Futebol

17 junho 2020, 23h15

Bruno Lage

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA

Foi com uma reviravolta emocionante que o Benfica chegou ao triunfo e aos consequentes 64 pontos na Liga NOS. As águias venceram o Rio Ave (1-2), em jogo da 27.ª ronda, e para Bruno Lage o resultado corroborou a exibição consistente do Clube da Luz.

Na conferência de Imprensa de análise ao desafio da 27.ª jornada da Liga NOS, o técnico explicou as várias dinâmicas apresentadas ao longo dos 90 minutos e ainda teceu alguns comentários sobre a decisão de a "final oito" da Liga dos Campeões se realizar em Lisboa.

Weigl

Sentir que os três pontos não fugiam

"Foi um grande jogo! Uma grande exibição da nossa parte. Às vezes as pessoas perguntam, na dúvida, se os jogadores estão com o treinador, e vocês viram o que esta rapaziada hoje correu, lutou e jogou em prol daquilo em que nós acreditamos. Há um ano tudo começou com o Rio Ave, curiosamente com uma reviravolta, hoje eu senti isso, depois do golo [do adversário], depois de todas as contrariedades que aconteceram na primeira parte, senti que íamos vencer o jogo, pela coragem, pela vontade de jogar e pela forma como pressionámos o Rio Ave durante os 90 minutos de jogo. Uma vitória muito importante que nos coloca em igualdade numérica com o FC Porto, e faltam sete jornadas. Acredito muito no trabalho que fazemos diariamente para chegar ao jogo e replicarmos aquilo que fazemos no treino."

Seferovic

As várias dinâmicas apresentadas

"Há várias formas de interpretar. Às vezes olham muito se [no ataque] é o Vinícius, se é o Seferovic, ou o Dyego… Hoje tivemos Dyego no meio, Pizzi, Rafa e os dois laterais bem abertos, ou seja, são dinâmicas. Olhamos muito para aquilo que é o jogador, este é ponta, este é médio… mas onde é que eles estão, que posição é que estão a ocupar no terreno de jogo? Isso é o mais importante! Ao intervalo disse aos jogadores o mesmo que disse em Portimão. Continuar a pressionar, continuar à procura, não baixar a guarda e quando tivéssemos a bola teríamos de ter qualidade e jogar de acordo com aquilo que é a nossa estratégia para o jogo."

Rio Ave-Benfica

Confiança aumenta com os triunfos

"Todas as vitórias trazem confiança. Os ciclos começam e terminam em função dos resultados. De nada vale ter esta vitória se no jogo seguinte não vencermos. O que mais confiança dá é a forma como a equipa trabalha. Temos de nos preparar bem, tendo sempre presente a nossa qualidade coletiva e individual. A confiança está lá. Quando nos sentirmos inseguros há que olhar para aquilo que é a tarefa e manter o foco. Fizemos um período muito bom de vitórias, um período menos bom em que não vencíamos e este triunfo permite-nos atingir a igualdade pontual [na liderança]. Temos de manter o foco no treino, na evolução que queremos e depois há que colocar em prática tudo aquilo que trabalhamos."

Rio Ave-Benfica

As substituições… a saída de Dyego!

"[A saída de Dyego Sousa ao intervalo] Tem a ver com esta questão das cinco substituições! Eu disse aos jogadores 'eu conto com todos’. O Zivkovic esteve para entrar, para uma situação em que senti que podia ser útil para a equipa jogar entre linhas e procurar a meia distância… Conto com todos! Digo-o desde a primeira hora! Temos muitos e conto com os melhores! O Dyego fez um trabalho fantástico porque era a nossa intenção. Sabíamos que o Rio Ave podia defender com três, o Dyego consegue trazer homens e depois tínhamos o Rafa a procurar a profundidade… Era importante começar o jogo com bola e depois trocar, e temos Seferovic e Vinícius que podem fazer esse tipo de movimentos e continuar na pressão. Correu muito, saiu, entrou outro e é isso que temos de fazer. Temos cinco substituições para fazer e toda a gente tem de dar o litro como deu hoje, e isso é um desgaste enorme para o adversário. O Seferovic saltou do banco e marcou um golo, curiosamente para a Taça de Portugal entrou e marcou dois golos. Vi os suplentes a levantarem-se e a apoiarem o colega. A equipa está junta, unida e quer muito dar alegrias aos adeptos, mas isso é algo que sinto desde o primeiro dia."

Weigl Rio Ave-Benfica

Julian Weigl: o homem do jogo

"Já vivemos isso no passado com outros jogadores, de chegarem e não terem o tempo que têm de ter para a adaptação. Tivemos esse caso recentemente com o Raul de Tomas... Pela exigência imediata, que é a de um rapaz que troca a Alemanha por Portugal sem conhecer a língua, a situação já estava a ir pelo mesmo caminho. Depois do ataque [ao autocarro] senti-o sempre tranquilo, e mais importante do que este golo foi a exibição fantástica que ele fez em Portimão. Este é um golo importante [1-2], dá um contributo à equipa, e com toda a certeza que sai daqui motivado, mas penso que a maior motivação e a grande resposta foi sair daquela situação que viveu."

Rio Ave-Benfica

O filme do dia a dia

"Nunca senti falta de empenho! A equipa entrou com uma enorme atitude e vontade de pressionar. Agora, onde é que temos de mostrar o nosso trabalho, união, empenho, motivação e de que realmente estamos juntos? É nos jogos! Mas vejo o filme, e o filme é no dia a dia, na relação pessoal que temos entre todos, da exigência que tenho para com eles, e que eles têm para mim, do Presidente para mim. Nada nos desliga, pelo contrário, continuamos unidos, focados e a trabalhar."

Rio Ave-Benfica

"Apostas? Muito no meu trabalho"

"Eu não sou nada de apostas. No ano passado quando aqui estive os adeptos cantaram-me os parabéns porque vencíamos, era o meu aniversário e saímos daqui praticamente com o Campeonato na mão. Disse aos meus jogadores que temos de continuar a trabalhar, sentir o empenho deles e vencer já o próximo jogo. Apostas nunca fiz, contudo, aposto muito no meu trabalho, tenho uma confiança enorme no meu trabalho e nada me tira a atenção sobre o meu trabalho. De resto... nada me distrai."

camisola principal e alternativa

"Final oito" da Champions em Lisboa

"Temos tido essas oportunidades e, para além das estruturas que temos, centros de estágio também muito bons, uma qualidade enorme e a visão de trazer estes eventos para Portugal, e julgo que este é o caminho. Já tivemos um Europeu e agora esta fase final é realmente um marco muito bom, a visibilidade que nos dá que, infelizmente, em outras situações nos tira. Essa tem de ser a maior reflexão para todos crescermos no sentido de realmente termos um contributo muito bom para aquilo que é a imagem do futebol português."

Texto: Diogo Nascimento e Sónia Antunes

Fotos: David Martins / SL Benfica

Última atualização: 18 de junho de 2020

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar