportadora conta aumentar significativamente as ligações, ainda que em valores muito distantes dos três mil semanais que registava antes da pandemia.

ESPANHA: ABC [15h30] | "Espanha levanta quarentena para turistas estrangeiros a partir de 1 de julho." Espanha irá levantar a quarentena para turistas estrangeiros a partir de 1 de julho, divulgou esta segunda-feira o governo espanhol, que dá assim um novo passo no alívio das restrições impostas por causa da pandemia de COVID-19. A decisão foi tomada numa reunião interministerial, realizada esta segunda-feira por videoconferência, que contou com a participação das vice-presidentes do executivo espanhol, Teresa Ribera e Nadia Calviño, e da ministra dos Negócios Estrangeiros, Arancha González Laya.

RÚSSIA: The Moscow Times [15h00] | "Rússia totaliza 350 mil contágios." A Rússia regista hoje 8946 novos casos do novo coronavírus aumentando para 350 mil o número total de contágios detetados pelas autoridades de Moscovo que indicam até ao momento 3 633 mortes provocadas pela doença. De acordo com o centro governamental de luta contra a COVID-19, 92 pessoas morreram nas últimas 24 horas vítimas do novo coronavírus.

PORTUGAL: Lusa [14h30] | "Governo alerta que 'desconfinar não é descontrair'.". O secretário de Estado da Saúde disse hoje que "desconfinar não é descontrair" e "normalizar não é desresponsabilizar", avançando que no domingo chegaram a Portugal 60 ventiladores vindos da China. "Desconfinar não é descontrair, normalizar não é desresponsabilizar. Temos por isso o dever cívico de nos protegermos e de protegermos os outros. A nossa saúde continua a depender de todos", alertou António Sales, na conferência de imprensa diária para atualização dos dados referentes à COVID-19.

O secretário de Estado deu conta que continuam a chegar ao país os ventiladores da encomenda feita por Portugal à China, tendo no domingo chegado 60 ventiladores. O governante destacou que estes ventiladores "são cruciais para aumentar a capacidade de resposta em cuidados intensivos".

PORTUGAL: CMTV [13h15] | Números do dia. A Direção-Geral de Saúde revelou os números do boletim epidemiológico do dia. Portugal regista 30 788 casos diagnosticados desde o início da pandemia (mais 165 em 24 horas). Há 1330 doentes que morreram (mais 14 do que ontem) e os recuperados ascendem a 17 822.

Boletim DGS Covid-19 25 de maio

ALEMANHA: Instituto Robert Koch [12h00] | "Com mais de 178 mil casos, Alemanha tem vários estados já sem novas infeções." A Alemanha contabilizou até hoje 178 570 casos diagnosticados de COVID-19, um aumento de 289 nas últimas 24 horas, com quatro regiões a não registarem novas infeções desde o dia anterior. Há um total de 8257 vítimas mortais, um aumento de dez em relação ao dia anterior, e mais 800 casos considerados curados, para um total de aproximadamente 161 200.

EUROPA: TVI 24 [10h30] | "Vários países da Europa reabrem atividades ligadas ao turismo." Vários países da Europa, como Espanha, Grécia, Itália e República Checa, voltam esta segunda-feira a reabrir atividades, ligadas sobretudo ao lazer e ao turismo, embora continuem a impor medidas de segurança como máscaras e distanciamento social no âmbito da pandemia de COVID-19.

24 de maio

Vincenzo Spadafora

ITÁLIA: Tuttosport [19h20] | Ministro do Desporto italiano aponta datas de regresso da Serie A. "O ministro do Desporto, Vincenzo Spadafora, anunciou que havia recebido o novo protocolo da FIGC. ‘Chegou há alguns minutos, é muito parecido em regras para os treinos’, disse à Tg3. As duas datas possíveis para o regresso da Serie A são 13 e 20 de junho. ‘Na Alemanha já chegaram a um acordo, estou disponível, tal como o Governo. 13 e 20 de junho são as datas possíveis para o regresso da Serie A’, revelou."

FRANÇA: Le Figaro [18h35] | Internamentos em cuidados intensivos baixam. "França tem 1655 pacientes em terapia intensiva (menos 10 do que ontem), segundo a Direção-Geral de Saúde. São menos 422 pacientes em Unidades de Cuidados intensivos numa semana. Os internamentos gerais em hospital aumentou ligeiramente, passando de 17 178 para 17 185. Os doentes recuperados são 64 617 (mais 70 em 24 horas). O Ministério da Saúde informou que os dados da mortalidade por coronavírus no país serão atualizados nesta segunda-feira."

PORTUGAL: Observador [18h05] | "Banhistas começam a regressar às praias algarvias." "Os banhistas começam a regressar às praias algarvias ansiosos por uma escapadela ao ar livre após o confinamento, mas ainda se revelam receosos com a convivência em grupo. Com o termómetro a marcar os 30 graus e após o confinamento social imposto pela pandemia de COVID-19, uma ia à praia é encarada como o regresso possível à normalidade e um escape para os filhos, há várias semanas fechados em casa."

REINO UNIDO: The Telegraph [17h43] | Número diário de vítimas desce no Reino Unido. O departamento de Saúde divulgou os números do dia no Reino Unido. Foram registadas novas 118 mortes, o que eleva o total para 36 793; em relação aos casos detetados, o Reino Unido tem um total de 259 559 desde o início da pandemia, sendo que 2409 foram nas últimas 24 horas.

Hospital em Itália

ITÁLIA: La Repubblica [17h23] | Números voltam a descer em Itália. "Os dados do novo boletim de Proteção Civil relatam um declínio nas pessoas hospitalizadas. Em terapia intensiva, existem 553 pessoas (menos 19 do que ontem); há 8613 pessoas ainda hospitalizadas com sintomas (menos 82 do que ontem. O número total de pessoas que contraíram o vírus desde o início do surto foi de 229 858. Nas últimas 24 horas, 50 pessoas morreram (ontem foram 119 vítimas), atingindo um total de 32 785. Os curados atingem o número de 140 479, o que significa mais 1639 do que ontem. Há 531 novos casos detetados, mas há uma queda no número de atuais infetados em 1158 pessoas."

CANADÁ: The Guardian [16h54] | Mais de uma centena de mortes em 24 horas. "O número de casos confirmados de coronavírus no Canadá aumentou de 82 892 para 84 081. Houve mais 103 mortes, elevando o número de vítimas do país para 6380."

ESPANHA: El Mundo [15h32] | Vítimas mortais sobem; número de contágios desce. "Nas últimas 24 horas, Espanha registou um aumento nas mortes por COVID-19, com mais 70 mortes e 246 novas infeções, segundo dados fornecidos pelo Ministério da Saúde. Quanto ao número de internamentos, 86 foram registadas ontem, totalizando 124 875, e o número em UCI é de três, totalizando 11 477." Desde o início da pandemia, Espanha tem 28 752 vítimas mortais e 235 772 pessoas infetadas.

PORTUGAL: CMTV [13h09] | Marta Temido: "Rt em Portugal estimado em 1,01." Na conferência de Imprensa diária, a ministra da Saúde, Marta Temido, analisou os números, revelou o valor do Rt em Portugal e sublinhou a chegada de mais 60 ventiladores. "Temos uma taxa de letalidade global é de 4,3 por cento; a taxa de letalidade acima dos 70 anos é de 16,6 por cento. Temos 536 doentes internados em hospital com COVID-19 (menos 12 do que no dia anterior), desses, 78 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (menos dois do que ontem)", frisou.

"Adicionalmente, queremos sublinhar três aspetos. Um deles prende-se com a evolução do Rt. Segundo o Instituto Ricardo Jorge, a média do Rt para os dias 17 a 21 de maio está estimado em 1,01. O segundo prende-se com a análise aos novos casos e os locais onde estão a acontecer. A Direção-Geral da Saúde tem vindo a analisar os casos confirmados e o relatório semanal de 13 a 21 de maio está concluído. A amostra reúne 1504 casos confirmados, que correspondem a 80 por cento do total de casos novos que se verificaram. A análise revela que 48 por cento dos casos são mulheres, que 36 por cento dos casos novos estão no grupo etário dos 20 aos 39 anos, que 55 por cento residem no distrito de Lisboa. Referir que 50 por cento dos novos casos são sintomáticos e 33 por cento assintomáticos. Último aspeto que queríamos sublinhar é que chegaram mais 60 ventiladores. Estes equipamentos vão ser verificados e testados", destacou a ministra da Saúde.

Boletim DGS

PORTUGAL: CMTV [13h07] | Ministra da Saúde atualiza número de recuperados para os 17 549. Tal como anunciara na conferência de Imprensa de sábado, o boletim epidemiológico do dia tem mais 10 mil doentes recuperados que não haviam sido contabilizados. Neste domingo, Marta Temido anunciou os números do dia em Portugal. "Registamos, neste domingo, um total de 17 549 casos recuperados de COVID-19; registamos um total de casos confirmados de 30 623, dos quais 152 são novos casos. Temos mais 14 óbitos do que ontem, passando o total para 1316", apresentou a ministra da Saúde, Marta Temido.

BÉLGICA: La Libre [11h00] | Mais 43 mortes; descida nas hospitalizações. "O Serviço Público de Saúde divulgou os dados mais recentes sobre a epidemia de coronavírus na Bélgica. Segundo o relatório epidemiológico deste domingo, 48 belgas foram hospitalizados, enquanto 117 pacientes recuperaram. Atualmente, 1324 camas estão ocupadas por pacientes com coronavírus (menos 64 em comparação a sábado), incluindo 256 em terapia intensiva (menos 3 do que ontem). Registaram-se 43 mortes. Nas últimas 24 horas foram detetados 282 novos casos, elevando o total no país para 57 092."

RÚSSIA: The Moscow Times [08h52] | Novos casos baixam na Rússia. "A Rússia confirmou 8599 novas infeções por coronavírus neste domingo, elevando o número oficial de casos do país para 344 481. A Rússia tem o terceiro maior número de infeções, atrás dos Estados Unidos e do Brasil, mas o número de novos casos está abaixo de 10 000 há nove dias. Há o registo de 3541 mortes e 113 299 doentes recuperados no país."

Hugo López Gatell

MÉXICO: El Universal [07h25] | Recorde de casos num só dia. "Foi reportado o valor mais alto de casos num dia no México. Com mais 3329 casos positivos, o total de contágios subiu para 65 856. Nas últimas 24 horas faleceram 190 doentes, aumentando o total para 7179."

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins | EUA perto das 100 mil mortes. A Universidade Johns Hopkins atualizou os números no país. Com 1 618 948 casos conhecidos (mais 18 467 em 24 horas), os Estados Unidos da América são o país mais fustigado. Somam-se, ainda, 96 983 mortes (mais 1103 do que ontem).

ARGENTINA: La Prensa | Argentina estende a quarentena até 7 de junho. "O Presidente [da Argentina] Alberto Fernández anunciou que o isolamento social, preventivo e obrigatório se estenderá até 7 de junho, inclusive."

23 de maio

FRANÇA: Agence France Presse [19h30] | "Liga francesa propõe começar campeonato 2020/21 a 23 de agosto". O conselho de administração da Liga francesa de futebol (LFP) propôs começar o campeonato da próxima época a 23 de agosto, depois de uma reunião realizada na passada quarta-feira. No relatório publicado este sábado, pode ler-se que a LFP propõe iniciar a Ligue 1 a 23 de agosto e a Ligue 2 um dia antes. No entanto, refere ainda o documento, este calendário é apenas provisório, uma vez que está dependente das decisões da UEFA em relação às competições europeias.

ESPANHA: La Vanguardia [18h30] | "48 vítimas mortais nas últimas 24 horas". O número de vítimas mortais provocadas pela pandemia de Covid-19 em Espanha subiu este sábado para 28 678, registando-se mais 48 mortos nas últimas 24 horas. Segundo a agência Reuters, este é o menor número de óbitos desde meados de março. Também o número de casos confirmados de infeção por Covid-19 sofreu um aumento, registando-se até ao momento 235 290 infetados no país.

ITÁLIA: La Repubblica [18h00] | "COVID-19 faz mais 119 mortos em Itália". As autoridades de saúde italianas anunciaram este sábado que o número de vítimas mortais no país subiu para 32 735, tendo sido registados mais 119 óbitos nas últimas 24 horas. Segundo a Agência de Proteção Civil, o número de pessoas infetadas com o novo coronavírus sofreu uma subida ligeira, comparativamente com sexta-feira: mais 669 casos desde o dia anterior.

ESPANHA: ABC [17h00] | "Espanha quer abrir fronteiras em julho". O presidente do governo espanhol anunciou este sábado que vai abrir fronteiras em julho e promete dar garantias de segurança sanitária aos turistas, desafiando os espanhóis a planificarem as suas férias, desde já, em território nacional. Haverá temporada turística este verão", assumiu o presidente Pedro Sánchez que desafiou os profissionais da hotelaria a "reiniciarem a sua atividade em poucos dias", uma vez que defendeu que o setor turístico tem um "papel fundamental" na economia e na criação de emprego em Espanha. Neste sentido, Pedro Sánchez desafiou, em conferência de imprensa, os espanhóis a planearem as suas férias e a "tirarem proveito das maravilhas da oferta nacional", porque "muitos poderão fazê-lo, praticamente, a partir de agora".

REINO UNIDO: The Sun [16h30] | "Reino Unido regista mais 282 vítimas mortais". As autoridades de saúde do Reino Unido anunciaram este sábado que as vítimas mortais no país subiram para 36 675. Nas últimas 24 horas, morreram mais 282 pessoas no Reino Unido, afirmou o secretário de Estado dos Transportes, Grant Shapps, durante a conferência de imprensa diária, um número inferior ao registado na sexta-feira: 351.

MUNDO: TVI 24 [16h00] | Números divulgados pela Agence France Presse. A pandemia do novo coronavírus já matou pelo menos 338 128 pessoas e infetou mais de 5,2 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP, às 11:00 de hoje, baseado em dados oficiais. De acordo com os dados recolhidos pela agência de notícias francesa, já morreram pelo menos 338 128 pessoas e há mais de 5 218 261 infetados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, em dezembro de 2019 na cidade chinesa de Wuhan.

ESPANHA: MARCA [15h00] | "La Liga regressa a 8 de junho". O Presidente do Governo Espanhol, Pedro Sánchez, anunciou em conferência de imprensa que a Liga Espanhola regressa a partir do próximo dia 8 de junho. "Com o aval do Conselho Superior de Desportos, deu-se luz verde para que se possa voltar a jogar a liga de futebol profissional, a partir de 8 de junho", disse.

Marta Temido CI DGS 23 de maio

PORTUGAL: TVI 24 [14h30] | "Boletim epidemiológico de domingo terá quase mais 10 000 recuperados". A ministra da Saúde anunciou este sábado que o relatório de situação de domingo incluirá mais 9 652 doentes recuperados de COVID-19, que ainda não estão contabilizados nos números oficiais. Em conferência de imprensa, Marta Temido revelou que passarão a ser incluídos os doentes considerados curados que não estiveram internados e que foram seguidos em ambulatório pelos médicos, que os consideraram curados na aplicação clínica Trace Covid. Para prevenir duplicação dos dados dos utentes curados, a ministra explicou que houve um cruzamento dos números de utente dos doentes, para garantir que estes casos não estavam ainda incluídos nos já extraídos e incluídos no boletim epidemiológico diário da Direção-Geral da Saúde. 

Marta Temido abordou ainda o tema dos surtos de COVID-19 na região de Lisboa e Vale do Tejo. A explicação foi avançada este sábado pela ministra da Saúde, Marta Temido, na conferência de imprensa diária conjunta com a Direção-Geral da Saúde (DGS). "Tudo leva a indicar que não serão os incumprimentos das regras gerais pelas estruturas laborais que estarão a originar provavelmente estes focos, mas sim, algum relaxamento, alguma descontração, nos momentos que não são momentos de trabalho formal. Estou a referir-me às pausas para almoço, estou a referir-me às mudas de roupa, a um conjunto de outros aspetos, até à eventual circunstância de haver alguma utilização de meios de transporte que não são transportes públicos, mas são coletivos, onde há algum alívio ou alguma menor consideração das cautelas que têm que ser consideradas", disse.

PORTUGAL: CMTV [13h15] | Números do dia. A Direção-Geral de Saúde revelou os números do boletim epidemiológico do dia. Portugal regista 30 471 casos diagnosticados desde o início da pandemia (mais 271 em 24 horas). Há 1302 doentes que morreram (mais 13 do que ontem) e os recuperados ascendem a 7705.

EUROPA: A Bola [12h30] | "Mais três campeonatos regressam este sábado". O futebol na Europa vai voltando a pouco e pouco e hoje reiniciam-se três campeonatos que tinham sido interrompidos devido à pandemia de COVID-19: República Checa, Hungria e Arménia. Juntam-se a Bielorrússia, onde a competição nunca parou, Alemanha, Estónia e Ilhas Faroé, cujos regressos tinham acontecido já durante este mês.

RÚSSIA: The Moscow Times [12h00] | "Mais de 9 400 casos nas últimas 24 horas".  A Rússia registou mais de 9 400 novos casos de infetados pelo novo coronavírus e 139 mortes por COVID-19, nas últimas 24 horas, elevando para um total de 335 882 contaminados e 3 388 óbitos, segundo dados oficiais. Nas últimas 24 horas, o país somou 9 434 casos ao número de pessoas infetadas com a COVID-19.

ESTADOS UNIDOS: USA TODAY [10h00] | "1 225 mortes nas últimas 24 horas". Os Estados Unidos registaram 1 225 mortes por COVID-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos para 95 886, segundo um balanço independente da Universidade Johns Hopkins. De acordo com os números contabilizados até às 20:00 de sexta-feira (01:00 de sábado em Lisboa), o país registou também mais 25 417 nas últimas 24 horas, atingindo os 1 600 481 casos confirmados desde o início da pandemia.

22 de maio

Estadio Aves 22 de maio

PORTUGAL: Site oficial do Clube Desportivo das Aves [19h40]| "Estádio do Clube Desportivo das Aves foi aprovado." O Estádio do Clube Desportivo das Aves foi aprovado pelas autoridades sanitárias para receber jogos da Liga NOS. A Autoridade Regional de Saúde do Norte (ARS) emitiu um parecer favorável à utilização do Estádio do Clube Desportivo das Aves, depois da inspeção realizada na manhã desta sexta-feira. A autorização favorável foi concedida depois das visitas efetuadas, da implementação das diretrizes exigidas e da documentação transmitida para aquele organismo, pelo que o CD Aves poderá disputar os jogos na condição de visitado, no seu estádio.

PORTUGAL: Lusa [19h00]| "TAP volta a prolongar lay-off dos trabalhadores até final de junho." O Conselho de Administração da TAP decidiu voltar a prolongar o período de lay-off dos trabalhadores até final de junho, justificando com as restrições à mobilidade e a operação reduzida prevista para junho. "Tendo em consideração a evolução das restrições à mobilidade das pessoas definida, a cada momento pelas autoridades governamentais dos países onde a TAP opera, e os ténues sinais da procura, a operação planeada para junho permanece muito reduzida. Deste modo, verifica-se que as condições que determinaram o recurso ao programa de lay-off simplificado (…) não se alteraram significativamente, pelo que informamos da prorrogação do período de lay-off por um período suplementar de 30 dias", lê-se na informação enviada pela companhia aérea aos trabalhadores.

FRANÇA: Le Figaro [18h40]| "França adia divulgação dos óbitos para segunda-feira." As autoridades de saúde francesas adiaram para segunda-feira o número atualizado de mortos por COVID-19 no país, foi anunciado na conferência de balanço diário da pandemia, nesta sexta-feira. Recorde-se que, até quinta-feira, registaram-se 28 215 óbitos (17 870 em unidades hospitalares e 10 345 ocorreram em lares).

Treino Benfica Estádio da Luz

PORTUGAL: Liga NOS [17h52] | Horários e datas dos jogos do Benfica até à 33.ª jornada. É oficial: a receção do Benfica ao Tondela na 25.ª jornada da Liga NOS, no primeiro jogo após a interrupção do Campeonato devido à pandemia de COVID-19, está agendada para as 19h15 do dia 4 de junho (quinta-feira).

O calendário até à penúltima jornada foi revelado pela Liga Portugal na tarde desta sexta-feira.

Depois da partida no Estádio da Luz as águias deslocam-se até terras algarvias para defrontar o Portimonense às 19h15 do dia 10 de junho (quarta-feira) na 26.ª ronda.

De seguida novo jogo fora de portas, desta feita com a visita ao reduto do Rio Ave, na 27.ª jornada, às 21h15 de 17 de junho (quarta-feira).

O retorno do Benfica à Catedral acontece na 28.ª ronda para defrontar o Santa Clara às 19h15 do dia 23 de junho (terça-feira).

Na 29.ª jornada os encarnados voltam a medir forças com um adversário insular. O Clube da Luz enfrenta o Marítimo às 18h00 de 29 de junho (segunda-feira), no Funchal.

A equipa benfiquista volta ao Estádio da Luz na 30.ª jornada para receber o Boavista às 21h15 do dia 4 de julho (sábado).

A visita ao Famalicão na 31.ª ronda acontece às 21h30 do dia 9 de julho (quinta-feira).

A receção ao Vitória de Guimarães na 32.ª jornada está aprazada para as 21h30 de 14 de julho (terça-feira).

Na 33.ª ronda (a penúltima da Liga NOS) as águias realizam o seu derradeiro jogo fora de portas enfrentando o Aves às 21h15 de 21 de julho (terça-feira).

Na 34.ª e última jornada da Liga NOS o Benfica disputa o dérbi com o Sporting no Estádio da Luz, estando data e hora ainda por definir.

CALENDÁRIO DA LIGA NOS

JORNADA JOGO DATA | HORA
25.ª Benfica-Tondela 04.06 | 19h15
26.ª Portimonense-Benfica 10.06 | 19h15
27.ª Rio Ave-Benfica 17.06 | 21h15
28.ª Benfica-Santa Clara 23.06 | 19h15
29.ª Marítimo-Benfica 29.06 | 18h00
30.ª Benfica-Boavista 04.07 | 21h15
31.ª Famalicão-Benfica 09.07 | 21h30
32.ª Benfica-V. Guimarães 14.07 | 21h30
33.ª Aves-Benfica 21.07 | 21h15
34.ª Benfica-Sporting a definir

Os comandados de Bruno Lage ocupam o 2.º lugar na classificação da Liga NOS 2019/20 com 59 pontos (menos um do que o 1.º colocado), fruto de 19 vitórias, dois empates e três derrotas.

ITÁLIA: La Repubblica [18h00] | Números do dia. O número de mortos por COVID-19 subiu, nesta sexta-feira, para 32 616, anunciou a proteção civil no balanço diário. Nas últimas 24 horas registaram-se mais 130 óbitos, menos 26 que no dia anterior. Foram, também, contabilizados 652 novos casos de infeção, elevando para 228 658 o número de infetados desde que o surto teve início no país. 

MUNDO: TVI 24 [17h30] | "Primeira vacina é 'segura, tolerável e gera resposta imunitária'." O primeiro ensaio clínico de uma vacina contra a COVID-19 realizado em humanos teve resultados promissores, que dão grande esperança à comunidade científica: a vacina é segura, tolerável e capaz de gerar uma resposta imunitária contra o vírus Sars-CoV-2. O estudo foi feito pelo Instituto de Biotecnologia de Pequim, na China, e as suas conclusões foram publicadas na prestigiada revista científica The Lancetesta sexta-feira. A vacina foi testada em 108 adultos saudáveis durante 28 dias, num ensaio que se iniciou no mês de março. De acordo com a investigação, a vacina produziu anticorpos e uma resposta das células T (as células do sistema imunitário responsáveis pela defesa do organismo) contra o vírus.

Espanha Números do dia 22 de maio Covid-19

ESPANHA: ABC [16h40] | "56 mortes nas últimas 24 horas." Nas últimas 24 horas, Espanha registou mais 56 mortes por COVID-19 a contar com os últimos dois dias na Catalunha, revelou o ministro da saúde. De recordar que os dados da Catalunha não foram revelados ontem devido a um "problema de validação". O número de mortes situa-se agora nos 28 628. Foram ainda registados mais 446 novos casos de infeção, o que significa que o total de infetados subiu para 234 824.

MUNDO: Lusa [16h00] | "Quase 333 mil mortos e mais cinco milhões de infetados em todo o mundo." A pandemia do novo coronavírus já matou pelo menos 332 870 pessoas e infetou mais de 5,1 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP, às 11h00 hoje, baseado em dados oficiais. De acordo com os dados recolhidos pela agência de notícias francesa, já morreram pelo menos 332 870 pessoas e há mais de 5 109 290 infetados em 196 países e territórios desde o início da epidemia, em dezembro de 2019 na cidade chinesa de Wuhan.

REINO UNIDO: The Sun [15h00] | "351 mortes nas últimas 24 horas." Um total de 36 393 pessoas infetadas morreram no Reino Unido após terem feito um teste de diagnóstico, mais 351 do que no dia anterior, anunciou hoje o ministério da Saúde. Nas últimas 24 horas foram identificados mais 3287 casos de contágio, contribuindo para um total de 254 195 registados durante a pandemia de COVID-19. 

António Sales 22 de maio DGS

PORTUGAL: Jornal Económico [14h00] | "Governo diz que já chegaram a Portugal mais 44 ventiladores vindos da China." O Governo anunciou esta sexta-feira que já chegaram a Portugal mais 44 ventiladores dos 500 comprados à China em março. O secretário de Estado da Saúde, António Sales, adianta ainda que nos próximos dias devem chegar a Portugal, em aviões fretados à TAP, mais ventiladores e equipamento de proteção individual, como máscaras, luvas e fatos de proteção química. "Já chegaram esta semana a Portugal, 44 ventiladores provenientes da China, 20 dos quais para o centro hospitalar do Algarve e os restantes de aquisição central e que chegarão em breve a diferentes unidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS)", anunciou António Sales, na habitual conferência de imprensa diária da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Por outro lado, Graça Freitas disse esta sexta-feira que os protocolos que conduziram à permissão aos aviões para deixarem de ter lotação de passageiros reduzida não são infalíveis, mas sublinhou que "são diretivas internacionais" e que o risco foi ponderado. "São diretivas internacionais. Não é uma decisão unilateral de um país. Creio que é ponderado o risco (...) Se este processo é 100% infalível? Não é. Também está referido que quando há epidemias ativas nos países pode ser instituído um rastreio, o que permite detetar potenciais doentes. Há uma série de barreiras de proteção e protocolos muito restritos para pessoas que venham a manifestar esta ou outra qualquer doença a bordo", referiu a diretora-geral da Saúde.

foto

PORTUGAL: RTP 3 [13h25] | Portugal ultrapassa os 30 mil casos diagnosticados. A Direção-Geral de Saúde revelou os números do boletim epidemiológico do dia. Portugal regista 30 200 casos diagnosticados desde o início da pandemia (mais 288 em 24 horas). Há 1289 doentes que morreram (mais 12 do que ontem) e os recuperados ascendem a 7590.

foto

INGLATERRA: TVI 24 [12h00] | "Universidade de Oxford recruta mais 10 mil voluntários para testes sobre vacina." A universidade de Oxford está a recrutar mais de 10 mil voluntários no Reino Unido para as novas fases de testes clínicos a uma vacina que está a desenvolver contra a COVID-19, foi anunciado esta sexta-feira. Depois de numa primeira fase iniciada em abril terem sido realizados testes de segurança em centenas de pessoas, as próximas duas fases vão ser realizadas em várias partes do país e envolver até 10 260 voluntários com mais faixas etárias, incluindo entre os 5 e 12 anos e mais de 56 anos. 

ESTADOS UNIDOS: USA TODAY [10h00] | "1447 mortes nas últimas 24 horas." Os Estados Unidos registaram 1 447 mortes por COVID-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos para 94 661, segundo um balanço independente da Universidade Johns Hopkins. De acordo com os números contabilizados até às 20h00 de quinta-feira (01h00 de sexta-feira em Lisboa), o país registou também mais 24 105 infeções nas últimas 24 horas, atingindo os 1 575 064 casos confirmados desde o início da pandemia.

BÉLGICA: La Libre [9h30] | "Mortes e internamentos recuam na Bélgica." A Bélgica registou nas últimas 24 horas uma subida de novos casos de infeção por COVID-19, para 276, e uma descida no número de mortes, para 26, e de internamentos em hospital, segundo os dados oficiais divulgados. De acordo com o boletim epidemiológico hoje divulgado, foram registados nas últimas 24 horas 276 novos casos confirmados de infeção, uma subida face aos 252 de quinta-feira, para um total de 56 511 desde o início da pandemia no país. Também nas últimas 24 horas foram registadas 26 mortes, face às 37 do dia anterior, para um total de 9212 desde o início da pandemia.

21 de maio

PORTUGAL: SIC Notícias [19h33] | "Parlamento aprova proibição dos festivais de verão." "A Assembleia da República acabou de aprovar a proibição dos festivais de verão até 30 de setembro. A proposta de Lei foi aprovada por maioria, com os votos a favor de PSD, PS, PAN, BE e da deputada Joacine Katar Moreira; CDS, PCP, PEV e IL abstiveram-se. O diploma terá de ser promulgado pelo Presidente da República e entra em vigor quando estiver publicado em Diário da República."

PORTUGAL: Direção-Geral de Saúde [18h45] | As recomendações da DGS para o regresso às aulas. No manual ‘Saúde e Atividades diárias’, a Direção-Geral de Saúde apresentou as medidas a cumprir no regresso às aulas. Os alunos devem estar organizados em grupos, em horários desfasados e com intervalos desencontrados. Nas salas de aula devem ser garantida a maximização do espaçamento entre alunos e docentes, com uma distância mínima de 1,5 a 2 metros. Todos devem usar máscaras e manter o distanciamento social.

FRANÇA: Le Figaro [18h02] | Registo de mortes diárias é o mais baixo da semana. "Segundo o relatório diário francês, 83 pessoas morreram do coronavírus nas últimas 24 horas. Desde 1 de março, 28 215 mortes foram registadas. Estão hospitalizadas 17 583 pessoas no país (menos 358 do que ontem), sendo que 1745 são casos graves (menos 49 do que ontem)."

ITÁLIA: La Repubblica [17h30] | Menos mortes, menos hospitalizados e mais curados em Itália. "Os dados do novo boletim de Proteção Civil relatam um declínio nas pessoas hospitalizadas. Nos cuidados intensivos existem 640 pessoas (menos 36 do que ontem); há 9269 pessoas hospitalizadas com sintomas (menos 355 do que ontem). Nas últimas 24 horas, 156 pessoas morreram (menos cinco do que ontem), atingindo um total de 32 486 mortes. Há 134 560 doentes recuperados, um aumento de 2278 em 24 horas. Registam-se 642 novas infeções (menos 13 do que ontem). Desde o início do surto, 228 006 pessoas contraíram o coronavírus em Itália."

Marcelo Rebelo de Sousa

PORTUGAL: RTP3 [17h21] | Marcelo Rebelo de Sousa elogia atitude dos portugueses durante a pandemia. Pelos 22 anos do Oceanário, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, marcou presença nesse ícone da fauna e da flora no País, que foi um dos locais mais visitados na Expo’98 e que ainda o é. "Nós, portugueses, conseguimos no confinamento ter um comportamento exemplar. Não foi preciso forçar, os portugueses perceberam e ficaram em casa. Portugal foi um exemplo de uma economia que não parou. Há países que estão a reabrir atividades que não pararam em Portugal, como agricultura, indústria, algum comércio e serviços. Os portugueses estão a dar passos seguros no regresso à vida social normal. Tenho verificado que os portugueses têm passado do confinamento para o desconfinamento com segurança, mas com crescente abertura. Isso vai sentir-se na economia e na sociedade. O valor do R nos últimos cinco dias está aquém de 1, mesmo com um surto aqui ou acolá e com novos casos todos os dias. Os portugueses vão fazer uma transição psicológica e estão a fazê-la", destacou.

"[Carta de Pedro Proença à Presidência da República] Não recebi a carta pessoalmente; deve ter sido entregue na Presidência da República. A matéria é sensível, que envolve realidades contratuais entre várias instituições e o Presidente da República não deve pronunciar-se sobre ela devido ao teor especifico. Não vou dar uma opinião porque ao fazê-lo estava a intrometer-me em matérias que não devo fazer", sublinhou Marcelo Rebelo de Sousa.

ITÁLIA: Agipro News [16h26] | O plano para o regresso da Serie A. "A Serie A já tem as diretrizes prontas para o regresso dos jogos da liga. Um documento de 36 páginas que a Agipro News teve acesso e que foi definido pelo ministro do Desporto e pelos principais intervenientes do futebol italiano. No documento são analisados todos os aspetos do pré, durante e após os jogos a fim de prevenir a propagação da COVID-19.

ESTÁDIO: Vai ser dividido em três zonas técnicas e no máximo só poderão estar 300 pessoas;

ACESSOS: Equipas chegam em horários diferentes para não se cruzarem e têm de usar máscaras. Os árbitros devem chegar 1h a 1h45 antes;

HIGIENE SANITÁRIA: Deverá haver gel desinfetante em vários locais do estádio. A comida das equipas deve ser embalada pela chef da respetiva equipa;

BALNEÁRIOS: Toda a área adjacente deve ser usada;

MASCOTES E OUTROS: Não será permitida mascotes, nem entrada das equipas com crianças. Não será tirada a habitual fotografia de equipa para evitar ajuntamento dos fotógrafos;

O JOGO: Equipas entram separadamente. A equipa de arbitragem deverá entrar antes. Os bancos de suplentes devem ser ampliados ou, em alternativa, usam-se as bancadas pelos suplentes das equipas. Cada jogador tem uma garrafa personalizada. O uso de chuveiro individual é recomendado. Os jogadores estão proibidos de protestar e devem manter-se a 1,5 metros do árbitro."

ESPANHA: El País [16h20] | Espanha com o registo mais baixo de óbitos desde março. "O Ministério da Saúde relata 48 mortes por coronavírus em 24 horas, mas os dados não incluem o número da Catalunha. Nas últimas 24 horas, 344 infeções foram confirmadas por PCR (valor também sem os dados da Catalunha). No total, 27 940 pessoas morreram e 233 037 foram infetadas no país."

João Matos Fernandes

PORTUGAL: SIC Notícias [16h11] | "Bandeiras e parques de estacionamento vão definir acesso às praias." "O ministro do Ambiente confirmou esta quinta-feira que o acesso às praias vai realizar-se mediante um código de cores, consoantes as bandeiras de praia, e não como um semáforo. João Matos Fernandes referiu ainda que os parques de estacionamento vão ajudar a definir a lotação das praias.

Além dos acessos à zona balnear, estão previstas medidas sobre o ordenamento do espaço de estacionamento, a circulação nas passadeiras, paredão e marginal, as instalações sanitárias, a gestão de resíduos, a venda ambulante, os equipamentos de banho, inclusive cadeiras anfíbias, gaivotas, escorregas, chuveiros e espreguiçadeiras, e o funcionamento de apoios de praia e equipamentos, nomeadamente restaurantes, esplanadas e zonas de merendas.

Quanto aos postos de primeiros socorros, estes devem dispor de termómetros e equipamento de proteção individual, e ter uma área destinada ao isolamento de casos suspeitos de infeção pela COVID-19, determina o regime excecional e temporário para a ocupação e utilização das praias, no contexto da pandemia COVID-19."

(…)

Na época balnear de 2020, que começa oficialmente a 1 de junho, 360 praias (322 costeiras e 38 fluviais) vão poder hastear a Bandeira Azul, mais oito do que no ano passado. Porém, esta época balnear vai ser diferente das anteriores, devido às novas restrições impostas pelo Governo devido à pandemia de COVID-19. Para este verão há um novo manual de regras que vai limitar o número de pessoas por praia e o maior distanciamento entre quem vai a banhos.

ESCÓCIA: Reuters [16h01] | Escolas abrem em agosto. "As escolas escocesas vão reabrir em agosto, embora inicialmente as crianças passem metade do tempo a aprender em casa e metade na escola para ajudar a impedir a propagação do coronavírus, disse o governo escocês nesta quinta-feira."

ESTADOS UNIDOS: New York Times [15h15] | "Mais 2,4 milhões de norte-americanos pedem subsídio de desemprego." "Mais 2,4 milhões de trabalhadores entraram com pedidos de benefícios de desemprego na semana passada, informou o governo dos EUA nesta quinta-feira. O relatório mais recente, para o período que termina em 16 de maio, eleva a contagem total de subsídios de desemprego nas últimas nove semanas para mais de 38 milhões."

REINO UNIDO: Twitter do Departamento de Saúde [14h55] | Mais de 250 mil casos detetados. O Departamento de Saúde do Reino Unido revelou na rede social Twitter o boletim do dia. Há 250 908 pessoas que testaram positivas (2615 em 24 horas) após 2 064 329 pessoas terem sido testadas desde o início do vírus; em 24 horas morreram 338 doentes, aumentando o total para 36 042.

PORTUGAL: Observador [13h37] | António Sales elogia capacidade de resposta da Linha Saúde 24. Na conferência de Imprensa diária, António Sales, secretário de Estado da Saúde, teceu elogios à Linha Saúde 24, destacou o aumento de testes realizados no País e apresentou os números dos profissionais de saúde infetados. "Todos os dias aumenta a capacidade de vigilância de suspeitos e infetados no domicílio. A Linha Saúde 24 “recebe 5500 chamadas por dia, um número que se tem mantido estável", realçou.

"Temos aumentado significativamente a capacidade de testagem. Desde o dia 1 de março, foram realizados 698 mil testes", apontou o secretário de Estado.

"Há 3317 profissionais de saúde infetados, sendo que 480 são médicos, 1088 enfermeiros, 935 assistentes operacionais, 159 assistentes técnicos e 105 técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica", revelou António Sales.

Boletim DGS

PORTUGAL: CMTV [13h09] | Portugal perto dos 30 mil casos diagnosticados. A Direção-Geral de Saúde revelou os números do boletim epidemiológico do dia. Portugal regista 29 912 casos diagnosticados desde o início da pandemia (mais 252 em 24 horas). Há 1277 doentes que morreram (mais 14 do que ontem) e os recuperados mantêm-se nos 6452.

RÚSSIA: The Moscow Times [12h15] | Casos sobem, número de mortes segue estável. "A Rússia confirmou 8849 novas infeções por coronavírus nesta quinta-feira, elevando o número oficial de casos do país para 317 554. As mortes no país são de 3099."

BÉLGICA: La Libre [11h02] | Número de mortes e hospitalizados em queda. "Nesta quinta-feira, o centro nacional de crise e o Serviço Público de Saúde fizeram um balanço da evolução da epidemia de coronavírus na Bélgica. Foram relatadas 37 mortes nas últimas 24 horas, elevando o total para 9182 pessoas que perderam a vida. Quanto às hospitalizações, houve 71 novos internamentos; 141 pessoas puderam deixar o hospital nas últimas 24 horas (14 988 no total desde 15 de março). Atualmente, 1448 pacientes estão hospitalizados na Bélgica (uma diminuição de 79 em comparação com o dia anterior), dos quais 277 estão em terapia intensiva. Foram detetados 252 novos casos, o que eleva o total para 56 235."

ÁFRICA: Lusa [09h51] | Continente africano perto das 3000 mortes. "O número de mortos da COVID-19 em África subiu hoje para os 2997, com mais de 95 mil infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente. De acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), nas últimas 24 horas, o número de mortos subiu de 2912 para 2997, enquanto os infetados com o vírus da COVID-19 passaram de 91 598 para 95 201. O número total de doentes recuperados aumentou de 35 808 para 38 075."

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins | Mais 1369 óbitos em 24 horas. A Universidade Johns Hopkins divulgou os números atualizados do coronavírus nos Estados Unidos da América. Nas últimas 24 horas, faleceram 1369 pessoas, elevando o total para 93 214; há a registar 23 604 novos casos, passando o total para os 1 550 959; os doentes recuperados são 294 312.

20 de maio

PORTUGAL: Liga Portugal | Mais um estádio aprovado para o regresso da Liga NOS. "A Autoridade de Saúde do ACES Vale do Sousa Norte informou esta noite a FPF de que emitiu parecer favorável à utilização do Estádio Capital do Móvel em jogos da Liga NOS. A autorização favorável foi conferida depois das visitas efetuadas e da documentação recebida. Assim, FPF e Liga Portugal informam que os seguintes 10 estádios estão autorizados a receber jogos no regresso da Liga NOS: Cidade do Futebol, Estádio Capital do Móvel, Estádio D. Afonso Henriques, Estádio do Dragão, Estádio João Cardoso, Estádio José Alvalade, Estádio do Marítimo, Estádio Municipal de Braga, Estádio do Sport Lisboa e Benfica e Portimão Estádio [ler mais informação AQUI]."

COVID-19

ESPANHA: El Mundo [19h34] | "Pedro Sánchez estende o estado de alarme até 7 de junho." Em Espanha, o estado de emergência acaba de ser prorrogado até ao dia 7 de junho. O Governo de Pedro Sánchez conseguiu aprovar esta tarde o quinto decreto de estado de emergência no país, no âmbito da pandemia de COVID-19. O prolongamento foi aprovado com 177 votos a favor, 162 contra e 11 abstenções. A medida vigora no país desde o dia 15 de março. Espanha contabiliza até agora 27 888 mortes causadas pelo novo coronavírus. 

FRANÇA: Le Monde [18h51] | "França regista 110 mortos nas últimas 24 horas." O número total de mortos em França devido à COVID-19 até agora é de 28 132, com mais 110 óbitos registados nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde francês.

Atualmente há 17 941 pessoas hospitalizadas em França devido ao vírus e 1894 desses pacientes estão internados nos cuidados intensivos.

Nas últimas 24 horas foram confirmados 418 novos casos de contágio no país, elevando assim o número total desde o início da pandemia para 143 845. Há 63 354 pessoas curadas."

COVID-19

ITÁLIA: Lusa [18h39] | "COVID-19: Serie A fecha até 20 agosto e pode ser decidida em play-offs." "A Liga italiana, suspensa desde março devido à pandemia de COVID-19, terá de ser concluída até 20 de agosto e, caso haja necessidade, poderá ser decidida através de play-offs, anunciou hoje a Federação Italiana de Futebol (FIGC).

Na sequência de uma reunião entre as altas esferas do futebol transalpino, a FIGC reforçou a intenção de retomar os três escalões profissionais em meados de junho, priorizando, desta forma, o mérito desportivo como base para definir as competições, como previsto pelo COI [Comité Olímpico Internacional] e CONI [Comité Olímpico de Itália]'."

PORTUGAL: TVI24 [18h31] | "Proteção Civil divulga plano para prevenir contágio por COVID-19 entre operacionais." "A Proteção Civil enviou a todos os operacionais envolvidos no dispositivo de combate a incêndios rurais um plano com medidas e instruções para prevenir o contágio por COVID-19, revelou nesta quarta-feira à Lusa aquele organismo. A ANEPC frisa que este documento materializa um conjunto de medidas concretas, que vão desde a proteção individual, regras de higienização de espaços de descanso, alimentação e transporte dos operacionais."

CHINA: CBS [17h49] | "Wuhan proíbe consumo de animais selvagens." As autoridades de Wuhan baniram oficialmente o consumo de carne de animais selvagens. O anúncio foi feito nesta quarta-feira e surge numa altura em que a China está a ser pressionada internacionalmente devido ao comércio e consumo de animais exóticos.

Itália COVID-19

ITÁLIA: Lusa [17h15] | "Itália vai reabrir aeroportos e fronteiras a 3 de junho." "A Itália vai reabrir todos os aeroportos a partir de 3 de junho, dia em que também reabre as fronteiras, depois do encerramento provocado pela pandemia de COVID-19, anunciou hoje a ministra dos Transportes, Paola de Micheli.

'Vai ser possível realizar a reabertura de todos os aeroportos a partir de 3 de junho, quando se vai permitir de novo viagens entre regiões e viagens internacionais e vai acabar toda a limitação ao transporte público', afirmou perante a Câmara dos Deputados."

PORTUGAL: TVI24 [17h11] | "Ministra da Saúde descarta realização de testes nos aeroportos." "A ministra da Saúde descartou hoje a realização de testes à COVID-19 nos aeroportos, sublinhando que um 'teste é uma fotografia' e pode nem sequer 'espelhar' uma infeção contraída há muito pouco tempo.

'Sobretudo nunca fazer um teste sorelógico num aeroporto. Acho que não é aí a melhor aplicação que podemos ter para esta metodologia de testes', disse Marta Temido na Comissão Parlamentar da Saúde em resposta a uma questão levantada pela deputada social-democrata Sara Madruga da Costa, eleita pela Madeira.

A ministra sublinhou que é preciso ter 'a perceção muito clara' de que 'um teste é uma fotografia' e como tal 'retrata uma situação num momento que pode nem sequer espelhar exatamente uma infeção que tenha sido contraída há muito pouco tempo, designadamente se a fiabilidade do teste for baixa como acontece com alguns testes que por aí estão a ser muito propalados'."

COVID-19

PORTUGAL: TVI24 [16h39] | "Cerca de 1500 testes realizados no sistema prisional." "Os serviços prisionais já realizaram cerca de 1500 testes de despistagem à COVID-19 e 18 pessoas acusaram positivo ao novo coronavírus, entre os quais quatro reclusos. Segundo a Direção-geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGSRP), foram realizados cerca de 1500 testes a guardas prisionais, funcionários que prestam serviços, jovens institucionalizados e reclusos, tendo sido detetados 18 casos positivos à COVID-19."

REINO UNIDO: Sky News [17h02] | "Mais 363 pessoas morrem com o novo coronavírus no Reino Unido." Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde do Reino Unido registaram mais 363 mortos com a COVID-19, elevando para 35 704 o número de óbitos desde o início da pandemia. Foram também registados 2472 novos casos positivos. Pela primeira vez desde março, no entanto, há menos 10 mil infetados com coronavírus internados em hospitais, anunciaram esta quarta-feira as autoridades de saúde.

ITÁLIA: Corriere della Sera [16h17] | "Coronavírus em Itália: 227 364 casos positivos e 32 330 mortes. O boletim de 20 de maio." O número de mortos por Covid-19 em Itália subiu para 32 330, ou seja, mais 161 do que no balanço de terça-feira, segundo a proteção civil. Um número não muito diferente do boletim de ontem do qual foram registados 162 novos óbitos.

Em Itália, desde o início da pandemia, foram registadas 227 364 pessoas infetadas pelo novo coronavírus, mais 665 do que no balanço de terça-feira, o que representa um aumento de 0,3%.

Liga Portugal

PORTUGAL: Liga Portugal [15h54] | "Liga, PSP e PNIF discutem segurança na retoma." "A Liga Portugal, através das Diretoras Executivas Sónia Carneiro e Helena Pires, reuniu-se, na manhã desta quarta-feira, com o Superintendente Luís Elias, em representação da PSP e com o Ponto Nacional de Informação sobre Futebol (PNIF), a fim de ser articulado o regresso da Liga NOS, no que diz respeito a assuntos relacionados com a segurança dos jogos.

Foram também abordadas as possíveis medidas de contenção com vista a evitar os ajuntamentos de adeptos nas imediações dos estádios ou locais de permanência das equipas. 

Para o final da Liga NOS faltam ainda 10 jornadas, com 90 jogos por disputar, que serão distribuídos o máximo possível entre 4 de junho e 26 de julho e este é também um desafio para as forças de segurança durante este espaço de tempo.

Na próxima semana voltam a sentar-se à mesa, de forma a que continuem a ser discutidas e detalhadas as questões de segurança relativas à retoma da Liga NOS."

Espanha COVID-19

ESPANHA: El Confidencial [15h53] | 95 mortos e 416 novas infeções em 24 horas. Espanha registou 95 mortes associadas à COVID-19 nas últimas 24 horas, mais uma ligeira subida em relação aos 83 de terça-feira, mas o quarto dia consecutivo abaixo dos 100 óbitos. De acordo com o Ministério da Saúde espanhol, o país contabilizou um total de 27 888 óbitos desde o início da pandemia no país, em março. Segundo os números divulgados, há 416 novos casos com a doença, elevando para 232 555 o total de infetados confirmados até hoje.

BRASIL: CNN Brasil [14h45] | "Governo muda protocolo e autoriza hidroxicloroquina para casos leves de COVID-19." "O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, divulgou nesta quarta-feira o novo protocolo para ampliar a recomendação do uso da cloroquina por pacientes do novo coronavírus, apesar da falta de comprovação científica de eficácia do medicamento.

Pela recomendação, os pacientes podem tomar, entre o primeiro e 14.º dia, cloroquina ou sulfato de hidroxicloroquina associado à azitromonicina durante cinco dias. A orientação vale para todos os casos (leves, moderados e graves), observadas as especificações de dosagem. Para os casos graves, o medicamento é indicado também após o 14.º dia, observando as características de cada paciente."

COVID-19

PORTUGAL: TVI24 [13h38] | "COVID-19: DGS diz que superfícies e objetos podem ser considerados como fonte de transmissão." "Em conferência de Imprensa de atualização da situação de pandemia de COVID-19 em Portugal, a diretora-geral da Saúde abordou as orientações relativas aos transportes e às grávidas.

A nova orientação da Direção-Geral da Saúde (DGS) para os transportes coloca 'muita ênfase nas superfícies', e Graça Freitas admite que 'o grau de incerteza' deve trazer um 'grau de precaução' elevado, ainda que a Organização Mundial de Saúde não tenha encontrado evidências do vírus em superfícies e objetos. Assim, os transportes públicos continuam a ter normas específicas para a higienização das superfícies. 'Os objetos podem ser considerados, indiretamente, como potencial fonte de transmissão da doença', afirmou.

Sobre as orientações da DGS para as grávidas infetadas com COVID-19, a diretora-geral referiu que o tipo de acompanhamento feito ao parto deve estar relacionado com a capacidade das instalações.

Em última análise, será a equipa clínica a decidir quem poderá estar presente na sala. 'Se for uma sala grande, com capacidade de manter o acompanhante protegido, o risco será muito menor do que numa sala de partos mais pequena', acrescentou.

COVID-19

O secretário de Estado da Saúde revelou que o risco de transmissibilidade (RT) entre os dias 13 e 17 de maio ficou em 0,95, o que significa que cada caso de contágio infeta 0,95 pessoas. 'Estamos perante uma estabilidade deste indicador de transmissibilidade da infeção', explicou.

António Lacerda Sales afirmou que o número de testes feitos desde o início do surto é de 674 mil, sendo que, desde 11 de maio, a taxa de testes positivos ficou abaixo dos 5%. O secretário de Estado lembrou que é preciso continuar a olhar para os dados 'com cautela', mas não se pode ignorar que são bons sinais os que surgem relativos à segunda semana da 1.º fase de desconfinamento, entre 13 e 17 de maio.

'No último mês, o número médio semanal de internamentos tem diminuído, assim como as unidades de cuidados intensivos seguem uma tendência semelhante', sublinhou António Sales.

O número de mortes semanais também tem diminuído, 'semana após semana, desde 13 de abril', mas 'não está tudo feito', sublinhou."

COVID-19

PORTUGAL: Revista Sábado [13h25] | "Marcelo: 'Primeira experiência de desconfinamento não teve resultados preocupantes'." "O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considera que os atuais números em Portugal relativos à pandemia de COVID-19 são 'muito coerentes' com o percurso epidemiológico no País. 'A primeira experiência de desconfinamento não teve resultados negativos ou preocupantes', disse o Chefe de Estado, alertando para a necessidade de esperar por junho para se fazer uma leitura da segunda fase que agora começou e que trouxe mais portugueses para a rua e abriu mais atividades económicas."

PORTUGAL: RTP3 [13h12] | "Mais 16 mortos, 228 infetados e 21 recuperados em Portugal." Nas últimas 24 horas morreram mais 16 pessoas por COVID-19 — mantendo assim o número de mortes das 24 horas anteriores, segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção-Geral da Saúde. Desta forma, o número total de mortos pelo novo coronavírus em Portugal sobe para os 1263. Desde o início da pandemia de COVID-19, já recuperam da doença 6452 mais 21 do que na véspera. Estão internados 609 doentes, dos quais 93 em unidades de cuidados intensivos. A aguardar resultados laboratoriais estão 2405 testes. 

Boletim COVID-19

MUNDO: RTP [12h50] | "Mais de 323 mil mortos e mais de 4,9 milhões de infetados em todo o mundo." "A pandemia do novo coronavírus já matou pelo menos 323 370 pessoas e infetou mais de 4,9 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP, baseado em dados oficiais. A agência de notícias francesa alerta que o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do total real de infeções, já que um grande número de países está a testar apenas os casos que requerem tratamento hospitalar. Entre esses casos, pelo menos 1 813 300 foram considerados curados."

Covid-19

BÉLGICA: La Libre Belgique [12h35] | "Coronavírus na Bélgica: 42 mortes, 58 hospitalizações e 160 altas nas últimas 24 horas." A Bélgica registou nas últimas 24 horas 192 novos casos de COVID-19, menos 40 do que no dia anterior, e 42 mortes (mais 13). O país regista agora um total de 55 983 casos e 9150 mortes desde o início da pandemia no país. Também nas últimas horas foram registadas 58 novas hospitalizações e 160 altas hospitalares.

PORTUGAL: Lusa [12h12] | "Noventa mil pedidos de lay-off validados e 735 mil trabalhadores abrangidos – Ministra." "A Segurança Social validou até agora 90 mil pedidos de empresas para adesão ao lay-off simplificado, abrangendo 735 mil trabalhadores, anunciou hoje a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho. Os dados foram avançados pela governante numa audição na comissão parlamentar da especialidade, na sequência de um requerimento apresentado pelo PAN, sobre a 'rejeição de pedidos de adesão ao regime do lay-off simplificado por falhas da Segurança Social'."

Marta Temido

PORTUGAL: Lusa [12h04] | "Cerca de 540 mil consultas hospitalares e 51 mil cirurgias por realizar até abril." "Cerca de 540 mil consultas de especialidades médicas e 51 mil cirurgias ficaram por realizar até abril, face ao período homólogo de 2019, anunciou hoje a ministra da Saúde, considerando estes dados 'bastante preocupantes'. 'Em termos de cuidados de saúde primários, não tinham sido realizados até abril cerca de 840 mil consultas e 990 mil consultas de enfermagem face ao período homólogo', disse Marta Temido na Comissão de Saúde, onde está a ser ouvida sobre 'Política Geral de Saúde'."

Bola Liga NOS

PORTUGAL: Liga Portugal | "Nove estádios aprovados pela DGS." A Liga Portugal comunicou oficialmente, por volta do meio-dia desta quarta-feira, que a Direção-Geral da Saúde "informou a Federação Portuguesa de Futebol sobre o resultado das visitas realizadas pelas Autoridades Regionais de Saúde a 15 estádios candidatos a receber jogos na retoma da Liga NOS".

"De acordo com as conclusões apresentadas, a FPF e a Liga Portugal informam que os seguintes nove estádios estão aprovados pela DGS e poderão de imediato receber jogos:

  • Cidade do Futebol
  • Estádio D. Afonso Henriques
  • Estádio do Dragão
  • Estádio João Cardoso
  • Estádio José Alvalade
  • Estádio do Marítimo
  • Estádio Municipal de Braga
  • Estádio do Sport Lisboa e Benfica
  • Portimão Estádio

Quanto aos Estádios do Bonfim, Capital do Móvel, Cidade de Barcelos, do Clube Desportivo das Aves, do Bessa e do Rio Ave, a DGS indicou um conjunto de correções de que terão de ser alvo para que possam ser novamente vistoriados pelas autoridades de saúde", detalhou a Liga Portugal no mesmo comunicado.

19 de maio

FRANÇA: Le Figaro [19h15] | "Jerôme Salomon não divulgou número diário de mortes." Até ao momento registam-se 28 022 falecimentos desde o início da pandemia de COVID-19. 18 468 pessoas estão hospitalizadas com o vírus. 

Volta a Portugal 19 de maio Covid-19

PORTUGAL: União Ciclista Internacional [18h30] | "Volta a Portugal mantém-se nas datas previstas em novo calendário UCI." A Volta a Portugal em bicicleta mantém-se nas datas programadas, de 29 de julho a 9 de agosto, segundo o calendário revisto hoje publicado pela União Ciclista Internacional (UCI). O novo esquema de competição, que já passa a incluir as provas de escalão ProSeries, classes 1 e 2 e provas de seleção, além de sub-23 e juniores, revela ainda que o Grande Prémio Internacional Torres Vedras - Troféu Joaquim Agostinho terá este ano menos um dia.

MUNDO: Lusa [18h00] | "Confinamento fez cair emissões globais de dióxido de carbono em 17%." As emissões globais de dióxido de carbono caíram 17 por cento com o confinamento das populações provocado pela pandemia da COVID-19, um efeito extremo, mas fugaz, de acordo com os cientistas. Num estudo publicado esta terça-feira no boletim científico Nature Climate Change, demonstra-se que no início de abril, quando as medidas de restrição de movimentos de populações estavam no auge, emitiram-se menos 17 milhões de toneladas de dióxido de carbono do que no mesmo período de 2019.

A queda das emissões aproximou-se dos níveis que se verificavam em 2006, sobretudo devido à redução de cerca de 43% nas deslocações em automóvel, percentagem semelhante à queda registada nos setores da indústria e produção de energia.

ITÁLIA: La Repubblica [17h20] | "Número diário de mortes volta a subir." O número de mortos por COVID-19 em Itália subiu para 32 169, anunciaram as autoridades de saúde, no balanço desta terça-feira. Nas últimas 24 horas registaram-se mais 162 óbitos, muito acima dos 99 contabilizados no dia anterior. Também o número diário de casos positivos subiu consideravelmente, com 813 novos casos, quase o dobro dos anunciados na véspera, elevando o total para 226 699.

Covid-19 Reino Unido 19 de maio

INGLATERRA: The Sun [17h00] | "Reino Unido ultrapassa barreira dos 35 mil falecimentos." Nas últimas 24 horas registaram-se mais 545 óbitos, elevando o total para 35 341, mais do triplo dos mortos contabilizados na segunda-feira. Foram, ainda, contabilizados 2 412 novos casos de infeção, para 248 818.

ESPANHA: ABC [16h30] | "83 mortes nas últimas 24 horas." Espanha registou 83 mortes devido à pandemia de COVID-19 nas últimas 24 horas, uma ligeira subida em relação aos 59 de segunda-feira, mas o terceiro dia consecutivo abaixo dos 100 óbitos. De acordo com o Ministério da Saúde espanhol, o país contabilizou um total de 27 778 óbitos desde que a doença foi declarada. Segundo os números divulgados, há 295 novos casos com o vírus, elevando para 232 037 o total de infetados confirmados até hoje pelo teste PCR, o mais fiável na deteção do novo coronavírus.

INTERNACIONAL: Sky Sports [16h00] | "Meta da Fórmula 1 é começar Mundial em julho." O líder máximo da FIA, Jean Todt, diz que tudo aponta para que o início da temporada aconteça em julho, mas as incógnitas persistem. "Neste momento, a intenção é partir para a Europa nos primeiros dias de julho, mas ainda não há confirmação oficial. Teremos de analisar a evolução da situação, também com base nas decisões dos governos, que com certas medidas podem inevitavelmente influenciar as nossas escolhas. Temos de ser flexíveis, dado o contexto em que vivemos. A nossa vontade é começar a época o mais rápido possível. Como noutros desportos, certamente irão existir condições totalmente novas, de forma a manter a segurança de todos os participantes como prioridade", afirmou Jean Todt em entrevista à Sky Sports.

Sónia Carneiro 19 de maio Liga Portugal

PORTUGAL: Renascença [15h30] | "Sónia Carneiro: 'Haverá jogos de segunda a domingo'." Sónia Carneiro, diretora-executiva da Liga, revela detalhes sobre o calendário da Liga. O recomeço é a 4 de junho. A última jornada está marcada para 26 de julho. O calendário dos 90 jogos que restam até ao fim do campeonato será conhecido ainda esta semana e incluirá partidas de segunda a domingo. A garantia é dada pela diretora-executiva da Liga Portugal, em entrevista à Bola Branca. Sónia Carneiro revela as datas para o reinício e fim da competição e a cadência de jogos, que em largos períodos ocorrerão todos os dias.

"Teremos futebol de segunda a domingo, exceto em alguns dias de julho em que não será possível. Os adeptos irão 'matar' toda a 'fome' de bola que tiveram durante estes dois meses e meio de confinamento", explica Sónia Carneiro, que revela que o campeonato percorrerá as oito semanas que vão de 4 de junho a 26 de julho. A responsável disse ainda que "provavelmente ainda dentro desta semana será publicado o calendário dos 90 jogos que restam até ao fim do campeonato" e, em relação aos estádios, afirmou que "as vistorias estão a correr bem" e "os planos de contingência dos clubes foram apresentados e, até agora, sem mácula".

foto

PORTUGAL: TVI 24 [14h30] | "Mais de metade dos profissionais de cuidados continuados já foram testados." Mais de 56% dos profissionais da rede nacional de cuidados continuados já foram testados à pandemia de COVID-19, afirmou esta terça-feira o secretário de Estado da Saúde, António Sales. Até segunda-feira, já tinham feito o teste "mais de 8 600 profissionais", representando mais de metade dos trabalhadores da rede nacional de cuidados continuados integrados, avançou o secretário de Estado da Saúde, que falava na conferência de imprensa relativa ao ponto da situação de Covid-19 em Portugal. Segundo António Sales dos testes realizados a estes profissionais registaram-se 62 casos positivos desde o início da pandemia no país.

O secretário de Estado da Saúde afirmou que cerca de 500 ventiladores pagos em março a fornecedores chineses deverão começar a chegar na próxima semana a Portugal. Os cerca de 500 ventiladores, que foram pagos em março pelo Estado português, mas ainda não entregues pelos fornecedores chineses, estão na Embaixada de Portugal na China e o Governo está a contratar voos para que estes possam chegar ao país, afirmou o secretário de Estado da Saúde.

PORTUGAL: TVI 24 [12h43] | Números oficiais. A Direção-Geral da Saúde revelou os números do dia em Portugal. O País conta com 29 432 casos detetados (mais 223 em relação a ontem), há 1 247 mortes registadas (mais 16 em 24 horas) e 6 431 doentes já recuperaram (mais um em relação a ontem).

Boletim DGS 19 de maio Covid-19

INTERNACIONAL: Site Oficial Real Madrid [11h00] | "Real Madrid, Bayern e Inter em torneio solidário com público em 2021." "O Real Madrid organizará, juntamente com o Bayern de Munique e o Inter de Milão, a Taça Europeia da Solidariedade em 2021. Os três clubes querem transmitir uma mensagem de solidariedade e fraternidade entre os povos europeus. Este evento solidário consistirá na realização de três jogos de futebol nas cidades de Madrid, Munique e Milão. As datas dos encontros dependerão do calendário oficial e, em qualquer caso, serão disputados quando for possível ter público nas bancadas.

Todas as equipas defrontam-se entre si e a venda dos bilhetes destes encontros será destinada a recursos sanitários em Itália e Espanha. Em todos os jogos o clube anfitrião convidará uma representação do pessoal sanitário que continua a combater a pandemia. Os três clubes querem mostrar a estes heróis a nossa solidariedade, o nosso respeito e a nossa gratidão."

ESTADOS UNIDOS: USA TODAY [10h00] | "Estados Unidos ultrapassam os 90 mil mortos." Os Estados Unidos registaram 759 mortos causados por Covid-19 nas últimas 24 horas, o que elevou o número total de óbitos para 90 309, segundo a contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Este balanço diário é um dos mais baixos das últimas semanas, com menos 61 óbitos em relação ao dia anterior. Nas últimas 24 horas foram identificados mais de 21 mil casos, aumentando para 1 508 168 o número de contágios desde o início da pandemia.

18 de maio

ITÁLIA: La Gazzetta dello Sport [19h30] | "Serie A suspensa pelo menos até 14 de junho." O futebol profissional em Itália vai continuar suspenso pelo menos até dia 14 de junho, informou a Federação transalpina de futebol. Depois de o governo ter anunciado a proibição de todo o tipo de eventos e competições desportivas para impedir o contágio da COVID-19 em solo italiano, o organismo acabou por aceitar e anunciou o regresso dos campeonatos profissionais. De resto, os emblemas italianos já começaram a trabalhar em pequenos grupos esta segunda-feira.

Estádio do Bonfim DGS 18 de maio

PORTUGAL: Liga Portugal [19h00] | "Relatórios das visitas aos estádios seguiram domingo para a DGS." Esta terça-feira há novas visitas, já com estádios de nível 1, feitas pelas Administrações Regionais de Saúde. A FPF e a Liga Portugal informam que os relatórios detalhados sobre os estádios de nível 2 e 3 de FC Paços de Ferreira, CD Aves, Rio Ave FC, CD Tondela, Portimonense FC e Vitória FC foram remetidos à Direção-Geral de Saúde no passado domingo à noite.

Os relatórios foram efetuados por uma empresa especializada e resultaram das visitas aos seis estádios, no final da semana passada. Os estádios referidos são os únicos de nível 2 e 3 candidatos a receber jogos na retoma da Liga NOS. Entretanto, estão a ser agendadas e coordenadas as visitas das Administrações Regionais de Saúde aos estádios com possibilidade de receberem jogos da Liga NOS, inclusive os de nível 1.

FRANÇA: Le Figaro [18h50] | "França regista 28 239 mortes por COVID-19". França regista, nesta segunda-feira, 28 239 mortos por COVID-19, segundo o último balanço divulgado pelas autoridades de saúde. Nas últimas 24 horas foram contabilizados mais 131 óbitos. Do total de mortes, 17 589 ocorreram em hospitais e 10 650 em lares.

ITÁLIA: La Repubblica [18h20] | "Itália registou menos de 100 mortes em 24 horas". O número de novos óbitos desde domingo foi 99, um número assinalado como sendo a primeira vez que se baixou da fasquia diária de cem registos, desde fevereiro, mas o número total é agora de 32 007. A Proteção Civil registou 451 novas infeções, também o melhor número desde 2 de março, fazendo subir o total de contaminações para 225 886. O número de casos ativos diminuiu em 1 798, nas últimas 24 horas, sendo agora de 66 553.

foto

PORTUGAL: TVI 24 [17h50] | "Museus reabrem equipados contra a COVID-19, mas com regresso modesto de visitantes." Os museus em Lisboa reabriram esta segunda-feira com entrada gratuita e a cumprir novas regras sanitárias, devido à pandemia de Covid-19, mas com "afluência modesta", num regresso de 10 a 20 visitantes durante a manhã, segundo os diretores. Esta afluência "tímida" do público na reabertura para museus, monumentos e palácios, que acontece no Dia Internacional dos Museus, tradicionalmente a 18 de maio, explica-se não só com os receios de contágio, mas também pelo facto de estes espaços estarem habitualmente encerrados à segunda-feira. 

REINO UNIDO: The Sun [17h20] | Números do dia. O Reino Unido registou, nesta segunda-feira, mais 160 mortes devido à COVID-19. Ao todo são já 34 796 falecimentos desde o início da pandemia. O número de casos positivos subiu para 246.406.

ESPANHA: ABC [17h00] | "59 mortes nas últimas 24 horas." Foram detetados 285 novos casos de COVID-19 nas últimas 24 horas, ou seja, são já 231 606 casos desde o início da pandemia. O número de vítimas mortais é de 27 709.

ESTÓNIA: TVI 24 [16h20] | "Campeonato será o terceiro da Europa a regressar." Depois das Ilhas Faroé e da Alemanha, a Estónia será o terceiro país da Europa a permitir o regresso do principal campeonato de futebol do país, já esta terça-feira. "A conexão emocional de voltar ao estádio é a coisa mais importante», disse o porta-voz da federação", Mihkel Uiboleht. Para já os jogos serão à porta fechada, mas a partir do dia 1 de julho cada partida poderá ter mil adeptos a assistir ao vivo no estádio.

Bernardo Silva 18 de maio Covid-19

INGLATERRA: Sky Sports [15h50] | "Premier League: treinos em pequenos grupos a partir desta terça-feira." A Premier League votou por unanimidade a favor do regresso dos treinos em pequenos grupos a partir desta terça-feira à tarde. O contacto físico ainda não está autorizado e as distâncias de segurança protocoladas têm de ser respeitadas. Em comunicado, a Premier League informa que esta medida foi tomada após consulta a jogadores, treinadores, médicos de clubes, peritos independentes e governo.

Em declarações à Sky Sports, o secretário de estado do Desporto do Reino Unido, reiterou que o futebol em Inglaterra poderá regressar em junho. "Tivemos reuniões muito produtivas com a federação (FA), com a liga de futebol (EFL) e a Premier League. Estamos a trabalhar muito para tentar voltar, apontando para meados de junho, mas o critério número um é a segurança pública", referiu Oliver Dowden.

PORTUGAL: TVI 24 [15h00] | "É natural que as pessoas tenham receios durante o desconfinamento." O secretário de Estado da Saúde considerou esta segunda-feira ser "um dever respeitar escrupulosamente as regras" das autoridades de saúde neste período de desconfinamento e pediu às pessoas que se comportem com consciência, responsabilidade e civismo. "Não nos podemos esquecer que cada ação nossa tem impacto no outro por isso temos o dever de continuar a respeitar escrupulosamente as regras estipuladas pelas autoridades de saúde porque continuamos todos a ser agentes de saúde pública", afirmou António Sales na conferência de imprensa relativa ao ponto de situação da COVID-19 em Portugal.

Segundo o secretário de Estado, nesta segunda fase de desconfinamento, que permitiu a reabertura de estabelecimentos de comércio, restaurantes, pastelarias, creches e algumas escolas, não se pode "vacilar, relaxar, nem esmorecer". "Estamos no primeiro dia da segunda fase de desconfinamento é natural que as pessoas tenham receios como também tiveram quando foi necessário recolhermo-nos. É um caminho que percorreremos coletivamente com consciência, responsabilidade e civismo", acrescentou.

António Costa 18 de maio Covid-19

PORTUGAL: Lusa [13h20] | "António Costa: 'Não podemos deixar-nos vencer pela cura'." O primeiro-ministro foi hoje tomar o pequeno-almoço a uma pastelaria em Benfica, Lisboa, para dar um sinal de confiança no desconfinamento e apelar aos portugueses a não deixarem "vencer-se pela cura" à COVID-19. "Depois de não nos termos deixado vencer pelo vírus, não nos podemos deixar-nos vencer pela cura", afirmou António Costa aos jornalistas, à porta de uma pastelaria em Lisboa.

No primeiro dia da segunda fase de desconfinamento, após dois meses de encerramento de grande parte da economia, Costa foi tomar pequeno-almoço a uma pastelaria que reabriu hoje, viu as medidas de segurança, como o gel desinfetante à porta e os acrílicos sobre as mesas a separar os clientes e depois optou por ficar na esplanada, confessando que já tinha saudades de tomar um café ao ar livre. E fez um apelo aos portugueses para que, "com todas as cautelas", retomem "a sua vida em liberdade", insistindo nas regras de lavar as mãos, usarem máscara quando estão próximos dos outros e manter o distanciamento social.

"Se continuarmos todos parados sobrevivemos à doença, mas podemos não sobreviver à cura. É preciso ir vencendo estes receios, com confiança e sempre com cautela", disse, defendendo esta estratégia de "pequenos passos" para "ir devolvendo a normalidade".

PORTUGAL: TVI 24 [13h00] | "IFAB certifica VAR nos três relvados da Cidade do Futebol." O International Board (IFAB) certificou a utilização de videoárbitro nos três relvados da Cidade do Futebol. Recorde-se que o espaço da Federação Portuguesa vai receber jogos da Liga, nas dez jornadas que faltam disputar. Tendo em conta as restrições impostas pela Direção-Geral da Saúde para o regresso da prova, no contexto da pandemia de COVID-19, Santa Clara e Belenenses vão disputar ali os jogos na condição de visitado.

Boletim epidemiológico 18 de maio DGS

PORTUGAL: SIC Notícias [12h30] | Números oficiais. A Direção-Geral da Saúde revelou os números do dia em Portugal. O País conta com 29 209 casos detetados (mais 173 em relação a ontem), há 1 231 mortes registadas (mais 13 em 24 horas) e 6 430 doentes já recuperaram (mais 1 794 em relação a ontem).

BÉLGICA: La Libre [10h30] | Números do dia na Bélgica. O país registou 279 novos casos nas últimas 24 horas, menos 28 do que no domingo, e 43 mortes, segundo os dados oficiais. De acordo com o boletim epidemiológico, com os 279 novos casos, o total de infeções pelo novo cororavírus SARS-CoV-2 é agora de 55 559 e o número de mortes é de 9 080, um recuo de 8% por dia na última semana. Nas últimas 24 horas, foram hospitalizadas 43 pessoas (60 no dia anterior), para um total de 16 798 e 27 tiveram alta hospitalar, somando agora os 14 657.

17 de maio

FRANÇA: Le Figaro [19h20] | "483 mortos nas últimas 24 horas". O número total de mortos em França aumentou hoje para 28 108, com mais 483 óbitos registados nas últimas 24 horas, anunciou o Ministério da Saúde francês. Este aumento exponencial do número de mortos face ao dia anterior (96) ficou a dever-se à correção do número de vítimas mortais nos lares. Nas últimas 24 horas foram confirmados 120 novos casos no país, elevando o número total desde o início da pandemia para 142 411. 

PORTUGAL: Expresso [19h00] | "Desconfinamento ponto a ponto: o que abre e o que se mantém encerrado esta segunda-feira".  Depois do estado de emergência que levou ao encerramento quase total do país (incluindo as deslocações entre concelhos na Páscoa e no fim de semana do 1 de Maio), a situação de calamidade prevê a reabertura parcial da atividade em Portugal. Confira aqui o calendário da segunda fase de levantamento das medidas de confinamento:

Segunda-feira, 18 de maio 

Comércio:

Abertura de lojas (estabelecimentos de comércio a retalho e de prestação de serviços) com porta aberta para a rua até 400 m2 ou partes de lojas até 400 m2 (ou maiores por decisão da autarquia).

Restauração:

Abertura de restaurantes, cafés e pastelarias, com lotação a 50%. Os estabelecimentos ficam dispensados de licença para efeitos de confeção de comida destinada a consumo fora do estabelecimento ou entrega ao domicílio. Abertura de esplanadas.

Feiras e mercados:

Podem reabrir, mas tem de existir um plano de contingência.

Campismo:

Os parques de campismo e caravanismo e áreas de serviço de autocaravanas podem reabrir, com uma lotação máxima de dois terços da capacidade. O selo "Clean & Safe" abrange também estes espaços, atribuído pelo Turismo de Portugal.

Escolas:

Regresso às escolas dos alunos dos 11.º e 12.º anos ou 2.º e 3.º anos de outras ofertas formativas, com aulas entre as 10:00 e as 17:00. Os alunos com idade igual ou superior a 10 anos são obrigados a usar máscara.

Creches:

Abertura das creches com opção de manter o apoio à família caso os pais decidam continuar em casa.

Cultura:

Abertura de museus, monumentos e palácios, de acordo com as normas e instruções definidas pela Direção-Geral da Saúde (DGS), nomeadamente o uso obrigatório de máscara, distância mínima de dois metros, higienização das mãos e dos espaços.

Lares e cuidados continuados:

Autorizadas visitas de uma pessoa por utente, uma vez por semana (máximo de 90 minutos) com marcação prévia. Durante a visita deve ser mantido o distanciamento físico, utilização de máscara e observadas as regras de higienização.

Trabalho:

Adoção de escalas de rotatividade de trabalhadores, diárias ou semanais, e com horários diferenciados de entrada e saída, nos casos em que não seja possível o teletrabalho.

Transportes públicos:

Mantêm-se as regras já definidas de autocarros com cabine para o condutor e dispensadores de gel desinfetante, lotação máxima de 2/3 e uso obrigatório de máscara. Serão aplicadas coimas por falta de uso de máscaras. A utilização de máscara por menores nos transportes públicos só se aplica a crianças com idade igual ou superior a 10 anos.

Serviços públicos:

Lojas do Cidadão permanecem encerradas, mas podem aceitar marcações para atendimento presencial a realizar após 1 de junho.

Náutica de Recreio:

Retoma do ensino da náutica de recreio e da realização de vistorias e certificação de navios e embarcações.

Escolas de condução e centros de inspeção:

Centros de inspeção podem reabrir. As escolas de condução e os centros de formação licenciados pelo Instituto da Mobilidade e dos Transportes podem reabrir, mas terão de cumprir as regras sanitárias definidas em articulação com a DGS, incluindo o uso obrigatório de máscara, as regras de distanciamento e de higienização.

ITÁLIA: La Repubblica [17h50] | "145 mortes nas últimas 24 horas". O novo boletim da proteção civil italiana dá conta que morreram 145 pessoas (menos oito que ontem), subindo o total para 31 908. É um novo mínimo desde o início do confinamento. O número total de pessoas que contraíram o vírus é de 224 435.

REINO UNIDO: The Sun [17h25] | Números do dia. O Reino Unido regista 170 mortes nas últimas 24 horas. O total de óbitos é agora de 34 636, segundo os dados revelados pelo ministro Alok Sharma. Desde ontem, 3 142 pessoas testaram positivo para a COVID-19.  

Estádio Cidade Coimbra Taça de Portugal 17 de maio

PORTUGAL: Lusa [16h40] | "Coimbra quer receber final da Taça de Portugal".  A Associação de Futebol de Coimbra (AFC) e a Académica pretendem que a final da Taça de Portugal, entre FC Porto e Benfica, se realize em Coimbra, tendo já informado a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "A proposta (…) tem por base o facto do Estádio Cidade de Coimbra estar devidamente licenciado para os jogos da Liga Pro [II Liga], reunindo todos os requisitos para a realização de um jogo tão importante como a final da Taça de Portugal", justifica o presidente a AFC, Horácio Antunes.

O dirigente enviou uma carta ao presidente da FPF, Fernando Gomes, com o intuito de o sensibilizar para a concretização desta pretensão, até porque esta infraestrutura desportiva "está mais equidistante das cidades do Porto e de Lisboa". "Tendo em consideração que os finalistas são precisamente o Benfica e o FC Porto, é a melhor solução se comparada com a cidade de Aveiro, que beneficia o FC Porto, enquanto a hipótese do Estádio Municipal de Leiria beneficia o Benfica", argumentou Horácio Antunes.

PORTUGAL: Diário de Notícias [16h00] | "Regras para festas partidárias têm de 'valer para todos'". Marcelo Rebelo de Sousa defendeu este domingo que as regras a definir pelas autoridades sanitárias para festas partidárias ou populares têm de "valer para todos", argumentando que o novo coronavírus não muda consoante a natureza das iniciativas. O Presidente da República assumiu esta posição em declarações aos jornalistas, na Ericeira, no concelho de Mafra, depois de questionado sobre a realização da Festa do Avante, do PCP, no início de setembro. Segundo o chefe de Estado, a resposta "é muito simples", cabe às autoridades sanitárias, "em função da situação sanitária vivida num determinado momento, dizerem o que é possível e o que não é possível fazer" e isso "tem de valer para todos", vincou. "Há várias instituições que organizam as suas iniciativas, e a avaliação sanitária há de valer da mesma maneira para todas as iniciativas", reforçou, observando: "Não me parece que o vírus mude de natureza de acordo com a natureza das iniciativas".

CI 17 de maio DGS Covid-19

PORTUGAL: TVI 24 [14h30] | "Governo diz que medo não deve paralisar os portugueses". António Sales vincou hoje, a um dia de o país entrar numa nova fase de desconfinamento, que o medo da COVID-19 "não deve paralisar" os portugueses, mas sim torná-los os cidadãos "mais atentos e vigilantes". Portugal, lembrou o secretário de estado da Saúde, entra na segunda-feira numa nova fase de desconfinamento "onde a responsabilidade dos portugueses é tão determinante como tem sido até aqui".

"O medo não nos deve paralisar, mas sim tornar mais atentos e vigilantes na nossa missão coletiva: zelar pela nossa saúde e pela de quem nos rodeia", disse o governante na conferência de imprensa diária de atualização dos dados da COVID-19.

Graça Freitas considerou hoje ser melhor que os cidadãos se preparem para que o novo coronavírus não desapareça por si mesmo e, ao invés, se torne habitual nas vidas das pessoas. "É melhor estarmos preparado para que este vírus se venha a tornar habitual nas nossas vidas", considerou hoje a diretora-geral da Saúde, falando na conferência de imprensa diária de acompanhamento da pandemia de COVID-19. Com o passar do tempo, "quer exista vacina, quer não", é expectável que "os seres humanos ganhem imunidade e o vírus se torne menos agressivo", reconheceu a responsável.

PORTUGAL: CMTV [13h00] | Números oficiais. A Direção-Geral da Saúde revelou os números do dia em Portugal. O País conta com 29 036 casos detetados (mais 226 em relação a ontem), há 1 218 mortes registadas (mais 15 em 24 horas) e 4 636 doentes já recuperaram (mais 1 314 em relação a ontem).

Papa 17 de maio Covid-19

MUNDO: TVI 24 [12h00] | "Papa pede respeito pelas regras para garantir segurança nas celebrações". Em Itália, as celebrações comunitárias são autorizadas a partir de segunda-feira e, em Portugal, a data para o regresso das cerimónias é dia 30 de maio. O papa Francisco apelou hoje ao respeito das regras de segurança impostas em vários países que permitem, ou irão autorizar nos próximos dias, o regresso das celebrações, de modo a "salvaguardar a saúde de todos".

"Em alguns países as celebrações litúrgicas com os fiéis já foram retomadas, noutros a possibilidade está a ser avaliada e em Itália, a partir de amanhã, será possível celebrar a Santa Missa com o povo", assinalou Francisco durante a oração do Regina Coeli, que devido à pandemia de COVID-19 é realizada na biblioteca do palácio apostólico e não à janela, em frente à Praça de São Pedro.

ESPANHA: ABC [10h00] | "87 mortos nas últimas 24 horas".  É a primeira vez que Espanha fica abaixo dos 100 mortos, nos últimos dois meses. A última vez que o país vizinho tinha ficado abaixo dos 100 mortos diários foi a 12 de março. Desde ontem, Espanha registou 421 novos casos positivos.

ESTADOS UNIDOS: USA TODAY [9h30] | "EUA com 1 237 falecimentos desde ontem". O número total de óbitos sobe assim para 88 730, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Nas últimas 24 horas foram identificados quase 24 mil casos, aumentando para 1 466 682 o número de contágios desde o início da pandemia.

16 de maio

Dortmund 16 de maio Bundesliga Covid-19

ALEMANHA: Público [18h50] | "Bancadas vazias e eco dos jogadores". A Liga alemã de futebol foi, este sábado, o primeiro dos principais campeonatos a retomar a atividade, mais de dois meses após a suspensão, num reinício com bancadas vazias devido ao protocolo sanitário em função da COVID-19. Com a última jornada a decorrer em 8 de março, a Alemanha parou, à semelhança de muitas competições desportivas em todo o mundo, a atividade devido ao elevado perigo de contágio com o novo coronavírus.

Hoje, o regresso da Bundesliga arrancou com cinco jogos, entre os quais o dérbi do Ruhr, entre o vice-líder Borussia Dortmund e o Schalke 04, com o silêncio das bancadas a contrastar com o eco dos jogadores. A Liga arranca com a possibilidade de se realizarem cinco substituições em cada jogo, devido à longa paragem que os jogadores enfrentaram, e sem a obrigatoriedade de máscara para os treinadores.

FRANÇA: Le Figaro [18h30] | Números do dia. 96 mortes nas últimas 24 horas. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado neste sábado, o número de falecimentos ascendeu a 27 625. 429 pessoas recuperaram desde ontem.

ITÁLIA: La Repubblica [17h40] | "153 mortes nas últimas 24 horas". Itália registou 153 mortes nas últimas 24 horas, o número mais baixo desde 8 de março. De acordo com o boletim da Proteção Civil divulgado este sábado, a curva de óbitos desceu numa semana marcada por números a rondar as 200 mortes por dia. No total, o país italiano registou 31 763 óbitos por COVID-19. Os recuperados são já 122 810, com mais 4 917 pessoas declaradas curadas desde sexta-feira. O número total de infetados no país é de 224 760.

Pedro Sánchez 16 de maio Covid-19

ESPANHA: ABC [16h30] | "Espanha vai prolongar estado de emergência mais um mês". O primeiro-ministro de Espanha, Pedro Sanchez, anunciou hoje que vai prolongar o estado de emergência no país durante "cerca de um mês", para que esteja ativo até ao final da última etapa do desconfinamento. "Este deverá ser o último estado de emergência e estará ativo até ao final do desconfinamento", que deve durar até fim de junho, afirmou durante um discurso transmitido na televisão. O estado de emergência em Espanha já foi prolongado quatro vezes, sendo que o atual deveria terminar em 24 de maio.

REINO UNIDO: The Sun [16h20] | Números oficiais. O Reino Unido registou 468 novas mortes causadas pela COVID-19 nas últimas 24 horas, somando um total de 34 466 desde o início da pandemia, informou hoje o Ministério da Saúde britânico. O Ministério adiantou ainda terem sido detetados 3 451 novos infetados, totalizando 240 161 pessoas doentes com o novo coronavírus no Reino Unido desde o início da crise pandemico.

MUNDO: Agence France Presse [15h30] | "COVID-19 já provocou 307 mil mortos em todo o mundo". O novo coronavírus já infetou 4 549 100 pessoas em todo o mundo, pelo menos 307 321 das quais morreram, segundo um balanço, com base em números oficiais, feito pela agência AFP. Os números são relativos a 196 países e territórios e contabilizam os casos desde o início da pandemia de covid-19, em dezembro, na China.

PORTUGAL: Lusa [14h30] | "Ministra da Saúde diz que indicadores 'mantêm-se encorajadores'". Marta Temido, disse hoje que os indicadores referentes à COVID-19 "mantêm-se encorajadores", a dias de o país entrar numa nova fase de desconfinamento. "Neste momento, os sinais que vemos mantém-se encorajadores", considerou hoje a governante, falando na conferência de imprensa diária de acompanhamento da pandemia.

A governante deixou aos portugueses uma "palavra de confiança e simultaneamente de prudência", garantindo que "todos os dias" são avaliadas as consequências das decisões do executivo. Marta Temido acrescentou que, nos últimos cinco dias, o número médio diário de novos casos é de 200 e o de óbitos de 12.

Fronteiras Itália 16 de maio Covid-19

ITÁLIA: Lusa [13h35] | "Itália reabre fronteiras com União Europeia a 3 de junho". Itália vai abrir as fronteiras com a União Europeia, sem necessidade de quarentena, a partir de 3 de junho, segundo um decreto aprovado hoje de madrugada, que estabelece também normas para a reabertura das atividades económicas do país. O decreto acrescenta que as viagens a partir de e para o estrangeiro, poderão apenas estar limitadas por medidas governamentais dos outros países e pelo "cumprimento das restrições decorrentes da regulamentação da União Europeia  e de obrigações internacionais".

PORTUGAL: TVI 24 [13h20] | "Esplanadas de Lisboa não pagam taxas até ao final do ano". A afirmação foi feita esta manhã por Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa. O autarca, que andou a passear com o primeiro-ministro, António Costa, pela baixa da capital, explicou que esta é uma medida que serve "como forma de apoiar a reabertura, em segurança, dos estabelecimentos". 

PORTUGAL: SIC Notícias [12h53] | Números oficiais. A Direção-Geral da Saúde revelou os números do dia em Portugal. O País conta com 28 810 casos detetados (mais 227 em relação a ontem), há 1 203 mortes registadas (mais 13 em 24 horas) e 3 322 doentes já recuperaram.

ESPANHA: ABC [10h30] | "Número mais baixo de mortes desde 16 de março". Pandemia já fez 27 563 vítimas mortais no país, sendo que nas últimas 24 horas registaram-se 102 falecimentos. O número de infetados foi de 539, atingindo assim um total de 230 698 infeções. 

ESTADOS UNIDOS: USA TODAY [9h30] | "1 680 mortes nas últimas 24 horas". Este registo elevou o número total de óbitos para 87 493, segundo a contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Nas últimas 24 horas foram identificados 26 396 casos, aumentando para 1 442 924 o número de contágios desde o início da pandemia.

15 de maio

FRANÇA: Le Figaro [20h00] | "104 mortes em 24 horas." O número total de óbitos em França, por causa da pandemia de COVID-19 aumentou hoje para 27 529, com mais 104 óbitos registados nas últimas 24 horas, segundo o Ministério da Saúde francês. Desde ontem foram confirmados 563 novos casos no país, elevando assim o número total desde o início da pandemia para 141 919. Há 60 448 pessoas curadas da COVID-19 em França.

15 de maio Fase desconfinamento Covid-19

PORTUGAL: SIC Notícias [19h30] | "Nova fase de desconfinamento: todas as datas e medidas." De restaurantes a escolas, passando pelas celebrações religiosas, saiba o que muda a partir de segunda-feira.

18 DE MAIO

Comércio:

  • Lojas com porta aberta para a rua até 400m2 ou partes de lojas até 400 m2 (ou maiores por decisão da autarquia).

Restauração:

  • Restaurantes, cafés e pastelarias, com lotação a 50%;
  • Esplanadas;
  • Normas acordadas entre Direção-Geral da Saúde (DGS) e Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP).

Escolas (aulas presenciais):

  • 11.º/12.º anos ou 2.º e 3.º anos de outras ofertas formativas (10h - 17h).

Creches:

  • Abertura com opção de manter o apoio à família caso os pais decidam continuar em casa;
  • 23 085 testes realizados - 80% dos funcionários já testados.

Cultura:

  • Abertura de museus, monumentos e palácios;
  • Normas e instruções definidas pela DGS.

Lares:

  • Um visitante por utente, uma vez por semana (máximo 90 minutos) com marcação prévia;
  • Distanciamento físico, máscara e regras de higienização.

30 DE MAIO

Celebrações religiosas:

  • Celebrações comunitárias de acordo com regras definidas entre DGS e confissões religiosas.

1 DE JUNHO

  • Teletrabalho parcial;
  • Lojas de cidadão;
  • Lojas com área superior a 400m2 e/ou inseridas em centros comerciais;
  • Creches, Pré-escolar e ATLs;
  • Cinemas, teatros, salas de espetáculos, auditórios.

BÉLGICA: La Libre [19h00] | "Club Brugge declarado campeão." Segundo a nota no site do organismo, a decisão foi tomada durante uma Assembleia Geral que contou com a presença de todos os clubes. Lembre-se que o campeonato belga, interrompido há quase um mês, dificilmente poderia ser retomado, visto que o governo proibiu a realização de jogos profissionais ou amadores até 31 de julho. A Liga belga definiu ainda quais os emblemas que vão participar nas provas da UEFA e quem desce de divisão.

Regras Praias 15 de maio Covid-19

PORTUGAL: SIC Notícias [18h30] | "Praias reabrem a 6 de junho." O Governo anunciou esta sexta-feira o plano para a abertura da época balnear. Entre o distanciamento obrigatório entre banhistas e um sistema sinalético para anunciar o estado de ocupação, eis as regras definidas pelo Executivo, face à pandemia do novo coronavírus.

Utilização do areal:

  • Distanciamento físico de 1,5 metros entre utentes (que não façam parte do mesmo grupo);
  • Afastamento de 3 metros entre chapéus de sol, toldos ou colmos;
  • Interditas atividades desportivas com duas ou mais pessoas (exceto atividades náuticas, aulas de surf e desportos similares).

Toldos, colmos e barracas:

  • Em regra, cada pessoa ou grupo só pode alugar de manhã (até 13h30) ou tarde (a partir das 14h);
  • Máximo de 5 utentes por toldo, colmo ou barraca.

Estado de ocupação:

  • Estado de ocupação anunciado através de sinalética tipo semáforo:
  • Verde: ocupação baixa (1/3)
  • Amarelo: ocupação elevada (2/3)
  • Vermelho: ocupação plena (3/3)
  • Informação atualizada de forma contínua, em tempo real, designadamente na app 'Info praia' e no sítio da APA na internet;
  • Interdito o estacionamento fora dos parques e zonas de estacionamento ordenado.

Regras gerais:

  • Possibilidade de interdição da praia, por motivo de proteção da saúde pública, em caso de incumprimento grave das regras pelas concessionárias ou pelos utentes.

PORTUGAL: Lusa [18h00] | "60 pessoas multadas por não usarem máscara nos transportes públicos." Vinte pessoas foram detidas por desobediência e 60 foram multadas por não usarem máscaras ou viseiras nos transportes públicos desde o início da situação de calamidade devido à COVID-19, indicou hoje o Ministério da Administração Interna (MAI).

Bundesliga 15 de maio Covid-19

ALEMANHA: Kicker [17h30] | "Bundesliga: 10 factos sobre os jogos à porta fechada." Com o campeonato alemão prestes a voltar, não haverão diferenças dentro das quatro linhas, contudo, fora de campo, a história será outra. Os jogos à porta fechada terão regras específicas devido à pandemia de COVID-19.

  • Regras de higiene dentro do balneário (todos devem usar máscara e manter uma distância mínima de 1,5 metros);
  • As portas estarão abertas (minimizando o número de toques nas maçanetas);
  • Não serão permitidas paragens no túnel de acesso ao relvado;
  • Crianças e mascotes de equipa não poderão estar presentes
  • Não haverá fotos de equipa nem apertos de mão;
  • Todas as pessoas, exceto os atletas que estão a jogar e os árbitros, deverão usar máscara (o treinador poderá não usar máscara, mas terá de manter uma distância de 1,5 metros);
  • Se não houver espaço suficiente no banco de suplentes, a bancada poderá ser utilizada;
  • Representantes dos meios de comunicação terão de se adaptar (apenas 10 jornalistas serão permitidos por jogo);
  • Bolas de jogo limpas (as bolas serão desinfetadas antes e durante a partida);
  • Refeições de equipa deverão ser preparadas dentro do estádio (não é permitido entrada de catering vindo de fora).

ITÁLIA: La Repubblica [17h20] | "242 mortes nas últimas 24 horas." A Proteção Civil italiana informou que o país regista 31 610 óbitos devido à pandemia de COVID-19. Há mais 789 casos de infeção e nas últimas 24 horas recuperaram mais 4 917 doentes (um total de 120 205 recuperados).

REINO UNIDO: The Sun [16h20] | Números do dia. O número de casos de contágio identificados aumentou para 236 711. O Reino Unido registou mais 384 mortes de pessoas infetadas pelo novo coronavírus, aumentando para 33 998 o total de óbitos durante a pandemia Covid-19, informou o Ministério da Saúde britânico.

Bola futebol

PORTUGAL: Federação Portuguesa de Futebol [16h00] | "FPF e Liga com estratégia e plano de comunicação definidos." FPF e Liga Portugal já definiram a estratégia e o plano de comunicação exigidos pelo parecer técnico da Direção-Geral da Saúde. As ações previstas no plano de comunicação visam garantir que os adeptos conhecem os planos de contingência dos clubes, as normas e orientações da DGS.

A estratégia definida utilizará a capacidade de comunicação dos diversos agentes desportivos para promover junto da sociedade civil a necessidade de cumprir as medidas da Direção-Geral da Saúde no combate à infeção por SARS-CoV-2, no atual contexto de pandemia COVID-19. A FPF e Liga Portugal informam também que os jogos da Liga NOS só decorrerão nos estádios aprovados pela Direção-Geral da Saúde. As visitas aos estádios de nível 2 e 3 terminaram e a empresa especializada envolvida no processo entregará agora um relatório descritivo.

ESTADOS UNIDOS: Governo de Nova Iorque [15h00] | "Confinamento em Nova Iorque prolongado até 13 de junho." O governador de Nova Iorque prolongou até 13 de junho o decreto de confinamento devido à Covid-19, que expirava esta sexta-feira e que apenas exclui cinco regiões menos populosas deste estado de 20 milhões de habitantes. O decreto, assinado na quinta-feira pelo governador Andrew Cuomo, prolonga o confinamento para a cidade de Nova Iorque e arredores, particularmente atingidos pela pandemia do novo coronavírus.

CI DGS 15 de maio Covid-19

PORTUGAL: Lusa [14h00] | "António Sales: 'Todos os profissionais de saúde foram testados e protegidos'." O secretário de Estado da Saúde garantiu hoje que todos os profissionais de saúde que contactaram com pessoas com COVID-19 foram testados e tiveram acesso a equipamentos de proteção individual. Questionado sobre um estudo da fundação Champalimaud e da Ordem os Enfermeiros segundo o qual o número de enfermeiros expostos ao novo coronavírus é até dez vezes superior ao número de infeções confirmadas, António Sales, escusou-se a comentar a própria investigação, mas afirmou que "todos os profissionais de saúde estiveram protegidos, quer do ponto de vista de equipamentos de proteção individual, quer do ponto de vista da testagem enquanto contactos com doentes".

António Sales acrescentou que "sempre que um doente COVID-19, em qualquer instituição, testou positivo, todos os contactos profissionais próximos, quer sintomáticos, quer assintomáticos, foram testados e monitorizados exaustivamente pelas equipas de saúde ocupacional das respetivas instituições", explicou. Segundo os resultados de testes feitos a profissionais divulgados na quinta-feira, o número de enfermeiros e assistentes operacionais dos hospitais de Santo António e Santa Maria infetados com COVID-19 pode ser dez vezes superior ao que se julgava.

PORTUGAL: RTP 3 [12h49] | Números oficiais. A Direção-Geral da Saúde revelou os números do dia em Portugal. O País conta com 28 583 casos detetados (mais 264 em relação a ontem), há 1 190 mortes registadas (mais seis em 24 horas) e 3 328 doentes já recuperaram (uma subida de 130 em relação ao dia anterior).

15 de maio Boletim DGS Covid-19

PORTUGAL: Renascença [12h00] | "António Costa: 'Reabertura das escolas será aprendizagem para o próximo ano letivo'." Escolas abrem na próxima segunda-feira para os alunos dos 11.º e 12.º anos. O primeiro-ministro prometeu segurança para todos. António Costa, salienta que o regresso às aulas presenciais não significa a interrupção do ensino à distância e que vai servir, sobretudo, como aprendizagem para o próximo ano letivo, em que não deverá estar disponível, ainda, uma vacina para a Covid-19.

foto

Em visita à Escola D. Pedro V, em Lisboa, esta sexta-feira, o primeiro-ministro realçou que "não se estuda para fazer exames". Por isso, "além da atividade letiva presencial nas disciplinas para que há exame, a aprendizagem continua também à distância em casa", para os alunos dos 11.º e 12.º anos, que vão regressar às escolas, e para os restantes. "É muito importante compreender que o ensino presencial nas escolas não substitui o que vai continuar a desenvolver-se à distância, através do ensino síncrono, quer nas disciplinas que não vão ser lecionadas presencialmente, quer para complementar a atividade letiva que não se esgota na sua dimensão presencial. Vai ser uma escola diferente que vamos ter, neste final de terceiro período, mas estas semanas vão ser muito importantes para todos, para concluir bem este ano letivo e, sobretudo, para treinar o próximo, porque vamos ter todo um próximo ano letivo em que vamos ter de conviver com o vírus", sublinhou.

BÉLGICA: La Libre [11h30] | "356 novos casos nas últimas 24 horas". De acordo com o boletim epidemiológico divulgado esta sexta-feira, nas últimas 24 horas foram registados 356 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, o que eleva para 54 644 o total de contaminações registadas desde o início da pandemia na Bélgica. Nas últimas 24 horas, registaram-se na Bélgica 56 novas mortes por Covid-19, menos quatro do que as 60 de quinta-feira, com o país a totalizar agora 8 959 óbitos devido à pandemia.

ESPANHA: El País [10h47] | Balanço das últimas 24 horas. "O número de mortes diárias por coronavírus em Espanha retorna ao caminho do declínio, com 138 mortes [de quinta para sexta-feira]. No total, os casos detetados são 230 183 (549 nas últimas 24 horas), havendo 27 459 mortes e mais de 144 000 pessoas que se recuperaram desde o início da pandemia (mais 1409 nas últimas 24 horas)."

14 de maio

MUNDO: Universidade Johns Hopkins [19h54] | Mais de 300 mil mortes. A Universidade Johns Hopkins atualizou os dados da COVID-19 no mundo e a barreira dos 300 mil óbitos foi ultrapassado (300 315). Há 4 405 688 casos detetados desde o início do surto. Os recuperados ultrapassam os 1,5 milhões (1 576 318).

MUNDO: TVI24 [19h33] | "OMS teme ‘onda dupla’ de COVID-19 e gripe no próximo inverno na Europa." "O diretor da Organização Mundial de Saúde (OMS) para a Europa, Hans Kluge, admite uma segunda onda de COVID-19 no inverno, que desta vez poderá ser mais letal ao vir acompanhada por uma epidemia de gripe ou de sarampo. Em entrevista ao jornal britânico The Telegraph, Hans Kluge frisou que o momento não é de baixar a guarda e que os países europeus devem agora preparar-se para uma segunda onda do vírus que causa a COVID-19.  ‘Não é tempo de celebração, é tempo de preparação’, frisou. ‘Estou muito preocupado com a onda dupla. No inverno, podemos ter uma segunda onda de COVID-19 e outra de gripe ou de sarampo. Há dois anos, tínhamos 500 000 crianças que ainda não tinham levado a primeira dose da vacina do sarampo’, explicou  o especialista ao Telegraph."

TURQUIA: Daily Sabah [18h34] | Turquia ultrapassa as 4000 mortes e tem mais de 100 mil recuperados. "O número diário de mortos pela COVID-19 na Turquia aumentou em 55, com 1635 novos casos confirmados e 2315 pessoas que recuperaram, disse nesta quinta-feira o ministro da Saúde, Fahrettinm Koca. Com os 1635 novos casos, o número total de casos confirmados subiu para 144 749. Segundo o ministro da Saúde, o número de pessoas recuperadas da COVID-19 subiu para 104 030, devido aos 2315 pacientes registados nas últimas 24 horas. Foram confirmadas 55 novas mortes, elevando o total para 4007."

Dérbi de Manchester

INGLATERRA: The Guardian [18h08] | Governo inglês abre a porta ao regresso da Premier League em junho. "O secretário da Cultura, Oliver Dowden, informou as condições para o regresso do futebol em Inglaterra no mês de junho. Jogos em sinal aberto e maior investimento são as demandas dadas à Premier League para o reinício. ‘O governo está a abrir as portas para que o futebol competitivo regresse com segurança em junho e isso deve incluir um amplo acesso para os adeptos poderem ver os jogos em sinal aberto e garantir que as verbas provenientes do regresso da Premier League apoiem a família de futebol em geral’."

FRANÇA: Le Figaro [18h04] | Decréscimo nas hospitalizações em França. "A Direção-Geral de Saúde fez a avaliação diária da epidemia em França. Desde 1 de março, 27 425 pessoas morreram devido à COVID-19 (mais 351 em 24 horas). Há 20 463 pessoas hospitalizadas (542 em 24 horas, mas abaixo das 728 anteriormente registadas); 2299 pacientes estão internados com gravidade (mais 52 em 24 horas, mas menos do que as 99 anteriormente relatados). Ou seja, há menos 129 pacientes com a COVID-19 em terapia intensiva. Há, ainda, 59 605 pessoas que recuperaram."

INGLATERRA: British Cycling [17h34] | Volta à Grã-Bretanha adiada para 2021. "Após consultas detalhadas com a British Cycling, partes interessadas regionais, patrocinadores e parceiros da corrida, organizadores da Volta à Grã-Bretanha, a Sweetspot decidiu adiar a próxima edição agendada de 6 a 13 de setembro. A emocionante rota planeada para setembro de 2020, com uma primeira visita à Cornualha e término na cidade de Aberdeen, ocorrerá em setembro de 2021. A decisão foi tomada à luz da situação em curso com a pandemia da COVID-19, que torna impraticável a continuação do planeamento e organização da corrida em 2020."

ITÁLIA: La Repubblica [17h10] | Mais 262 mortes, mas com um recuo entre os hospitalizados. "Os dados do novo boletim de Proteção Civil relatam um declínio nas pessoas hospitalizadas. Nos cuidados intensivos, existem 855 pessoas hoje, menos 38 do que ontem; 11 453 pessoas ainda estão hospitalizadas com sintomas, menos 719 em 24 horas. Nas últimas 24 horas, 262 pessoas morreram (ontem foram registadas 195 vítimas), atingindo um total de 31 368 mortes. Em Itália, 115 288 pessoas já estão curadas, sendo 2747 foram declaradas ontem. Foram registados 983 novos casos. Desde o início da pandemia 223 096 pessoas contraíram o vírus."

ESTADOS UNIDOS: Washington Post [16h48] | Pedidos de subsídio de desemprego nos EUA não param de crescer. "Cerca de 3 milhões de pessoas entraram com pedido de subsídio de desemprego na semana passada, informou o Departamento do Trabalho nesta quinta-feira, enquanto a pandemia de coronavírus continuava a causar estragos económicos generalizados a uma força de trabalho já esgotada dos EUA. Os novos pedidos de ajuda contribuem para o total de 36,5 milhões de trabalhadores que procuraram receber apoios semanais de desemprego nas últimas oito semanas, de acordo com os novos dados federais, números que rivalizam com os da Grandes Depressão."

Jorge Carlos Fonseca

CABO VERDE: A Semana | "Presidente da República prorroga estado de emergência apenas em Santiago." "O Presidente da República de Cabo Verde acaba de prorrogar o estado de emergência apenas em Santiago, com o término previsto para as 00h00 do dia 29 de maio. Jorge Carlos Fonseca levantou, no entanto, o estado de emergência na ilha da Boa Vista. O PR considerou que esta medida tomada foi mais difícil do que as anteriores."

PORTUGAL: Correio da Manhã [15h41] | Voos de e fora da União Europeia proibidos até 15 de junho. "O Governo prolonga, a partir das 00h00 da próxima segunda-feira e até 15 de junho, a interdição de voos com destino e a partir de Portugal para e de países fora da União Europeia, revela um despacho. A interdição de voos ‘produz efeitos a partir das 00h00 do dia 18 de maio de 2020 e até às 00h00 do dia 15 de junho’, especifica o executivo, num despacho conjunto publicado na quarta-feira em suplemento do Diário da República, que prolonga uma interdição já em vigor mas que terminava na próxima semana."

REINO UNIDO: BBC News [14h16] | Mais 428 mortes no Reino Unido. "Segundo os números diários apresentados pelo Governo, mais 428 pessoas morreram com a COVID-19 no Reino Unido. Este número eleva o número total de mortes em hospitais e na comunidade em geral para as 33 614."

PORTUGAL: Público [13h28] | António Sales revela a chegada de cerca de 5 milhões de máscaras. Na conferência de Imprensa diária, o secretário de Estado da Saúde, António Sales, explicou os números do dia do boletim epidemiológico e destacou o reforço de equipamento de proteção individual. "A taxa de letalidade global é de 4,2 por cento, a taxa de letalidade acima dos 70 anos é de 15,4 por cento. As pessoas em tratamento no domicílio são 82,1 por cento dos casos e a percentagem em internamento 2,4 por cento, sendo que 0,4 por cento está em unidade de cuidados intensivos e 2 por cento em enfermaria", enumerou.

"Chegou na terça-feira um voo com 4,8 milhões de máscaras cirúrgicas, 280 mil zaragatoas e 22 mil fatos de proteção integral. Este material está já no Laboratório Militar e será distribuído consoante as necessidades. Estamos empenhados em garantir que o SNS continue a dar respostas — quer COVID, quer não-COVID — às situações", apontou António Sales.

Boletim DGS

PORTUGAL: SIC [13h26] | Perto de 3200 doentes recuperados. A Direção-Geral da Saúde revelou os números do dia em Portugal. O País conta com 28 319 casos detetados (mais 187 em relação a ontem), há 1184 mortes registadas (mais nove em 24 horas) e 3198 doentes já recuperaram (uma subida de 16 em relação ao dia anterior).

PORTUGAL: TVI24 [12h35] | Marcelo Rebelo de Sousa revela que o R em Portugal está em 0,98. Após a reunião com os especialistas do Infarmed, o Presidente da República apresentou à Comunicação Social os principais temas debatidos. "Há vários países, e já são alguns, que começaram o desconfinamento. A primeira conclusão provisória é que o R não mudou muito. O desconfinamento não teve consequências sensíveis em termos de surto. O segundo dado é que o desconfinamento em Portugal, iniciado a 3 de maio, foi muito contido. Os portugueses cumpriram a indicação de desconfinar em pequenos passos. Ainda não passaram 15 dias e, como tal, não temos muitas indicações. O R anda em 0,98, um pouco mais elevado na região de Lisboa e Vale do Tejo e mais baixo na região Norte, que está em 0,91", afirmou.

"Temos dois momentos significativos pela frente. O dia 18 [de maio], com várias aberturas, como escolas, restaurantes e lojas comerciais e o dia 1 de junho com o regresso ao trabalho de muitos e muitas que estão em teletrabalho, mais aberturas em termos escolares e mais superfícies comerciais", lembrou Marcelo Rebelo de Sousa.

"Por outro lado foi confirmada a tendência dos últimos dias de decréscimo nos internamentos, internamentos em cuidados intensivos e de letalidade, isto é de óbitos. Tem havido uma comunicação muito boa entre os portugueses e as autoridades sanitárias. E isso é muito positivo", congratulou o Chefe de Estado.

ESPANHA: El Mundo [12h07] | Mortes em Espanha voltam a superar as 200 diárias. "O número de mortes por coronavírus voltou a estar acima de 200 nas últimas 24 horas, conforme os números oficiais publicados pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira, que estimaram as mortes oficiais em 27 321 óbitos, desde o início da epidemia, ou seja, mais 217 do que ontem. Os dados também mostram um aumento no número de casos positivos diagnosticados por PCR, que subiram em 849 novos casos, atingindo os 229 540 casos oficiais."

RÚSSIA: The Moscow Times [12h02] | Rússia abaixo dos 10 mil casos diários pela primeira vez desde o início deste mês. "A Rússia confirmou 9974 novas infeções por coronavírus nesta quinta-feira, elevando o número oficial de casos do país para 252 245. Até ao momento já morreram 2305 pessoas no país devido ao vírus."

ÁFRICA: Lusa [11h20] | Continente africano com perto de 2500 mortes. "África registou, na última semana, 20 400 novos casos de COVID-19, elevando para mais de 72 mil o total de infeções no continente, onde já morreram 2475 pessoas devido à doença, segundo dados divulgados hoje. De acordo com os números, apresentados, a partir de Adis Abeba, pelo diretor do Centro para a Prevenção e Controlo de Doenças da União Africana (UA), John Nkengasong, África regista 72 336 casos acumulados de infeção pelo novo coronavírus e 2475 mortes em 54 países. O número de doentes dados como recuperados é de 25 268."

BÉLGICA: La Libre [11h03] | Bélgica mantém-se abaixo das 100 mortes por dia. "Os dados da pandemia do novo coronavírus na Bélgica foram apresentados e mostram novas 81 mortes, enquanto 173 pacientes puderam voltar para casa. Atualmente, 1966 doentes estão internados em unidades de saúde (uma redução de 119 unidades em 24 horas), incluindo 407 em terapia intensiva. Há 307 novos casos positivos registados, elevando para 54 288 o número de casos de coronavírus detetados."

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins | Mais de 1800 mortes num só dia. A Universidade Johns Hopkins revelou os números nos Estados Unidos da América. O  país registou 1813 novos óbitos, elevando o total para 84 136. Há 1 390 764 casos detetados e 243 430 doentes recuperaram.

4 de maio

COVID-19

MUNDO: Universidade Johns Hopkins [19h59] | COVID-19: mais um número redondo prestes a ser atingido. Segundo a Universidade Johns Hopkins, há 3 559 225 casos positivos declarados; já perderam a vida devido ao coronavírus 249 520 pessoas; os doentes recuperados são 1 143 667.

ESTADOS UNIDOS: New York Times [19h01] | Nova Iorque: número de mortes diárias segue em queda. "O Governador do Estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo, disse que mais 226 pessoas no morreram devido ao coronavírus. Este é o número mais baixo num dia desde 28 de março, e 70 por cento abaixo dos valores verificados no estado no início de abril. Nova Iorque tem registados 321 833 casos e 24 576 óbitos."

FRANÇA: Le Monde [17h51] | França passa as 25 mil mortes. "O ministro da Saúde, Olivier Véran, atualizou a epidemia no país. Foram registadas 306 mortes nas últimas 24 horas. Atualmente, o saldo global é de 25 201 pessoas que morreram pela COVID-19 em França. Há 25 548 doentes hospitalizados pelo coronavírus, sendo que 3696 estão em Unidades de Cuidados Intensivos."

ITÁLIA: La Repubblica [17h31] | "Itália com menos de 100 mil casos positivos ativos." "Os dados do novo boletim de Proteção Civil relatam um declínio nas pessoas hospitalizadas. Há 16 823 pessoas hospitalizadas com sintomas (menos 419 do que ontem), sendo que 1479 estão em terapia intensiva. Nas últimas 24 horas, 195 pessoas morreram, atingindo um total de 29 079 óbitos. Há 82 879 doentes recuperaram (1125 em 24 horas). Neste momento, há menos de 100 mil pessoas ainda positivas no país, sendo que, desde o início da pandemia, 211 938 contraíram o vírus."

Números do Reino Unido

REINO UNIDO: The Telegraph [17h30] | Reino Unido com menos de 300 mortes em 24 horas. O Departamento de Saúde já revelou os números do dia no Reino Unido. O coronavírus já atingiu 190 584 pessoas, sendo que 28 734 pessoas já perderam a vida durante o surto, 288 delas nas últimas 24 horas.

PORTUGAL: Presidência da República | "Presidente Higgins da Irlanda ligou ao Presidente da República." "O Presidente da Irlanda, Michael D. Higgins, ligou esta manhã ao Presidente Marcelo Rebelo de Sousa. Numa conversa muito cordial, os dois Chefes de Estado comentaram a forma como os dois países têm conseguido combater com sucesso a pandemia COVID-19, bem como a necessidade de a União Europeia assumir as suas responsabilidades solidárias de ajuda à retoma da economia. Referiram também que a Visita de Estado que estava prevista para maio em Dublin será marcada logo que haja condições para tal, passada esta fase difícil."

ALEMANHA: Liga Alemã de Futebol [15h42] | Cerca de 1700 testes e 10 infetados. "Foram realizados 1724 testes de coronavírus nos 36 clubes da Bundesliga e 2.ª Bundesliga. As amostras de jogadores e outros funcionários das equipas, como técnicos e fisioterapeutas, foram recolhidas e examinadas por cinco grupos de laboratórios especializados em toda a Alemanha. Houve dez casos de infeção identificados e relatados às autoridades de saúde. As respetivas medidas, como o isolamento, incluindo diagnóstico ambiental, foram realizadas diretamente pelos respetivos clubes, de acordo com os requisitos das autoridades locais de saúde."

GRÉCIA: SIC Notícias [15h41] | Algumas das restrições foram levantadas. "A partir desta segunda-feira, dia 4 de maio, algumas restrições na Grécia começaram a ser levantadas. Na capital Atenas, pela primeira vez em seis semanas, a população pôde circular sem documentos que autorizassem essas saídas. Livrarias, cabeleireiros, praias e lojas reabriram ao público."

ESLOVÁQUIA: Reuters [15h22] | "Eslováquia vai acelerar a reabertura da economia." "A Eslováquia vai reabrir a economia após a taxa de novas infeções por coronavírus ter diminuído, afirmou o primeiro-ministro Igor Matovic nesta segunda-feira. ‘Fomos bem-sucedidos, acima das expectativas, mas ainda precisamos permanecer muito cuidadosos’, alertou Matovic. O país da Europa Central, com 5,5 milhões de pessoas, registou menos casos da doença respiratória COVID-19 do que os seus vizinhos e quase metade das 1413 pessoas infetadas relatadas recuperou."

EUROPA: Lusa [14h24] | "Comissão Europeia avança com mil milhões de euros para investigação global." "A Comissão Europeia anunciou hoje uma contribuição de mil milhões de euros para investigação de vacina e tratamentos para a COVID-19, no âmbito de uma campanha mundial de angariação de fundos coorganizada por Bruxelas. ‘A Comissão Europeia vai mobilizar mil milhões de euros para a resposta global ao novo coronavírus’, anunciou a presidente do executivo comunitário, Ursula von der Leyen."

PORTUGAL: TVI24 [14h01] | António Sales elogia a capacidade de testagem em Portugal. Em conferência de Imprensa, António Sales, secretário de Estado da Saúde, apresentou alguns números e revelou o número total de testes ao coronavírus já realizados no País. "Em relação às pessoas em internamento, são agora 843 (menos 43 do que ontem), dos quais, 143 (menos uma em 24 horas) estão nos cuidados intensivos. A taxa de letalidade é de 4,2 por cento, a taxa de letalidade acima dos 70 anos é de 14,9 por cento", informou.

"Estamos com uma capacidade de testagem muito reforçada. Estamos a testar muito mais. Temos, em testes acumulados, 448 mil testes", enfatizou António Sales.

Boletim DGS

PORTUGAL: RTP [13h30] | Portugal com 1063 mortes e 1712 recuperados. A Direção-Geral da Saúde divulgou o boletim epidemiológico do dia. Portugal contabiliza 25 524 casos positivos (mais 242 do que ontem), soma 1063 mortes (acrescento de 20 em 24 horas) e apresenta 1712 doentes recuperados (mais 23 em relação ao dia anterior).

PORTUGAL: CMTV [12h40] | 200 pessoas proibidas de usar transportes públicos. A PSP fez um balanço da manhã nos transportes públicos de Lisboa. A força de segurança proibiu a entrada de 200 pessoas por uso indevido da máscara ou viseira, ou por não se fazerem acompanhar pelas mesmas. Três pessoas foram autuadas.

RÚSSIA: The Moscow Times [11h33] | "Rússia com mais de 10 mil contágios pelo segundo dia." "A Rússia confirmou 10 581 novas infeções por coronavírus nesta segunda-feira, elevando o número oficial de casos do país para 145 268, o que o torna no 7.º país mais afetado no mundo ao nível de infetados. Setenta e seis pessoas morreram nas últimas 24 horas, elevando o número total para 1356."

António Costa

PORTUGAL: Público [11h17] | "Vacina para a COVID-19: Portugal participa com 10 milhões de euros." "Portugal vai participar com 10 milhões de euros – 1,55 milhões do Governo e 8,45 milhões de euros de empresas privadas e instituições – no esforço da União Europeia para recolher 7,5 mil milhões de euros com vista a acelerar o desenvolvimento, a produção e o acesso equitativo a vacinas, diagnósticos e tratamentos. ‘A oferta tem de ser global não só porque tem de incluir todo o mundo, mas porque tem de ser múltipla. Tem de envolver o Estado, outras entidades públicas e o sector privado nas suas múltiplas dimensões’, referiu António Costa.

‘Esta iniciativa tem três objetivos: desenvolver mecanismos de diagnóstico, de tratamento e uma vacina para enfrentar a COVID-19’, acrescentou o primeiro-ministro.

Associaram-se a este movimento a nível nacional a Sociedade Francisco Manuel dos Santos, a Jerónimo Martins, a EDP, a EPAL, a Apifarma, a Associação Nacional de Farmácias, o Banco Santander Totta, o BPI, a Caixa Geral de Depósitos, a Fundação Calouste Gulbenkian, o Millennium BCP, o Novo Banco, a Sonae, a GALP, a Imamat Ismaili, a Fundação Champalimaud, a Fundação Mota Engil, a CUF, a Luz Saúde e a Multicare e a United Health (Hospital dos Lusíadas)."

ESPANHA: El Mundo [11h11] | Espanha com o registo de contágios mais baixo desde 8 de março. "Espanha acrescenta 164 novas mortes por coronavírus nesta segunda-feira, o mesmo valor de ontem, que eleva o número global desde que a pandemia foi declarada para 25 428 mortes, segundo dados oficiais do Ministério da Saúde. Os testes PCR levaram a 356 novos contágios positivos para coronavírus desde ontem, o valor mais baixo desde 8 de março; 218 011 pessoas já testaram positivo para a COVID-19. Os dados positivos também constam nos recuperados. O total está nos 121 343, 2441 desde ontem."

BÉLGICA: La Libre [10h57] | Bélgica segue abaixo das 100 mortes por dia. "O centro nacional de crise e a Saúde Pública da Bélgica fizeram um balanço nesta segunda-feira, 4 de maio, sobre a evolução da epidemia de coronavírus. Foram relatadas 80 mortes nas últimas 24 horas. O total é de 7924 pessoas que perderam a vida devido ao coronavírus. Além disso, houve 59 novas hospitalizações e 69 pessoas deixaram as unidades hospitalares. Atualmente, 12 378 pessoas já recuperaram; 3044 doentes estão hospitalizados, dos quais, 655 em terapia intensiva. Em 24 horas, houve 361 novos casos detetados, o que eleva para 50 267 o número total de casos detetados no país."

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS: France-Presse [10h54] | Expo 2020 adiada. "A Exposição Universal de 2020, no Dubai, agendada para outubro, será adiada por um ano devido à pandemia da COVID-19. ‘O adiamento da Dubai Expo 2020 para 1 de outubro de 2021 - 31 de março de 2022 será formalmente aprovado pelo Escritório Internacional de Exposições, pois a resolução até agora atingiu mais do que o limite de dois terços exigido’, informou declaração do Escritório Internacional de Exposições (BIE) nesta segunda-feira."

JAPÃO: Lusa [10h06] | "Japão prolonga estado de emergência até 31 de maio." "O estado de emergência em vigor desde 7 de abril no Japão devido à pandemia da COVID-19 vai ser prolongado em todo o país até 31 de maio, anunciou hoje o primeiro-ministro. ‘Vou prolongar até 31 de maio o estado de emergência declarado a 7 de abril. Todas as cidades do país estão abrangidas’, disse Shinzo Abe sobre as medidas de combate à pandemia, que estava previsto que terminassem na quarta-feira."

PORTUGAL: CMTV [10h00] | Comércio começa a abrir portas. Um pouco por todo o país nota-se a abertura do pequeno comércio até 200 m2, incluindo cabeleireiros e stands de automóveis. Os comerciantes apostam no cumprimento das regras de higienização, sendo que os cabeleireiros são o sector de atividade mais procurado neste primeiro dia de desconfinamento.

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins | Cerca de 1500 mortes num dia. A Universidade Johns Hopkins divulgou os números do dia nos Estados Unidos da América. O país registou 1450 mortes em 24 horas, elevando o total de óbitos para 67 674. Os EUA têm 1 157 753 infetados e 180 152 doentes recuperados.

3 de maio

FRANÇA: Le Figaro [19h05] | "Nova descida no número de mortes." O Ministério da Saúde divulgou há momentos o boletim epidemiológico de França. 5 815 pessoas estão atualmente internadas com o vírus, incluindo 345 novos internamentos nas últimas 24 horas. Há 3 819 pacientes nos cuidados intensivos. No total, França regista 24 895 vítimas da COVID-19, sendo que nas últimas 24 horas morreram 135 pessoas (menos 31 que ontem).

Fátima Santuário 3 de maio

PORTUGAL: Renascença [19H00] | "D. António Marto mantém decisão de celebrar 13 de maio sem peregrinos." O cardeal descarta "aglomerado imprevisível" de pessoas num momento de risco "elevado" de contágio. O bispo de Leiria-Fátima confirmou este domingo que a peregrinação internacional do 13 de maio vai decorrer, conforme anunciado a 6 de abril, em recinto fechado e sem a presença de peregrinos, para evitar o risco de propagação do novo coronavírus.

“Por mais que o nosso coração desejasse estar em Fátima, a celebrar comunitariamente no mesmo lugar, como acontece desde 1917, a prudência aconselha-nos a que desta vez não seja assim. Mantemos esta opção dolorosa na expectativa de, quanto antes, podermos ter neste Santuário as multidões que, na alegria da fé, se reúnem para celebrar e rezar”, referiu o cardeal português, num comunicado do seu gabinete, lido à imprensa, este sábado, no Santuário de Fátima.

ITÁLIA: La Repubblica [17h11] "174 mortes nas últimas 24 horas." Segundo o boletim divulgado este domingo pela Proteção Civil, Itália registou nas últimas 24 horas 174 mortes, o número mais baixo desde 10 de março. Contabilizam-se ainda 1 389 casos novos desde o dia anterior. Já há 81 654 pessoas curadas, mais 1 740 nas últimas 24 horas. Já faleceram no país 28 884 pessoas.

REINO UNIDO: The Sun [16h40] Números do dia no Reino Unido. 315 mortes nas últimas 24 horas devido à COVID-19. O número de vítimas ascende assim a 28 446 segundo os dados do boletim epidemiológico revelado pelas autoridades britânicas.

CI DGS 3 de maio Graça Freitas

PORTUGAL: Jornal Económico [15h32] | "A nível nacional, os números estão os mais próximos possível da realidade." Graça Freitas reagiu às declarações do presidente da Câmara de Ovar que referiu a possibilidade dos números de infetados se encontrarem abaixo dos dados reais.

"A nível nacional, os números estão o mais próximos possível da realidade. Nos concelhos, acontece que existem afinamentos que são feitos a nível local porque os concelhos sabem com mais rigor e têm dados mais finos e mais precisos. Com essa informação, conseguimos aprimorar a nossa informação. Estas pequenas discrepâncias são diferenças de métodos", realçou a Diretora-Geral da Saúde.

A Ministra da Saúde, Marta Temido, voltou a falar sobre as celebrações do 13 de maio. "Não se confundam celebrantes com peregrinos", vincou. "Todos sabem que a Igreja Católica já decidiu há muito tempo e com muita prudência que este ano não ia haver celebrações do 13 de maio em Fátima. O ministério da Saúde o que ontem pretendeu explicitar é que há uma diferença entre peregrinos e celebrantes", explicou.

A ministra referiu ainda que os números divulgados no boletim epidemiológico devem ser encarados com alguma prudência, tendo em conta que este se trata de um fim de semana prolongado, onde a testagem pode ter sido em menor número.

3 de maio Covid-19 Boletim DGS

PORTUGAL: RTP 3 [14h49] | Portugal chega às 1043 mortes por COVID-19. A Direção-Geral da Saúde já revelou os dados do dia. Portugal conta com 25 282 casos confirmados (mais 92 do que ontem), 1043 pessoas morreram por coronavírus (mais 20 em 24 horas) e 1689 doentes recuperaram (um incremento de 18 em relação ao dia anterior).

GNR 3 de maio Covid-19

PORTUGAL: TVI 24 [13h00] | "Os elogios de Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa à GNR." O Presidente da República considerou, este domingo, que o papel da Guarda Nacional Republicana (GNR) perante a atual pandemia de COVID-19 tem sido "crucial" e "insubstituível", estando junto dos mais carenciados e auxiliando populações "confundidas" e "perturbadas". Este elogio foi feito por Marcelo Rebelo de Sousa, numa mensagem institucional que enviou pelas comemorações do 109.º aniversário da GNR, este ano assinalado por via digital e transmitido na página oficial desta força de segurança no Facebook.

"E no meio de tudo isto é bom haver instituições, é o caso da vossa, que são um fator de segurança, certeza, de previsibilidade. São na afirmação da autoridade do Estado, da ordem pública, dos valores comunitários, do respeito pelos direitos dos cidadãos, mas também na proximidade social, na solidariedade. Isso tem sido muito claro ao longo dos últimos meses", sustentou o Presidente da República.

O primeiro-ministro elogiou a atuação "pedagógica, firme e serena" da Guarda Nacional República (GNR) perante a atual pandemia de COVID-19, considerando que se tratou de mais uma demonstração de dedicação à causa pública.

"É verdade que os portugueses têm respondido de forma exemplar ao esforço que lhes é pedido, cumprindo muitas vezes de forma espontânea a resposta a esta pandemia de COVID-19. Mas, ao mesmo tempo, é absolutamente inegável que, para essa resposta, muito tem contribuído a postura pedagógica, firme e serena de todos os que servem na GNR, numa demonstração permanente de extraordinária dedicação à causa pública como sempre nos habituou", considerou o primeiro-ministro.

Aeroporto Lisboa Covid-19

PORTUGAL: Renascença [11h56] | "Portugal irá adaptar-se às regras europeias para voos." O ministro da Economia diz que Portugal terá de seguir as regras europeias sobre a lotação dos aviões, depois de Bruxelas revelar que abdica da regra de colocar assentos vazios para garantir distanciamento, reconhecendo que isso afeta a viabilidade económica das operações. "Vamos seguramente adequar-nos a uma regra europeia. Os voos que partem de um país e chegam a outro tem todos que funcionar da mesma maneira. Precisamos de assegurar as ligações aéreas entre todos os países europeus e obviamente a regra tem que ser uniforme", sublinhou Pedro Siza Vieira.

ALEMANHA: RTL [11h31] | "Bundesliga: governo alemão favorável ao regresso já em maio." "O ministro alemão do Interior, responsável pela pasta do Desporto, diz que o governo concorda com o regresso da Bundesliga já durante o mês de maio. Horst Seehofer elogia o plano desenhado pela Liga Alemã de Futebol (DFL), que inclui jogos à porta fechada dos dois primeiros escalões e a obrigatoriedade da realização de testes de despiste à COVID-19 a futebolistas e equipas técnicas de três em três dias. 'Caso exista um caso de infeção, todos nesse clube, e possivelmente o adversário contra quem jogou, terão de ficar em quarentena durante duas semanas. Isto requer disciplina e prevenção', afirmou Seehofer".

BÉLGICA: Le Libre [11h03] Números do dia na Bélgica. De acordo com o boletim epidemiológico, o país registou, nas últimas 24 horas, 389 novos casos, menos 96 do que os 485 de sábado, o terceiro recuo diário consecutivo, para um total de 49 906 casos de contaminação com o novo coronavírus. Houve 79 mortes, face às 82 de sábado, totalizando a Bélgica 7 844 óbitos por COVID-19 desde o início da pandemia no país. 

ESPANHA: ABC [10h00] | "164 mortes nas últimas 24 horas." Segundo os dados divulgados no boletim epidemiológico, este é o número mais baixo de vítimas desde o dia 18 de março. Desde o início da pandemia já se registaram 25 264 falecimentos no país vizinho. O chefe de Governo, Pedro Sánchez, avisou ainda que este valor pode estar condicionado tendo em conta que é fim de semana. De acordo com o Ministério da Saúde espanhol, há 838 novos casos positivos, também uma diminuição assinalável em relação aos 1 147 de sábado, elevando para 217 466 o total de infetados.

2 de maio

Notícias Covid-19

MUNDO: France-Presse [20h02] | Mais de 240 mil mortos no mundo por coronavírus. De acordo com um estudo desenvolvido para a agência de notícias France-Presse, há 3 371 435 casos positivos pela COVID-19 e 240 231 mortos. A Europa tem a maioria dos mortos (141 475) e dos casos (1 516 635).

FRANÇA: Le Figaro [19h11] | "166 mortes nas últimas 24 horas." "O número total de vítimas é de 24 760 desde o dia 1 de março, segundo os dados revelados pelo Ministério da Saúde. 25 827 pessoas estão atualmente internadas em França (mais 453 do que ontem)."  

ESTADOS UNIDOS: New York Times [18h49] | Mortes diárias sobem, mas seguem abaixo das 300. "O Governador do Estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo, registou 299 mortes no sábado, mais 10 do que ontem. Nas hospitalizações, o estado regista 10 500 pessoas internadas, ainda assim menos 8475 do que o verificado no pico do surto. O Estado de Nova Iorque tem cerca de 314 mil casos positivos e perto de 24 mil mortes."

PORTUGAL: Lusa [18h21] | "Aviões vão ter de limitar passageiros a dois terços da lotação." "O transporte aéreo de passageiros vai ser limitado a dois terços da lotação normalmente prevista para cada aeronave, definiu hoje o Governo, em portaria publicada em Diário da República, no âmbito das medidas contra a pandemia da COVID-19. A portaria n.º 106/2020 ‘estabelece para o transporte aéreo um limite máximo de passageiros, bem como as exceções a esse limite e respetivos requisitos, por forma a garantir a distância conveniente entre os passageiros e a garantir a sua segurança’, prevendo igualmente as exceções à regra geral de dois terços da capacidade das aeronaves, que entra em vigor já este domingo."

TURQUIA: Reuters [17h59] | Cerca de 2000 casos novos na Turquia. "O número de pessoas que morreram através da COVID-19 na Turquia aumentou em 78 nas últimas 24 horas para 3336. Há, ainda, a registar 1983 novos casos, segundo os dados do Ministério da Saúde neste sábado. O número total de casos aumentou para 124 375, o valor mais alto fora da Europa Ocidental e dos Estados Unidos, e um pouco superior ao apresentado pela Rússia. Até agora, 58 259 pessoas recuperaram do novo coronavírus."

Logo FPF

PORTUGAL: Federação Portuguesa de Futebol [17h16] | "Comunicado sobre o Campeonato de Portugal." "A direção da Federação Portuguesa de Futebol deu por terminadas, a 8 de abril, as provas nacionais seniores não-profissionais que organiza. Na mesma data, decidiu que analisaria ‘de que forma serão indicados os dois clubes que acedem à II Liga de futebol’.

(…)

A FPF assinou com a Liga Portugal, a 1 de julho de 2016, um contrato que estabelece, entre outros pontos, que ascendem à II Liga dois clubes do Campeonato de Portugal, em função do mérito desportivo. O Campeonato de Portugal é uma competição em duas fases. Na primeira, 72 clubes competem em 4 séries de 18 equipas. Os dois primeiros de cada série disputam um play-off para encontrar os dois a indicar à II Liga. O Campeonato de Portugal foi interrompido em março, quando faltavam disputar nove jornadas da primeira fase e todos os clubes se encontravam com o mesmo número de jogos.

(…)

Assim, a direção da FPF reconhece o mérito desportivo e indicará, de entre os líderes das séries à data em que a prova foi dada por concluída, os dois clubes com maior número de pontos. Na época 2019/20 serão indicados para ascender à II Liga o Futebol Clube de Vizela, Futebol SAD (Série A) e o Futebol Clube de Arouca, Futebol SDUQ LDA (Série B)."

ITÁLIA: Corriere della Sera [17h11] | Mortes sobem, mas o número de internados segue em baixa. "Em Itália, desde o início da epidemia de coronavírus, 209 328 pessoas contraíram o vírus Sars-CoV-2 (mais 1900 do que ontem). Desses, 28 710 morreram (um acréscimo de 474 em 24 horas) e 79 914 (mais 1620) tiveram alta. Nos dados foram fornecidos pela Proteção Civil foi revelado que existem 17 357 pacientes hospitalizados, dos quais 1539 (menos 39 em 24 horas) estão em terapia intensiva."

REINO UNIDO: The Telegraph [16h04] | Reino Unido: mortes diárias baixam, mas passam as 28 mil. "O secretário do Governo Robert Jenrick fez um briefing com uma atualização dos números de coronavírus do Reino Unido. Já foram realizados 1 129 907 testes, sendo que 105 937 foram nas últimas 24 horas; 182 260 pessoas testaram positivo (mais 4806 do que ontem); morreram 28 131 pessoas, o que significa um aumento de 621 óbitos em 24 horas [ontem tinham sido 739]; 16 695 doentes estão hospitalizados com coronavírus."

PORTUGAL: Lusa [15h00] | "Coima mínima de 120 euros para quem não usar máscaras nos transportes públicos." "Os passageiros dos transportes públicos que desrespeitem o uso obrigatório de máscaras ou viseiras, devido à pandemia da COVID-19, incorrem numa coima de entre 120 e 350 euros, segundo um diploma hoje publicado em Diário da República."

BIELORRÚSSIA: Washington Post [14h26] | "Casos aumentam na Bielorrússia e Presidente recusa restrições." "A Bielorrússia emergiu como um cluster de casos de coronavírus, já que o Presidente, Alexander Lukashenko, se recusa a impor restrições para tentar retardar a propagação do vírus. Com mais de 15 000 casos confirmados, a Bielorrússia tem uma das maiores taxas de infeção per capita do Leste Europeu, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins."

FRANÇA: Le Monde [14h17] | França estende o estado de emergência sanitária até 24 de julho. "O Governo francês estendeu o estado de emergência sanitária por dois meses, até 24 de julho, anunciou o ministro da Saúde, Olivier Véran, após o Conselho de Ministros. Entre várias medidas estão a quarentena obrigatória a quem entrar no país; o primeiro-ministro limita viagem até 100 quilómetros; obrigação de utilização de máscaras nos transportes públicos."

Boletim DGS

PORTUGAL: CMTV [13h27] | Marta Temido corrige número de casos em Portugal. Total passa a ser 25 190. Na conferência de Imprensa de apresentação dos números, a ministra da Saúde, Marta Temido, fez uma correção aos números apresentados nos anteriores boletins epidemiológicos, devido a uma duplicação informática. "Quero salientar que temos reportados 1671 casos recuperados (mais 24 do que ontem) e temos 1023 óbitos (mais 16 nas últimas 24 horas). Destes, 14 foram de pessoas com mais de 80 anos. A taxa de letalidade é de 4,1 por cento, a taxa de letalidade de pessoas acima dos 70 anos é de 14,5 por cento. Em relação aos casos totais reportados, o boletim de hoje tem dois asteriscos, um nos casos confirmados e outro nos casos suspeitos. Hoje há um número de casos confirmados abaixo do número total de confirmados de ontem. Isto verificou-se porque ontem, no conjunto de casos da região norte na última semana, os testes informáticos de verificação detetaram 422 casos duplicados, que não eram novos, mas sim problemas de integração. Isso significa que hoje, neste momento, temos mais 203 casos (25 190). Registamos 855 doentes internados com COVID-19 (menos 37 do que ontem), dos quais, 150 estão nos cuidados intensivos (menos quatro em 24 horas)" informou.

ESPANHA: El Mundo [11h56] | "Mortes diárias em Espanha descem, mas passam as 25 mil." "O número de novas mortes com coronavírus é de 276, menos do que as 281 de ontem, mas Espanha atinge as 25 100 mortes por coronavírus, de acordo com a mais recente atualização dos dados pelo Ministério da Saúde. Hoje é o terceiro dia consecutivo com mortes abaixo de 300. Atualmente, existem 216 582 casos confirmados de coronavírus e 117 248 pessoas já recuperaram da COVID-19. O número de novas infeções detetadas é de 1147, um número um pouco menor do que os 1175 registados nesta sexta-feira."

EUROPA: União Europeia de Ciclismo [11h24] | Europeus de estrada adiados. "Devido à difícil situação que afeta o mundo inteiro, a União Europeia de Ciclismo anuncia que o Campeonato Europeu de Estrada em Trentino (Itália), anteriormente agendado para as datas de 9 a 13 de setembro, será adiado para 2021 e realizado na mesma cidade. As datas entre as opções solicitadas (1 a 5 de setembro de 2021 ou 8 a 12 de setembro de 2021) serão anunciadas nos próximos meses pela União de Ciclismo Internacional quando publicar o calendário de 2021."

António Costa

PORTUGAL: TVI24 [11h18] | António Costa revela subsídio de apoio a fundo perdido para as microempresas. Desde o Palácio da Ajuda, o primeiro-ministro, António Costa, revelou novas medidas para apoiar as microempresas e garantiu o pagamento às empresas que solicitaram o layoff simplificado. "Para que as pessoas voltem a entrar nas lojas de roupa e restaurantes, nos cabeleireiros e barbeiros ou nos stands de automóveis é necessário que asseguremos que haverá confiança para o fazer. Além das normas gerais, há especificidades próprias de cada atividade. O reativar destas atividades é essencial e sabemos que o cumprimento destas normas implica custos acrescidos para as empresas. É por isso que houve o esforço que tem vindo a ser para conseguirmos atravessar este túnel com a menor perturbação possível, mantendo os postos de trabalho e preservando o mais possível o rendimento", advertiu.

"Sou o primeiro a perceber que em momentos de grande aflição a angústia aumenta e a ansiedade é enorme, por isso, é fundamental que seja feito com segurança para quem trabalha e para os consumidores que querem voltar com confiança. Na sexta-feira, foram pagos todos os procedimentos de layoff entregues até 10 de abril, que estavam corretos e podiam ser pagos. Até dia 15 estaremos em condições de pagar todos os processos que entraram até à quinta-feira passada", assegurou o primeiro-ministro.

"O Governo criou um sistema de apoios com 80 por cento em subsídio não reembolsável – ou seja, a fundo perdido –, com despesas elegíveis e que cobrem uma diversidade muito grande de despesas de investimento. Este apoio terá um mínimo de 500 euros e máximo de 5 mil euros por empresa e as despesas elegíveis, onde constam as despesas que as microempresas terão com a higienização dos espaços e proteção dos utentes e trabalhadores", revelou António Costa.

BÉLGICA: La Libre [11h09] | Menos de uma centena de mortes num dia. "Neste sábado, o centro nacional de crise e o Serviço Público de Saúde fizeram um balanço da evolução da epidemia de coronavírus na Bélgica. Goram relatadas 82 mortes nas últimas 24 horas, elevando para 7765 as mortes que foram relatadas desde o início da crise. Além disso, houve 128 novas hospitalizações. Registam-se ainda 319 pessoas que recuperaram nas últimas 24 horas (12 211 no total). Atualmente, 3111 pacientes estão hospitalizados (275 a menos que na sexta-feira), dos quais, 689 estão em terapia intensiva. Já foram detetados 49 517 casos positivos na Bélgica."

MUNDO: Federação Internacional de Ténis de Mesa | Atividade suspensa até julho. "Após receber o relatório da equipa montada para monitorizar a pandemia da COVID-19, a Federação Internacional de Ténis de Mesa decidiu estender o período de suspensão da atividade e de todos os eventos até julho de 2020."

RÚSSIA: The Moscow Times [09h44] | Novo recorde de mortes diárias na Rússia. "A Rússia confirmou 9623 novas infeções por coronavírus neste sábado, elevando o número oficial de casos do país para 124 054 e marcando um novo aumento recorde de um dia. No total, 1222 pessoas morreram devido ao vírus."

ALEMANHA: Instituto Robert Koch | País regista menos de 100 mortes num dia. O Instituto Robert Koch divulgou os dados do coronavírus na Alemanha. Foram registados 94 mortes nas últimas 24 horas, totalizando agora 6575. O número total de casos está nos 161 703.

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins | EUA com 1883 mortes em 24 horas. A Universidade Johns Hopkins revelaram os números do dia nos Estados Unidos da América. O país registou 1883 mortes no último dia, elevando o total para 64 700. O total de infetados já ultrapassou o milhão de euros (1 103 115) e a cifra dos recuperados está nos 165 mil.

1 de maio

MUNDO: Universidade Johns Hopkins [20h04] | COVID-19: os números da epidemia no mundo. Segundo a Universidade Johns Hopkins, há 3 303 296 infetados, 235 290 pessoas perderam a vida devido ao vírus e 1 039 588 doentes já recuperaram.

MUNDO: Público [19h31] | "Jogos Mundiais de Praia adiados para 2023." "Os próximos Jogos Mundiais de Praia, que estavam previstos para 2021, vão ser adiados para 2023, para aliviar a pressão sobre o calendário desportivo do próximo ano, foi anunciado esta sexta-feira. A decisão é do comité executivo da Associação de Comités Olímpicos Nacionais, que assim pretende assegurar que os desportistas se centrem na preparação dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que estavam marcados para este ano e passaram para 2021, além de também evitar conflitos de calendário com os Jogos de Inverno de Pequim, em 2022."

PORTUGAL: TVI24 [19h04] | 20 infetados em hostel de Lisboa. O hostel Turkish Style, na Avenida Almirante Reis, em Lisboa, vai ser completamente desinfetado depois de 20 hóspedes terem testado positivo para o coronavírus. Há ainda 30 pessoas que foram reencaminhadas para isolamento profilático. Recorde-se que este é o segundo caso conhecido depois dos 200 infetados detetados num hostel perto da Praça do Chile, também na capital portuguesa.

Hospital em França

FRANÇA: Le Figaro [18h30] | "COVID-19: 24 594 mortes totais, 218 em 24 horas." "O diretor-geral da Saúde, Jérôme Salomon, fez nesta sexta-feira um balanço da epidemia de coronavírus em França. O número de mortes subiu para 24 594, sendo que o aumento diário foi de 218. O país tem 3878 pacientes com a COVID-19 hospitalizados em terapia intensiva, num total de 25 887 doentes em hospitais. Os curados são 52 500."

ITÁLIA: La Repubblica [17h29] | Mortes e internados em queda em Itália. "Os dados do novo boletim de Proteção Civil relatam um declínio nas pessoas hospitalizadas e nas mortes diárias. Hoje, existem 1578 pessoas em terapia intensiva, menos 116 do que ontem, e 17 569 pessoas ainda estão hospitalizadas com sintomas, ainda assim menos 580 nas últimas 24 horas. Foram notificadas mais 269 mortes (registo abaixo das 285 vítimas de ontem), atingindo um total de 28 236 mortes desde o início da epidemia. A cura atingiu 78 249."

PORTUGAL: Açoriano Oriental [17h11] | "Governo prorroga cerca sanitária ao concelho do Nordeste." "No comunicado publicado no Gabinete de Apoio à Comunicação Social, o Governo Regional dos Açores informou da prorrogação das cercas sanitárias no concelho do Nordeste até às 00h00 do dia 18 de maio."

REINO UNIDO: The Guardian [17h06] | Mortes passam as 27 500. O boletim do dia no Reino Unido já foi divulgado. "Há 177 454 pessoas que testaram positivo, um aumento de 6201 desde ontem. Atualmente, 15 111 pessoas estão no hospital e 27 510 morreram, num aumento de 739 em 24 horas."

ESTADOS UNIDOS: New York Times [17h01] | Nova Iorque: mortes diárias abaixo das 300 no que em que há decisão sobre as escolas. "O Governador do Estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo, anunciou que as escolas em todo o estado vão permanecer fechadas até ao fim do ano letivo, ou seja, até setembro. Cuomo anunciou, ainda, que morreram 289 pessoas devido à COVID-19 nas últimas 24 horas. É a primeira vez que as mortes no estado estão abaixo das 300 desde março."

ZIMBABUÉ: Marca [16h40] | "Zimbabué prorroga o confinamento." "O governo do Zimbabué decidiu estender o confinamento por mais duas semanas, apesar de permitir a abertura de algumas empresas a partir de segunda-feira."

Donald Trump

PORTUGAL: Presidência da República [15h32] | "Presidente dos EUA telefonou ao Presidente da República." "O Presidente Donald Trump ligou ao início da tarde ao Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, tendo sido abordados, em tom muito cordial, diversos assuntos de interesse bilateral, em particular de natureza económica e da situação internacional.

Os dois Presidentes partilharam a evolução da pandemia COVID-19 e a forma como tem sido afrontada a doença e a sua propagação em cada um dos dois países, tendo nomeadamente sido referida a participação de uma empresa portuguesa nos testes científicos nos Estados Unidos da América, para a produção de um medicamento específico.

O Presidente da República sublinhou a importância da cooperação internacional e do quadro multilateral das organizações internacionais para enfrentar os desafios comuns, incluindo a prioridade na luta à pandemia e a importância das lições aprendidas.

O Presidente americano elogiou o desempenho português neste surto pandémico e ofereceu toda ajuda que fosse considerada útil e necessária, o que o Presidente português agradeceu."

MUNDO: Expresso [14h01] | "Portugal é 21.º em mortes e 18.º em casos." "A epidemia do novo coronavírus tem 3 216 311 casos, números confirmados pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças, 25 045 são em Portugal. EUA, Brasil e Rússia são os países que reportaram mais novos casos nas últimas 24 horas. (…) No Reino Unido e na Bélgica morrem 16 em cada 100 pessoas infetadas, em França, o número sobe para 19. Alemanha e Portugal têm uma taxa de letalidade de 4 por cento. (…) Com o número de novos casos a aumentar noutras partes do mundo, Portugal baixou a posição na lista de países com mais casos contabilizados em números absolutos, ficando em 18.º, entre a Suíça e o Equador."

ÍNDIA: Reuters [13h45] | "Índia amplia o confinamento nacional." "Algumas atividades permanecerão proibidas em todo o país, independentemente da zona, informou o Ministério de Assuntos Internos em comunicado. Estão incluídas viagens aéreas, ferroviárias, metro e viagens interestaduais de pessoas por estrada; escolas e faculdades, hotéis, restaurantes, centros comerciais, salas de cinema e locais de culto."

PORTUGAL: CMTV [13h16] | Marta Temido destaca que a grande maioria dos infetados teve sintomas ligeiros. Na conferência de Imprensa diária, a ministra da Saúde, Marta Temido, explicou os números do dia e realçou o facto de 86 por cento dos infetados terem tido sintomas ligeiros. "Temos uma taxa de letalidade de 4 por cento e de 14,2 por cento nas pessoas acima dos 70 anos. Continuamos a ter 86 por cento dos casos confirmados e em tratamento em casa. Na verdade, temos 892 doentes internados, menos 76 do que ontem e 154 nos cuidados intensivos, menos 18 do que na véspera", enfatizou.

"Gostaria de sublinhar que, segundo o Instituto Ricardo Jorge, entre 23 e 27 de abril, o número médio secundário em função de um infetado (Rt) é de 0,92. Cerca de 86 por cento dos infetados têm sintomas ligeiros. Os casos graves e óbitos têm-se concentrado em pessoas acima dos 75 anos ou com outras patologias", completou Marta Temido.

Boletim DGS

PORTUGAL: CMTV [12h51] | Portugal ultrapassa as 1000 mortes por COVID-19. A Direção-Geral da Saúde já revelou os dados do dia. Portugal conta com 25 351 casos confirmados (mais 306 do que ontem), 1007 pessoas morreram por coronavírus (mais 18 em 24 horas) e 1647 doentes recuperaram (um incremento de 128 em relação ao dia anterior).

RÚSSIA: The Moscow Times [11h47] | Recorde diário: cerca de 8000 novos casos na Rússia. "A Rússia confirmou 7933 novas infeções por coronavírus nesta sexta-feira, elevando o número oficial de casos do país para 114 431 e marcando um novo aumento recorde de um dia. Até agora, foram registadas 1169 mortes através do coronavírus."

ESPANHA: El Mundo [11h41] | Mortes em Espanha seguem abaixo das 300 por dia. "O número de mortes com coronavírus nas últimas 24 horas é de 281, um pouco maior do que o registado na quinta-feira (268). O país soma 24 824 mortes desde o início da pandemia, enquanto as novas infeções foram de 1175, com um total de 215 216, de acordo com dados do Ministério da Saúde. O número atual de pacientes curados atingiu um total de 112 050 pessoas."

BÉLGICA: La Libre [11h04] | Mais 130 mortes em 24 horas. "Nesta sexta-feira, o centro nacional de crise e o Serviço Público de Saúde fizeram um balanço da evolução da epidemia de coronavírus na Bélgica. Foram relatadas 130 mortes nas últimas 24 horas, o que eleva o total para 7703 desde o início da crise sanitária. Houve 152 novos internamentos, para um total de 3386; os doentes recuperados são 11 982. Há um total de 49 032 casos detetados na Bélgica."

ÁFRICA DO SUL: Lusa [06h57] | "África do Sul inicia levantamento de restrições." "O uso de máscara passa hoje a ser obrigatório na África do Sul, num dia em que o Governo inicia um levantamento gradual das medidas de confinamento contra a pandemia provocada pelo novo coronavírus. O anúncio foi feito no passado sábado pela ministra dos Assuntos Tradicionais da África do Sul, Nkosazana Dlamini-Zuma, numa conferência de imprensa, referindo que a utilização de máscaras será obrigatória sempre que a população pretender sair de casa."

PORTUGAL: CMTV [00h05] | Proibição de deslocações entre concelhos em vigor. A partir das 00h00 de 1 de maio e até às 24h00 de 3 de maio é proibido viajar entre concelhos. A PSP e a GNR, tal como fizeram na época pascal, voltam a ter vários piquetes de intervenção e vão fiscalizar as viaturas que tentem sair de um concelho [o de residência] para outro em todo o território nacional. Para poder sair, o condutor tem de ter uma justificação para tal.

ALEMANHA: Instituto Robert Koch| Mais de 160 mil casos diagnosticados. A Alemanha ultrapassou os 160 mil casos positivos para coronavírus (160 758). Os óbitos estão perto dos 6500 (6481). O país tem cerca de 127 mil recuperados.

ESTADOS UNIDOS: Universidade Johns Hopkins | Mais de 2000 mortes num dia. A Universidade Johns Hopkins revelou que os Estados Unidos da América anunciaram 2053 óbitos nas últimas 24 horas. Os dados atualizados no país mostram 1 068 696 infetados e 62 906 mortes.

Ver todas as notícias de abril aqui.

Ver todas as notícias de março aqui.

Texto: Márcia Dores, Filipa Fernandes Garcia, Diogo Nascimento, Sónia Antunes e Marco Rebelo

Fotos: Tuttosport / Corriere dello Sport / The Guardian / Le Figaro / Mundo Deportivo / L'Équipe / AS / La Repubblica / El País / Portugal.gov.pt / UEFA / Twitter Roland Garros / Il Messaggero / Corriere della Sera / Liga Portugal / ACP / COI / Reuters / New York Times / The Telegraph / FIFA / De Telegraaf / Público / Expresso

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar