Futebol

29 junho 2020, 21h03

Bruno Lage

DECLARAÇÕES

Sport Lisboa e Benfica e Marítimo mediram forças na 29.ª jornada da Liga NOS. Na partida disputada nesta segunda-feira, na Madeira, triunfo para os insulares (2-0). Bruno Lage analisou o encontro e referiu que a falta de eficácia foi determinante.

Depois de uma primeira metade com os encarnados a tomarem conta das operações e a disporem de várias oportunidades para fazer balançar as redes adversárias, o velho lema tornou a ser o grande vencedor... Quem não marca, sofre! Dois contra-ataques viperinos, dois golos no espaço de cinco minutos: Correa, aos 74', e Rodrigo Pinho, aos 78', a sentenciarem o marcador num 2-0 final para os da casa.

"Tivemos uma entrada muito boa no jogo, criámos novamente várias oportunidades de golo na cara do guarda-redes, podíamos ter chegado ao intervalo a vencer por dois ou por três, não marcámos esses golos. Entrámos bem na segunda parte, a tentar controlar, o tempo vai passando, nós vamos mexendo para tentar marcar o golo, tínhamos de vencer, e depois, em dois grandes contra-ataques do Marítimo, eles fazem os golos", explicou Bruno Lage na entrevista rápida no relvado do Estádio do Marítimo.

"Não me recordo de grandes oportunidades do Marítimo, recordo-me, sim, dessas duas situações em que nos apanhou um pouco desequilibrados e sofremos os golos. Não conseguimos marcar e somos muito penalizados pela forma como não marcámos as oportunidades que criámos na primeira parte", vincou o técnico, que apenas falou neste momento após o jogo.

Texto: Sónia Antunes

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Última atualização: 30 de junho de 2020

Patrocinadores principais do Futebol


Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar