Covid-19

28 fevereiro 2022, 17h23

COVID-19

[EM ATUALIZAÇÃO]

Números de fevereiro: acompanhe aqui a divulgação diária do boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) em Portugal.

28 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [16h30] | Infeções voltam a diminuir. "Portugal registou 4209 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, mais 24 óbitos associadas à COVID-19 e um aumento nos internamentos em enfermaria, indicou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Segundo o boletim epidemiológico diário da Direção-Geral da Saúde (DGS), hoje estão internadas 1478 pessoas, mais 82 do que no domingo, enquanto nas unidades de cuidados intensivos continuam 102 doentes, embora nem todos os internamentos se devam à COVID-19, podendo ser motivados por outras patologias apesar da existência de infeção com SARS-CoV-2.

O número de casos ativos subiu hoje para 456 181, mais 3423 do que no domingo, e nas últimas 24 horas foram dadas como recuperadas 762 pessoas, para um total de 2 785 374 desde o início da pandemia.

O boletim de hoje deixou de contabilizar o número de pessoas em vigilâncias pelas autoridades de saúde, uma vez que os contactos de alto risco deixaram de estar isolamento."

27 DE FEVEREIRO

PORTUGAL: Rádio Renascença [16h42] | Desce o número de infetados. "Portugal regista, neste domingo, mais 7107 casos de COVID-19 e 38 óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

O número de infeções desce em relação a sábado, dia em que se registaram mais 9851 infeções. Lisboa e Vale do Tejo é a região que regista mais novos casos, seguida do Norte e do Centro, tal como no dia de ontem.

No total, 3 258 409 pessoas já estiveram infetadas com COVID-19 em Portugal desde o início da pandemia.

Há um aumento de casos ativos considerável. Neste domingo, registam-se apenas 612 pessoas recuperadas da COVID-19, o que significa um aumento de 6457 em casos ativos de infeção pelo coronavírus. No sábado, registou-se uma redução de quase 10 mil casos ativos.

Dos 38 óbitos registados, a zona Centro foi a mais afetada, com 10 das mortes registadas. Norte e Lisboa e Vale do Tejo registam 9 óbitos.

Nos hospitais, há mais 18 pessoas internadas e mais uma em cuidados intensivos. No total, 1396 pessoas estão internadas, 102 em UCI."

26 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: SIC Notícias [14h10] | Número de casos ativos e sob vigilância continua a diminuir. "Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 9851 contágios por SARS-CoV-2 e 28 óbitos, indica o boletim epidemiológico emitido neste sábado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Os internamentos continuam a diminuir e mais de 19 mil pessoas recuperaram da COVID-19.

A maior parte das novas infeções foi diagnosticada na região de Lisboa e Vale do Tejo (3398). Segue-se o Centro (2177), o Norte (1881), os Açores (694), o Algarve (643), o Alentejo (624) e a Madeira (434).

Das 28 mortes, nove aconteceram na região de Lisboa e Vale do Tejo, outras tantas no Norte, quatro no Algarve, três no Centro, duas nos Açores, e uma no Alentejo. A Madeira foi a única região que, nas últimas 24 horas, não registou vítimas.

Estão internadas 1378 pessoas (menos 123 do que ontem), das quais 101 (mais três) em unidades de Cuidados Intensivos.

O número de casos ativos e sob vigilância continua a diminuir. Há agora um total de 446 301 casos ativos (menos 9932) e 426 472 sob vigilância (menos 12 161).

Destaque ainda para mais 19 755 recuperados nas últimas 24 horas, fixando em 2 784 000 o número total desde o início da pandemia."

25 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [15h48] | Internamentos continuam a decrescer. "Portugal registou 10 376 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 em 24 horas, e 32 mortes associadas à COVID-19. Registou-se uma nova redução nos internamentos em enfermaria e em cuidados intensivos, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Há agora menos 59 pessoas internadas em enfermaria (num total de 1501 internamentos) e menos oito em cuidados intensivos (são 98, no total).

Recuperaram da doença 22 645 pessoas, havendo menos 12, casos ativos (num total de 456 233 casos ativos em simultâneo).

A nível nacional há 2222,5 casos de infeção por SARS-CoV-2/ COVID-19 por 100 000 habitantes. No Continente são 2157,4 casos por cem mil habitantes.

Na quarta-feira, data de atualização deste indicador, havia, a nível nacional, 2533,7 casos por 100 mil habitantes. No continente, a incidência é agora de 2470,4 casos por 100 mil habitantes.

O índice de transmissibilidade é de 0,73 a nível nacional e de 0,71 no continente. Já o índice de transmissibilidade, ou R(t), aumentou ligeiramente. Este indicador estava em 0,72, enquanto no continente estava fixado nos 0,70.

A região de Lisboa e Vale do Tejo volta a registar o maior número de casos, com 3559 casos e 14 mortos."

24 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: Diário de Notícias [15h42] | Menos internamentos. "O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado nesta quinta-feira indica que Portugal registou 11 636 novos casos de COVID-19 nas últimas 24 horas.

O maior número de novas infeções foi registado em Lisboa e Vale do Tejo (3637), seguido pelo Centro (2574), Norte (2490), Açores (859), Alentejo (775) e Algarve (739).

O relatório indica ainda que foram declaradas 19 mortes, sendo que seis foram em Lisboa e Vale do Tejo, cinco no Norte, quatro no Algarve, três no Centro e uma na Madeira.

No que diz respeito a hospitais, há agora 1560 internados (menos 86 que no dia anterior), dos quais 106 em unidades de cuidados intensivos (menos 5 do que na véspera).

Há neste momento 468 534 casos ativos em Portugal (mais 2026 que no dia anterior). Há mais 9591 doentes recuperados e 448 694 contactos em vigilância (menos 10 640)."

23 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [14h30] | Internamentos e incidência em queda. "Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 13 158 casos de COVID-19 e 28 mortes associadas à doença. Os internamentos diminuíram, assim como a incidência.

De acordo com o mais recente boletim epidemiológico, Portugal tem hoje menos 117 doentes nos hospitais com COVID-19, nomeadamente menos dez em unidades de cuidados intensivos (UCI). No total, estão hoje internados 1646 doentes, dos quais 101 em UCI.

Nas últimas 24 horas, recuperaram da doença mais 14 500 pessoas, aumentando o total de recuperados para 2 732 009. Há ainda menos 1370 casos ativos e menos 15 570 contactos em vigilância.

Do total de novos casos, 4745 foram registados em Lisboa e Vale do Tejo, 2747 na região norte, 2647 no centro, 917 no Algarve e 859 no Alentejo. Foram ainda confirmadas mais 799 infeções nos Açores e 444 na Madeira.

Relativamente aos óbitos, 11 foram reportados na região centro, nove em Lisboa e Vale do Tejo, seis no norte, um no Alentejo e um no Algarve.

Desde que foi identificado o primeiro caso de COVID-19 em Portugal, já foram confirmadas 3 219 439 infeções e 20 922 mortes.

O boletim desta quarta-feira confirma ainda a tendência decrescente da incidência a 14 dias da COVID-19. A nível nacional, este indicador passou de 2934,0 casos por 100 mil habitantes para 2533,7 casos. No continente, a incidência é agora de 2470,4 casos por 100 mil habitantes (na última atualização era de 2890,9 casos).

Já o índice de transmissibilidade, ou R(t), aumentou ligeiramente a nível nacional. Este indicador passou de 0,71 para 0,72, enquanto no continente continua fixado nos 0,70."

22 DE FEVEREIRO

Boletim DGS

PORTUGAL: RTP1 [15h01] | 28 mortos e 13 103 novos casos. "Portugal contabilizou mais 13 103 casos e 28 óbitos por COVID-19 em 24 horas, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. Há a registar uma nova diminuição de internamentos: menos 69 em enfermaria e menos três doentes em cuidados intensivos.

Há nesta altura 1763 pessoas internadas com COVID-19, das quais 111 em cuidados intensivos. O número de mortos chega agora aos 20 894 desde o início da pandemia.

Registaram-se em 24 horas 20813 pessoas recuperadas da doença, o que representa uma diminuição de 7738 casos ativos (estão ativos 467 878 casos de COVID-19 no país).

Lisboa e Vale do Tejo é a região com mais casos (4024), tendo registado 12 óbitos. Segue-se a região Norte com 3275 casos e 10 mortes.

A incidência nacional permanece nos 2934 casos de infeção por SARS-CoV-2 por cem mil habitantes e um índice de transmissibilidade nacional de 0,71, já que estes dados não são atualizados à terça-feira."

21 DE FEVEREIRO

Boletim

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h09] | Mais 35 mortes e 5789 novos casos. Incidência e Rt descem. " Nos hospitais portugueses, no conjunto de enfermarias e cuidados intensivos, há esta segunda-feira 1 832 pessoas internadas com COVID-19, mais 44 em relação ao boletim de domingo.

Portugal regista esta segunda-feira mais 35 mortes e 5789 novos casos de COVID-19, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A taxa de incidência e o índice de transmissibilidade (Rt) desceram em relação à última atualização realizada na sexta-feira.

taxa de incidência nacional passa de 3853,1 para 2934,0 casos por 100 mil habitantes. No continente também cai de 3833,4 para 2890,9 casos.

Rt nacional desce de 0,74 para 0,71 e no continente reduz de 0,73 para 0,70, o que significa que cada doente com COVID-19 infeta, em média, menos de uma pessoa.

Nos hospitais portugueses, no conjunto de enfermarias e cuidados intensivos, há esta segunda-feira 1832 pessoas internadas com COVID-19, mais 44 em relação ao boletim de domingo.

Analisando apenas as unidades de cuidados intensivos, estão internadas menos duas pessoas, num total de 114.

Portugal tem agora 475 mil casos ativos da doença, menos 14 mil em comparação com o dia anterior. Em contactos de vigilância há 490 mil utentes, uma redução de 15 mil.

Somados os casos ativos e os contactos de vigilância, esta segunda-feira há 965 mil pessoas em isolamento em todo o país.

Recuperaram da COVID-19 no último dia um total de 19 997 pessoas.

Desde a chegada da pandemia a Portugal, em março de 2020, estão confirmadas 20 866 mortes, três milhões 193 mil casos e dois milhões 696 mil recuperados.

Numa análise por regiões, Lisboa e Vale do Tejo é a região mais afetada esta segunda-feira, com mais 12 mortes e 2161 novos casos. O Norte tem 12 óbitos e 1392 infeções.

A região Centro contabiliza cinco mortes e 871 novos casos, o Alentejo dois óbitos e 251 infeções e o Algarve duas mortes e 382 casos.

Nas regiões autónomas, os Açores registam duas mortes e 384 casos e a Madeira nenhum óbito e 348 infeções."

20 DE FEVEREIRO

Boletim DGS

PORTUGAL: RTP1 [14h22] | Mais 35 óbitos e 9360 novos casos. "Portugal contabilizou mais 9 360 casos e 35 óbitos por COVID-19 nas últimas 24 horas. Há ainda a registar uma nova diminuição de internamentos: menos 11 em enfermaria e menos dois doentes em cuidados intensivos.

Há, nesta altura, 1788 pessoas internadas com COVID-19, das quais 116 em cuidados intensivos. O número de mortos chega agora aos 20 831 desde o início da pandemia.

Houve no país um total de 3 187 389 casos de infeção nos últimos dois anos, desde que o SARS-CoV-2 foi detetado pela primeira vez em Portugal.

Lisboa e Vale do Tejo é a região com mais casos (2922), tendo registado 12 óbitos. Segue-se a região Norte com 2408 casos e 12 mortes, a região Centro com 1857 casos e seis óbitos, Algarve com um óbito e 663 casos e Alentejo com 531 casos e três óbitos.

Nas regiões autónomas, os Açores contabilizaram 532 novos casos e a Madeira registou um óbito e 447 casos."

19 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: Rádio Renascença [15h16] | Número de internamentos continua a baixar. "Portugal regista mais 37 mortes e 14 160 novos casos de COVID-19, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Estão internadas 1799 pessoas, menos 137 do que na sexta-feira, enquanto nas unidades de cuidados intensivos estão 118 pessoas (menos nove), embora nem todos os internamentos se devam à COVID-19, podendo ser motivados por outras patologias apesar da existência de infeção com SARS-CoV-2.

O número de casos ativos diminuiu hoje para 504 185, menos 12 705 do que na sexta-feira e, nas últimas 24 horas, foram dadas como recuperadas 26 828 pessoas, para um total de 2 653 049 desde o início da pandemia.

A região com maior número de novas infeções foi Lisboa e Vale do Tejo com 4505 seguido pelo Norte (3194), Centro (2624), Açores (1525) Alentejo (907), Algarve (836) e Madeira (569)."

18 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: SIC Notícias [17h17] | Incidência e Rt mantêm tendência de descida. "Nas últimas 24 horas, o país registou mais 15 482 novos casos de infeção pelo SARS-CoV-2 e 51 óbitos, indica nesta sexta-feira o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Quanto à incidência e ao Rt, terminam a semana a descer.

Lisboa e Vale do Tejo foi única região que reportou acima de cinco mil casos (5272). Na região Norte, há mais 4073 infeções por SARS-CoV-2, no Centro mais 3014, no Algarve 1021 e mais 926 casos no Alentejo. Das ilhas chegam, esta sexta-feira, mais 650 contágios nos Açores e 526 na Madeira.

Também o número de internamentos continua a diminuir. Há, neste momento, 1936 pessoas hospitalizadas (menos 86 do que ontem), das quais 127 em unidades de Cuidados Intensivos (menos cinco).

Nas últimas 24 horas, recuperaram da COVID-19 mais 36 710 pessoas, fazendo subir para 2 626 220 o número total desde o início da pandemia.

Mantendo a tendência da semana, a incidência e o índice de transmissibilidade (Rt) continuam a diminuir. Na matriz de risco, hoje atualizada pela DGS, ambos se situam no amarelo.

A incidência é agora de 3853,1 casos por 100 mil habitantes (era de 4390,9 casos na última atualização) a nível nacional e de 3833,4 casos no continente (era de 4385,9 casos).

O Rt também desceu, tendo atualmente um valor de 0,74 a nível nacional e de 0,73 no continente. Na última atualização, feita pela DGS na quarta-feira, era de 0,76 e 0,75, respetivamente."

17 DE FEVEREIRO

COVID-19, relatório de situação, DGS

PORTUGAL: SIC Notícias [14h07] | Internamentos continuam a diminuir. "Nas últimas 24 horas, o país registou mais 16 488 novas infeções e 42 óbitos devido ao SARS-CoV-2, indica o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado nesta quinta-feira. Destaque ainda para o número de internamentos, que continua a diminuir.

A região de Lisboa e Vale do Tejo foi a que registou mais novos casos (5725). Segue-se o Norte (4390), o Centro (3145), e mais atrás surge o Algarve (998), Alentejo (942) e as ilhas, os Açores reportaram mais 743 infeções e a Madeira 545.

Os internamentos mantêm a tendência de descida dos últimos dias. Neste momento, estão 2022 pessoas hospitalizadas (menos 119 em relação a ontem), das quais 132 em unidades de Cuidados Intensivos (menos dez).

Destaque também para os recuperados. Nas últimas 24 horas, mais 14 760 pessoas recuperaram da COVID-19, fazendo subir o número total desde o início da pandemia para 2 589 510.

Há agora 538 169 (mais 1686) casos ativos e 545 242 (menos 15 874) contactos sob vigilância.

Com esta atualização, sobe para 3 148 387 o número total de contágios e para 20 708 o de óbitos desde o início da pandemia em Portugal."

16 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [14h30] | Internamentos voltam a descer. "Há mais 20 041 infeções e 46 vítimas mortais devido à COVID-19, nas últimas 24 horas. Há ainda a registar menos 352 casos ativos, menos 13 672 contactos em vigilância e mais 20 347 recuperados.

Lisboa e Vale do Tejo voltou a reportar a maioria dos novos casos, com 6831 novas infeções. Segue-se a região Norte com mais 5594 casos, a região Centro com 3819, o Algarve com 1371 e o Alentejo com 1060. Também nos Açores há 797 novos casos e na Madeira mais 569.

Os internamentos voltam a descer. Estão internados 2141 doentes com COVID-19, menos 129 do que ontem, e 142 em unidades de cuidados intensivos, menos cinco do que ontem.

Quanto à matriz de risco, atualizada nesta quarta-feira, o boletim epidemiológico indica que o R(t) baixou para 0,76 a nível nacional e 0,75 a nível do continente e a incidência baixou para 4390,9 casos por cada 100 mil habitantes a nível nacional e 4385,9 no continente.

Desde o início da pandemia há um total de 3 131 899 casos confirmados de infeção por SARS-CoV-2 e 20 666 vítimas mortais devido à COVID-19."

15 DE FEVEREIRO

Boletim DGS

PORTUGAL: RTP1 [14h40] | Mais 55 mortes e 18 135 casos. "Portugal reportou, em 24 horas, mais 18 135 casos de COVID-19 e 55 mortes associadas à doença. Os internamentos desceram, tal como o número de casos ativos e em vigilância.

De acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), divulgado ao início da tarde desta terça-feira, Portugal tem 2270 doentes internados (menos 94 do que no dia anterior), dos quais 147 em unidades de cuidados intensivos (menos um do que na véspera).

Desde segunda-feira, recuperaram da doença mais 30 112 pessoas, aumentando o total de recuperados para 2 554 403. 

Existem esta terça-feira 536 835 casos ativos (menos 12 032) e 574 788 contactos em vigilância (menos 14 501).

Do total de novos casos, 5592 foram registados em Lisboa e Vale do Tejo, 5247 na região norte, 4011 no centro, 1132 no Alentejo e 981 no Algarve. Foram ainda confirmadas mais 629 infeções nos Açores e 543 na Madeira.

Relativamente aos óbitos, 19 foram reportados em Lisboa e Vale do Tejo, 17 na região norte, dez no centro, três no Alentejo e um no Algarve. Nas regiões autónomas, foram confirmadas mais quatro mortes nos Açores e mais uma na Madeira.

A incidência a 14 dias encontra-se atualmente em 4986,6 casos de COVID-19 por 100 mil habitantes a nível nacional e em 5000,0 casos no continente. Já o índice de transmissibilidade, ou R(t), é de 0,81 a nível nacional e de 0,80 no continente.

Desde que foi identificado o primeiro caso de COVID-19 em Portugal, já foram confirmadas 3 111 858 infeções e 20 620 mortes associadas à doença."

14 DE FEVEREIRO

Boletim DGS

PORTUGAL: Rádio Renascença [13h55] | R e incidência descem em dia com mais 35 mortos e subida de internados. "Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 35 mortos e 8463 infetados com COVID-19. O valor do R(t), índice de transmissibilidade, desceu de 0,88 para 0,81, assim como a incidência desceu de 6.099,6 para 4989,6 casos por 100 mil habitantes.

Em sentido contrário, há um aumento do número de internados. Há agora 2364 pessoas internadas com COVID nos hospitais portugueses, mais 66 do que ontem, das quais 148 em cuidados intensivos (menos sete).

A maioria das vítimas mortais tinha mais de 80 anos (22), mas há também a registar uma morte na faixa etária entre os 20 e os 29 anos. Há ainda a lamentar seis mortos na faixa entre os 70 e os 79 anos, duas entre os 60 e os 69 anos, três entre os 50 e os 59 anos e uma entre os 30 e os 39 anos.

A região Norte continua a ser a zona do país com maior número de infeções (2764), seguida de Lisboa e Vale do Tejo (2529) e o Centro com (1333). As restantes regiões do país estão abaixo das mil novas infeções: o Algarve tem 680, a Madeira 474, os Açores 370 e o Alentejo 313.

Por distribuição etária, as crianças entre os 10 e os 19 anos são as que registam maior aumento de casos, 1418, seguidos da faixa etária imediatamente inferior, ente os 1 e os nove anos, com 1274.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 3 093 723 casos da doença, dos quais 20 565 morreram e 2 524291 conseguiram recuperar."

13 DE FEVEREIRO

Boletim DGS

PORTUGAL: RTP1 [15h38] | Mais 16 132 casos e 38 mortes em 24 horas. "Foram registados, nas últimas 24 horas, mais 16 132 casos de infeção pelo novo coronavírus e 38 vítimas mortais da COVID-19. Os internamentos registaram um aumento: há agora 2298 pessoas hospitalizadas.

Segundo o mais recente boletim da Direção-Geral da Saúde, há esta segunda-feira mais 16 132 casos de infeção no País, elevando o total desde o início da pandemia para 3 085 260.

Deram-se ainda mais 38 mortes por COVID-19 no último dia, aumentando para 20 530 o total acumulado em todo o território português.

Já as recuperações, nas últimas 24 horas, foram 31 579, passando o total para 2 495 002.

Dos novos casos de infeção registados, 5113 ocorreram na região Norte, 3042 no Centro, 5293 em Lisboa e Vale do Tejo, 761 no Alentejo, 870 no Algarve, 647 nos Açores e 406 na Madeira.

Dos óbitos, 15 deram-se no Norte do país, oito no Centro, dez em Lisboa e Vale do Tejo, três no Alentejo, um no Algarve e um nos Açores.

Os dados das autoridades de saúde dão ainda conta de uma subida nos internamentos: há agora 2 298 pessoas com COVID-19 hospitalizadas, mais 66 do que na véspera.

Em Unidades de Cuidados de Intensivos encontram-se 155 doentes, menos cinco do que no sábado."

12 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: SIC Notícias [14h26] | 19 436 novos casos de infeção. "Portugal registou nas últimas 24 horas 19 436 novas infeções com o coronavírus SARS-CoV-2, mais 50 mortes associadas à COVID-19 e uma nova redução nos internamentos, indicou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Das 50 mortes registadas nas últimas 24 horas, 28 ocorreram na região Norte, 11 no Centro, oito em Lisboa e Vale do Tejo, duas no Algarve e uma no Alentejo.

Segundo o boletim epidemiológico diário, hoje estão internadas 2232 pessoas, menos 100 do que na sexta-feira, enquanto nas unidades de cuidados intensivos está mais um doente, num total de 160.

O número de casos ativos diminuiu em 24 horas, havendo agora 585 213, menos 15 111 do que na sexta-feira.

Foram dadas como recuperadas 34 497 pessoas, totalizando 2 463 423 recuperados desde o início da pandemia.

Nas últimas 24 horas, o número de contactos em vigilância registou uma redução de 12 332 pessoas, totalizando agora 615 777.

Segundo a DGS, desde março de 2020 foram registados em Portugal 3 069 128 casos de infeção com o SARS-CoV-2 e foram declaradas 20 492 mortes associadas à COVID-19.

O Norte continua a ser a região do país com mais novos casos diários, com mais 6382 infeções, seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo, com mais 5.778, o Centro (3640), o Algarve (1292), o Alentejo (1125) os Açores (786) e a Madeira (433).

Desde o início da pandemia, em março de 2020, a região de Lisboa e Vale do Tejo registou 1 091 101 casos e 8558 mortes.

Na região Norte registaram-se 1 180 020 infeções e 6249 óbitos e a região Centro tem agora um total acumulado de 452 325 infeções e 3631 mortes.

O Algarve totaliza 121 849 contágios e 660 óbitos e o Alentejo soma 106 150 casos e 1143 mortos por COVID-19.

A Região Autónoma da Madeira soma desde o início da pandemia 70 638 infeções e 176 mortes e o arquipélago dos Açores 47 045 casos e 75 óbitos.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS."

11 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [16h03] | Índice de transmissibilidade continua em queda. "Há mais 24 271 casos de COVID-19 e 41 mortos devido à infeção pelo SARS-CoV-2 em Portugal, nas últimas 24 horas.

Segundo o boletim epidemiológico desta sexta-feira, há menos 16 461 casos ativos, mais 40 691 recuperados e menos 10 679 contactos em vigilância.

Com 7835, a região Norte reportou a maioria dos casos. Lisboa e Vale do Tejo registou mais 7103 infeções, o Centro 4865, no Algarve 1694, no Alentejo 1274.

Também nos Açores se contabilizaram mais 1021 infeções e na Madeira 479.

Ao dia de hoje, estão internados 2332 doentes devido à COVID-19, menos 34 do que ontem. Em Unidades de Cuidados Intensivos estão 159 doentes, menos nove.

Segundo a atualização mais recente, o índice de transmissibilidade do vírus, designado por R(t), desceu para 0,88 a nível nacional e também no território continental.

Também a incidência desceu para 6099,6 a nível nacional e 6133,0 casos de infeção por cada 100 mil habitantes em território continental."

10 DE FEVEREIRO

Boletim DGS

PORTUGAL: SIC NOTÍCIAS [16h30] | Mais 27 651 casos e 47 mortes. O último balanço da Direção-geral da Saúde indica ainda que os internamentos continuam a descer. "Portugal registou nas últimas 24 horas mais 27 651 casos e 47 mortes por COVID-19, segundo o boletim divulgado esta quinta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Em relação aos internamentos, estão hospitalizados 2366 doentes (menos 69) e 168 (mais cinco) em Unidades de Cuidados Intensivos.

Nas últimas 24 horas, 17 526 pessoas recuperaram da doença, fazendo subir para 2 388 235 o número total desde o início da pandemia no país.

Norte do país continua a registar o maior número de casos de COVID-19, com mais 9120 e o maior número de mortes, com mais 18 óbitos esta quinta-feira. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 1 078 220 casos confirmados, somando 8520 esta quinta-feira.

A incidência de infeções com o coronavírus SARS-CoV-2 em Portugal desceu na quarta-feira para 6562,1 casos por 100 mil habitantes e o índice de transmissibilidade (Rt) voltou a baixar para os 0,92.

Segundo o boletim diário sobre a evolução da pandemia de COVID-19 em Portugal, a taxa de incidência a nível nacional passou de 6901,0 casos de infeção por 100 mil habitantes a 14 dias na segunda-feira para os 6562,1 contabilizados quarta-feira.

Considerando apenas Portugal continental, este indicador registou também uma descida de 6953,7 para 6610,1 casos por 100 mil habitantes.

O Rt – que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de cada pessoa portadora do vírus – e que estava nos 0,97 na segunda-feira, voltou esta quarta-feira a descer tanto a nível nacional como também em Portugal continental, ficando agora nos 0,92, abaixo do limiar de 1.

Os dados do Rt e da incidência de novos casos por 100 mil habitantes a 14 dias – indicadores que compõem a matriz de risco de acompanhamento da pandemia – são atualizados pelas autoridades de saúde à segunda-feira, à quarta-feira e à sexta-feira."

9 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: Expresso [14h21] | Descida do índice de transmissibilidade para 0,92. "O boletim COVID-19 da Direção-Geral da Saúde dá conta, nesta quarta-feira, de mais 52 mortes, 34 023 novos casos e 27 261 recuperados nas últimas 24 horas. Olhando para os casos ativos, são agora 606 707 (mais 6710 do que ontem), a que se juntam 646 368 contactos em vigilância (menos 9152 do que no domingo): ou seja, 1 253 075 pessoas em isolamento.

Trata-se do número de vítimas mortais mais alto dos últimos seis dias, mas apenas marginalmente acima da média diária de fevereiro (49,9). A média dos últimos 30 dias é de 40,7 mortes. Entre os 52 óbitos que constam no boletim da DGS desta quarta-feira, 38 foram declarados em pessoas com 70 ou mais anos e sete foram registados no grupo etário 70-79.

O número de novos casos é o mais alto dos últimos quatro dias, mas uma comparação com o mesmo dia da semana passada (54 693 testes positivos) parece confirmar o declínio da pandemia em Portugal. Esta é, aliás, a quarta-feira com menos casos do ano – é necessário recuar a 29 de dezembro de 2021 para encontrar um valor inferior (26 867).

Já os internamentos subiram: há agora mais 16 doentes com COVID-19 em enfermaria, o que eleva o total para 2435 internados nos hospitais do país, dos quais 163 estão em unidades de cuidados intensivos, onde há menos oito camas ocupadas – este é o terceiro dia consecutivo em que decrescem os internados em UCI.

A matriz de risco, atualizada esta quarta-feira, indica uma descida do índice de transmissibilidade, o R(t), para 0,92 quer a nível nacional, quer no continente. A incidência desce para 6562,1 casos por 100 mil habitantes em todo o território nacional e para 6610,1 no continente. Na última atualização, na segunda-feira-feira, o R(t) era de 0,97 no país e no continente, enquanto a incidência se situava nos 6901,0 a nível nacional, e nos 6953,7 no continente.

O R(t) indica o número de pessoas a quem é transmitido o vírus por cada pessoa infetada: ou seja, um valor de 1 indica que, por cada há 100 infetados, há mais 100 pessoas que são contaminadas. Estando este índice abaixo de 1 – o que já não acontecia desde outubro de 2021 – isso quer dizer que número de novos casos está em redução.

Desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020, quando foi detetado o primeiro caso de COVID-19, as autoridades de saúde já identificaram 2 997 770 infeções, 20 354 óbitos e 2 370 709 recuperados."

8 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [14h43] | 30 757 novos casos de infeção. "Foram registados, nas últimas 24 horas, mais 30 757 casos de infeção pelo novo coronavírus e 44 vítimas mortais da COVID-19. Os dados das autoridades de saúde apontam ainda para uma redução dos internamentos em enfermaria, havendo esta terça-feira menos 141 pessoas hospitalizadas do que na véspera.

Segundo o mais recente boletim da Direção-Geral da Saúde, há nesta segunda-feira mais 30 757 casos de infeção no país, elevando o total desde o início da pandemia para 2 963 747.

Deram-se ainda mais 44 mortes por COVID-19 no último dia, aumentando para 20 302 o total acumulado em todo o território português.

Já as recuperações, nas últimas 24 horas, foram 38 863, passando o total para 2343 448.

Dos novos casos de infeção registados, 10 725 ocorreram na região Norte, 6710 no Centro, 8935 em Lisboa e Vale do Tejo, 1547 no Alentejo, 1176 no Algarve, 1152 nos Açores e 512 na Madeira.

Dos óbitos, 14 deram-se no Norte do país, nove no Centro, 12 em Lisboa e Vale do Tejo, um no Alentejo, seis no Algarve e dois na Madeira.

Os internamentos no país registaram uma queda acentuada nas últimas 24 horas: estão agora 2419 pacientes com COVID-19 hospitalizados, menos 141 do que na véspera.

Em Unidades de Cuidados de Intensivos encontram-se 171 doentes, menos sete do que no dia anterior."

7 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: Rádio Renascença [15h05] | R abaixo de 1 em dia com 17 019 infetados. "Nas últimas 24 horas, Portugal voltou a registar uma nova quebra do índice de transmissibilidade. O valor do R(t) desceu de 1,05 para 0, 97.

O documento aponta ainda para mais 36 mortos e 17 019 novas infeções. Há, no entanto, mais internados. Nos hospitais portugueses há, neste momento, 2560 pessoas internadas com COVID-19, mais 49 do que ontem, dos quais 178 em cuidados intensivos (menos dois).

O número de casos ativos recuou. Há agora 608 147 infeções, menos 20 663.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 2 932 990 casos da doença, dos quais, 20 258 acabaram por morrer e 2 304 585 conseguiram recuperar."

6 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [14h24] | 31 431 novos casos de infeção. "Nas últimas 24 horas registaram-se mais 51 mortos e 31 431 novos casos de infeção por COVID-19. Os internamentos aumentaram, estão mais 102 pessoas em enfermaria e mais 11 em UCI.

Segundo o boletim epidemiológico diário, hoje estão internadas 2511 pessoas, mais 102 do que no sábado, maior valor desde 25 de fevereiro de 2021, e 180 estão em unidades de cuidados intensivos, mais 11, sendo que nem todos os internamentos se devem à COVID-19, podendo ser motivados por outras patologias apesar da existência de infeção com SARS-CoV-2.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, já morreram em Portugal 20 222 pessoas com COVID-19 e foram confirmadas 2 915 971 infeções com o vírus que provoca a doença, estando neste momento ativos 628 810 casos (menos 9011 do que na véspera).

Há ainda a registar mais 40 391 casos recuperados nas últimas 24 horas, o que eleva o total para 2 266 939.

A região norte é a que regista um maior número de infetados com 11 277. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo com 9839, centro com 5846. O Algarve conta com mais 1637 novas infeções e o Alentejo com 1239.

Nas regiões autónomas, os Açores reportam mais 1213 novos infetados e a Madeira 430.

Quanto ao número de óbitos, 16 ocorreram na região Norte, 13 em Lisboa, 12 no centro, quatro no Alentejo e outros quatro no Algarve. Os Açores registaram mais dois mortos."

5 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: SIC NOTÍCIAS [14h13] | 41 511 novos casos de infeção. "Portugal registou nas últimas 24 horas mais 41 511 casos e 44 mortes associadas à COVID-19, de acordo com o boletim epidemiológico da DGS divulgado neste sábado.

Em relação aos internamos, estão hospitalizados 2409 doentes (menos 36), dos quais 169 (menos 5) em unidades de Cuidados Intensivos.

Nas últimas 24 horas, 46 439 mil pessoas recuperaram da doença, fazendo subir para 2226.548 o número total desde o início da pandemia no país.

Ainda de acordo com o relatório da DGS há 637 821 casos ativos (mais 4972) e 665 706 contactos sob vigilância (mais 5359).

Com esta atualização, Portugal contabiliza um total de 2 884 540 casos confirmados e 20 171 mortes por COVID-19 desde o início da pandemia."

4 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [14h35] | R(t) apresenta uma tendência decrescente. "Há mais 47 199 infetados com o SARS-CoV-2 e 50 vítimas mortais da COVID-19 em Portugal. Segundo o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde, divulgado ao início da tarde desta sexta-feira, a incidência continua a aumentar, mas o R(t) apresenta uma tendência decrescente, sendo de 1,05 a nível nacional e no continente.

Registam-se mais 680 casos ativos, 46 469 recuperados da infeção e 7285 contactos em vigilância.

Com 18 103 novos casos, a região Norte continua a reportar o maior número de infeções diárias. Seguem-se Lisboa e Vale do Tejo com 13 981 casos, o Centro com 9198, o Algarve com 2200 e o Alentejo com 1952. O boletim indica ainda que nos Açores se contabilizaram, em 24 horas, 1191 novos casos e na Madeira 574.

Desde quinta-feira, os internamentos por COVID-19 voltaram a aumentar: há mais cinco doentes em enfermaria (um total de 2445) e mais 19 em cuidados intensivos (174 no total).

A matriz de risco foi atualizada nesta sexta-feira e divulgada no boletim epidemiológico. Os dados revelam, então, que a incidência continua a aumentar, sendo de 7163,7 casos por 100 mil habitantes a nível nacional e de 7207,0 no continente.

Já o risco de transmissibilidade, ou R(t), continua numa tendência decrescente. Ao dia de hoje é de 1,05, tanto a nível nacional como no continente.

Foram já reportados, desde o início da pandemia, 2 843 029 de infeções por SARS-CoV-2 e 20 127 óbitos associados à COVID-19."

3 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: RTP [14h20] | 50 447 novos casos de infeção. "Portugal registou mais 50 447 casos de infeção e 53 vítimas mortais por COVID-19, nas últimas 24 horas. Internamentos em Unidades de Cuidados Intensivos voltam a aumentar.

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde indica que, nesta quinta-feira, há mais 50 447 casos de infeção em Portugal e mais 53 óbitos devido à COVID-19. O relatório mostra ainda que há mais 29 100 casos ativos, 21 294 recuperados e 7365 novos contactos em vigilância.

O Norte do país continua a ser a região com mais casos diários, tendo reportado em 24 horas 20 279 novas infeções. Já Lisboa e Vale do Tejo reportou 14 293, no Centro do país contabilizaram-se mais 9455, no Alentejo 2272 e no Algarve 2103.

O mesmo documento indica que nos Açores foram reportados mais 1511 casos e na Madeira 534.

Nesta quinta-feira, estão internadas 2440 pessoas com COVID-19 em enfermaria, menos dois doentes do que ontem. E em Unidades de Cuidados Intensivos estão 155, mais seis nas últimas 24 horas."

2 DE FEVEREIRO

DGS, relatório de situação COVID-19

PORTUGAL: Rádio Renascença [14h51] | 54 693 novos casos de infeção. "Portugal regista nesta quarta-feira mais 56 mortes e 54 693 novos casos de COVID-19, indica o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O R baixou de 1,13 para 1,09, o que significa que cada infetado com COVID-19 contamina em média mais do que uma pessoa. Já a incidência volta a aumentar.

O número de internados em enfermarias e cuidados intensivos é de 2442 doentes, mais cinco em comparação com o dia anterior. Analisando apenas as unidades de cuidados intensivos, há menos seis pacientes internados, num total de 149.

Recuperaram da doença 33 989 pessoas nas últimas 24 horas.

O número de casos ativos aumentou para 613 mil. São mais 6215 em comparação com o boletim de ontem. Há mais 6130 contactos de vigilância.

Na soma dos casos ativos e dos contactos de vigilância, há um milhão e 231 mil pessoas em isolamento por causa da COVID-19.

A taxa de incidência nacional está nos 6836, 6 casos de Covid-19 por 100 mil habitantes. No continente é de 6848,7 casos."

1 DE FEVEREIRO

Relatório Diário Covid-19

PORTUGAL: RTP [14h45] | 50 888 novos casos de infeção. "Portugal regista mais 50 888 casos de infeção por SARS-CoV-2 e 63 vítimas mortais devido à COVID-19, nas últimas 24 horas. De acordo com o boletim desta terça-feira, os internamentos diminuíram desde ontem.

Segundo o relatório epidemiológico da Direção-Geral da Saúde, registaram-se mais 6 215 casos ativos, 6 130 novos contactos em vigilância e 44 610 recuperados, nas últimas 24 horas.

A região Norte voltou a reportar a maioria das novas infeções: 19 872 novos casos em 24 horas. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 14 243 novos casos, a região Centro com 10 625, o Alentejo com 1 887 e o Algarve com mais 1 738.

Também se registaram mais 1 542 infeções nos Açores e 981 na Madeira.

Contrariamente aos dados de segunda-feira, houve um decréscimo do número de doentes COVID internados. Esta terça-feira estão em enfermaria 2 437 doentes, menos 32 do que ontem, e 155 em Unidades de Cuidados Intensivos, menos cinco do que a atualização anterior.

Desde o início da pandemia, Portugal já contabilizou um total de 2 690 690 casos de COVID-19 e 19 968 óbitos devido à infeção provocada pelo coronavírus." 

Ver números de janeiro AQUI.

Ver números de dezembro AQUI.

Ver números de novembro AQUI.

Ver números de outubro AQUI.

Ver números de setembro AQUI.

Ver números de agosto AQUI.

Ver números de julho AQUI.

Ver números de junho AQUI.

Ver mais informação COVID-19 AQUI.

Texto: Redação
Fotos: Arquivo
Última atualização: 28 de fevereiro de 2022

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar